sábado, 27 de maio de 2017

Luciana Gimenez posa completamente nua e provoca seguidores


Sempre polêmica e sensual, Luciana Gimenez ousou mais uma vez nas redes sociais. A apresentadora do ” Super Pop ” posou completamente nua na noite desta quinta-feira (24) e cobriu suas partes íntimas com as mãos e uma bolsa.
Na imagem, Luciana Gimenez usa um sapado diferente em cada pé e pede a opinião de seus seguidores. “Qual sapato? Dúvida cruel” provocou ela.
Ninguém respondeu sua pergunta, mas a apresentadora foi muito elogiada. “Quem pode, pode”, “Um corpo é um corpo”, “Se é pra tombar? Tombou! Linda com sapato ou sem bolsa, maravilhosa poderosa e óbvio causadora”, foram alguns dos comentários.

Ousada
Luciana Gimenez gosta de ousar. Quem a acompanha nas redes sociais sabe que as fotos sensuais são maioria em sua conta do Instagram. Recentemente, a apresentadora posou em Sardenha, na Itália, fazendo topless.

Fonte: Diário do Sertão

Ivete celebra aniversário com amigos e festa à fantasia na Bahia


A cantora Ivete Sangalo celebrou seus 45 anos com muita festa. Na sexta-feira (26), ela reuniu famosos em um hotel no Litoral Norte baiano para fazer uma festa a fantasia e dar início às comemorações por mais um ano de vida. Entre os convidados estavam Reynaldo Gianecchini, que foi vestido de Robin, André Marques, que se fantasiou de Mário Bros, e Ricardo Tozzi, que apostou no Superman. 
Também compareceram à festa, Scheila Carvalho, Suzana Pires, as apresentadoras Fernanda Lima, Fernanda Paes Leme e Astrid Fontenelle, além de Gominho e Dany Bananinha. O nutricionista Daniel Cady, marido de Ivete, claro, também estava.
Antes da festa, Ivete celebrou a nova idade viajando com a família anteriormente para a Disney. "Semana de aniversário já começando com um encontro só com as amigas. Ops! Alguns miguxos também. Surpresas sem fim! Já começou a loucura desse niver. Obrigada a turma boa que fez várias fofuras. Amamos tudo! Esse niver tem hora pra começar e não tem hora pra acabar", escreveu ela no Instagram.





Marcelo Rezende faz desabafo em vídeo emocionante no Instagram


O apresentador Marcelo Rezende comoveu muita gente ao revelar que está com um câncer. No entanto, ao contrário do que muitos imaginam, ele não tem se mostrado triste ou cabisbaixo, pelo contrário, está sempre sorridente e confiante.
Há quase uma semana, no último domingo, ele havia publicado uma foto com o semblante feliz em seu perfil no Instagram, com a seguinte legenda: “A farmácia do senhor Deus toma conta de mim. Que tal a minha fisionomia? Eu creio”.
Agora, o apresentador do “Cidade Alerta” postou um vídeo na rede social, e escreveu: “Mais uma etapa da CURA sob a orientação do ESPÍRITO DE DEUS. FÉ é CRER incondicionalmente ????”. No vídeo, ele fala um pouco sobre a sua fé.
“É difícil, mas nada é difícil quando a gente está no manto do nosso senhos Deus. E é ele que está me carregando nesta travessia”, disse ele no vídeo, que agradeceu ainda as mensagens positivas que tem recebido. Confira:

Uma publicação compartilhada por Marcelo Rezende Corta Pra Mim (@marcelorezende.oficial) em

Enfermeira do Texas é suspeita de matar cerca de 60 bebês

Austin (EUA), 26 mai (EFE).- A Justiça dos Estados Unidos acusou nesta sexta-feira do assassinato de um bebê uma enfermeira que poderia ter matado outros 60 recém-nascidos no final dos anos 70 e começo dos 80 e que está presa por um desses crimes, embora possa ser liberada em breve.
Genene Jones, de 66 anos, cumpre atualmente penas de 99 e 60 anos de prisão por ter matado uma recém-nascida de 15 meses, Chelsea McClellan, e pela tentativa de assassinato de um bebê de quatro semanas, Rolando Santos, a quem administrou um anticoagulante, segundo o Departamento de Justiça Criminal do Texas.


