quinta-feira, 15 de junho de 2017

John Lennon: Yoko Ono é creditada como co-autora de "Imagine"

A revista Variety relata que Yoko Ono será oficialmente creditada como co-autora da música "Imagine" lançada em outubro de 1971.


A notícia se espalhou depois de que David Israelite, CEO da National Music Publishers Association, apresentou no encontro anual um vídeo de 1980 onde John Lennon disse que Yoko merecia os créditos da música porque foi ela que o inspirou a compô-la.
Uma provável razão para isso é que isso alongaria os direitos autorais, pois uma composição tem 70 anos de domínios autorais após a morte de seu autor, e como John morreu em 1980, a ação aumentaria ao menos em mais 37 anos os direitos autorais.

Fonte: Whiplash

Preço da Netflix sobe no Brasil; veja quanto é a sua nova mensalidade


O serviço de streaming Netflix anunciou nesta quinta-feira (15) um novo aumento de preços no Brasil. A informação chegou aos assinantes por email.
O plano Padrão (até duas telas de visualização simultânea e vídeos em HD) passa de R$ 22,90 para R$ 27,90. Quem assina o plano Premium (quatro telas com resolução até 4K, dependendo da disponibilidade) agora paga R$ 37,90. O valor anterior era R$ 29,90.
O único que não foi modificado é o Básico (uma tela e sem conteúdo HD). Ele continua custando R$ 19,90. Quem ainda não é assinante ainda tem o direito a um mês grátis, mas a partir de julho de 2017 já passa a pagar os preços modificados.


O último ajuste de preços da Netflix no Brasil havia sido em 2015, com usuários antigos só recebendo a nova cobrança de valor no ano seguinte.

O serviço atualmente passa por uma remodelagem de conteúdo, com cada vez mais produções originais adicionadas e alguns cancelamentos surpreendentes. Ela também atendou aos pedidos da comunidade e adicionou a opção de download de séries e filmes para assistir offline no PC com Windows 10 e em dispositivos móveis.

Fonte: Tecmundo

Rezende desiste de quimio por tratamento à base de fé e alimentação


O apresentador do Cidade Alerta na emissora TV Record, Marcelo Rezende, desistiu do tratamento de quimioterapia, considerado o mais eficiente contra o câncer no pâncreas, para tentar um tratamento alternativo, conciliado à leitura bíblica.
Marcelo segue uma dieta difundida por Lair Ribeiro, com gorduras e proteínas e sem carboidratos. De acordo com informações divulgadas pelo UOL, visa “matar as células da fome”.
Em um vídeo, mais magro, Rezende contou que estará iniciando uma nova etapa em seu tratamento. “Estou indo para o que eu chamo de ‘Farmácia de Deus’, um local onde estou sendo acolhido, cuidado e, mais do que isso, caminhando no sentido da cura”, disse.
Rezende reafirma sua preocupação com sua espiritualidade. “Não adianta você curar o físico sem ter à frente o espiritual. E eu cuido muito do lado espiritual, porque quem está fazendo essa travessia da cura é Deus, é Ele quem me conduz”.
Ao lado da filha e do apresentador Geraldo Luís, da mesma emissora, Marcelo também explanou de questões de fé em um vídeo publicado no final de maio. “Nós vamos ficar a semana inteira em oração, pedindo a Deus que nos abençoe. Eu agradeço o tanto que vocês estão orando por mim, é isso que me deixa forte para seguir em frente”.
Geraldo publicou, há alguns dias, uma foto do livro Anticâncer – Prevenir e Vencer Usando Nossas Defesas Naturais, do médico francês David Servan-Schreiber, morto em 2011 e que se tratou usando tratamentos alternativos.
No entanto, Schreiber afirmava que os tratamentos alternativos deveriam ser feitos como complemento aos trabalhos da medicina. E o câncer no pâncreas é considerado um dos mais agressivos, mesmo em estágios iniciais. No caso de Rezende, o estágio é avançado.
“Isso não significa que ele está desenganado. Temos pacientes com a doença controlada a longo prazo, embora não falemos em uma cura. Mas o jogo não termina enquanto não chega o apito final”, disse o oncologista Lucas dos Santos.
O médico também reitera que a quimioterapia seria um processo importante no tratamento de Marcelo. “Não existem provas contundentes de que esses métodos tenham resultado no tratamento do câncer no pâncreas. Mas, como também não faz mal nenhum ao paciente, você não proíbe. Apenas não recomenda com o mesmo afinco com que indica a quimioterapia”, concluiu.

