quinta-feira, 8 de junho de 2017

Camila Queiroz: "De nada adianta ser celeb e só mostrar o meu look do dia"

Crescer em uma suíte presidencial é uma mordomia que poucas pessoas recebem na vida. Na nova novela das 7, Pega Pega, Luiza é uma carioca que sempre viveu com todas as mordomias que uma herdeira de um hotel de luxo na praia de Copacabana merece. Além disso, a mocinha irá se apaixonar por um empresário rico vivido pelo ator Mateus Solano. Um dos maiores desafios para a musa Camila Queiroz, que vai interpretar a personagem, foi fazer uma patricinha que sempre foi cercada por vinte pessoas a servindo por dia sem ter noção de como fazer trabalhos manuais.
“É um universo que não é meu, não tenho noção de como é comandar vinte empregados. Era difícil fazer uma patroa que não entrasse na caricatura que estamos acostumados a ver, porque a Luiza é muito boa. Não sei como é essa realidade, que muita gente no Brasil tem, de falir e ter que descobrir como as coisas funcionam. A minha personagem precisa recomeçar, aprender a fazer currículo, saber pedir emprego e tentar um trabalho novo. Precisei ir do luxo ao ‘lixo’, na realidade dela, e essa virada que é importante para o papel e para o ator é difícil de fazer”, contou a atriz.
Apesar de ter um currículo de dar inveja, a mocinha nunca precisou trabalhar na vida e é obrigada a se virar depois do roubo de 40 milhões de dólares que deixou ela e seu avô sem nenhuma herança. “Mas isso não a faz uma menina idiota, ela é simples, veste roupas normais. Não liga para joias e muitas roupas no guarda-roupa. O que mais queria, antes de acontecer o roubo, é reformar o hotel para ajudar o avô”, explicou.
Para viver a Luiza, Camila precisou treinar o sotaque carioca, já que a atriz é do interior de São Paulo. Além disso, a artista usa um tom mais grave do que sua fala natural para expressar mais maturidade, pois a personagem tem 24 anos, um ano a mais que Camila. “Comecei a estudar a personagem dia 9 de janeiro e, desde então, estou treinando muito a colocação da voz. No final, esta foi a parte mais fácil para a concepção desta mulher”, informou. Além da voz, a atriz acatou a proposta da produção e cortou as madeixas. “Ficou bem mais difícil de cuidar. Esse cabelo não pesa como o outro, então, não tem como esconder quando não acordei em um dia bom. Para completar, também fiz luzes e, por isso, acabo hidratando muito mais”, explicou.
O dinheiro do hotel foi roubado por um grupo de funcionários que acabam sendo impedidos de gastar por estarem na mira da polícia. Na vida real, se a atriz ganhasse todos os milhares de dólares afirmou que a grana não ficaria somente com ela. “Eu ajudaria a minha família e depois começaria a expandir as doações. É muito dinheiro, nem que eu queira ir ao shopping e comprar tudo, não vou conseguir gastar”, sugeriu. Para a atriz, seus parentes são muito importantes na sua vida e, por isso, sempre busca demostrar seu amor por eles. “Minha família está em primeiro lugar. Quando não consigo conciliar, eles vêm até mim. A gente tenta encaixar. Em Verdades Secretas, fiquei sete meses sem vê-los e senti muita saudade. Nunca mais vou ficar tanto tempo sem eles como naquela época”, completou a atriz cuja a família mora no interior de São Paulo.
Não é novidade para ninguém que Camila Queiroz chegou há pouco tempo na televisão, mas já ganhou o coração de todos. Sua primeira novela foi Verdades Secretas, em 2015, na qual fazia uma prostituta apaixonada por um cliente. No ano passado, fez Eta mundo bom! onde vivia uma camponesa muito doce e inocente. “Até agora não fiz nenhuma personagem igual. Para quem está começando, isso é algo positivo porque também descubro quem sou e o que quero ser. É muito bom ser mil pessoas, ao mesmo tempo”, comemora a atriz que se mostra muito feliz pela chegada de mais uma personagem diferente das outras.
No entanto, Camila deixou de ser uma modelo conhecida para se tornar uma atriz adorada em menos de um ano. Para quem não estava acostumada com esse mundo, a realidade pode ser chocante. Principalmente, porque ela veio de Ribeirão Preto para a segunda maior capital do país, o Rio de Janeiro. “Foi difícil ter bombado tão rápido, porque ninguém tem ideia de como é até chegar aqui. Eu sou muito nova e não cresci dentro do meio, não estava acostumada com as pessoas terem interesse na minha vida pessoal. No início, sempre que podia tentava focar apenas no meu lado profissional, porque para mim é isso que importa nesse ambiente de trabalho. Até entender que as coisas não eram do jeito que eu queria, levou um tempo. Eu sei, agora, que os fãs querem saber com quem estou saindo”, admitiu. A atriz assumiu o relacionamento com o galã Klebber Toledo em agosto do ano passado e, apesar dos dois terem a mesma profissão, segundo ela, conseguem separar muito bem o namoro com o trabalho. “O Klebber não me ajuda a decorar os textos, porque ele tem os dele para se concentrar”, brincou a atriz.
Principalmente por não ter crescido no meio como outras atrizes de sua idade, Camila pretende trazer um outro lado de sua vida para as redes sociais que administra. “Podemos seguir vários caminhos. Há dois anos, tinha sete mil seguidores, agora, tenho sete milhões. Então, o que eu quero é poder levar uma mensagem para todos, influenciar de forma positiva, porque o que posto afeta os outros. Outro dia uma pessoa me agradeceu por algo que coloquei, porque ela precisava escutar aquilo. Isso me conforta. De nada adianta ser uma celebridade e só mostrar o meu look do dia. Não quero ser assim. Quero incentivar todos a plantar uma árvore, porque vai melhorar a vida de todos. Quero incentivar as pessoas a terem um estilo de vida melhor e a serem mais reais no mundo virtual que nós vivemos”, concluiu. Apesar de não existir um certo ou errado quando se trata de redes sociais, a modelo espera estar aproveitando a mídia de uma forma positiva. E tem dado certo.

Fonte: Heloísa Tolipan