segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Francesa vence o Miss Universo e rompe tabu de 64 anos


A francesa Iris Mittenaere foi coroada Miss Universo na noite deste domingo, 29, em Manila, nas Filipinas. Ela é a segunda francesa a receber o título e devolve para a Europa a coroa após 27 anos. A última francesa a usar a tiara foi Christiane Martel, em 1953, há 64 anos. 
"Estou muito orgulhosa de vestir essa coroa para a Europa", disse a vencedora. A norueguesa Grudt Mona foi a última europeia a conquistar o título em 1990. 
Iris espera que sua vitória sirva para despertar mais interesse no concurso de beleza universal, tanto na França como em outros países do antigo continente.
A modelo eleita na 65ª edição do concurso tem 1,73 metro e é estudante de odontologia. Mittenaere afirmou que sua vitória "foi uma grande Surpresa", ela não esperava ficar sequer entre as seis finalistas.
Durante a rodada de perguntas, a francesa foi questionada a respeito de sua posição sobre o acolhimento de refugiados. Ela respondeu que respeita os diferentes pontos de vista e a soberania nacional de cada país, embora acredite na política de portas abertas em nome da diversidade e da globalização. "Era uma pergunta difícil. Temos pessoas a favor e contra (ao acolhimento de refugiados em França). Eu não queria escolher, queria representar todos eles."
A nova mulher mais bonita do mundo disse que vai usar o seu reinado de um ano para viajar para diferentes países que tenham trabalhos de caridade no campo da educação. "Eu quero que todas as crianças tenham acesso à educação, e, especialmente, as mulheres jovens", afirmou a nova Miss Universo.
A brasileira Raissa Santana ficou no top 13 do concurso de beleza.

Fonte: Tribuna da Bahia