quinta-feira, 18 de maio de 2017

Apresentador pede programa para Sílvio Santos, mas recebe não


Marcão do Povo, jornalista demitido da Record depois de ser acusado de racismo ao se referir à cantora Ludmilla como “macaca”, foi contratado pelo SBT por Silvio Santos, mas até agora não conseguiu se destacar na emissora. Parece que o próprio Marcão está incomodado com sua posição dentro do SBT e, por isso, chegou a pedir para o dono da emissora um programa policial para apresentar nos fins de tarde.
Acontece que Silvio parece não estar tão animado com a ideia de dar mais espaço a Marcão. Tanto é que, segundo informa o colunista Flávio Ricco, Silvio se recusou a dar uma atração para Marcão do Povo e ainda sugeriu que ele tomasse cuidado com Dudu Camargo, com quem atualmente Marcão divide a apresentação do jornal “Primeiro Impacto”.
Vale lembrar que Dudu Camargo é um garoto de dezoito anos no qual Silvio vem apostando nos últimos meses dentro da emissora e a quem o apresentador sempre tentou dar mais espaço na emissora. Apesar da aposta de Silvio em Dudu, os programas apresentados pelo garoto não emplacaram na audiência.

Fonte: Portal Overtube

Menos de um mês após alta hospitalar, Silvia Abravanel é internada novamente

Sílvia em foto da internação de dias atrás
Silvia Abravanel foi internada nesta quinta-feira (18). A apresentadora postou a notícia nas redes sociais e avisou que está com uma embolia pulmonar. Apesar da internação, a filha de Silvio Santos disse que está tudo bem.
— Meus amores não se assustem logo logo estaremos juntos .... Estou com uma pequena embolia pulmonar e ficarei uns três dias no hospital pra voltar bem pra vocês ... Saibam que vcs estão aqui do lado esquerdo do peito, tá? Amo muito...
Vale lembrar que um dia depois do casamento da irmã, Patrícia Abravanel, Silvia foi internada com pneumonia. Ela teve alta no início deste mês.

Fonte: R7

Temer já está abandonado por equipe e isolado por parlamentares

Michel Temer e Roberto Freire
Brasília – Apesar de Michel Temer dizer que permanece no cargo, o ambiente na Esplanada dos Ministérios e no Congresso Nacional é de isolamento cada vez maior do presidente. Enquanto nos bastidores se sabe de divisões entre os próprios peemedebistas, os partidos que trabalharam pelo impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff e atuaram próximos de Temer até agora passaram a pedir sua renúncia imediata ou sua cassação.
O ministro da Cultura, Roberto Freire, que é deputado pelo PPS, foi o primeiro da equipe de governo a deixar o cargo. Freire confirmou que sai atendendo a decisão do partido. Teria de ser seguido pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann (do mesmo PPS), mas este afirmou que permanecerá no governo e deixará a legenda. No PSDB, o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PE), já anunciou que fará o mesmo.
No caso do PSDB, a ruptura é ainda mais grave. A legenda, que tenta salvar a pele do próprio presidente, o senador Aécio Neves (MG) – suspenso hoje de suas atividades parlamentares – protocolou hoje outro pedido de impeachment contra Temer. E decidiu, em reunião da executiva, pela saída dos tucanos dos cargos ocupados no governo. Bruno Araújo, de acordo com fontes próximas, estaria aguardando apenas a oportunidade de falar pessoalmente com o presidente. O PSDB ocupa ainda os ministérios das Relações Exteriores e dos Direitos Humanos.
Efrahim Filho (PB), líder do DEM na Câmara, foi o primeiro que se manifestou nessa linha. Disse, desde ontem (17), que as acusações contra o presidente são gravíssimas e que Temer precisa ser investigado. No PPS, o líder Arnaldo Jordy (PA) defendeu a renúncia e destacou o que definiu como “grave crise institucional”.