Fonte: GospelPrime

'Novo Mundo' - Joaquim desmascara Thomas para Leopoldina e pede ajuda


Purepeople - Por causa da morte forjada de Elvira (Ingrid Guimarães) Joaquim (Chay Suede) será preso injustamente na novela "Novo Mundo". Nos próximos capítulos da trama das seis, preocupado com a segurança de Anna (Isabelle Drummond), que terá sido feita prisioneira de Thomas (Gabriel Braga Nunes), o ator recorre a Leopoldina (Letícia Colin). Ele conta tudo o que sabe até então sobre o vilão e pede que a princesa ajude a escritora. As cenas estão previstas para irem ao ar na sexta-feira (23).

JOAQUIM DESMASCARA ELVIRA E AMEAÇA MATÁ-LA
Tudo começa quando Joaquim escuta uma conversa de Elvira com Licurgo (Guilherme Piva) e Germana (Vivianne Pasmanter) em que ela conta que pretende voltar para Portugal com Quinzinho (Théo Lopes), por medo de que o marido descubra que o menino é sobrinho do casal e não seu filho. Furioso, o ex-assessor pessoal de Dom Pedro (Caio Castro) faz um escândalo e exige que a atriz se afaste dele e do garoto, ameaçando matá-la, se a exigência não for atendida.

THOMAS INCRIMINA JOAQUIM DA SUPOSTA MORTE DE ELVIRA
Ao saber da a ameaça de morte feita pelo rival em público, Thomas manda Jacinto (Babu Santana) armar o suposto assassinato da comparsa com uma zarabatana, arma indígena, a fim de incriminar Joaquim, e o plano dá certo. Enquanto isso, presa na casa do marido, Anna planeja um esquema de fuga com a ajuda de Miss Liu (Luana Tanaka), mas é traída pela babá que se revela aliada do patrão.

LEOPOLDINA VAI VISITAR JOAQUIM NA PRISÃO
Não satisfeito com o sucesso de sua armação, Thomas vai à cadeia para ver Joaquim e faz provocações, falando sobre a situação em que mantém Anna. Depois da visita indesejada, o prisioneiro teme pela segurança da mocinha, e resolve pedir ajuda a Leopoldina. A princesa também vai até a prisão para falar com o amante da amiga, e ele lhe conta que descobriu que foi o oficial da marinha inglesa quem mandou matar o príncipe, além de todas as outras descobertas que fez a respeito do rival, e implora que ela ajude Anna a se livrar das garras do marido.

(Por Samyta Nunes)

Marcos Caruso: "A vida não está fácil para ninguém"

Heloísa Tolipan - No dicionário, bon-vivant é aquela pessoa bem-humorada e que valoriza os prazeres da vida. Na ficção, a expressão tem uma definição bem clara: Pedrinho Guimarães, o personagem de Marcos Caruso em “Pega Pega”, a nova novela das 19h da Globo. Acostumado com tudo do bom e do melhor e sem se preocupar com a conta bancária, Pedrinho é dono de um imponente hotel, o Carioca Palace, que está passando por maus momentos. Para se livrar dos problemas e manter o padrão de vida, o personagem resolve vender o patrimônio e, aí, tudo começa a desandar. Após a venda, o dinheiro da negociação é roubado dentro do hotel e o personagem fica sem o Carioca Palace e sem o montante milionário.


