sábado, 13 de maio de 2017

20 anos após condenação por assassinato de atriz, Guilherme de Pádua celebra sua união na igreja

Guilherme de Pádua espera Juliana entrar na igreja
Nesta sexta-feira (12), o antes ator e hoje pastor Guilherme de Pádua, de 47 anos, esteve na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, para a comemoração de sua união com a maquiadora Juliana Lacerda, de 30 anos. O casal já tinha feito a cerimônia no civil no dia 14 de março em um fórum da cidade.

Juliana Lacerda

O criminoso foi condenado a 18 anos pelo assassinato de Daniella Perez, atriz, filha da autora de novelas Glória Perez, e morta com 18 tesouradas em todo o corpo. O crime foi cometido juntamente com sua então esposa, Paula Thomaz, que tinha apenas 19 anos, em 28 de dezembro de 1992. "Me casei com o Guilherme de Pádua de hoje, e não do passado", diz ela, que apesar das críticas, acredita muito na mudança do marido. "Desde o começo, já sabia quem ele era e nunca me preocupei com o passado, porque na igreja ele é acompanhado há 17 anos por muitos pastores sérios e sei do histórico dele, sei também que o Guilherme realmente mudou desde que se converteu".
Daniella e Guilherme, na época do crime, foram par romântico na novela 'De Corpo e Alma', que ficou no ar de agosto de 1992 até março de 1993. Por conta da tragédia, Glória proibiu qualquer reprise dessa novela, que é uma das poucas que nunca foi ao ar nem no Vale A Pena Ver de Novo, nem no Canal Viva.

Guilherme de Pádua e Juliana Lacerda
Guilherme terminou seu casamento com Paula Thomaz depois que saíram da prisão, em 1999. De 2006 até 2013, foi casado com a produtora de moda Paula Maia, que frequentava a mesma igreja que ele, a Lagoinha.

Daniella Perez foi morta em 28 de dezembro de 1992, aos 22 anos, quando ainda estava no ar na novela das oito De Corpo e Alma