Ilusão sobre a base
Em reservado, um senador do PMDB contou que ontem foram vários os pedidos feitos, durante reunião no Palácio do Jaburu, de pessoas mais próximas a Temer para que ele renunciasse. O presidente repetiu diversas vezes a frase “não saio daqui” e disse viver uma situação diferente da observada por Dilma Rousseff. O “trunfo” apontado pelo presidente é o fato de contar, ao contrário de Dilma, com um presidente da Câmara a quem é muito ligado, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele também teria se gabado de ter amplo apoio da base aliada.
O parlamentar disse que a avaliação feita por ele e esses assessores, era de que, talvez por conta do nervosismo e inesperado da denúncia, Temer não estaria percebendo a realidade que o cerca. Nas palavras deste senador, “Maia não tem a liderança, carisma, nem poder de articulação que tinha Eduardo Cunha”.
Em segundo lugar, a leitura que se faz do perfil da base aliada é que, ao contrário das legendas de esquerda, que ficaram com Dilma Rousseff, até o final, a maior parte das legendas tende a abandonar o governo da mesma forma que fizeram com a petista. “Há um outro fato que é a integração dos movimentos sociais que foram para as ruas defender a então presidenta. Isso não vai acontecer com ele (Temer)”, ponderou ainda este senador.
No momento em que desceu do gabinete para fazer seu pronunciamento, Temer procurou citar indicadores positivos da economia. Algumas tentativas de palmas por parte de alguns assessores não foram adiante – o que causou certo constrangimento. Logo depois, como forma de estratégia da comunicação, o presidente passou a circular por todas as alas do Palácio do Planalto, para visitar assessores e passar pessoalmente a imagem de que está tudo bem e que “o trabalho deve continuar”.

Obstrução da Justiça
A secretaria da Casa Civil chamou vários líderes dos partidos citados acima para novas reuniões com a equipe ministerial e o próprio presidente ainda nesta quinta-feira, na tentativa de evitar a desintegração da base.
A oposição, enquanto isso, avalia que não tem mais jeito. “O ambiente é de fim desse governo”, reiterou o líder da oposição na Câmara, José Guimarães (PT-CE).
Daqui a pouco, os partidos PT, PDT, PCdoB, Rede, Psol e PSB vão protocolar na Câmara novo pedido de impeachment de Temer. Será o quarto desde ontem, e desta vez com a força de cinco legendas em conjunto. “O diferencial, além da força do pedido conjunto, é o fato de destacarmos neste novo pedido a tentativa do presidente da República de obstrução à Justiça, que é um absurdo”, afirmou o líder do Psol, Glauber Braga.
Os outros pedidos foram protocolados pelo líder da Rede, Alessandro Molon (RJ), e pelo deputado João Henrique Holanda Caldas, mais conhecido como JHC (PSB-AL). Mas o que mais chamou a atenção foi o apresentado por oito deputados do PSDB.

À espera dos áudios
Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, aguardam a divulgação dos áudios para definir posição em relação ao governo: PSDB (47 deputados e 11 senadores); PR (39 deputados, 4 senadores); PRB (23 deputados, 1 senador). O Podemos (ex-PTN), Podemos, ex-PTN (13 deputados), já anunciou saída da base, ponderando que não fará oposição.

Fonte: Rede Brasil Atual

Trio de damas da dramaturgia está confirmado em novela de Walcyr Carrasco

Heloísa Tolipan - Parece que Walcyr Carrasco vai tirar mais um sucesso da sua cartola repleta de líderes de audiência e de premiações ao redor do mundo. Sua próxima novela das 9, batizada O Outro Lado do Paraíso, está a todo vapor com a escalação de um elenco que promete entrar para a história das telenovelas. Se já não bastasse ter confirmado Gloria Pires – que vai fazer par romântico com Marcello Novaes – Marieta Severo, Grazi Massafera – a vilã da história –, Sérgio Guizé, Luis Melo e Nathalia Dill, entre outros, Walcyr usou suas redes sociais para anunciar dois pesos-pesados da dramaturgia nacional – e mundial, por que não? “Que honra! Fernanda Montenegro e Lima Duarte realmente aceitaram fazer minha próxima novela. Fico emocionado ao escrever cada fala para os personagens desses grandes atores!” disse. Os dois, aliás. vão ser um par romântico.