Fio condutor da trama, o roubo do dinheiro do hotel representa uma ruptura na vida do personagem de Marcos Caruso. De acordo com o ator, enquanto antes a preocupação de Pedrinho era apenas com a temperatura de seu champagne, depois, o “eterno playboy” se vê inserido em uma saga para recuperar sua fortuna. “Ele passa a viver uma fase completamente inusitada porque ele nunca passou necessidade. Mas, nisso tudo, ele define um objetivo principal que é recuperar o Carioca Palace. Ele não sossega e nem se acomoda com a nova vida. No fundo, ele nunca vai achar que a mortadela é boa. O Pedrinho gosta mesmo é do peru”, contou Marcos Caruso que afirmou não ter se inspirado em nenhum personagem real para essa história. “Ele é o dono de um hotel que pode ser próximo a diversos personagens reais que viveram essa mesma situação, mas não faz referência a ninguém especificamente. Na verdade, ele é um bon-vivant que decide vender o hotel para continuar tendo essa vida de playboy até morrer”, completou.
Para essa nova fase do personagem, Marcos Caruso contou que Pedrinho segue com a parceria do mordomo Nelito (Rodrigo Fagundes), um fiel escudeiro do Carioca Palace que fica ao seu lado mesmo após a falência. “O Nelito é o braço direito e esquerdo, as pernas e muitas vezes, até o cérebro do Pedrinho. Quando o meu personagem pensa em querer ou pedir algo, esse mordomo já está trazendo do jeito que ele iria pedir. É um personagem que sabe de todas as vontades, os gostos e é quase uma extensão do Pedrinho”, explicou o ator que, na trama, também terá uma intensa relação com a neta, interpretada pela atriz Camila Queiroz. “Eles dois têm um amor imensurável um pelo outro. Da mesma forma que a neta só tem o avô, porque já perdeu os pais, o Pedrinho também vive por essa menina”, disse.
Apesar do fio condutor deste enredo ser um crime, Marcos Caruso garantiu que o humor será uma importante estratégia nesta história. E ele é craque nisso. Com um extenso currículo na teledramaturgia brasileira, Caruso traçou um paralelo de seu personagem em “Pega Pega” com outros dois trabalhos de sucesso na telinha. “O Pedrinho é o primo rico do Leleco, de ‘Avenida Brasil’, e também tem uma proximidade com o Feliciano, de ‘A Regra do Jogo’. Porém, a diferença é que o Feliciano gastou mais do que devia e ficou pobre com uma família numerosa para cuidar. E, em oposição ao Pedrinho, ele não se importava com a atual condição e nem fazia muito para mudar. Mas agora não. Em ‘Pega Pega’, o meu personagem não aceita, vai à luta para reaver o que é dele e mantém sempre a aparência de ter uma condição que, naquele momento, lhe foi roubada”, explicou.
O fato é que, com humor e um elenco estelar, “Pega Pega” traz para o entretenimento um assunto super comum dos noticiários atuais: o roubo. Seja no poder público, em transações particulares ou em pequenos delitos do dia-a-dia, o crime não é uma coincidência na obra de Claudia Souto, autora da novela. “A novela traz à luz uma discussão que estamos tendo diariamente dentro das nossas casas que passa pela ética e pela reflexão de até quanto vale a pena ser honesto ou não”, apontou Marcos Caruso que também apontou outro paralelo entre a ficção e a realidade.
Assim como seu personagem na trama, muitos brasileiros estão vivendo uma mudança no padrão de vida nos últimos tempos. No entanto, enquanto na ficção é por causa de um roubo, no dia-a-dia tupiniquim, a razão ser a crise econômica do país. “A ficção não imita, mas acompanha a realidade. É normal que a teledramaturgia busque na vida real inspiração e estímulo para que aquela história aconteça. Hoje em dia, as pessoas sobem cinco degraus em um dia e no outro descem três. É difícil crescer neste panorama. A vida não está fácil para ninguém. Porém, eu vejo que o Pedrinho está bem acima da média e que não precisa do emprego para sustentar suas necessidades”, avaliou.
Se para o personagem de “Pega Pega” a situação está complicada, para Marcos Caruso a carreira segue de agitada. Mesmo no ar com a novela, o ator contou que não deixará de apresentar seu monólogo, “O Escândalo Philippe Dusseart”. “Quando eu faço novela, eu nunca paro de fazer teatro. E desta vez não será diferente. Eu pedi à produção da Globo a liberação de um final de semana por mês para viajar com o espetáculo pelo Brasil e vou fazer as capitais brasileiras enquanto estiver no ar em ‘Pega Pega’”, explicou.
Após o fim da novela, em dezembro deste ano, Marcos Caruso irá levar a peça, que faz uma reflexão do que é a arte contemporânea nos dias de hoje, para os Estados Unidos e para Portugal. Enquanto nas Américas o ator se apresenta em quatro cidades para as comunidades brasileiras locais, em terras lusitanas Caruso ficará dois meses em cartaz com o espetáculo. “É comum que produtores dos Estados Unidos e de Portugal venham ao Brasil em busca de peças para as comunidades brasileiras fora do país. Lá fora, os brasileiros ficam ávidos pela nossa cultura e gostam de ver artistas daqui se apresentando lá”, contou sobre o convite. Ah, e Marcos Caruso ainda estrela as séries “Brasil a Bordo”, no Globoplay, “Os Filhos da Pátria” e “Escolinha do Professor Raimundo”, na Globo. Haja fôlego!

