domingo, 11 de junho de 2017

#DelíriosDaSociedade - Sexo, corpo, vida à dois, redefinindo o machismo... Perguntas que a sociedade faz que muitas vezes nunca tiveram respostas certas antes desse post!

Segue abaixo algumas das afirmações idiotas que a sociedade sempre sustentou, mas que deveriam ficar em desuso. São perguntas que nunca tiveram respostas claras devido à duas síndromes sofridas pela sociedade chamadas de 'hipocrisia' e 'ignorância'. Abaixo só coloquei as perguntas óbvias que ninguém nunca pensou em responder simplesmente por ter um alto nível de imbecilidade e preguiça.


Porque quando um casal de namorados sai (no caso homem e mulher), o homem tem que pagar a conta de um jantar, por exemplo?
R: Porque isso é um gesto de cortesia da parte dele, e não deve se repetir sempre pra não deixar a moça mal acostumada. O que se deve fazer mesmo é os dois levarem seu próprio dinheiro e dividir, pois não é justo deixar um só pagar a conta sendo que os dois "encheram o rabo" de comida. Assim, um não vai poder explorar o outro.


Exemplo: Zezinho é casado com Edileuza, e os dois não tiveram filhos ainda. Zezinho trabalha, ela não. Se fosse só a Edileuza que trabalhasse, ele seria apelidado de gigolô, incompetente pra trabalhar, vagabundo, explorador, vadio, parasita, e com toda razão. Mas a Edileuza, que não trabalha, é o que?
R: Piranha, aproveitadora, usurpadora, vagabunda, exploradora. Como a "mona" não "pariu" nem nada, o certo é "botar a cara no sol" e procurar o que fazer fora de casa, desde que não seja de graça, claro, afinal não é só ele que deve arcar com as despesas da casa, né, como água, luz, telefone... Todo mundo deveria saber disso!

E da casa? Quem vai cuidar?
R: Os dois, claro. Seu Zezinho também não pode ter moleza, não. Nada de ficar sentado no sofá, peidando e cheirando. Quando chegarem do trabalho, devem combinar os dias que tiverem a fim pra isso aí, afinal, a casa não vai se cuidar sozinha.


Mas e se ela "emprenhar"?
R: Aí ela tem o direito de tirar uma licença-maternidade por pelo menos 10 anos, né? Mas é só até a criança virar 'adulta', porque se isso acontecer e ela quiser ficar em casa toda acomodadinha, vai ser vagabunda do mesmo jeito.


O que acha do tipo de homem que pega todas?
R: Se já falam mal de uma mulher que passa nas mãos de 30 homens, então digo que homem pegador deve ser garoto de programa. Enfim, cada energúmeno puxando sua sardinha, pois a maioria dos "machões" vão achar isso bonito, fazer o que?


Uma mulher que usa roupa curta vai ser sempre puta?
R: Nunca, pois é errado medir o valor de todo e qualquer ser humano através da roupa. Muita gente faz isso, mas se você não faz, não comece a fazer porque é escroto. O que vale mesmo é o caráter e o que se faz no dia-a-dia, que independe de nossa condição social e do que vestimos. Isso vale pra qualquer elemento.

As feministas lutam pelos direitos iguais. Acha que valeria a pena elas lutarem pelo alistamento militar obrigatório para as mulheres?
R: Óbvio! Se tem mulher que quer virar homem e/ou até quer ter muque, porque não lutar pelo alistamento obrigatório no serviço militar? Afinal, não são só os homens que devem sofrer. Elas também tem que passar por um pedacinho do que a gente passa e mudar de opinião, já que acham nossa vida fácil, né? Olha só que maravilha: já conseguiram votar, já conseguiram ir pra estádios... só falta mesmo bater continência.


Toda mulher é obrigada a casar e a ser mãe?
R: Nunca digam isso. Nenhuma mulher deve ser obrigada a fazer o que não quiser. Casamento e maternidade não devem ser encarados como obrigação, e sim como vocação que elas podem ou não ter.

