sábado, 27 de maio de 2017

Aécio Neves: de 'querido' dos famosos a motivo de decepção

Durante a campanha presidencial de 2014, na qual Dilma Rousseff foi reeleita, alguns famosos declararam publicamente apoio ao adversário da petista, o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Após a divulgação dos áudios do empresário Joesley Batista, proprietário da JBS, na qual o tucano foi gravado articulando pagamento de propinas e um esquema para frear a operação Lava Jato, algumas das celebridades se manifestaram dizendo estarem “decepcionados” e cobrando justiça na política nacional, doa a quem doer. 
Além dos nomes citados no decorrer do texto, o Jornal do Brasil tentou contato com o ex-treinador da Seleção Brasileira de vôlei, Bernardinho, filiado ao PSDB, que também declarou apoio público à candidatura do senador afastado. Contudo, a redação não obteve retorno. Bernardinho é sócio de Alexandre Accioly, dono da rede de academias Bodytech e apontado como suposto operador de Aécio Neves. Ele nega as acusações.
Os áudios divulgados, aliados ao depoimento dos irmão Batistas, proprietários da gigante frigorífica, repercutiram e geraram ataques às figuras públicas que apoiaram o então senador, em 2014. Alguns inclusive chegaram a apagar as publicações nas redes sociais nas quais aparecem ao lado do tucano. Casos do apresentador Luciano Huck e do ex-jogador e atual comentarista esportivo, Ronaldo. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o apresentador negou que tenha deletado as imagens, mas o fato é que não existe mais nenhuma imagem em que os dois aparecem juntos nas redes sociais de Huck.
Já o ex-craque Ronaldo comentou a situação política do país, em entrevista recente ao canal esportivo Fox Sports, e mesmo sem citar o amigo, pediu mudanças e punições aos corruptos.

Veja algumas declarações:
Ronaldo, ex-jogador de futebol - Em relação à vida política, o país vem sofrendo decepção atrás de decepção. O Brasil precisa de uma limpeza geral daqueles que não prestam. Estas pessoas deveriam deixar a vida pública.

Ronaldo Fenômeno e Aécio Neves
Luciano Huck, apresentador: É evidente a minha enorme decepção e tristeza com tudo o que veio à tona em relação não só a um amigo, mas a alguém que foi governador, senador e que recebeu mais de 51 milhões de votos numa eleição presidencial recente. Que atire a primeira pedra quem nunca se surpreendeu negativamente ou se decepcionou com um amigo. Não vou renegar minha relação de amizade com ele, nem mesmo em um momento tão negativo da sua vida. Mas é importante que se diga que nunca misturei amizade com política ou negócios em nossa relação. Não faço a menor ideia da origem destas imagens. Todas as fotos que rodaram nas redes esta semana são muito antigas, não tem nada recente. Podem ter sido postadas nas redes do Aécio, por exemplo. O que posso te garantir com toda a sinceridade é que não apaguei foto alguma recentemente em função dos acontecimentos da semana passada. Acho igualmente importante registrar que considero gravíssimos os fatos recentemente divulgados sobre sua conduta. Se forem comprovados, devem ser punidos com rigor dentro do que determina a Justiça. São comportamentos que refletem de forma emblemática boa parte daquilo que queremos banir da nossa sociedade. À exceção de Aécio, nenhuma destas figuras é ou foi meu amigo. São, isto sim, pessoas com as quais em circunstâncias diversas estive junto por motivos também diversos.

Luciano Huck tinha altas intimidades com Aécio Neves
Ana Paula, ex-jogadora de vôlei - Que a lei seja aplicada a absolutamente todos, sem exceção. Quem luta pelo Brasil de verdade, não protege político algum. Se Aécio fez, tem que pagar -- tanto quanto Lula! Temer também! O Brasil precisa caminhar para o império da lei, ou acaba como país. Votei em Aécio sim, mas mudo tran-qui-la-men-te de opinião em relação a qualquer político.

