sábado, 17 de junho de 2017

Morte de Carrie Fisher foi causada por apneia do sono e fatores indeterminados


Médicos confirmaram que a morte de Carrie Fisher foi causada por apneia do sono e outros fatores indeterminados. Haviam sinais de ingestão múltipla de remédios, mas o médico responsável disse que não pode determinar o quanto isso influenciou a morte da atriz.
Além disso, o uso de drogas e a aterosclerose cardíaca – enrijecimento das artérias causado por acúmulo de gorduras, colesterol e outras substâncias nas paredes arteriais – também podem ter contribuído para sua morte.
Billie Lourd, filha de Fisher, declarou que sua mãe “estava lutando contra o vício das drogas e problemas mentais durante sua vida toda” e que “ela eventualmente morreu por causa disso”.

Ela continua:
Ela era muito aberta em todo seu trabalho sobre os estigmas sociais que envolvem essas doenças.
Eu conheço minha mãe, ela ia querer que sua morte encorajasse as pessoas a serem abertas sobre seus problemas. Procure ajuda, brigue com o governo para que ele financie programas de saúde mental. A vergonha e esses estigmas sociais são os inimigos do progresso das soluções e eventualmente da cura.

Seu legado fora das telas de cinema é tão importante quanto a rebelião que Leia apoiava em Star Wars. A atriz faleceu em 27 de dezembro de 2016, dias após ter um ataque cardíaco em um avião.

Fonte: Jovem Nerd