Glória Pires, Fernanda Montenegro e Marieta Severo estão confirmadas para próxima novela de Walcyr Carrasco no horário das nove
Em entrevista à revista Veja, Fernanda Montenegro falou um pouco sobre a sua nova personagem: “Vou interpretar Mercedes, uma vidente que se prepara para o fim do mundo. Ela vai tentar salvar o que puder do apocalipse”, contou a atriz. Recentemente, Walcyr disse que, entre outras tramas, vai abordar as dificuldades da vida dos portadores de nanismo, personagem que vai ser filha de Marieta Severo. “Entre as protagonistas de minha próxima novela há uma anã. Desculpem-­me, uma jovem de baixa estatura. Mas, na história, a própria mãe não gosta dela”, revelou o novelista. Toda a equipe de Walcyr Carrasco, que vai substituir A Força do Querer, de Glória Perez, caso os planos não mudem, trabalha com o dia 23 de outubro para a estrear “O Outro Lado do Paraíso”.

Fonte: Jornal do Brasil

Conheça o "Popstar": Globo investe em reality musical com artistas da casa


Heloísa Tolipan - Depois de “Superstar” e “The Voice“, vem aí o novo reality show da Globo. A partir de julho, a grade de domingo da emissora terá a estreia de “Popstar“, um novo formato musical que terá estrelas da casa como participantes. Entre os confirmados, conforme divulgou a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, em sua coluna, estão Lúcio Mauro Filho, Mariana Rios, Thiago Fragoso e Sabrina Parlatore. Pela internet, há ainda rumores de convites para outros artistas, como Marcelo Adnet, Sergio Guizé, Eriberto Leão e Marisa Orth.

Fernanda Lima apresentará o Popstar
Para incentivar o público e os participantes no novo projeto da emissora, a Globo ira premiar o vencedor com o valor de R$ 250 mil. No entanto, o valor é bem menor comparado às outras premiações da casa. O “Superstar” e o “The Voice Brasil”, por exemplo, davam R$ 500 mil reais (valor com os impostos) como troféu para o campeão.
Com apresentação de Fernanda Lima e direção de Boninho, o “Popstar” entra com a proposta de sucesso grandioso, com planos de exportação. 
Depois de três anos sem o retorno esperado, a emissora não renovou os direitos do “Superstar” para investir em um projeto próprio. Enquanto o formato que inspirou o “Popstar” é israelense, o “The Voice Brasil”, que também é importado, é do canal NBC, dos Estados Unidos. Com o Popstar, a Globo quer preencher uma lacuna dos reality shows musicais e dar ainda mais visibilidade para seus contratados.

Lúcio Mauro Filho, Mariana Rios, Thiago Fragoso e Sabrina Parlatore estão confirmados para a primeira edição do programa
Vale lembrar que, com uma outra proposta, o “Domingão do Faustão” também estreou um quadro no qual os artistas ganham os microfones e soltam a voz. No “Show dos Famosos”, grandes nomes da emissora incorporam artistas brasileiros e estrangeiros em performances-imitações. Desde a estreia, Ícaro Silva como Beyoncé e Samantha Schmütz como Elis Regina foram os mais comentados nas redes sociais.

Fonte: Jornal do Brasil

Letícia Sabatella vai para a Justiça com seus agressores em protesto no Sul

Letícia Sabatella abriu um processo por danos morais, na 26ª Vara Cível do Rio, contra os paranaenses Gustavo Pereira Abagge, Marli Terezinha Rossi e Eder Fabiano Borges Adão, acusados de xingá-la de "puta" e de jogar tinta em seu rosto numa manifestação ocorrida em Curitiba, em junho de 2016.
De acordo a ação, eles "arremessaram contra Sabatella tinta que atingiu seu rosto, cabelo e roupas; além de lhe empurrarem em flagrante constrangimento físico”.
O processo está na fase de intimação eletrônica dos réus.

