quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Ministério Público pede para polícia apurar denúncia de racismo contra Emicida


G1 - O rapper Emicida procurou o Ministério Público de São Paulo para apresentar denúncia de ofensas raciais que teria sofrido pela internet. O procurador Paulo Marco Ferreira enviou pedido de apuração à 2ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Raciais e de Delitos de Intolerância na segunda-feira (25).
Leandro Roque de Oliveira, o Emicida, não quis se pronunciar sobre o assunto. Na semana passada, Emicida participou de um dueto com o músico Miguel durante o Rock in Rio.
No mês passado, o irmão de Emicida, o estilista Evandro Fióti, contou ter sofrido preconceito racial na última terça-feira (29) por parte de um segurança da São Paulo Fashion Week (SPFW) no desfile da sua própria marca, a grife LAB - Laboratório Fantasma, de Evandro e seu irmão, o cantor Emicida. Segundo Fióti, ele foi barrado mesmo usando pulseira do evento.