Fonte: Jornal do Brasil

Mãe que acorrentou filha viciada em crack teme represálias em Sorocaba


A auxiliar de cozinha Solange Bueno dos Santos, de 43 anos, que manteve a filha de 17 anos acorrentada durante 43 dias para impedir que usasse crack está com medo de sofrer represálias de traficantes do bairro onde mora, a Vila Nova Esperança, zona oeste de Sorocaba, interior de São Paulo. Segundo a sobrinha de Solange, Jocimara Toste Bueno da Silva, de 19 anos, a mulher ouviu ameaças depois que os conselheiros tutelares e agentes da Guarda Civil Municipal estiveram na casa dela, na noite da terça-feira (13) e levaram a garota para um abrigo. 
— Tem gente ruim, que quer o mal dela. Alguém que fez a denúncia para os homens virem aqui agora fala coisas. É uma injustiça o que estão fazendo com minha tia. 

Solange usou uma corrente com cadeado para prender a filha pelo tornozelo, atando a outra ponta ao pé de um pesado guarda-roupa, no quarto da casa. Ela justificou o ato alegando que a filha saía para a rua para se drogar e estava devendo dinheiro para os traficantes, que já a teriam ameaçado de morte. Nesta quinta-feira (15), Solange saiu de casa muito cedo e, segundo os parentes, não avisou para onde iria.
— Ela está assustada, não quer falar com ninguém. 

Embora negue que a prima fosse viciada em crack, Jocimara defendeu a atitude da tia.
— No lugar dela eu faria a mesma coisa. Foi melhor segurar ela em casa do que deixar que acontecesse coisa pior.

Conforme a versão de Jocimara, a adolescente se tratava de "um problema na cabeça" e tinha surtos, por isso tomava remédios fortes.
— Quando dava o surto, ela ficava violenta e quebrava tudo. Minha tia foi atrás de tratamento para ela, chegou a levar para o Caps (Centro de Atenção Psicossocial, que atende dependentes químicos), mas ninguém deu apoio. Ela cansou de ir atrás, aí resolveu fazer isso aí. Foi por amor, ela adora a filha.

Ainda segundo a parente, a prima não ficava acorrentada o tempo todo.
— Minha tia só prendia quando precisava sair para trabalhar e quando ela estava muito agitada. Ela não está arrependida do que fez, só está assustada por ter sido denunciada como se fosse um bandido. Minha tia está muito triste sem a filha, mas espera que cuidem dela. Ela chorou a noite toda.

Um dos três irmãos da adolescente, N.B.S., de 16 anos, confirmou que a jovem era viciada em crack e não conseguia controlar o vício.
— Ela parou com os estudos no ano passado por causa disso. Não tinha condições nem de ir para a escola, no bairro vizinho. Queria ficar na rua, só na droga. Se alguém fizesse alguma coisa, ela brigava, batia ou batiam nela.

Ele e outros dois irmãos evitavam ficar na casa da mãe por causa dos surtos da garota.
— Ela não sabia o que estava fazendo, então não tinha outro jeito senão aquilo (acorrentar).

A família mora numa viela do Nova Esperança, um dos bairros mais violentos da cidade, dominado pelo tráfico. Na rua em que fica a entrada da viela funcionam conhecidas "biqueiras" — pontos de venda de drogas. Vizinhos e moradores próximos negam-se a comentar o caso da adolescente acorrentada. Quando a reportagem estava no local, homens passaram várias vezes de moto pela rua, acelerando os motores.

