terça-feira, 4 de abril de 2017

Arquiteta Chu Ming Silveira, criadora do orelhão, completaria 76 anos hoje

Nome: Chu Ming Silveira
Data de Nascimento: 04 de abril de 1941
Local: Xangai (China)
Profissão: arquiteta e design
Data de Morte: 18 de junho de 1997


A arquiteta sino-brasileira e criadora do orelhão Chu Ming Silveira, é tema de uma homenagem do Google em forma de Doodle. Esta mulher nasceu na cidade de Xangai em 04 de abril de 1941, sendo a segunda de quatro filhos. Era filha de Shui Young Queen e Chu Chen, um engenheiro civil que, durante a guerra, serviu às forças armadas nacionalistas do militar e político Chiang Kai-Shek.
Chu Ming recebeu o nome ocidental de Verônica ao ser batizada, junto com sua família, na religião católica no final de 1940, quando todos decidiram deixar a China.
Todos chegaram ao Brasil depois de uma viagem de navio que durou três meses, aportando na cidade do Rio de Janeiro em 1951. Chu Ming formou-se em arquitetura no ano de 1964 na Universidade Mackenzie, em São Paulo, e em 1972, lançou o Orelhão, projeto de cabines ovais para telefones públicos.
Casou-se com o engenheiro paulista Clóvis Silveira, com quem teve dois filhos, Djan, nascido em 1971, e Alan, nascido em 1976.


O Orelhão hoje
Apesar de ser cada vez mais difícil encontrar alguém usando um Orelhão no Brasil por conta do crescimento no número de celulares, ainda há cerca de 50 mil protetores telefônicos instalados no país. Com a popularidade do projeto, a ideia ganhou ao longo dos anos adaptações no Peru, Colômbia, Angola, Moçambique e na China, país onde a arquiteta nasceu.

Orelhão em Belo Horizonte (MG)