Todo homem é obrigado a casar e ser provedor de família?
R: E se ele não quiser nada disso, qual vai ser o problema? Ele vai ser "menos homem" por isso?

De modo geral, como a sociedade classifica o homem gay?
R: Todos acham que um determinado indivíduo é gay quando ele diz que não se imagina casado e com filhos, não gosta de beber nem de fumar, gosta de se arrumar e de cuidar do próprio corpo, que gosta de ver novelas, que escuta pop, e é educado.

Educado? Mas porque?
R: Sim. Todo mundo acha bonito aquele indivíduo tirado a "machão", "brutão", "cavalão" e "valentão", se desde quando o certo mesmo é ser educado e gentil, e isso ninguém vê. Acredito que um dia as pessoas ainda vão enxergar que homossexualidade e comportamento humano são coisas demais de distintas.

Homens assistindo capítulo de Avenida Brasil, em outubro de 2012
Homens param tudo na academia para assistir a um capítulo de Avenida Brasil, em outubro de 2012
Porque o homem que diz que não quer namorar, ou que não é visto com nenhuma mulher, as pessoas dizem que é "gay"?
R: Porque a maioria das pessoas são ignorantes, principalmente os homens, cuja maioria adora bancar o "bam-bam-bam". Tá aí a prova de que o machismo não afeta somente as mulheres.


Como assim?
R: Sempre foi "normal" na sociedade o homem ser pegador desde o começo da adolescência, quando mal tinha saído das fraudas. Conheço alguns que tem menos de 20 ou 18 anos e já são pais. Tem coisas piores do que isso, eu sei, mas não deixa de ser tão pior quanto outras coisas mais daí. E aí aquele homenzinho que nunca transou nem nada, que não quer namorar nem agora, ou nem nunca por se sentir bem resolvido consigo, é taxado pelos demais de "viado".

E porque dizem que homem vaidoso é gay?
R: Porque vemos sempre aqueles tipinhos horrorosos, desleixados e mal amanhados passando pra lá e pra cá na rua que chega a dar pena. A maioria, quando vai tomar banho, não lavam o "cu" direito. Cueca pra usar? Qualquer uma, até furada serve. Roupa? Tanto faz, mesmo que a cor da camisa não combine com a da bermuda! Um metrossexual, ou seja, um homem vaidoso, olha direito o guarda roupa pra ver, afinal, qual roupa certa deve usar, ao contrário dos demais, que são brutos. Constato apenas que os homens que fazem esse tipo de comentário são invejosos e queriam ter o mesmo amor próprio que os "metrossexuais" pra fazer as mesmas coisas! Lembrando também que nem tudo que parece, de fato, é. Já vi homens 'héteros' bem cuidados, e gays mal arrumados. O cuidado com o corpo não irá influenciar em nada na nossa sexualidade se não houver dúvida sobre ela.

Homens, lembrem-se: cuidar de seus próprios corpos NÃO É CRIME!
É pecado ser vaidoso?
R: Nesse caso, depende até qual ponto sua vaidade vai. É incorreto chegar à ponto de ficar horas e horas no espelho se olhando, se admirando como Narciso, ou de se achar mais bonito do que os outros. No mais, se usarmos a nossa vaidade em nosso próprio benefício, okay, sem problemas. Pena que muita gente não entende isso, mas fazer o que? Se não entendeu, bata no Google que ele mostra as páginas que explicam direitinho isso.

E sobre a frase "todo amigo de mulher é cabeleireiro"? É verdade isso que dizem?
R: Esse bípede burro do sexo masculino que inventou isso merecia arder no inferno. A frase está dando a entender que um homem que tem mulheres como suas amigas é necessariamente gay. Pode ser, ou não. Já vi amizade entre homem e mulher dar certo, e o homem em questão não era "gay" e também não era "efeminado". Como eu disse acima, nem tudo que parece é. Tem muito gay que anda gingando parecendo um marginal, e muito hétero "acanhado", "delicado"...