Fonte: R7

Sem repercussão à noite, “Roda a Roda” migra para as tardes; veja como fica a grade do SBT


O “Roda a Roda Jequiti”, apresentado por Rebeca Abravanel, nem bem estreou e já vai alternar de horário. O game-show da filha de número 5 de Silvio Santos, exibido desde a última segunda-feira (12) às 19h15, passa a ser exibido, a partir de hoje (15), às 14h30, rifando uma das faixas locais – para algumas praças, era exibido o clássico “Chaves” – e antecedendo a programação vespertina.
A mudança já consta no site oficial do SBT desde a noite de ontem (14) e também já foi repassada a revendedoras dos cosméticos e perfumes da marca patrocinadora, via e-mail. Tal alteração, certamente ordenada pelo “patrão”, deverá servir como “teste” para a atração, que estreou com 5,4 pontos, queda de 17% em comparação com as quatro últimas segundas-feiras, nas quais “O Que A Vida Me Roubou” atingiu 6,5.
Já na terça-feira (13), o “Roda a Roda Jequiti” se saiu melhor: 6,3 de média, apenas 0,3 a menos que a novela mexicana que o antecedeu (6,6 pontos). Este horário perdeu consideravelmente seus índices desde o início das reapresentações de novelas mexicanas por volta das 17h e das más-sucedidas substituições de “Mar de Amor” por “Querida Inimiga” e de “A Gata” por “O Que A Vida Me Roubou”.
O “Roda a Roda” fez muito sucesso nesta faixa na década de 90, quando chamado “Roletrando” e apresentado por Silvio Santos. Em 2012, Patricia Abravanel comandou edições do programa de segunda-feira a sexta-feira, logo substituída pelo “Chaves”. No início deste ano, apresentou-se a produção de uma temporada com crianças, que ainda não saiu do papel.

Fonte: RD1

FRANK AGUIAR RELEMBRA CONSELHO A SIMONE E SIMARIA: ‘AUGE NÃO É ETERNO’

Ainda desconhecidas, Simone e Simaria eram backing vocals de Frank Aguiar
Poucos lembram, mas o começo da carreira de Simone e Simaria foi com Frank Aguiar. Ainda desconhecidas, as Coleguinhas, como são conhecidas as irmãs, eram backing vocals do cantor. Indo na contramão dos rompimentos artísticos, que na maioria das vezes acabam em baixaria e lavação de roupa suja, a saída das duas ocorreu de forma natural.

“Nunca fui empresário delas nem teria condições porque tinha que tocar a minha carreira. Elas resolveram montar uma banda própria. Estavam prontas para voar”, recorda-se Frank.


Hoje sem muito contato, devido a correria da vida, Frank diz que se emociona toda vez que vê as irmãs na TV. “Sempre foram trabalhadoras. Sinto uma alegria imensa porque nunca duvidei do talento delas”, elogia o cantor, que lembra um conselho recente dado às ex-pupilas: “Falei que o auge não é eterno, feliz é de quem fica após o auge”.
Quando o assunto é a própria carreira, Frank não tem vergonha de admitir que reduziu o cachê. “Diminui o valor e aumentei o número de shows. Acabou que estou trabalhando mais”, afirma o cantor, que celebra 25 anos de carreira com turnê pelos Estados Unidos, em setembro.

Fonte: Extra

Rodrigo Maia diz que pode suspender recesso para votar denúncia contra Temer


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta quinta-feira (15) que existe a possibilidade de o Congresso Nacional suspender o recesso parlamentar para analisar um eventual pedido de denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer. Em resposta à reportagem, Maia afirmou que, em sua opinião, essa questão pode, sim, justificar uma suspensão do recesso. Ele explicou que isso seria definido numa consulta ao Plenário.
— É meio óbvio. Se tem uma denúncia contra o presidente que precisa ser votada... Aí, de repente, tem o recesso e para a eventual votação por 15 dias. Vamos voltar a tratar disso depois de 15 dias? Parar no meio do recesso, é claro que não tem condição. Tem que começar uma eventual discussão sobre esse assunto, tendo início meio e fim. Para o Brasil, isso é fundamental.

