quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Paralimpíada é aberta com emoção, luzes, dança e música brasileira

A organização da cerimônia de abertura usou muitos recursos de projeção de luz para simular cenários e interagir com os figurantes
Foi mais uma bela festa no Maracanã. Com intensa participação do público, os Jogos Paralímpicos Rio 2016 foram abertos. Teve dança, muita música brasileira e momentos emocionantes. O espetáculo, dirigido por Vik Muniz, Marcelo Rubens Paixa e Fred Gelli, alternou momentos de muita intensidade com calmaria.
Assim como nas cerimônias dos Jogos Olímpicos, a organização usou muitos recursos de projeção de luz para simular cenários e interagir com os figurantes. No final, o nadador Clodoaldo Silva acendeu a pira paralímpica e deu início aos jogos.

Megarrampa
No início da festa o cadeirante norte-americano Aaron “Wheelz” desceu uma megarrampa erguida no Maracanã. Não houve qualquer pausa para aumentar a tensão. Tão logo os holofotes miraram em “Wheelz”, ele desceu a rampa e passou por dentro de um círculo. O círculo disparou fogos de artifício enquanto o atleta dava uma pirueta no ar com sua cadeira. Foi o início da cerimônia, que levou o público à loucura no Maracanã.
O Hino Nacional foi executado pelo renomado pianista e maestro brasileiro João Carlos Martins. Mundialmente reconhecido por sua habilidade, o maestro e pianista tem as mãos parcialmente atrofiadas por uma série de problemas físicos. Enquanto tocava o hino ao piano, figurantes com guarda-sóis fizeram desabrochar a bandeira brasileira no campo do Maracanã. Mais um momento de muitos aplausos no estádio praticamente lotado.

As peças de quebra-cabeça, que traziam os rostos dos atletas estampados, formaram um coração no meio do campo

A própria organização da cerimônia admite que a entrada das delegações é um dos momentos mais difíceis, pelo desafio de manter o público interessado. Para minimizar o desafio, os idealizadores pensaram em uma interação dos atletas com a cerimônia. Entrando depois de apenas meia hora de espetáculo, cada uma das delegações trouxe uma peça de quebra-cabeça.
A delegação brasileira entrou por última, às 20h30 e o público celebrou como se fosse uma final de Copa do Mundo. Para a entrada da delegação anfitriã, última a entrar no estádio, foi executada uma música diferente de todas as outras. O Homem Falou, de Gonzaguinha. O público pulou e celebrou os atletas brasileiros ao som do refrão “a festa vai apenas começar”. Os 286 atletas e comissão técnica do Brasil revigoraram o ânimo do público.
Juntas, as peças de quebra-cabeça, que traziam os rostos dos atletas estampados, formaram um coração no meio do campo. Com ajuda de projeções de luz, o coração parecia pulsar diante dos olhos de todos. Um festival de fogos iluminou os céus do Rio de Janeiro, em mais um momento de arrepiar.

Nuzman exalta povo brasileiro
Em seu discurso, o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, falou em construção de um mundo novo, onde não haja diferenças entre as pessoas. “Celebramos um novo desafio, construir um mundo novo. Mais justo e fraterno, onde todos possam caminhar, lado a lado sem obstáculos. É uma lição difícil, que nos faz mais fortes. Quando todos duvidam, nós brasileiros crescemos. Somos o país das realizações impossíveis. Estamos juntos pela igualdade entre as pessoas. Gente que mesmo parecendo diferente tem o mesmo coração”, disse.

Saiba Mais

Quando agradeceu aos governos federal, estadual e municipal, o público vaiou. Foram ouvidas vaias, aplausos, gritos de Brasil, “Fora Temer” e assobios. O presidente do comitê ficou em silêncio por instantes enquanto a arquibancada mostrava diferentes tipos de reação. Ele olhava para o público e apenas esperou. Depois, retomou sua fala dizendo que terminava o discurso de coração aberto para os atletas e foi muito aplaudido.

O presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), Phillip Craven, exaltou os atletas paralímpicos. “Eles vão te surpreender. Mais que tudo, vão mudar vocês. Vocês verão obstáculos como oportunidades e no Rio terão a oportunidade de fazer um mundo mais justo. Seus valores deixam claro o que vocês apoiam e quem vocês são. Com seu desempenho, contem sua história, como a esperança sempre vence o medo. Somos parte de um só mundo”.