A enfermeira, que trabalhou em hospitais de San Antonio e Kerrville (Texas), cometeu os crimes em 1982, pouco antes de sua detenção, e foi condenada em 1984.
Um grande júri acusou agora Jones do assassinato em 1981 de Joshua Sawyer, de 11 meses, ao injetar nele uma dose letal de um produto contra epilepsia.
"Jones é suspeita de ter matado até 60 bebês", afirmou em uma entrevista coletiva o promotor do condado texano de Bexar, Nico LaHood, definindo a assassina como "o mal encarnado" e assegurou que a justiça "cuidará para que ela responda por seus crimes".
O promotor considerou que várias crianças morreram sob circunstâncias "fora do comum" durante ou pouco depois dos turnos de Jones, o que a torna a principal suspeita.
Até agora, não ficou claro porque as ações da enfermeira, que envolveram tantas vítimas, não foram detectadas antes.
Apesar disso, os registos médicos do hospital de San Antonio no qual trabalhou foram destruídos acidentalmente nos anos posteriores às mortes da maioria destes bebês, dificultando a investigação para demonstrar as suspeitas.
O promotor assegurou que "fará todo o possível" para identificar cada um dos recém-nascidos os quais Jones assassinou.
"Não acredito que ela olhe para o mundo da maneira como fazem os demais", acrescentou LaHood.
A criminosa, que está cumprindo sua pena em uma prisão para mulheres em Gatesville - entre Austin e Dallas -, poderia sair em liberdade em março de 2018 por bom comportamento, graças às leis de redução de penas em vigor no momento de suas primeiras condenações.
A mãe da única vítima reconhecida até agora, Petti McClellan, apareceu na imprensa americana nos últimos anos assegurando que está buscando as outras famílias prejudicadas por Jones.
Conhecida como "a enfermeira da morte", se Jones sair da prisão, terá um dispositivo GPS implantado e não poderá ter nenhum tipo de contato com menores de 18 anos.
Além disso, será proibida de visitar um hospital a menos que esteja buscando um tratamento para si mesma.
No entanto, as autoridades estão trabalhando para julgá-la novamente e que receba outra condenação antes dessa data.

Fonte: Yahoo

"Marcha contra a violência na Maré" reúne celebs em prol da paz no local

Heloísa Tolipan - As passeatas não se restringem ao Centro e Zona Sul. Dessa vez, o local protagonista são as ruas da favela da Maré onde a população do Rio de Janeiro se reúne em prol da paz. O movimento contou com a participação de vários famosos como Leticia Colin, Patricia Pillar, Paula Burlamaqui, Carolina Ferraz, Camila Pitanga, Lázaro Ramos, Mariana Ximenes e Wagner Moura, os artistas plásticos Adriana Varejão e Luiz Zerbini e o fashionista Oskar Metsavaht. 
Todos eles se solidarizaram usando a #outramareepossivel. Cissa Guimarães, inclusive, é a voz da manifestação, pois durante a semana um carro de som percorreu a comunidade na busca de chamar mais moradores para se unir contra a violência. “Atenção moradores! Quarta-feira, dia 24 de maio, à uma hora da tarde, venha participar da marcha contra a violência na Maré. Teremos dois pontos de concentração: Praça do Parque União e Conjunto Esperança, em frente a Associação de Moradores. Gente, basta de violência. Outra Maré é possível. Contamos com vocês, todos juntos contra a violência”, disse a atriz através das caixas de som.

Camila Pitanga ao lado de Igor Angelkorte e Mariana Ximenes em manifestação na Maré
Intitulado de ‘Marcha contra a violência na Maré’, o evento foi organizado pelo Fórum Basta de Violência que une ONGs e outras instituições da região. Assim como artistas, empresários, políticos e estudantes também confirmaram presença. Durante a caminhada várias ações artisticas foram mostradas. A atriz e artista plástica Maria Luisa Mendonça, que tem um ateliê na Zona Sul do Rio, ajudou a produzir peças para uma coreografia com cartazes que foi preparada especialmente para este momento.
A comunidade fica na Zona Norte do Rio de Janeiro e já reúne cento e quarenta mil moradores. Na verdade, a Maré é um complexo formado por dezesseis favelas que são comandados por três diferentes grupos armados. Apenas este ano, já foram registradas treze mortes, sendo que o total do ano passado foi resumido a trinta e três.
Segundo o ‘O Globo’, a diretora da ONG Redes da Maré e doutora em Serviço Social pela PUC-Rio, Eliana Sousa Silva, vê a iniciativa como uma oportunidade de mostrar que a galera do asfalto e da favela podem se unir para lutar por um bem comum, traçando maneiras de combater a violência.