Essa possibilidade já havia sido informada pelo Estado na edição desta quinta-feira. A reportagem apurou que, anteontem, em almoço com deputados do PSB, Rodrigo Maia afirmou que, se necessário, pedirá a suspensão do recesso.
Hoje, o presidente da Câmara afirmou, no entanto, que essa decisão não depende apenas dele.
— Isso não depende do presidente da Câmara, mas do Plenário. Vamos aguardar. Estamos ainda na fase das hipóteses. Quando acontecer tratamos do resto.

Assim que for apresentada pela PGR, a denúncia deve ser enviada à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara. Segundo o regimento interno da Casa, o colegiado terá 15 sessões para analisar o caso, sendo dez para a apresentação da defesa do presidente e, após isso, mais cinco para o relator apresentar seu parecer. Após ser votada no colegiado, a denúncia tem de ser apreciada no plenário.

Michel Temer
Todos esses procedimentos levariam, em condições normais, ao menos um mês e meio. A recomendação do Palácio do Planalto, porém, é não usar todo o período permitido para a defesa. Maia negou que pretenda fazer qualquer tipo de alteração na tramitação do pedido.
— Minha opinião é que, se a denúncia chegar, vai tramitar na base regimental, não vamos suprimir nada até porque não pode: 10 sessões para a defesa do presidente e cinco sessões para o relator. Vota na comissão e depois de duas sessões pode votar em Plenário.

Como o Estadão informou, líderes governistas dizem, porém, que há forte resistência dos parlamentares a suspender o recesso de julho, mês de férias escolares. Já o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), afirmou que o período de férias está mantido entre os dias 18 e 31 de julho.
Para que o Congresso Nacional seja convocado extraordinariamente no mês de julho há dois caminhos regimentais. O primeiro deles é a convocação conjunta dos presidentes da Câmara e do Senado. O segundo é a aprovação de requerimento nesse sentido pela maioria absoluta dos integrantes das duas Casas, ou seja, por pelo menos 257 deputados e 42 senadores.
Interlocutores do governo lembram, porém, que há ainda uma terceira via, considerada ainda mais fácil. Oficialmente, o Congresso só pode entrar em recesso em julho se aprovar a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). Caso não aprove, Câmara e Senado entram no chamado "recesso branco", quando oficialmente parlamentares não estão em recesso, mas não há sessões no plenário e nas comissões.

Fonte: R7

Preso suspeito de se passar por policial e estuprar garotas de programa em Itumbiara

G1 - Um homem de 29 anos foi preso na quarta-feira (14) suspeito de se passar por policial civil e estuprar garotas de programa em Itumbiara, no sul de Goiás. As investigações mostraram que ele marcava encontro e ameaçava as vítimas com uma arma.
Segundo a polícia, o homem encontrava informações sobre as garotas de programa em sites e marcava os encontros pela internet. Quando encontrava com as vítimas, usava uma arma para fazer com que não fugissem. As mulheres relataram que ele as agredia.
“Ele marcava o programa e afirmava que era policial civil. Uma das vítimas foi estuprada. Outra conseguiu gritar por socorro e, quando ele viu a movimentação, fugiu”, disse a delegada Yvve de Melo Rocha.

Ele foi localizado após a Justiça conceder um mandado de prisão contra ele. Ele foi detido em casa. Na residência, a polícia encontrou uma espingarda e munições. Agora, a polícia ainda tenta localizar a arma usada para ameaçar as vítimas.
O suspeito foi indiciado por estupro, ameaça e lesão corporal. Ele foi levado para o presídio de Itumbiara.

Professora é presa acusada de fazer sexo com três alunos

EUA - Uma professora de matemática foi presa na última semana após ser acusada de fazer sexo com três alunos adolescentes, dois de 17 anos e um de 16. Os jovens confirmaram as relações às autoridades. Identificada como Erin McAuliffe, a docente de 25 anos trabalhava desde 2016 na Rocky Mount Preparatory, escola pública de ensino médio na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.


As investigações contra Erin se iniciaram ainda em maio, quando a administração da escola contactou a policia sobre a conduta anti-profissional da professora. No mesmo mês, foi recebida a primeira denúncia contra a docente que foi demitida após a prisão.
Após pagar uma fiança de aproximadamente R$ 60 mil, Erin foi liberada para responder às acusações em liberdade. A primeira audiência sobre o caso deve acontecer ainda nesta semana. Caso seja condenada, ela pode pegar até cinco anos de prisão.