Fonte: Jornal do Brasil

Roger Abdelmassih é internado com pneumonia em Taubaté (SP)


Foi internado na manhã desta quinta-feira (18) o ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 181 anos de prisão por abusar sexualmente de pacientes. Ele está no Hospital São Lucas, em Taubaté, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo.
Abdelmassih chegou ao local por volta das 10h para exames e a retirada de uma sonda vesical. Por ter sido diagnosticado com broncopneumonia, ele permanecerá internado para tratamento.
Em abril, ele já havia ficado 13 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional, também em Taubaté, para tratar problemas cardíacos e, na sequência, fez exames para apresentar à Justiça. Abdelmassih tenta o indulto humanitário, benefício oferecido a presos que necessitam de cuidados especiais que não podem ser prestados em estabelecimento penal.
O ex-médico cumpre pena na penitenciária Doutor José Augusto Salgado, a P2 de Tremembé. No local ficam os presos de casos considerados de grande repercussão, como Alexandre Nardoni e os irmãos Cravinhos.
Procurada, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) não comentou o estado de saúde do detento. O Hospital São Lucas deve divulgar um boletim de saúde ainda nesta quinta.

Fonte: R7

Apresentadora Ticiana Villas Boas, esposa de Joesley Batista, é atacada na internet

A apresentadora do SBT e esposa do presidente da JBS Ticiana Villas Boas recebeu ataques na internet após estourar o escândalo da delação premiada de seu marido, Joesley Batista, que envolvem o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB). Em sua última publicação no Instagram, seguidores questionam seu posicionamento diante da investigação feita pela Operação Lava-Jato sobre as atividades da empresa de seu marido.


A revolta dos seguidores deu origem a vários comentários negativos. "Seu maridão honesto sabia que o dólar ia disparar, né? Aí, como ele tem bola de cristal, já aplicou nos mercados de Singapura e Inglaterrra. Se esse lixo de país fosse sério só por isso ele ia pra CADEIA, que é lugar de CORRUPTO!", "Bandidos, a partir do momento que você é conivente, é criminosa também. Nojo de vocês. Que não volte mais pro Brasil" e "Na propina e na tristeza, na saúde e na doença...que pacto!" foram alguns comentários.
No entanto, também houve quem defendesse a apresentadora na rede social. "Sério que as pessoas estão condenando a mulher?? Aff se ela tem algo com isso que provem, antes disso não se pode condenar uma pessoa por atitude de outra. Primeiro a prova, depois a condenação. Agora querem condenar a mulher só porque se casou com um homem rico. Ah, me poupe, muita hipocrisia, né".
O casamento entre Ticiana Villas Boas e Joesley Batista aconteceu em 2012 e Michel Temer foi um dos convidados. O casal tem um filho de 2 anos. De acordo com vários veículos de comunicação, ela acompanha o marido, que está em Nova York, com autorização da Polícia Federal. A jornalista, que foi revelada pela Band da Bahia, sua terra natal, chegou a ancorar o Jornal da Band junto com Ricardo Boechat antes de ir para a emissora de Silvio Santos. Atualmente, ela apresenta o programa Duelo de mães, em exibição no SBT e no canal pago Discovery Home and Health.

Fonte: Diário de Pernambuco

Ator Marcos Tumura morre aos 49 anos


Conhecido por interpretar o vilão Salazar na série infantil Patrulha Salvadora, em 2013, Marcos Tumura morreu aos 49 anos nesta quinta-feira (18) após passar mal quando foi jogar vôlei com os amigos. A notícia foi anunciada por Cláudia Raia em seu Instagram na manhã de hoje. Marcos fez algumas peças ao lado da atriz, como Cabaret, Crazy For You e Raia 30. Outras peças de seu currículo são O Fantasma da Ópera, Les Miserables e Forever Young.
Na televisão, seu papel mais recente foi o vilão Massao, contracenando com Rafael Cardoso e Laura Cardoso na novela das seis 'Sol Nascente', que foi ao ar entre agosto do ano passado e março deste ano, antecedendo Novo Mundo e sendo substituída por Êta Mundo Bom!.