Fonte: Jornal do Brasil (Heloísa Tolipan)

Aécio Neves: de 'querido' dos famosos a motivo de decepção

Durante a campanha presidencial de 2014, na qual Dilma Rousseff foi reeleita, alguns famosos declararam publicamente apoio ao adversário da petista, o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Após a divulgação dos áudios do empresário Joesley Batista, proprietário da JBS, na qual o tucano foi gravado articulando pagamento de propinas e um esquema para frear a operação Lava Jato, algumas das celebridades se manifestaram dizendo estarem “decepcionados” e cobrando justiça na política nacional, doa a quem doer. 
Além dos nomes citados no decorrer do texto, o Jornal do Brasil tentou contato com o ex-treinador da Seleção Brasileira de vôlei, Bernardinho, filiado ao PSDB, que também declarou apoio público à candidatura do senador afastado. Contudo, a redação não obteve retorno. Bernardinho é sócio de Alexandre Accioly, dono da rede de academias Bodytech e apontado como suposto operador de Aécio Neves. Ele nega as acusações.
Os áudios divulgados, aliados ao depoimento dos irmão Batistas, proprietários da gigante frigorífica, repercutiram e geraram ataques às figuras públicas que apoiaram o então senador, em 2014. Alguns inclusive chegaram a apagar as publicações nas redes sociais nas quais aparecem ao lado do tucano. Casos do apresentador Luciano Huck e do ex-jogador e atual comentarista esportivo, Ronaldo. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o apresentador negou que tenha deletado as imagens, mas o fato é que não existe mais nenhuma imagem em que os dois aparecem juntos nas redes sociais de Huck.
Já o ex-craque Ronaldo comentou a situação política do país, em entrevista recente ao canal esportivo Fox Sports, e mesmo sem citar o amigo, pediu mudanças e punições aos corruptos.

Veja algumas declarações:
Ronaldo, ex-jogador de futebol - Em relação à vida política, o país vem sofrendo decepção atrás de decepção. O Brasil precisa de uma limpeza geral daqueles que não prestam. Estas pessoas deveriam deixar a vida pública.

Ronaldo Fenômeno e Aécio Neves
Luciano Huck, apresentador: É evidente a minha enorme decepção e tristeza com tudo o que veio à tona em relação não só a um amigo, mas a alguém que foi governador, senador e que recebeu mais de 51 milhões de votos numa eleição presidencial recente. Que atire a primeira pedra quem nunca se surpreendeu negativamente ou se decepcionou com um amigo. Não vou renegar minha relação de amizade com ele, nem mesmo em um momento tão negativo da sua vida. Mas é importante que se diga que nunca misturei amizade com política ou negócios em nossa relação. Não faço a menor ideia da origem destas imagens. Todas as fotos que rodaram nas redes esta semana são muito antigas, não tem nada recente. Podem ter sido postadas nas redes do Aécio, por exemplo. O que posso te garantir com toda a sinceridade é que não apaguei foto alguma recentemente em função dos acontecimentos da semana passada. Acho igualmente importante registrar que considero gravíssimos os fatos recentemente divulgados sobre sua conduta. Se forem comprovados, devem ser punidos com rigor dentro do que determina a Justiça. São comportamentos que refletem de forma emblemática boa parte daquilo que queremos banir da nossa sociedade. À exceção de Aécio, nenhuma destas figuras é ou foi meu amigo. São, isto sim, pessoas com as quais em circunstâncias diversas estive junto por motivos também diversos.