Algumas pesquisas dizem que as mulheres gostam de homens brutos e "trabaiadores, sim sinhô"! Será mesmo?
Se o homem deixar o cabelo dele crescer, pelo menos até as orelhas, ele se tornará "menos homem" ou gay mesmo?
R: Nossa, se fosse assim não haveriam atores de novela com seus "cabelões", como Vladimir Brichta em 'Rock Story', o Gabriel Leone de 'Velho Chico', o Rodrigo Santoro quando tava em 'Explode Coração', o Eduardo Moscóvis quando tava em 'Por Amor', e tantos outros mais! No cinema, Leonardo DiCaprio já deixou seu cabelo crescer, o Daniel Radcliffe também... O cantor Michael Jackson também "criava cabelo", e aí? E olha que todos são heterossexuais. O Brichta e o Moscóvis se casaram com mulheres. O Santoro já foi namorado de Luana Piovani. Ah! Não vamos nos esquecer dos roqueiros, tá? Cuja maioria deixa seus cabelos até o pé se preferirem assim. Diz aí? Algum contra-argumento? E aí eu jogo outra pergunta: porque que artistas tem mais direitos de serem eles mesmos do que uma pessoa anônima? Que desgraça, viu?

O que os homens tem contra as novelas?
R: Outro exemplo de machismo. Isso "era" (não sei ainda) visto como algo exclusivamente para "mulherzinhas" ou "donas de casa". Enfim, coisas criadas por idiotas, como "homem não assiste novela", "homem não chora", "homem bebe pra caralho", "homem não pode ter vaidade" pá pá pá pá pá pá e pi pi pi não fazem o menor sentido.

Existe música de héteros e música de gays?
R: Não. Essa é mais uma idiotice já inventada, mas as pessoas acreditam que as "divas do pop" Lady Gaga, Rihanna, Britney Spears, Beyoncé e Katy Perry são músicas de gays, baseando-se num conceito que não existe de fato. Boa parte dos gays gostam de pop, mas isso não quer dizer que todo gay vai ouvir isso e que o hétero também não possa escutar se quiser e caso se identifique com tal gênero musical. Outros gêneros, como dance music e afins, estão em completo "desuso" no mundo classificado como "hétero", sendo esse mais um equívoco da sociedade, porque se fosse assim, as capas de vários CDs, principalmente aqueles distribuídos pela Building Records, não teriam mulheres bonitas nas capas, e sim homens descamisados e sarados.
Um exemplo clássico de música que as pessoas, de maneira equivocada, "acham muito gay", é a I Will Survive, de Glória Gaynor. Leia uma parte da canção:

At first I was afraid, I was petrified
Kept' thinkin' I could never live
Without you by my side
But then I spent so many nights
Thinkin' how you did me wrong
And I grew strong, and I learned how to get along

And so you're back, from outer space
I just walked in to find you here
With that sad look upon your face
I should've changed that stupid lock
I should've made you leave your key
If I had known for just one second
You'd be back to bother me

Go on, now go, walk out the door
Just turn around now, cause you're not welcome anymore
Weren't you the one who tried to hurt me with goodbye
Do you think I'd crumble
Do you think I'd lay down and die
Oh no not I, I will survive
For as long as I know how to love
I know I'll stay alive
I've got all my life to live
I've got all my love to give
And I'll survive, I will survive
Hey, Hey!

Agora leia como ela é em português:

No começo eu tinha medo, ficava paralisada.
Continuava pensando que não podia mais viver
sem você ao meu lado,
mas aí passei várias noites
pensando como você errou comigo
e me fortaleci, aprendi a me dar bem sozinha.

Agora você voltou, de outro espaço.
Acabei de chegar para encontrá-lo aqui
com esse olhar triste em seu rosto.
Eu deveria ter mudado a fechadura.
Deveria ter feito você deixar sua chave
se soubesse que por um segundo
voltaria a me incomodar.

