quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Morre aos 93 anos ex-primeira dama da Bahia

Detinha, na juventude, com o marido e os cinco filhos
Hildete de Britto Lomanto, conhecida Detinha Lomanto, morreu na noite desta quarta-feira, 22, aos 93 anos. O velório da viúva de Antonio Lomanto Junior, governador da Bahia entre os anos de 1963 e 1967, será nesta quinta, 23, às 14h, no PAX Internacional, em Jequié (a 370 quilômetros de Salvador), de onde ela era natural.
O sepultamento da ex-primeira-dama está previsto para as 10h desta sexta, 24, no cemitério São João Batista, também em Jequié. Em vida, ela sempre se destacou pelos trabalhos sociais que realizou ao lado do marido.
Dona Detinha acompanhou Lomanto Júnior durante todo a carreira política em Jequié, Salvador e Brasília. Durante o período que foi primeira-dama, ela foi presidente da Legião Brasileira de Assistência (LBA) na Bahia, que, posteriormente, deu origem às Voluntárias Sociais.
Ela deixa cinco filhos, 10 netos e 12 bisnetos. A ex-primeira-dama morreu um dia antes do aniversário de morte do marido, que completaria 2 anos de falecido nesta quinta.


Pelas redes sociais, o governador Rui Costa manifestou pesar pela morte da ex-primeira-dama: “É com tristeza que recebo a notícia da morte da ex-primeira-dama da Bahia, Hildete de Britto Lomanto. Quero manifestar meu pesar à família Lomanto e aos amigos. A despedida de uma mãe é sempre muito dolorosa. Detinha Lomanto, como era conhecida, realizou um trabalho bonito pelos baianos à frente da Legião Brasileira de Assistência (LBA) que tempo depois deu origem às Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA)”.

Fonte: Portal A Tarde