Como conseguir skins no jogo Heavy Truck Simulator

Heavy Truck Simulator é um jogo grátis para Android e iOS com uma enorme variedade de skins. O diferencial, porém, é que as customizações são feitas pelos jogadores. É possível baixar, editar ou criar suas próprias skins pelo celular para ter caminhões exclusivos.
Contudo, apenas a versão de Android oferece suporte para as skins personalizadas. Aqui você confere o passo a passo de como baixar e instalar skins para cabine, vidro, rodas traseiras e dianteiras.


Passo 1. Faça o download das skins pelo celular (clique na skin e escolha a opção "Salvar imagem") ou transfira o arquivo para o seu Android. As skins são imagens em formato ".jpg". Não baixe arquivos desconhecidos;
As skins estão disponíveis em blogs como Skins Heavy Truck Simulator.
Passo 2. Abra o Heavy Truck Simulator e clique na Garagem;


Passo 3. Escolha um dos caminhões para customizar e selecione o modelo da skin que você baixou (cabine, vidro, detalhe, roda dianteira ou traseira). Usamos uma skin para cabine como exemplo neste tutorial;
Passo 4. Na nova tela a esquerda, clique no ícone "Procurar Imagem". Agora, encontre a skin dentro das pastas do seu Android.


Por padrão, ela estará na pasta "Downloads", na raíz do seu cartão SD. Para ajudar, crie uma pasta "skins" no celular para colocar as imagens;
Passo 5. Selecione a imagem skin na pasta, clique em "Open" e depois "Carregar". Pronto, ela será aplicada no caminhão. Para removê-la, clique no ícone "Usar padrão".

Fonte: Tech Tudo

Andrea Neves, irmã do senador Aécio, é transferida para penitenciária em BH


G1 - A irmã e assessora do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, chegou por volta das 14h30 desta quinta-feira (18), no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte. Ela foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal nesta manhã no condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.
O primo do senador e de Andrea, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso em casa, no condomínio Morro do Chapéu, em Nova Lima, na Grande BH. O assessor parlamentar e cunhado do senador Zeze Perrella (PMDB-MG), Mendherson Souza Lima, foi preso em Belo Horizonte durante o cumprimento de mandados da Operação Patmos, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira após as delações do grupo empresarial JBS, dos irmãos Joesley e Welsey Batista.
Andrea chegou escoltada ao presídio feminino, que fica no bairro Horto, Região Leste da capital mineira. Antes, ela foi submetida a um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), onde foi "recebida" por um grupo de manifestantes que gritavam "bandida".
De acordo com a Secretaria Estadual de Administração Prisional de Minas Gerais, Andrea ficará em uma ala separada do pavilhão principal, dado o tipo de crime do qual ela é suspeita, das condições de sua prisão e repercussão do caso. Esta decisão tem apoio na Lei de Execução Penal, segundo a secretaria
Andrea ficará abrigada em uma cela individual de 2,5 m x 3 m. O local dispõe de cama, vaso sanitário e chuveiro. Ainda de acordo com a Seap, ela vai estar submetida a todos os procedimentos do presídio, como quatro alimentações diárias, banho de sol, visitas e assistências médica e psicossocial.
A irmã de Aécio, que é jornalista e sua principal assessora, foi presa porque há suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro ao empresário Joesley Batista, dono do grupo JBS, em nome do irmão. Ela é considerada operadora do senador nas investigações da Lava Jato.
O advogado Marcelo Leonardo informou que dois celulares e um computador foram apreendidos nesta manhã na casa de Andrea. A prisão preventiva foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Após a prisão, Andrea Neves foi levada para a sede da Polícia Federal em Belo Horizonte onde prestou depoimento. De acordo com Leonardo, ela foi orientada a permanecer em silêncio já que a defesa não teve acesso ao teor dos autos de investigação. “Ela esclarece que trata-se de uma mera relação privada entre pessoas físicas. Não há nenhuma relação envolvendo cargo, negócio ou função públicos”, disse o advogado.
O defensor ainda disse que vai analisar os autos e pedidos de investigação antes de tomar qualquer providência, mas acredita que a prisão possa ser revertida em alguma medida cautelar.