Ao som de Sergio Mendes tocando Edu Lobo, a atleta e bailarina norte-americana do snowboard, Amy Purdy dançou com um robô

Balé paralímpico
Ao som de Sergio Mendes tocando Edu Lobo, a atleta e bailarina norte-americana do snowboard, Amy Purdy, encantou o público com uma coreografia que incluiu samba e ritmos mais lentos. Amy dançava com graça e leveza usando próteses nas duas pernas. Seu parceiro era um robô fabricado por uma empresa alemã. A máquina conseguiu acompanhar a atleta nos passos mais lentos, mas quando o gingado tomou conta da coreografia, o robô não a acompanhou e a atleta saiu muito aplaudida.
Um dos momentos mais emocionantes da cerimônia foi o revezamento da tocha e acendimento da pira. A ex-atleta brasileira Márcia Malsar levou a tocha por parte do campo do Maracanã. Ela fez parte da delegação brasileira que ajudou a impulsionar o esporte paraolímpico com a boa campanha nos Jogos de Nova York/Stoke Mandeville-1984.
Márcia, que tem paralisia cerebral, caminhava com muita dificuldade, mesmo com auxílio de uma bengala. Chovia bastante na hora. No meio do trajeto, Márcia caiu no chão. No mesmo instante em que era ajudada a se levantar, o público ficou de pé e começou a aplaudir a ex-atleta.
A para-atleta pegou a tocha do chão e se levantou devagar, muito aplaudida. Cada passo restante era acompanhado pelas palmas do público até que ela entregasse a tocha para a ex-velocista Ádria Santos.

Pira paraolímpica
A pira paralímpica
O escolhido para fechar o revezamento foi o nadador brasileiro Clodoaldo Silva. Com a tocha em mãos, o nadador se aproximou da escadaria que dava acesso à pira e olhou para o público, como se perguntasse como subiria com sua cadeira de rodas. Então, a escadaria se abriu e transformou-se em uma rampa e Clodoaldo pode chegar à pira, igual à utilizada nos Jogos Olímpicos.
O nadador brasileiro, que faz sua última Paralimpíada no Rio de Janeiro, tem treze medalhas em quatro edições dos jogos. Perto das 22h, Clodoaldo acendeu a pira, sob aplausos de um público muito participativo durante grande parte do evento. A cerimônia terminou com as músicas E Vamos à Luta, de Gonzaguinha e É Preciso Saber Viver, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

Fonte: BBC

STF nega pedido para anular impeachment de Dilma Rousseff


Tribuna Hoje - O ministro Teori Zavascki, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou nesta quinta-feira (8), o pedido de liminar da defesa da ex-presidente Dilma Rousseff para a anulação do processo de impeachment que cassou o mandato da petista.
O recurso negado também impede a realização de um novo julgamento do caso. As informações foram divulgadas pela assessoria do STF.
O advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, argumentou no mandado de segurança que houve uma mudança no chamado “libelo”, a peça acusatória utilizada no julgamento, para a inclusão de um dispositivo legal para caracterizar o crime de responsabilidade fiscal, o que prejudicou o direito de defesa.
Com base nesse argumento, a defesa da ex-presidente pediu que o Supremo conceda uma medida liminar para restabelecer a interinidade de Michel Temer na Presidência da República, enquanto não transitar em julgado o pedido pela anulação da decisão do Senado que condenou Dilma e a realização de um novo julgamento do impeachment.

Dance Mania: Rock and Roll All Nite, de Daytona, mais um remake brasileiro que se tornou um sucesso

Rock and Roll all Nite é uma música da banda Kiss, originalmente lançada em 1975. Em 2004, um grupo brasileiro de nome Daytona fez a versão dançante do hit, que veio a integrar a edição de 2005 da série As 7 Melhores, da Jovem Pan, distribuída pela Building Records.
Assista seu videoclipe:

Filha do cantor Michael Jackson, Paris, se muda para mansão onde ele passou sua infância