Luciano Huck tinha altas intimidades com Aécio Neves
Ana Paula, ex-jogadora de vôlei - Que a lei seja aplicada a absolutamente todos, sem exceção. Quem luta pelo Brasil de verdade, não protege político algum. Se Aécio fez, tem que pagar -- tanto quanto Lula! Temer também! O Brasil precisa caminhar para o império da lei, ou acaba como país. Votei em Aécio sim, mas mudo tran-qui-la-men-te de opinião em relação a qualquer político.

Marcelo Serrado, ator - Tínhamos que nos unir e tornar a corrupção crime hediondo. Eu votei no Lula duas vezes, e no Aécio também. Se eles fizeram coisas ilegais, que paguem por isso. Temos que parar de achar que há heróis na política. Eles não estão nem aí pra gente. Estive uma vez no Senado fazendo pesquisa para uma personagem e vi senadores da esquerda e da direita se abraçando rindo, marcando jantar. Sim, esses que se odeiam na frente das câmeras. Enquanto discutimos, eles riem da gente. Faça democracia no dia a dia na sua vida, já daremos um passo grande com isso. Não me arrependo de ter me posicionado, fui contra o governo anterior e sou contra esse que está aí. Eu sou contra o Michel Temer. É uma burrice achar que esse governo seria uma solução. Sou a favor das Diretas Já. Não tem como defender ninguém.

Márcio Garcia, ator e apresentador - Só agora a ficha caiu. E esta é a minha sensação: rasgaram o nosso país. Que vergonha pra todos nós. Acho que neste momento não há um único brasileiro orgulhoso, muito menos com orgulho do seu voto pra Presidente. Nenhum. Me incluo em primeiro lugar. Não existe um eleitor neste país que não esteja decepcionado com o seu "candidato". Fomos todos enganados, iludidos por falsos discursos, apertos de "mãos grandes", e promessas vazias. A única coisa que nos resta é clamar por justiça. Exigir justiça. Que ela faça sua parte e prenda todos os corruptos deste país. Sem exceção. Doa a quem doer. Eu quero um país decente pros meus filhos viver. Com ensino público de qualidade, com emprego, com segurança, com uma saúde pública com o mínimo de eficiência. Chega de roubalheira. Chega de esquema. Chega de jeitinho brasileiro.

Latino, cantor – Aécio é meu amigo pessoal. Se ele errou, vai ter que pagar. Nós vivemos em um país de hipocrisia, onde muitos sonegam. Quem nunca levou vantagem em alguma coisa? Sou contra a corrupção e torço para um país melhor. Porém, não posso julgar uma pessoa que ainda não fez valer o seu direito de resposta.

Alexandre Frota, ator – Sou mais um brasileiro que não suporta mais essa pilantragem. Esses constantes assaltos que fazem aos cofres públicos. Preteriram os brasileiros. Políticos vagabundos, charlatões. Não me importo com partidos, não me importo com político. Se errou, precisa ir preso.

Marcelo Madureira, humorista - Vocês não imaginam o tamanho da minha decepção, da minha desilusão política. Eu fui iludido, fui enganado, eu gostaria de estar completamente equivocado. Pra mim é chocante ver o candidato que eu apoiei estar envolvido nessas negociatas em plena vigência das investigações. Podem me criticar, mas eu jamais tirarei o corpo fora de participar da vida política do meu país. Participar da vida política, seja na direita ou na esquerda, é dever de qualquer cidadão

Wanessa Camargo, cantora – O Aécio foi padrinho do meu casamento. Ele e a esposa dele são meus amigos há muitos anos. Eu conheço a pessoa, e sobre a pessoa eu não tenho nada de ruim para dizer. Ele é um amigo incrível, um pai incrível e uma pessoa incrível. Eu nunca convivi com ele no exercício da profissão. Não convivi na vida política dele. Apenas acompanhei o trabalho que ele realizou em Minas Gerais, e foi muito bem avaliado. Durante a campanha para presidência, eu conheci as propostas dele e em cima das propostas dele e da relação de amizade que nós temos eu apoiei o Aécio e sim, votei nele. Sobre todas essas denúncias, acho que primeiro as coisas têm de ser investigadas. Se ficar provado que ele fez algo errado, ele terá que pagar por isso. Todos que estão envolvidos em escândalos precisam ser investigados.