Andréa Neves chega escoltada pela polícia ao IML
Operação Patmos
A operação Patmos - batizada pela Polícia Federal em referência à ilha grega onde o apóstolo João teve visões do Apocalipse - foi deflagrada a partir da delação da JBS, revelada pelo jornal O Globo. Nela, Aécio Neves aparece pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista para pagar a defesa dele na Lava Jato. As informações foram confirmadas pela TV Globo.
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin autorizou o cumprimento de 41 mandados de busca e apreensão e oito de prisão preventiva em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Maranhão e Paraná, cumpridos pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.
Os pedidos de prisão e busca e apreensão foram feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base na delações dos donos da JBS e em apurações da Polícia Federal. Os fatos que embasaram os pedidos ocorreram neste ano, em pleno curso das investigações da Operação Lava Jato.
De acordo com a Procuradoria-Geral da República, o objetivo da operação foi apreender documentos, livros contábeis e fiscais, arquivos eletrônicos, telefones, valores e objetos que podem se relacionar à investigação. A investigação apura os crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, constitutição e participação de organização criminosa, dentre outros.
Em nota, a PGR disse que Rodrigo Janot considera que "o caso revela perplexidade, pois os fatos ocorreram apesar e durante as investigações de delitos graves praticados através de autênticas organizações criminosas enraizadas no poder público, envolvendo algumas das mais altas autoridades do país. 'Isso demonstra que o esperado efeito depurador e dissuasório das investigações e da atuação do Poder Judiciário lamentavelmente não vem ocorrendo e a espiral de condutas reprováveis continua em marcha nos mesmos termos e com a mesma ou maior intensidade e desfaçatez'”, disse.

Aécio Neves ao lado da irmã, Andréa, quando ele ainda era governador de MG
Operação em várias cidades
No Rio de Janeiro, a operação começou por volta das 5h. Um chaveiro foi chamado para os agentes cumprirem o mandado de busca e apreensão no apartamento de Andréa em Copacabana, na Zona Sul. Este imóvel pertenceu ao ex-presidente Tancredo Neves, avô de Aécio e Andrea. Também foram feitas buscas nos apartamentos de Aécio e de Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito do deputado Eduardo Cunha, que está preso. As diligências foram todas autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Por volta das 6h15, pelo menos cinco carros descaracterizados da Polícia Federal chegaram à chapelaria do Congresso, em Brasília, que é a principal entrada e a mais utilizada pelos parlamentares. No Congresso, as buscas são feitas nos gabinetes de Aécio e Perrella e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). O G1 não conseguiu localizar a defesa de Perrella e Loures.
Em Belo Horizonte, policiais federais estiveram no prédio onde mora Aécio, no bairro Anchieta, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Uma viatura da PF com cinco policiais chegou por volta das 6h. Ainda não se sabe se alguém foi encontrado no apartamento. Agentes também fizeram buscas em fazendas da família Neves em Cláudio, no interior de Minas Gerais.
O advogado José Eduardo Alckmin, que defende o senador Aécio Neves afirmou por meio de nota divulgada nesta quinta-feira (18) que o parlamentar recebeu legalmente um empréstimo do empresário Joesley Batista destinado a pagar os custos com a defesa dele na Operação Lava Jato.
Na nota, o advogado afirma que o pedido de dinheiro ao empresário se tratou, "única e exclusivamente de uma relação entre pessoas privadas, em que o senador solicitou apoio para cobrir custos de sua defesa, já que não dispunha de recursos para tal".
O primo de Aécio Neves Frederico Pacheco de Medeiros também foi preso em casa, no condomínio Morro do Chapéu, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta manhã. A informação foi confirmada pelo advogado de Frederico, Maurício Campos Júnior, mas o defensor disse que, por enquanto, não vai se manifestar sobre a prisão.
O assessor parlamentar de Zeze Perrella (PMDB-MG), Mendherson Souza Lima, que é também cunhado do senador e ex-vice-presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), é citado na delação como a pessoa que recebeu o dinheiro. Ele foi preso nesta manhã. A Polícia Federal informou que apreendeu, na casa dele, R$ 400 mil em dinheiro.
O advogado Antônio Veloso Neto, que defende Mendherson, disse que não vai comentar a prisão do cliente porque não teve à investigação ainda, mas que vai pedir vistas do processo.
Os agentes também estiveram na casa de Perrella, no bairro Belvedere, Região Centro-Sul, e no escritório de um dos filhos do senador, o ex-deputado estadual Gustavo Perrella (SD), no bairro Estoril, Região Oeste da capital mineira. Nos locais foram cumpridos mandados de busca e apreensão. O G1 não conseguiu contato com o senador Perrella e nem com o filho dele.

