sábado, 6 de agosto de 2016

Dance Mania - A Little Less Conversation (JXL Vs Elvis Presley)

Da série "Músicas Que Você Ouvia e não Sabia o Nome"
Música: A Little Less Conversation
Ano: 2002

Camila Queiroz evita falar de Klebber Toledo e garante: 'Estou solteira'

Camila Queiroz evitou falar sobre namoro com o ator Klebber Toledo durante evento promovido pela Pantene neste sábado (6). De acordo com o 'Ego', a atriz passou todo o evento escoltada por sua assessora de imprensa.


"Estou solteira", garantiu a atriz. Depois, a atriz foi enfática: "Não vou falar mais sobre isso". Porém, sobre sua personagem em 'Êta Mundo Bom", a atriz não economizou palavras. "Ela foi o melhor presente que eu poderia ganhar. Quero que todo trabalho seja bom assim", disse.
Os boatos sobre o namoro de Camila e Klebber se tornaram maiores depois que os dois foram flagrados em um cinema no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (5). Apesar de saírem separados do local, eles foram embora no mesmo carro e passaram a noite na casa do ator.

Fonte: Correio da Bahia

Susana Vieira é flagrada indo para Maracanã em metrô lotado

A atriz Susana Vieira foi curtir a cerimônia de abertura dos Jogos Rio-2016 na noite de sexta-feira (5). Mas engana-se quem pensa que a loira optou por ir em seu carro ou de táxi.


Cariocas flagraram a atriz indo para o Estádio do Maracanã, local onde aconteceu a cerimônia, em um metrô lotado. A atriz estava acompanhada pela nora Luciana Cardoso e não se importou de ser fotografada pelos fãs. 

Novo namorado
No mês de junho, Susana anunciou que estava de namorado novo, mas manteve a identidade do novo amor em segredo. Mas, recentemente, foi revelado que a atriz está com o empresário Alain Rohr, de 61 anos.

Fonte: Correio da Bahia

Ginasta francês quebra a perna durante prova de salto


O ginasta francês Samir Ait Said fraturou a perna durante o momento mais tenso dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro neste sábado, 6. Ele, que disputava a segunda subdivisão da classificatória masculina da ginástica artística, caiu de mal jeito quando executava um salto sobre o cavalo.
O susto gerou comoção da torcida, a maior parte formada de brasileiros, e uma equipe médica rapidamente atendeu o atleta na Arena Olímpica da Barra. Samir, que foi retirado do tablado de competição e imobilizado, foi levado de maca por um hospital.
Na saída da arena, o francês foi bastante aplaudido pelos torcedores que estavam assistindo à competição.

