quinta-feira, 20 de abril de 2017

Morre aos 86 anos a atriz Neuza Amaral

Neuza em 'Selva de Pedra', um dos maiores sucessos da televisão brasileira
Neuza Amaral, atriz conhecida por ter atuado nas novelas 'Irmãos Coragem' (1970), 'Irmãos Coragem' (1972) e 'Cabocla' (1979) - todas veiculadas pela Rede Globo -, morreu aos 86 anos na manhã de ontem (19) em decorrência de uma embolia pulmonar. Nascida em São José do Barreiro, interior de São Paulo, em 1º de agosto de 1930, começou sua carreira artística na segunda metade da década de 1950 no Rio de Janeiro na Rádio Tupi, onde encontrou dificuldades, até transferir-se para a Rádio Record, em São Paulo, onde fazia locução e programas de auditório, entre outras variedades. Sua vida de atriz se deu em 1957, quando foi contratada pela Rede Record de São Paulo e estrelou as novelas Alma da Noite e Mansão dos Daltons. Em seguida, foi para a Excelsior, onde fez a novela 2-5499 Ocupado, com Tarcísio Meira, Glória Menezes e Lolita Rodrigues.
Voltou a morar no Rio em 1967, e por meio de um amigo em comum, foi apresentada ao diretor de televisão Boni, que logo a convidou para trabalhar em A Sombra de Rebecca. Viveu a primeira grande vilã da televisão na novela das sete A Grande Mentira (1968), Veridiana Albuquerque. Participou da primeira versão de Irmãos Coragem (1970), vivendo a professora Branca, e Selva de Pedra (1972), como Walkíria, que assassina o amante por ciúmes da filha, Flávia (Sônia Braga).
Em “Bravo”, de 1975, a personagem que ela interpretou passava por uma cirurgia plástica. E Neuza Amaral convenceu a autora, Janete Clair, de que poderia ser submetida a uma cirurgia de verdade, para que realmente tivesse feições diferentes, depois de concluída a operação.
Foi em 1979 que Neuza interpretou Emerenciana na primeira versão de Cabocla. A personagem era mulher do Coronel Boanerges (Cláudio Corrêa e Castro) e às vezes mais política do que o próprio marido.
Esteve também no elenco de Pecado Rasgado (1979), como a viúva Eunice; Paraíso (1981), interpretando a empregada Josefa, apaixonada pelo próprio patrão; Sinhá Moça (1986), como a simples dona de casa Inez; e Brega & Chique (1987), como Lucy, que era super chegada numa bebida. À partir dos anos 90, Neuza se afastou da carreira artística para exercer o cargo de vereadora na cidade do Rio de Janeiro. Há cerca de 10 anos, morou em Araruama, trabalhando como controladora geral da cidade.
A atriz, que deixou um filho e dois netos, foi sepultada no Cemitério Israelita de Vilar dos Teles, localizado em Belford Roxo, interior do RJ.

O corpo da atriz Neuza Amaral foi enterrado em Belford Roxo, no RJ