quarta-feira, 21 de junho de 2017

Fatos sobre Albert Einstein que você provavelmente não sabia! (#FatosQueNãoSabemos)


01. Ele tocava violino: o físico amava música clássica, e por isso desenvolveu sua habilidade de tocar violino, tocando até seus últimos dias de vida. Aprendeu a tocar violino por influência de sua mãe, Pauline.

02. Diziam que nunca seria nada na vida: seu processo de aprendizagem era lento, e vários professores afirmavam que Einstein não ia "crescer na vida". Porém, ele conseguiu realizar várias pesquisas à fim de desenvolver a Teoria da Relatividade, ganhando mais tarde o Prêmio Nobel, em 1921.

03. Era muito bom em Matemática: ao contrário do que diziam, Einstein tirava boas notas na disciplina, tanto é que o próprio achou engraçado esse boato quando ainda estava vivo.


04. Foto com a língua de fora: a foto foi tirada quando ele tinha 71 anos; o motivo foi estar cansado de posar para os fotógrafos. A imagem acima se tornou uma das mais icônicas do físico.


05. Seu cérebro foi roubado após sua morte: Einstein morreu aos 76 anos, em 18 de abril de 1955, em decorrência de um aneurisma cerebral na aorta abdominal. Seu corpo estava sendo autopsiado pelo patologista Thomas Harvey, que retirou seu cérebro para poder descobrir o segredo de sua genialidade.


06. Seus olhos também foram roubados: o mesmo patologista deu os olhos do cientista para o oftalmologista dele, Henry Abrams. Eles foram postos num cofre de Nova Iorque, e lá estão até os dias atuais.

07. Casou-se duas vezes: sua primeira mulher foi a matemática sérvia Mileva Maric, com quem teve três filhos, Lieserl, Hans Albert e Eduard. O casamento acabou em 1910; à partir daí, deixou sua família e se mudou para Berlin, indo morar com sua prima Elsa. O divórcio de Mileva e Einstein só saiu em 1920.

Einstein e sua primeira esposa, Mileva
O físico em foto com Elsa
08. Einstein foi convidado para ser presidente de Israel: a proposta veio em 1952, mas o físico recusou, pois se achava inapto e inexperiente para assumir o cargo. "Estou profundamente emocionado com a proposta do Estado de Israel, e também envergonhado e triste por não poder aceitá-la", dizia ele ao se pronunciar.


09. Luta contra o racismo: em 1946, durante um discurso na Universidade de Lincoln, Einstein chamou a segregação racial existente nos Estados Unidos de "doença das pessoas brancas". Mais tarde, a mesma universidade que o físico discursou, localizada na Pensilvânia, foi a primeira a conceder graduação para afro-americanos.

10. Einstein já esteve no Brasil: a visita aconteceu em 1925. Ele veio ao Rio de Janeiro para fazer conferências e observar um cometa que justificaria sua teoria de gravitação. Aproveitou o compromisso e fez um passeio pela cidade, visitando os principais pontos turísticos.

Albert Einstein (14/03/1879 - 18/04/1955)

Fontes:
Guia do Estudante
Rock 'n' Tech
Grandes Medios