Cirurgião plástico Ivo Pitanguy morre aos 90 anos


O cirurgião plástico Ivo Pitanguy faleceu hoje (6) aos 90 anos, no Rio de Janeiro. Pitanguy estava em casa, quando sofreu uma parada cardíaca, e não houve tempo para socorro.
A cremação será amanhã (7), às 18h, no Memorial do Carmo, no Caju. O corpo será velado a partir das 13h, em uma cerimônia reservada à família e amigos próximos.
O médico Ivo Hélcio Jardim de Campos Pitanguy nasceu em Belo Horizonte (MG), no dia 5 de julho de 1926 e, com o passar dos anos, se tornou um dos mais renomados cirurgiões plásticos do mundo. Professor e escritor, foi membro da Academia Nacional de Medicina e imortal da Academia Brasileira de Letras.
Filho de Maria Stael Jardim de Campos Pitanguy e do médico-cirurgião Antônio de Campos Pitanguy, Ivo Pitanguy cursou medicina na Universidade Federal de Minas Gerais até o 4º ano. Sem interromper os estudos, transferiu-se para a Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), para servir no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva, onde atuou na Cavalaria dos Dragões da Independência.
Sua formação cirúrgica começou no Hospital do Pronto-Socorro do Rio de Janeiro, atual Hospital Souza Aguiar. Como sua vocação era a cirurgia plástica, o jovem Pitanguy se inscreveu em concurso organizado pelo 'Institute of International Education', e ganhou uma bolsa de estudos como cirurgião residente do Serviço do Professor John Longacre, no Bethesda Hospital, nos Estados Unidos.
Após estágio em outros serviços de cirurgia plástica norte-americanos, retornou ao Brasil, onde foi convidado pelo professor Marc Iselin, que visitava o Hospital do Pronto-Socorro do Rio de Janeiro, para ser seu assistente estrangeiro em Paris. Permaneceu durante dois anos na capital francesa, antes de dar seguimento à sua formação profissional no Reino Unido.
Ali, percebeu a importância de transmitir os conhecimentos adquiridos, lembrando sempre da importância social da especialidade, que começava a surgir no Brasil. Pitanguy criou o Serviço de Queimados do Hospital do Pronto-Socorro e o primeiro serviço de cirurgia de mão e de cirurgia plástica reparadora da Santa Casa.
Foi professor de cirurgia plástica da Universidade Católica do Rio de Janeiro e do Instituto de Pós-Graduação Médica Carlos Chagas. Em 1961, com a colaboração de médicos residentes, atuou no atendimento às vítimas do incêndio do Gran Circo Norte-Americano, em Niterói, o que deu visibilidade à importância social da especialidade. A tragédia matou mais de 500 pessoas e deixou mais de 800 feridos com sequelas por queimaduras.
Inaugurou a Clínica Ivo Pitanguy em 1963, que se transformou em referência nacional e internacional para a cirurgia plástica. Em 2014, lançou sua biografia Viver Vale a Pena, na qual relembra fatos e pessoas que tiveram destaque em sua vida.
Em sua página na internet, a jornalista Hildegard Angel ressaltou dois traços do caráter do cirurgião plástico brasileiro Ivo Pitanguy: a compaixão pelo próximo e a solidariedade. "O que particularmente faz de Ivo Pitanguy objeto de minha admiração é sua longa vida de dedicação ao próximo. Um homem de sua projeção e importância poderia ser indiferente ao mundo à sua volta, arrogante com os demais. Não é o seu caso. Sua sensibilidade o levou a se dedicar durante toda sua trajetória profissional a uma enfermaria na Santa Casa da Misericórdia, promovendo ali operações gratuitas. Corrigindo defeitos de nascença ou anomalias adquiridas em acidentes ou por doenças, em pessoas que não poderiam arcar com intervenções de alto custo", mencionou.
A elogiada e reconhecida carreira de Ivo Pitanguy sofreu um baque em agosto de 2015, quando seu filho, o empresário Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, foi preso por atropelar e matar o operário José Fernando Ferreira da Silva, de 44 anos, na Rua Marquês de São Vicente, na Gávea, zona sul da cidade. O operário trabalhava nas obras de expansão do metrô da zona sul à Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. O empresário acabou beneficiado com liberdade provisória após pagar fiança de R$ 100 mil e foi indiciado por homicídio doloso.
*Com informações de Isabela Vieira

Anitta distribui foras em Willian Waack após participar do show de abertura

Rio - Após participar do show na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos ao lado de veteranos como Caetano Veloso e Gilberto Gil, a cantora deu entevista para o Jornal da Globo e distribuiu foras no apresentador Willian Waack.
Ao ser questionada sobre a relação com Caetano e Gil na música popular brasileira, Anitta não ficou por baixo e deu um corte em Wack. "Caetano e Gil são da minha geração. Eu cresci ouvindo esses dois – começou Waack, e logo foi cortado pela poderosa. "Mas eu também! Já existia, e a gente estava aí ouvindo", disse ela.


Novamente, Waack deu incertas sobre Anitta representar a música brasileira no exterior e levou outra cortada: "As pessoas têm que entender que, na música brasileira, as coisas se renovam. As pessoas nascem, podem vir a cantar, a se tornar um sucesso", disparou.
Para amenizar, o apresentador perguntou: "Você está falando em você?". "Não, em todas as pessoas dessa geração", finalizou a "meiga e abusada".

Fonte: Jornal O Dia

Ágatha e Bárbara saem atrás, reagem e derrotam dupla tcheca no vôlei de praia


Rio - O saldo do primeiro dia de competições foi positivo para o Brasil no vôlei de praia. Após Alison e Bruno baterem a dupla canadense pela manhã, foi a vez de Ágatha e Bárbara Seixas vencerem as tchecas Sluková e Hemannová. Com direito a muita vibração na Arena montada em Copacabana, as brasileiras venceram por 2 sets a 1 (19/21, 21/17 e 15/11). No Grupo B, as brasileiras voltam a jogar na segunda-feira, às 11h, contra as argentinas Ana Gallay e Georgina Klug.
A dupla brasileira saiu atrás na partida. O primeiro set foi das tchecas, que não deixaram a forte torcida contra pesar sobre sua concentração. Com isso, fecharam em 21 a 17 e deixaram todos preocupados na Arena do Vôlei de Praia.
O segundo set começou bastante disputado, mas o desfecho foi totalmente diferente. Ágatha e Bárbara foram engolidas pelos gritos e vibração da torcida brasileira e não se intimidaram. Mostraram que são as donas da casa e fecharam a parcial com um bloqueio, em 21 a 17.
No set desempate, mais uma vez jogar em casa fez toda a diferença dentro de quadra. As brasileiras saíram atrás, mas logo se recuperaram e fecharam em 15 a 11.

