quinta-feira, 18 de maio de 2017

Conheça o "Popstar": Globo investe em reality musical com artistas da casa


Heloísa Tolipan - Depois de “Superstar” e “The Voice“, vem aí o novo reality show da Globo. A partir de julho, a grade de domingo da emissora terá a estreia de “Popstar“, um novo formato musical que terá estrelas da casa como participantes. Entre os confirmados, conforme divulgou a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, em sua coluna, estão Lúcio Mauro Filho, Mariana Rios, Thiago Fragoso e Sabrina Parlatore. Pela internet, há ainda rumores de convites para outros artistas, como Marcelo Adnet, Sergio Guizé, Eriberto Leão e Marisa Orth.

Fernanda Lima apresentará o Popstar
Para incentivar o público e os participantes no novo projeto da emissora, a Globo ira premiar o vencedor com o valor de R$ 250 mil. No entanto, o valor é bem menor comparado às outras premiações da casa. O “Superstar” e o “The Voice Brasil”, por exemplo, davam R$ 500 mil reais (valor com os impostos) como troféu para o campeão.
Com apresentação de Fernanda Lima e direção de Boninho, o “Popstar” entra com a proposta de sucesso grandioso, com planos de exportação. 
Depois de três anos sem o retorno esperado, a emissora não renovou os direitos do “Superstar” para investir em um projeto próprio. Enquanto o formato que inspirou o “Popstar” é israelense, o “The Voice Brasil”, que também é importado, é do canal NBC, dos Estados Unidos. Com o Popstar, a Globo quer preencher uma lacuna dos reality shows musicais e dar ainda mais visibilidade para seus contratados.

Lúcio Mauro Filho, Mariana Rios, Thiago Fragoso e Sabrina Parlatore estão confirmados para a primeira edição do programa
Vale lembrar que, com uma outra proposta, o “Domingão do Faustão” também estreou um quadro no qual os artistas ganham os microfones e soltam a voz. No “Show dos Famosos”, grandes nomes da emissora incorporam artistas brasileiros e estrangeiros em performances-imitações. Desde a estreia, Ícaro Silva como Beyoncé e Samantha Schmütz como Elis Regina foram os mais comentados nas redes sociais.

Fonte: Jornal do Brasil