Fonte: Jornal do Brasil

Dia Nacional do Combate ao Glaucoma é celebrado hoje

O combate ao glaucoma é lembrado neste sábado (27). A doença, que causa alteração na pressão dos olhos e danos no nervo óptico, afeta mais de 2 milhões de pessoas no Brasil. Em 80% dos casos, o glaucoma não apresenta sintomas no início, mas em fase avançada pode causar cegueira.
Por isso é importante o diagnóstico precoce, que pode ser feito pelo oftalmologista em consultas de rotina. O oftalmologista Cristiano Caixeta, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), explica que diagnosticar a doença cedo é crucial para evitar a perda da visão. No Brasil, o tipo mais frequente é o glaucoma primário de ângulo aberto, mas existem vários outros.
“A doença é um desbalanço entre o líquido que é produzido dentro do olho e tem que ser escoado, o que faz com que a pressão do olho se eleve e cause uma lesão no nervo ótico. Quando ele sofre essa lesão, vai diminuindo o campo de visão”, esclarece.
O especialista identifica sinais iniciais do glaucoma por meio de procedimentos como o exame do fundo do olho, a medida da pressão intraocular e o exame de campo visual. “Muitas vezes, a pessoa vai a uma ótica, troca os óculos e acredita que a saúde dos olhos está bem, perdendo a oportunidade de diagnosticar o problema. Enxergar não significa que a saúde ocular esteja em dia”, alerta Caixeta.
Pessoas negras, idosos, que têm alto grau de miopia ou espessura fina da córnea e são familiares de portadores de glaucoma têm maior propensão: a chance de desenvolver o problema é de sete a dez vezes maior quando se tem um parente de primeiro grau com glaucoma.

TRATAMENTO
Não existe cura para o glaucoma, mas ele pode ser controlado com colírios, laser e, em último caso, cirurgia. Com o tratamento, a pressão do olho é estabilizada e a perda da visão é evitada. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece consultas, exames de diagnóstico, acompanhamento, tratamento oftalmológico, cirurgias e implante de prótese.
Segundo o Ministério da Saúde, o número de procedimentos realizados tem crescido: em 2016, foram realizados no SUS 223,2 milhões de procedimentos que correspondem a R$ 2,74 milhões. O número é 27% maior do que em 2015, quando foram registrados 175,3 milhões de procedimentos no valor de R$ 2,2 milhões.

Fonte: Correio do Estado

Brasil confirmou 246 casos de microcefalia e outras alterações ligadas à zika em 2017

Guilherme Soares Amorim, de 2 meses, foi diagnosticado por microcefalia e tem a cabeça medida por sua mãe, Germana Soares
Desde o início de 2017 até o dia 22 de abril, o Brasil teve a confirmação de 246 casos de microcefalia ou outras alterações de crescimento e desenvolvimento possivelmente relacionadas ao vírus da zika. Outros 936 casos notificados este ano continuam em investigação. As informações estão no boletim epidemiológico mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde.
No dia 11 de maio, o Ministério da Saúde anunciou o fim da emergência nacional em saúde pública por zika e microcefalia. O governo tinha declarado a situação de emergência em novembro de 2015, quando foi notado um aumento incomum dos casos de microcefalia no Nordeste. A malformação foi, posteriormente, relacionada à infecção pelo vírus da zika.
Segundo o documento, houve 25 confirmações de mortes fetais e neonatais ligadas ao vírus e 33 confirmações de fetos com alterações no sistema nervoso central, abortos espontâneos e natimortos relacionados à infecção em 2017. Os dados do boletim incluem casos que ainda estavam em investigação na última semana de 2016 e podem ter sido confirmados no início de 2017.
Desde o início da emergência por microcefalia e zika, em novembro de 2015, o Brasil registrou, ao todo, 13.603 casos suspeitos de microcefalia e outras alterações ligadas ao zika, das quais 2.698 foram confirmadas.

