domingo, 11 de junho de 2017

Campanha arrecada dinheiro para bancar remoção de tatuagem na testa de jovem


Uma campanha na internet quer arrecadar R$ 15 mil para bancar a remoção da tatuagem feita na testa do adolescente de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, que foi torturado por um tatuador em maio passado.
Acusado de supostamente ter invadido a casa do agressor, o jovem, de apenas 17 anos, teve os dizeres “sou ladrão e vacilão” marcados em seu rosto. Toda a ação sádica foi filmada pelo tatuador Ronildo Moreira e um vizinho — ambos presos pela Polícia Militar no último sábado (10/6).
Coordenada pela coletivo Afroguerrilha, a “vaquinha” já arrecadou R$ 13.221 até a manhã deste domingo (11). Além da cirurgia de remoção, o dinheiro servirá também para o pagamento das custas judicias do processo que a família do garoto deve mover contra o agressor.
“É desumano o que fizeram com ele. Mais um menino periférico sendo torturado. Por isso o Afroguerrilha está abrindo essa ‘vakinha’ em nome da avó do garoto para pagar a remoção da tatuagem e auxiliar a família, que é muito pobre, e no custo das questões burocráticas com o processo na justiça”, explica o texto.
Após o vídeo da tortura viralizar no Facebook, familiares do adolescente, que estava desaparecido desde 31 de maio, buscaram a polícia em São Bernardo. Segundo a mãe do menino, ele é usuário de drogas e não estaria em boas condições mentais.

Fonte: Jornal Opção