Marcelo Serrado, ator - Tínhamos que nos unir e tornar a corrupção crime hediondo. Eu votei no Lula duas vezes, e no Aécio também. Se eles fizeram coisas ilegais, que paguem por isso. Temos que parar de achar que há heróis na política. Eles não estão nem aí pra gente. Estive uma vez no Senado fazendo pesquisa para uma personagem e vi senadores da esquerda e da direita se abraçando rindo, marcando jantar. Sim, esses que se odeiam na frente das câmeras. Enquanto discutimos, eles riem da gente. Faça democracia no dia a dia na sua vida, já daremos um passo grande com isso. Não me arrependo de ter me posicionado, fui contra o governo anterior e sou contra esse que está aí. Eu sou contra o Michel Temer. É uma burrice achar que esse governo seria uma solução. Sou a favor das Diretas Já. Não tem como defender ninguém.

Márcio Garcia, ator e apresentador - Só agora a ficha caiu. E esta é a minha sensação: rasgaram o nosso país. Que vergonha pra todos nós. Acho que neste momento não há um único brasileiro orgulhoso, muito menos com orgulho do seu voto pra Presidente. Nenhum. Me incluo em primeiro lugar. Não existe um eleitor neste país que não esteja decepcionado com o seu "candidato". Fomos todos enganados, iludidos por falsos discursos, apertos de "mãos grandes", e promessas vazias. A única coisa que nos resta é clamar por justiça. Exigir justiça. Que ela faça sua parte e prenda todos os corruptos deste país. Sem exceção. Doa a quem doer. Eu quero um país decente pros meus filhos viver. Com ensino público de qualidade, com emprego, com segurança, com uma saúde pública com o mínimo de eficiência. Chega de roubalheira. Chega de esquema. Chega de jeitinho brasileiro.

Latino, cantor – Aécio é meu amigo pessoal. Se ele errou, vai ter que pagar. Nós vivemos em um país de hipocrisia, onde muitos sonegam. Quem nunca levou vantagem em alguma coisa? Sou contra a corrupção e torço para um país melhor. Porém, não posso julgar uma pessoa que ainda não fez valer o seu direito de resposta.

Alexandre Frota, ator – Sou mais um brasileiro que não suporta mais essa pilantragem. Esses constantes assaltos que fazem aos cofres públicos. Preteriram os brasileiros. Políticos vagabundos, charlatões. Não me importo com partidos, não me importo com político. Se errou, precisa ir preso.

Marcelo Madureira, humorista - Vocês não imaginam o tamanho da minha decepção, da minha desilusão política. Eu fui iludido, fui enganado, eu gostaria de estar completamente equivocado. Pra mim é chocante ver o candidato que eu apoiei estar envolvido nessas negociatas em plena vigência das investigações. Podem me criticar, mas eu jamais tirarei o corpo fora de participar da vida política do meu país. Participar da vida política, seja na direita ou na esquerda, é dever de qualquer cidadão

Wanessa Camargo, cantora – O Aécio foi padrinho do meu casamento. Ele e a esposa dele são meus amigos há muitos anos. Eu conheço a pessoa, e sobre a pessoa eu não tenho nada de ruim para dizer. Ele é um amigo incrível, um pai incrível e uma pessoa incrível. Eu nunca convivi com ele no exercício da profissão. Não convivi na vida política dele. Apenas acompanhei o trabalho que ele realizou em Minas Gerais, e foi muito bem avaliado. Durante a campanha para presidência, eu conheci as propostas dele e em cima das propostas dele e da relação de amizade que nós temos eu apoiei o Aécio e sim, votei nele. Sobre todas essas denúncias, acho que primeiro as coisas têm de ser investigadas. Se ficar provado que ele fez algo errado, ele terá que pagar por isso. Todos que estão envolvidos em escândalos precisam ser investigados.

Fonte: Jornal do Brasil