segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

#Carnaval2017 - Carioca sincera diz que seu desejo era estar no Carnaval de Salvador, e seu desejo foi atendido

Correio da Bahia - A universitária Aline Nogueira virou hit há poucos dias. Ela estava em um bloquinho na Barra da Tijuca quando foi entrevistada pela Globo News e disse preferir o Carnaval de Salvador ao do Rio. O prefeito ACM Neto fez uma campanha no Facebook para localizar a #CariocaSincera e fazê-la passar esses últimos dias de folia em Salvador, com tudo pago.
Nesta segunda-feira (27), Aline contou que veio pela primeira vez ao Carnaval de Salvador em 2016. "Só não vim no Campo Grande, mas no Barra-Ondina fui em quase tudo. Fiquei apaixonada. A energia daqui não compara a nada. Todo mundo sempre diz e você só acredita quando vem. Isso aqui é muito bom".

#Carnaval2017 - Desfile da Grande Rio celebra Ivete Sangalo

A grande expectativa pelo desfile da Grande Rio, agremiação de Duque de Caxias (Baixada Fluminense) que homenageou a cantora baiana Ivete Sangalo, foi amainada pelo impacto do acidente com o último carro alegórico da Paraíso do Tuiti. O início, previsto para aproximadamente 23h15, atrasou cerca de 45 minutos. Ao saudar o público, o presidente da Grande Rio, Milton Perácio, lamentou o episódio.

Ivete Sangalo ao lado do marido, Daniel Cady, e do filho, Marcelo
A partir daí, todos os holofotes foram para Ivete, que desfilou duas vezes – primeiro na comissão de frente, com dançarinos, e depois no sexto e último carro alegórico, com a família. Com fantasias luxuosas e carros alegóricos muito bem acabados, a escola do carnavalesco Fábio Ricardo foi muito aplaudida, atravessou a avenida sem correria e se credenciou a pelo menos voltar para o desfile das campeãs, que reúne as seis melhores escolas – o grupo de elite reúne 12 agremiações. Escola mais jovem do Grupo Especial, com apenas 29 anos, a Grande Rio nunca conquistou um título – sagrou-se vice-campeã em 2006, 2007 e 2010.

Ivete, vestindo seu segundo figurino no carnaval Grande Rio
A escola dividiu sua apresentação em seis setores: o primeiro fez menção à cidade natal de Ivete, depois passou a narrar a história da cantora, desde criança até o estrelato, passando pelo primeiro contato com a música, a mudança para Salvador e a fama mundial.
Famosa por sempre reunir celebridades – em sua maioria, artistas da TV Globo -, a Grande Rio não fez diferente neste ano: reuniu as atrizes Suzana Vieira, Tayla Ayala e Paloma Bernardi (esta, rainha da bateria), a apresentadora Luciana Gimenez e até Xuxa, que se exibiu no quarto carro alegórico, homenagem à axé music. A ex-rainha dos baixinhos, que também já inspirou um enredo – foi homenageada pela Caprichosos de Pilares em 2004 -, só não ganhou tantos aplausos quanto Ivete.
Ao longo do desfile, a cantora usou três modelos de roupas – na própria comissão de frente usou dois trajes, e depois usou um vestido branco para se exibir no último carro alegórico.

Fonte: Época (texto); Purepeople (imagem); Globo.com (imagem)

Laura Müller, ex-namorada de Victor Chaves, comenta suposta agressão do cantor

Sexóloga e participante do elenco do programa 'Altas Horas', Laura Müller já viveu um relacionamento com Victor Chaves, que faz dupla com Léo, e comentou a polêmica do cantor. O músico é acusado de agredir a esposa Poliana, grávida.
Em entrevista a 'Veja São Paulo', Laura falou sobre a situação, mas não saiu em defesa do artista, que chegou a fazer uma música para ela, de nome ‘Altas Horas’. 
“Eu soube do que aconteceu, mas é difícil opinar sobre isso, já que tive uma relação com um dos envolvidos no caso”, afirma. “Só posso dizer que não existe regra para esse tipo de situação, de agressão contra a mulher. Ela é quem decide o que é melhor para ela, isso é muito íntimo e pessoal", disse.


Entenda o caso
A esposa do cantor, Poliana, que está grávida, prestou uma queixa na última sexta-feira (24) afirmando que o músico teria agredido ela, mas, em sua postagem no Instagram, ela voltou atrás e negou que a agressão tenha acontecido. No boletim, a empresária relatou às autoridades ter sido jogada no chão e recebido chutes do cantor sertanejo.
A equipe tenta localizar testemunhas e também imagens de circuito de segurança. Os envolvidos serão intimados para prestar depoimentos, podendo também o acusado se apresentar espontaneamente à autoridade policial.