Fonte: Jornal O Dia

No tiro esportivo, Felipe Wu conquista a primeira medalha do Brasil na Rio-2016

Rio - Foi de arrepiar, desde o sufoco da fase classificatória até a final. Por um tiro, Felipe não conquistou a medalha de ouro na pistola de ar 10m. No último disparo, o brasileiro somou 10,1 contra 10,7 do vietnamita Hoang, que ficou com o primeiro lugar. Mas a prata, 1ª medalha do Brasil na Olimpíada do Rio, só confirma o talento deste paulista que é um fenômeno no tiro esportivo.


Para quem estava há um ano na 56ª posição, treinava no corredor improvisado de sua casa, em São Paulo, e hoje é medalhista olímpico, a prata tem gosto de ouro. Prova disso é que Wu foi ovacionado pela torcida no fim da prova e agradeceu emocionado.
Em terceiro chegou o chinês Pang Wei, que ficou com o bronze. O pódio foi emocionante. Em êxtase, o sempre contido Felipe beijou a medalha, vibrou com a torcida e sorriu feliz. Após fazer continência quando o hino do Vietnã era ouvido, o novo medalhista olímpico posou para fotos, mandou beijos para a torcida, que reverenciou Wu cantando o hino nacional à capela. Noventa e seis anos depois, o tiro esportivo dá uma nova medalha ao Brasil. Inesquecível.
"É uma sensação de dever cumprido. Minha equipe e eu nos dedicamos muito e esse ano tem sido muito bom para mim, pois já venci duas etapas da Copa do Mundo e cheguei ao primeiro lugar do ranking e ganhar aqui agora é muito bom. Até de manhã, não acreditava que a torcida poderia fazer a diferença, mas foi exatamente o que aconteceu. Senti uma energia muita boa vindo da arquibancada", comemorou o brasileiro.

Fonte: Jornal O Dia

Após crítica, Gisele surge sozinha na abertura na Rio 2016


Após muitas críticas de quem assistiu ao ensaio e viu a cena que Gisele Bündchen faria na abertura da Olimpíada Rio 2016, a modelo surgiu sozinha na noite desta sexta-feira, 5, e desfilou ao som da música "Garota de Ipanema".
Antes, ela seria abordada por um vendedor ambulante, mas, segundo alguns críticos, a situação remetia a uma tentativa de assalto, o que não pegaria bem para o Rio de Janeiro. Na cena, a top se assustaria após ser abordada pelo rapaz, que logo em seguida fugia da polícia.

Ovacionada
Na cerimônia, a top foi ovacionada pelo público e se tornou o assunto mais comentado das redes sociais. Internautas até chamaram a modelo de "Presidente do Brasil".
Nas redes sociais, Gisele revelou a alegria de fazer parte desse momento importante para o país e comentou sobre a força e garra do povo brasileiro. "Nós somos um povo batalhador, alegre, acolhedor e acredito que mostramos ao mundo a beleza da nossa diversidade", disse.

Fonte: Portal A Tarde

Onde está a atriz Tereza Seiblitz?


Ana Tereza Milanez de Lossio e Seiblitz, mais conhecida como Tereza Seiblitz, nascida no Rio de Janeiro em 29 de junho de 1964, atua no mundo das artes como atriz. Começou como bailarina e através da dança ingressou no teatro. Sua estréia na televisão foi na novela das 18hrs, Barriga de Aluguel, de Glória Perez, em 1990, da Rede Globo. Ficou 1 ano fora da TV, voltando somente em 1992 com a novela Pedra Sobre Pedra. Fez outras três novelas na emissora: Renascer (1993), Explode Coração (1995), e a mais recente, Fina Estampa (2011).
Tereza passou a se dedicar à sua vida pessoal, fazendo poucas aparições. É mãe de uma menina, Manuela, nascida em 1998, filha de um relacionamento rápido que teve com o ator André Gonçalves. Ela tem mais dois filhos: Vittório, nascido em 8 de junho de 2001, do relacionamento com o cineasta Luiz Fernando Carvalho, e Juliano, nascido em 8 de abril de 2006, do relacionamento com o músico Kiko Horta. Por causa dessa sua dedicação, recusou vários trabalhos, entre eles a novela O Clone (2001).
Além da televisão, ela atua também no cinema e no teatro, e no ano passado lançou o filme Cora Coralina - Todas as Vidas (sendo intérprete da personagem principal) e a peça Uma Mulher Vestida de Sol.
De todas as novelas que participou, seu maior sucesso continua sendo Explode Coração (1995), onde interpretou a espanhola Dara Sbano, cigana que não se conforma com o destino das mulheres ciganas e sonhava em trabalhar e ser independente. Sua personagem ajudou a popularizar o próprio nome, pois enquanto nos anos 80 eram um pouco menos de 200, nos anos 90 esse número passou para 7648.

Tereza com seu filho, Juliano, em 2014