Paris Jackson, de 18 anos, acaba de dar um passo a mais no relacionamento com o namorado, Michael Snoddy, com quem vira e mexe é vista trocando carinhos em público. De acordo com o site 'Page Six', a filha deMichael Jackson se mudou com o amado para a mansão de Los Angeles onde seu pai viveu e gravou canções marcantes como "Billie Jean" e "Beat It".
Fontes da publicação dizem que o casal apaixonado adotou ainda um cão, Koa, e que eles, podem ter, inclusive, se casado em segredo. Snoddy, que era um entregador de pizza quando começou a sair com Paris há seis meses, já teria largado o emprego em Malibu.
"Michael [Snoddy] largou o emprego por volta de julho e eles se mudaram para a casa onde Michael [Jackson] cresceu", disse uma fonte próxima a Paris ao 'Page Six'. "Agora eles estão tentando ser uma família feliz. Eles se referem a si mesmos como uma família", afirmou.
Ainda segundo o site, a casa foi comprada pelo avô de Paris, Joe Jackson, no auge do sucesso do grupo 'Jackson 5'. Michael viveu no local até 1988, data em que se mudou para o famoso rancho Neverland. Já Paris, que recentemente fez uma tatuagem em homenagem ao pai, estava morando em Calabasas, na Califórnia, com sua avó e seus irmãos.
O 'Page Six' ainda não conseguiu uma resposta oficial dos representantes de Paris.

Fonte: EGO

Idoso assalta banco para ser preso e ficar longe da mulher

Estados Unidos - Uma situação inusitada chamou a atenção de moradores do Kansas na última sexta-feira. Um idoso foi preso após assaltar um banco e, ao ser levado pelos policiais, afirmou que ficar atrás das grades é melhor do que viver com a esposa. "Prefiro estar preso do que em casa", declarou Lawrence J. Ripple, de 70 anos.


Segundo a polícia, Lawrence brigou com sua esposa e, logo em seguida, foi a uma agência bancária da sua cidade para praticar o crime. Ele entregou a um funcionário uma mensagem dizendo que estava armado e que exigia o dinheiro do caixa.
Após ter recebido cerca de 3 mil dólares, ele sentou-se na porta da agência e esperou a chegada da polícia. Quando os agentes chegaram, o homem explicou que tinha cometido o crime porque não soportava continuar vivendo com sua esposa. "Eu sou o cara que vocês procuram", disse Ripple aos policiais.
O dinheiro roubado foi devolvido ao banco e o idoso foi preso, como desejava.
Com informações da AFP

Argentino morre ao cair de cachoeira na Colômbia enquanto tirava "selfie"

Um turista argentino, identificado como Nicolas Lang, morreu na Sierra Nevada de Santa Marta ao cair de uma cachoeira enquanto tentava tirar uma "selfie", informaram nesta quinta-feira autoridades locais.
O secretário de Saúde da prefeitura de Santa Marta, Larry Javier Laza, afirmou à Agência Efe que o acidente aconteceu na cascata de Marinka, no corregimento de Minca, situado a 20 minutos da capital do departamento de Magdalena.
O argentino, de 23 anos, "aparentemente teria escorregado quando tentava tirar uma fotografia e, ao cair, sofreu um traumatismo cranioencefálico", detalhou Laza.
"Esta pessoa foi transferida pela comunidade e, quando estavam a caminho de Santa Marta, foi recolhida pela ambulância para atender a emergência. Infelizmente, pela gravidade dos ferimentos, morreu na Clínica Mas Caribe quatro horas depois do acidente", acrescentou Laza.

Fonte: Terra

Famosos Que Sumiram: Íris Bruzzi, atriz


Íris Bruzzi nasceu no Rio de Janeiro-RJ em 16 de fevereiro de 1935. Participou de novelas na Rede Globo como Corpo a Corpo (1984), Vale Tudo (1988) e Pecado Capital (1998), sendo Belíssima (2005) seu último trabalho na emissora.
Assim como outros famosos, ela já criou polêmicas, como ter afirmado adorar casacos feitos com pelo de vison e que não se importa com a morte desses animais. Essa declaração está na 52ª edição da Revista Veja, de dezembro de 2006.
Entrou em 2006 na Rede Record na novela Vidas Opostas, seguindo na emissora até 2014, quando esta decidiu não renovar mais contrato com Íris. Mesmo estando longe das telas, ela continuou sendo notícia, pois diante deste caso, a atriz não teve outra saída, a não ser entrar com um processo contra a emissora na justiça do trabalho com a esperança de ser reconhecida como funcionária. Em 2016, ela venceu a ação contra a Record. “Tinha minha vida, minhas contas para pagar. Tive que entregar meu apartamento, vender minhas coisas e vir morar com meu filho nos Estados Unidos. Eu chorava, me senti muito humilhada”, disparou.
O valor da indenização pode ter chegado à 1,5 milhão.
E não foi só dela que a Record recebeu processo. Teve também o dos atores Cécil Thiré, Raquel Nunes, André Segatti e o do casal Paloma Duarte e Bruno Ferrari.