Agora vá por aquela porta
Se vire por aí, porque você não é mais bem-vindo
Não foi você quem tentou me machucar com adeus?
Pensou que eu ia me despedaçar?
Acha que eu ia me deprimir e morrer?
Não, eu não! Eu vou sobreviver!
Enquanto eu souber amar,
sei que permanecerei viva.
Tenho minha vida toda pra viver,
tenho todo meu amor pra dar,
eu vou sobreviver! Eu vou sobreviver!
Hey Hey!

Como os "machões" acham que é:

Antes eu tinha medo de que todos soubessem
que eu sou gay e gosto mesmo é de dar meu cu,
Sair do armário não foi fácil,
mas agora que eu consegui,
vou trepar! Vou trepar muito até morrer.

Porque eu nasci, nasci pra ser gay.

Tenho orgulho de dar meu rabo e dou até mesmo de graça.
Antes eu era encubado, pegava meninas só pra impressionar
minha família, e as meninas me diziam:

"Viadão! Você é um viadão, tu não me engana, não!
Seja mona de uma vez,
mostre logo ao mundo a bicha poderosa que você é.
Não se incube pois queimar a rosca não é crime, não".
E eu sou gay! Eu assumi!
Vou poder me entregar para meu boy sem sentir culpa,
que se exploda minha família! Dou ré no quibe e gosto disso!
Eu assumi! Eu assumi!
Hey Hey!

Afinal, o que faz o homem ser gay de verdade?
R: "Dar o cu pra outro homem", "trepar", "empurrar cocô", "massagear intestino", "defumar linguiça à peido", entre outros termos usados por aí que significam "fazer sexo" com outro homem.

Mas se um homem sentir vontade de beijar outro homem, e nunca de fazer sexo com ele, será gay mesmo assim?
R: Não, será goy mesmo. Tem homens que sentem atração por outros homens apenas pelo físico, mas não são nada chegados à sexo anal. Por isso são chamados de goys.

Jair Bolsonaro disse em um vídeo que fraquejou na hora de transar e por isso teve uma filha mulher. Ter filha mulher é sinal de fracasso?
R: Os seguidores tapados acharam isso que o Jair disse "super normal", "coisa leve", mas se ouvirmos e reouvirmos o que ele disse num vídeo, percebe-se que ele foi machista mesmo. Sem mais comentários. Acho um cúmulo ver mulheres à favor de Bolsonaro, mas cada cabeça tem sua sentença, só que eu não compactuo com pensamentos errôneos. Sei também que quem vai ficar triste com isso é a filha dele quando crescer e ver o que esse verme falou.

Jair Bolsonaro se sente fraco por ter uma menina como filha
Com toda campanha de combate ao preconceito e à ignorância, será mesmo que a sociedade está começando a pensar diferente, em pleno século XXI, em pleno ano de 2017? As cabeças das pessoas estão ficando mais abertas?
R: Não para as duas perguntas. Hoje em dia é tudo camuflado, como sempre foi, só a mídia que não espalha, que não escancara logo tudo de uma vez.


Pra finalizar, exemplifique as frases ou expressões que são consideradas considera machistas.
R: Antes de qualquer questionamento, reafirmo que o machismo afeta tanto as mulheres quanto os homens, só que para os homens, a coisa passa despercebida, sabe? A pergunta que eu escuto agora é "nossa, você tem entre 15 e 21 anos e não namora?". Temos também "o homem deve ser sempre o provedor da família; deve sustentar a mulher e deve ter filhos". Pense numas afirmações infelizes? Mas é melhor ouvir isso do que ser surdo, né? Não posso me esquecer de "solteirona" - palavra usada para se referir à uma mulher de mais de 30 anos que não é casada e nem namora, mesmo que seja por opção. O homem solteiro também é criticado, mas ao invés de usarem a palavra "solteirão", chamam-o de "viadão", "pau no cu", "boiola". "Isso é coisa de homem", referente à profissão que a mulher exerce, como jogadora de futebol.