Investigação
As investigações do caso estão em andamento, mas a Polícia Civil informou que ainda não há data definida para o depoimento do cantor. Além disso, a nota afirmava que a sogra de Poliana, de 65 anos, também registrou uma ocorrência em unidade da PCMG, por volta das 17h de sexta, contra a nora. O caso está sendo apurado.

Fonte: IBahia

Victor, da dupla com Léo, é acusado de agredir a esposa e pede afastamento do The Voice Kids para tratar do caso

O cantor Victor Chaves, que faz dupla com Léo, foi acusado há três dias pela esposa, Poliana Bagatini, de tê-la agredido. Segundo a polícia militar, ela registrou queixa em uma unidade da Delegacia da Mulher, em Belo Horizonte, e contou ter sido jogada no chão pelo marido e chutada várias vezes, na casa onde o casal mora. Após as agressões, Poliana foi impedida de sair do imóvel pela irmã do cantor e um segurança.


O apresentador do The Voice Kids, André Marques, se manifestou sobre o caso
“Esta semana aconteceu um fato importante envolvendo um dos técnicos aqui do nosso programa. Uma acusação bastante grave de violência doméstica envolvendo o Victor. A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade. O Victor inclusive nos procurou, informando que iria se afastar do programa, para se dedicar totalmente a esse caso”, disse o apresentador.
André explicou ainda como ficará a dinâmica dos próximos dois programas: “Você que acompanha o nosso The Voice Kids sabe que estamos em um momento muito especial da disputa das crianças. Como nosso programa de hoje e o da semana que vem já estavam gravados, em respeito a essas crianças que se esforçaram tanto para chegar até aqui nas Batalhas, decidimos manter o programa como ele foi gravado. O jornalismo da Globo vai acompanhar o desenrolar desse caso, para que você saiba tudo o que está acontecendo”.

Ontem (26), Poliana volta atrás e posta um texto no Instagram defendendo Victor e surpreende-nos: "Na última sexta-feira, tivemos um grande desentendimento familiar que me abalou profundamente. Em Belo Horizonte, não tenho parentes ou amigos, estava distante da minha cidade natal e, após a discussão com minha sogra, sem sentir o apoio do Vitor que tentou me conter, vi na polícia um lugar em que me senti amparada. Em momento algum, considerei o que tivesse ocorrido qualquer crime, principalmente, praticado por meu marido Vitor, tanto que falei em meu depoimento na polícia que não tinha interesse na apuração de natureza penal. Vitor não me machucou e nunca me machucaria e, para comprovar, a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer a perícia no IML. Apesar do transtorno que toda a repercussão nos causou, meu bebê e eu estamos em pleno estado de saúde. Agradeço a preocupação com nossa família e peço a compreensão de todos, pois agora preciso de paz para me recompor".

Sempre discreto em sua vida pessoal, houve especulações de que o cantor estaria

Fontes:
Catraca Livre
iBahia
UOL

#Carnaval2017 - Igor Kannário arrasta multidão no Campo Grande, em cima do trio

O cantor de pagode, que se elegeu vereador em 2016 ao receber 11 mil votos, puxou trio elétrico no circuito Osmar (Campo Grande) em Salvador, e parava várias vezes fazendo discursos e pedindo paz. Igor reprimia rodinhas de briga que se formavam no chão. "Fecha essa roda aí que eu não quero isso aqui não. Respeita as pessoas, respeita as mulheres, respeita as crianças".
O cantor ainda mandou um recado para os vereadores após ser filmado ontem fazendo críticas à Câmara. "Caros amigos, caros edis, vossas excelências. Ontem eu falei uma parada no palco, me interpretaram como se eu estivesse desrespeitando meus colegas. Isso não faz parte do meu feitio", disse. "Não represento ninguém, represento o povo. Não tô aqui para prejudicar ninguém. Quando eu nasci já existia oposição e posição, esquerda e direita. Fiquei sabendo que teve caros colegas que pediram a minha cadeira. Eles esqueceram que antes do prefeito deixar eu tocar eu passava fome", afirmou, citando um contrato que tem com uma produtora.
Kannário afirmou que assinou um contrato sem saber detalhes das cláusulas. "Vou te dar o seu sonho, assine aqui a sentença da sua alma. 65% de despesa que eu pago sozinho. E a produtora só entra com 35%. Sabe o que tá me ajudando? O salário de vereador. Sozinho tava f...", disse, antes de elogiar o prefeito ACM Neto. "Eu sou o prefeito. Na favela, parceiro que é parceiro tem que ser parceiro até morrer".