Claudia Raia será dona de posto em ‘A Lei do Amor’ e vai viver rodeada de frentistas gatos


Claudia Raia está pronta para o que faz melhor: divar na nossa cara! Porque, para viver uma mulher que dá a volta por cima na vida à frente de um posto de gasolina que tem como atração especial frentistas gatos, tem que ser muito poderosa!
A atriz será Salete, uma das personalidades mais queridas da fictícia São Dimas. Para cima, a personagem de Claudia sabe aproveitar muito bem a vida ao lado de seus funcionários bapho,que idolatram a patroa.

Silvio de Abreu conhece cidade cenográfica de 'A Lei do Amor' e posa ao lado de Claudia Raia e da diretora artística Denise Saraceni (Foto: Cesar Alves / TV Globo)

Fique ligado e não perca nada da nova novela das 9! A Lei do Amor é escrita por Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari, com direção artística de Denise Saraceni e direção geral de Natália Grimberg.

Fonte: Gshow

Mariana Rios será a repórter da temporada atual do 'The Voice - Brasil'


A cantora e atriz Mariana Rios se juntará ao time do programa The Voice Brasil, atuando como repórter. "Muito feliz", escreveu no Instagram em comemoração de seu trabalho.
Ela ficará no cargo que foi exercido por Daniele Suzuki (na 1ª e na 4ª temporada), Miá Melo (2ª) e Fernanda Souza (3ª).
A estréia do programa está marcada para outubro.

Gafe: Rick Bonadio faz comentário no programa 'X-Factor' e cria polêmica

O produtor musical Rick Bonadio criou uma 'treta' com o pessoal do Twitter ao comentar sobre música de meninos, já que desde a estreia do reality (no dia 29), três participantes do programa cantaram Mariah Carey, Lady Gaga e Rihanna.

"Eu sinto falta de meninos cantando música de meninos, com mais atitude, hip hop [...]"

Ninguém, muito menos eu, sabia da existência de gênero pra música. Mas, só ele mesmo pra achar isso.

Bruno Gagliasso faz tatuagem com o nome da filha, Titi


O ator Bruno Gagliasso decidiu homenagear a filha Chissomo e tatuou o nome dela no peito. Em letras maiúsculas, a tatuagem apareceu nas fotos da campanha que o galã estreou para a mais nova campanha da Havaianas.
Chissomo, apelidada de Titi, foi adotada há alguns meses por Gagliasso e a a atriz Giovanna Ewbank no Maláui, país da África. Na língua nianja, o nome da criança significa "Graça".

Fonte: Portal A Tarde

Angelina Jolie e Brad Pitt dão apoio à decisão de Shiloh em mudar de nome


Há um bom tempo, Shiloh, a filha de nove anos de Angelina Jolie e Brad Pitt, começou a se vestir com roupas masculinas. Os pais nunca recriminaram a filha e seguem dando suporte. Agora, Shiloh pede para ser chamada de "John" e recebe apoio dos pais.
Conforme informações do site norte-americano Radar Online, Angelina e Brad consultaram um especialista para entender questões de gênero e receber orientações de como agir com Shiloh.
Em declarações à imprensa, o casal já disse que a filha se identifica como menino. Em uma entrevista à Ophra Winfrey, Angelina falou que Shiloh pensa ser um dos irmãos. Brad Pitt, também presente no programa, completou: "Se eu digo 'Shi, você quer...', ela me interrompe e diz 'John, sou John'. Então eu digo: 'John, você quer suco de laranja?'. E aí ela responde: 'não!'".

Fonte: Portal A Tarde

Relembre U.S.U.R.A., um dos grupos de maior sucesso dos anos 90


U.S.U.R.A. foi um projeto de euro-dance formado em 1992 e com cinco componentes: Alessandro Gilardi, Claudio Varola, Elisa Spreafichi, Michele Comis e Walter Cremonini. Ficaram conhecidos ao lançar a música Open Your Mind no mesmo ano de sua criação, que ficou em segundo lugar na Itália, país de origem do projeto; em terceiro na Áustria e na Suíça e em quarto lugar na Bélgica. Chegaram a lançar vários outros hits, mas nenhum ficou tão conhecido quanto este.
Eles se separaram em 1998, mas cada um continuou no mesmo universo musical, como por exemplo, entrar em grupos novos ou produzir músicas.