Em um mês, chikungunya aumentou 88,2%
Em 2017, até o dia 13 de maio, o Brasil teve 9.351 notificações de casos suspeitos de zika, 144.326 de dengue e 80.949 de chikungunya, segundo outro boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Isso representa uma redução de 95,1% do número de casos suspeitos de zika, 89,3% dos de dengue e 54,7% dos de chikungunya em relação ao mesmo período do ano passado.
De um mês para o outro, porém, o número de casos suspeitos de chikungunya aumentou 88,2%. Do dia 15 de abril, data do último boletim, até o dia 13 e maio, os casos foram de 43.010 para 80.949.
Quando se leva em conta o número de casos confirmados de chikungunya, a comparação de 2017 com 2016 revela um aumento. Até o dia 21 de maio de 2016, havia 19.835 casos confirmados da doença no país. Este ano, até o dia 13 de maio, 28.225 casos foram confirmados.
Somadas as três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, houve uma redução de 86,4% de casos suspeitos em relação ao mesmo período de 2016: de 1.723.894 para 234.626.
É importante observar que o ano passado teve um número muito alto de casos de arboviroses (doenças transmitidas por mosquitos): foi o segundo ano com maior número de dengue desde o início dos registros, em 1990, perdendo só para 2015. Também foi recordista em zika e chikungunya, doenças que chegaram mais recentemente ao país e que, portanto, não têm muitos dados anteriores para comparação.

Fonte: G1

Luana Piovani e marido abrem o jogo sobre sexo, traição e casamento

Luana Piovani teve uma participação especial no último vídeo postado em seu canal no Youtube, Luana Sem Freio. O marido da atriz foi chamado para falar sobre o tema coisas de homem.

Os dois responderam perguntas dos seguidores sobre temas como sexo, traição e relacionamento. Uma das questões era como lidar com a necessidade de sexo diária dos homens e o surfista respondeu:
- A gente tem esse problema em casa, mas a gente resolve. Dá uma desenrolada, um presentinho, um diamantezinho. Não precisa ser coisa cara, pode ser uma florzinha, um bombom. Acender uma vela, uma tacinha de vinho.

O casal, que já ficou um tempo separado, também falou sobre alguns homens não conseguirem terminar um relacionamento.
- Homem consegue conviver mais tempo com uma coisa que não esteja muito boa, meio morna. Mulher tem necessidade de resolver, disse a atriz.
- O homem começa a fazer merda. Homem não fica pensando, está chato e ele vai pra pista. Ele faz merda, aí a mulher descobre, termina e acaba, completou o surfista.

Fonte: Folha Vitória

Atriz Tássia Camargo detona Luciano Huck: "VTNC"

A atriz Tássia Carmago se revoltou na web nesta sexta-feira (26) e deu o que falar. A atriz, que está há 10 anos afastada da TV, mandou uma recado mais exaltado para o apresentador Luciano Huck. No Facebook, após ver uma matéria do marido de Angélica falando do amigo Aécio Neves, ela escreveu: "Luciano Huck VTNC com areia e sem KY, por favor!".
Tássia costuma expor suas opiniões a respeito do cenário político do Brasil no Facebook, e é petista assumida. A artista fez parte do casting da Globo por muitos anos, tendo participado inclusive de novelas como 'O Cravo e a Rosa' e 'Malhação'.

Médicos são condenados a pagar indenização à família pela morte da mãe de Sean Goldman

A 3ª Câmara Criminal do Rio fixou em 133 salários mínimos – cerca de R$ 125 mil – o valor que deverá ser pago pelos médicos Nadir Farah e Izabel de Araújo aos familiares do menino Sean Goldman. Os médicos foram condenados pela morte da estilista Bruna Bianchi, no parto, ao dar à luz Chiara, em agosto de 2008. A vítima também era mãe do menino Sean Goldman, criança que foi alvo de uma disputa legal entre os avós e o pai e que atualmente vive em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Sean Goldman
Bruna morreu no dia 22 de agosto de 2008, após ter o útero rompido durante o parto – o processo evoluiu para uma hemorragia. Ela ainda foi levada ao Centro Cirúrgico da Casa de Saúde São José, mas não resistiu. Segundo a certidão de óbito, Bruna morreu por conta de hemorragia, atonia e ruptura uterina.
O menino Sean Goldman foi alvo de uma batalha judicial que envolveu o pai, o estadunidense David Goldman, e a família de Bruna. Depois da disputa, David conseguiu a guarda de Sean e o levou para os Estados Unidos, em dezembro de 2009. Desde então, o menino, que hoje tem 13 anos, não vem ao Brasil.

Fonte: G1