Sob pressão de aliados, Temer cancela agenda oficial desta quinta


O presidente Michel Temer decidiu cancelar todos os compromissos que constavam na agenda oficial nesta quinta-feira (18). Depois, ele recebeu ministros do núcleo político em seu gabinete no Palácio do Planalto.
A decisão de cancelar os compromissos foi tomada um dia após o colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim informar que os donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) ter gravado o presidente dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Ao chegar ao Palácio do Planalto, por volta das 8h05, o presidente tinha 18 encontros previstos na agenda. Os encontros estavam marcados para ocorrer a cada meia hora, sem intervalos nem para almoço.
Temer chegou a receber o senador Sérgio Petecão (PSD-AC). A audiência era a primeira das 18 agendadas e já estava prevista na quarta, antes de as primeiras informações envolvendo Temer terem sido divulgadas.
Logo após a reunião com o parlamentar, porém, os outros 17 compromissos que constavam na agenda foram cancelados.
Entre os compromissos, estavam encontros com deputados federais, estaduais, senadores, presidentes de partidos. No site do Planalto, a agenda foi substituída para “despachos internos”.

Fonte: G1

Michel Temer diz que não irá renunciar!


O presidente Michel Temer fez seu pronunciamento na tarde desta quinta-feira (18) depois de terem sido espalhadas gravações de que teria comprado o silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, depois dele ter sido preso na Operação Lava Jato. A informação foi dada pelo colunista da O Globo, Lauro Jardim.
Em uma dessas gravações, feita em março, o empresário Joesley Batista diz ao presidente que estava dando uma mesada a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro para que permanecessem calados na prisão. Joesley, junto com Wesley Barbosa, são donos do frigorífico JBS.
Hoje, Michel disse em rede nacional que só falou sobre o assunto agora porque "tentou conhecer o conteúdo de gravações que o citam". "Solicitei, aliás, ao Supremo Tribunal Federal, meu acesso a esses documentos, mas até o presente momento, não o consegui", completa.
Sobre as gravações, Michel Temer nega que tenha feito pagamento à Cunha e à Funaro para que se calassem e não o envolvesse em qualquer escândalo. "Não comprei o silêncio de ninguém. Nada tenho a esconder, e sempre honrei meu nome!", que confia ainda em poder provar no STF não ter nada a ver com as acusações.
O colunista Ricardo Noblat, também da O Globo, e vários sites de notícias postaram na rede que o presidente pretendia fazer seu discurso hoje à tarde para fazer sua renúncia, mas não fez o que até os brasileiros esperavam. "Não renunciarei! Sei o que fiz, e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro".
O discurso do presidente Michel Temer durou cerca de cinco minutos.


Se as investigações feitas contra Temer procederem, sofrerá pedido de impeachment, sendo assim impedido de governar até o fim de 2018.
Ele tornou-se o atual presidente do país desta forma, quando Dilma Rousseff sofreu impeachment por acusações de 'pedaladas fiscais' e edição de decretos de crédito suplementar.