Reveja Open Your Mind e outros:




"Aquarius" se torna símbolo da resistência contra Michel Temer


O filme brasileiro "Aquarius", indicado à Palma de Ouro em Cannes e recentemente lançado no Brasil, se transformou em um símbolo da resistência do mundo artístico ao governo conservador de Michel Temer. A polêmica começou em Cannes em maio, quando no tapete vermelho da maior vitrine do cinema internacional o diretor Kleber Mendonça Filho e seu elenco, que inclui a estrela Sônia Braga, levantaram cartazes que denunciavam "um golpe de Estado" no Brasil.
No outro lado do oceano, a então presidente Dilma Rousseff acabava de ser afastada pelo Senado, à espera do julgamento de destituição que chegou ao fim na semana passada. O longa-metragem estreou no Brasil no dia 1º de setembro, exatamente um dia depois do impeachment e se transformou em um símbolo do descontentamento da esquerda intelectual, que tem lotado as salas de cinema e acompanha as projeções com aplausos e gritos de "Fora Temer!".

"Coincidência paranormal"
Sem tratar diretamente sobre a crise, o filme "acaba sendo muito político", diz Kleber Mendonça Filho. Sônia Braga encarna a Clara, uma jornalista aposentada que se nega a abandonar seu apartamento em frente à praia em Recife, apesar das pressões de uma construtora que quer substituir seu edifício por um complexo imobiliário de luxo.
É uma "coincidência paranormal" com a trama política do Brasil, afirma o diretor. "A história do filme pode ser vista como a história de Dilma, algo que francamente nunca planejei: uma mulher que está sendo desalojada de maneira injusta. Existem por trás poderes que querem que ela saia", afirmou Mendonça Filho.
Nos primeiros quatro dias de exibição, o filme teve 55 mil espectadores - um número significativo para uma produção local - e se encontra entre os 16 longas brasileiros que aspiram representar seu país na competição pelo Oscar de melhor filme estrangeiro. Outras polêmicas, sobre a classificação do filme somente "para maiores de 18 anos" (depois modificada para maiores de 16) e sobre os membros da comissão que escolherá o representante para o Oscar, colocaram o trabalho de Kleber ainda mais em evidência no atual contexto político.

Chico Buarque, Caetano Veloso e "Fora Temer!"
Desde que Temer assumiu o comando do Brasil, ainda como presidente interino, empreendeu uma série de reformas que geraram rejeição nos setores de esquerda e em grande parte da classe artística, como a extinção do Ministério da Cultura, uma decisão que depois de muitos protestos e ocupações foi revertida. Artistas como Caetano Veloso e Chico Buarque se juntaram à essa oposição: Caetano Veloso publicou uma foto nas redes sociais com um cartaz escrito "Fora Temer" antes de subir ao palco da abertura dos Jogos Olímpicos em agosto, e em seus shows na Europa o público tem cantado palavras de ordem contra o novo presidente.
Chico, por sua vez, acompanhou o ex-presidente Lula na tribuna de honra durante a sessão em que Dilma se defendeu no Senado, já na etapa final de seu julgamento. "Os agentes da cultura são como uma caixa de ressonância, como um espaço privilegiado de reflexão sobre as principais questões nacionais", disse Edson Farias, professor de Sociologia da Universidade de Brasília.
Entretanto, Farias acredita que o alcance das manifestações desses grupos de elite na sociedade brasileira ainda é bem limitada. "Essas atitudes, seja a de Chico ou do elenco do filme 'Aquarius', indicam um prestígio que ainda existe entre os artistas, mas a possibilidade de ressonar dentro dos círculos de poder legislativos, judiciário e do governo brasileiro ainda é distante", ponderou.

Fonte: Correio do Povo

Dance Mania: ouça o álbum The Annual 2000, da Ministry of Sound



Na entrada do ano 2000, a Ministry Of Sound lançou o álbum The Annual 2000. Com 2 CDs, sendo um mixado por Judge Jules e o outro por Tall Paul, a coletânea reúne os grandes sucessos da época, como:
  • Sunset (Bird Of Prey) (Fatboy Slim)
  • Groovejet (Spiller)
  • Pasilda (Afro Medusa)
  • Sunday Shoutin (Johnny Corporate)
  • Camels (Santos)
  • Joey Negro Feat. Taka Boom (Just Be The Music)
  • Sexual (Amber)
  • Dooms Night (Azzido da Bass)
  • Silence (Delerium Feat. Sarah McLachlan)
  • Kernkraft 400 (Zombie Nation)
  • Toca's Miracle (Fragma)
  • It Feels So Good (Sonique)
  • Lady (Hear Me Tonight) (Modjo)
  • You See The Trouble With Me (Black Legend)
  • Sandstorm (Darude)
Ouça aqui: The Annual 2000 (CD1/CD2)