Fonte: O Dia

#Bomba em A Força do Querer - Cibele e Ritinha são irmãs!

Os próximos capítulos de A Força do Querer serão cheios de surpresas! Uma delas é a revelação da verdadeira paternidade de Ritinha (Ísis Valverde). Adivinham quem é o "boto" que Edinalva (Zezé Polessa) tanto diz? É Dantas (Edson Celulari), o pai de Cibele (Bruna Linzmeyer), a rival da moça.
Após afirmar que o pai de Ritinha é o tal boto, Edinalva fica surpreso ao encontrar Dantas na casa de Eugênio (Dan Stulbach) e se lembrará de seu passado com ele.
Tal descoberta deixará Dantas em pânico, pois ele temerá que Cibele cometa alguma loucura e rompa relações com ele. As informações são do site Purepeople e da revista "Guia da TV".

Após luta contra o câncer, Edson Celulari mostra energia na TV


Edson Celulari ganhou uma nova chance de viver. Após se submeter a um severo tratamento contra um câncer, o ator demonstra energia no trabalho com o personagem Dantas, em 'A Força do Querer', novela das 21h da Globo. Na trama, ele interpreta um ambicioso advogado que acredita não ter o reconhecimento que merece na empresa dos irmãos, Eurico (Humberto Martins) e Eugênio (Dan Stulbach). E agora que o casamento de sua filha, Cibele (Bruna Linzmeyer), com Ruy (Fiuk) não aconteceu, ele terá de encontrar outro jeito de ascender na C. Garcia.

Na entrevista a seguir, o ator de 59 anos fala sobre a conversa que teve com Glória Perez após descobrir o linfoma não-Hodgkin, que atinge o sistema linfático; como o convite para fazer o Dantas em A Força do Querer o animou durante o tratamento e a gratidão que sente aos fãs que o apoiaram neste momento tão difícil. Além disso, Edson reflete sobre o modo de olhar a vida depois da doença, o que acha do rótulo de galã e as ambições do personagem na novela.

Edson, como Dantas em A Força do Querer
Pergunta - Antes de ser diagnosticado com câncer, você já estava reservado para A Força do Querer. Como foi sua conversa com a Glória Perez?
Edson Celulari - A Glória tinha dúvidas se eu poderia ou não fazer o personagem, mas me ligou e disse: “Quero você de qualquer jeito, com cabelo ou sem... Como está o seu tratamento?”. E aí, quando fui ler, me diverti muito. O querer do Dantas é ser reconhecido dentro da empresa. Agora, o mistério a gente aguarda nos próximos blocos que é pra onde esse personagem vai andar. As novelas da Glória têm sempre isso, pois ela desenvolve conforme vai assistindo. Estou muito feliz com essa volta e com o Dantas, que é um personagem pra cima. Era o que eu precisava.

Pergunta - Durante o tratamento, te fortaleceu de alguma forma saber que havia um trabalho esperando por você?
Celulari - Quando você está numa situação de um tratamento, como o que eu passei, ter uma luz no final do túnel é maravilhoso. Era um grande estímulo pra mim. Fiquei parado um tempo, mas queria voltar a trabalhar, me divertir e me fortalecer.

Pergunta - Você esperava receber tanto carinho do público durante o seu tratamento?
Celulari - Você espera que o público que acompanha o seu trabalho, que tem uma repercussão nacional, se manifeste. Mas, diante dessa situação, foi comovente ver a reação com relação a fé. Eu tinha que pegar avião para ir para São Paulo, onde era o tratamento, e foi realmente emocionante em vários momentos, pois as pessoas me abordavam falando da torcida, comentando sobre as orações. Foi importante pra mim isso.


Pergunta - O que se passou pela sua cabeça durante o tratamento?
Celulari - Você tem a oportunidade de rever a sua vida. Acredito que eu tenha aproveitado, porque é um grande susto. Eu fiquei recolhido, vivi da minha forma, mas não é simples. Você sai mais forte, com os seus valores revistos, dando importância ao que realmente merece. Voltei melhor.

Pergunta - Você é considerado um galã. O que acha do rótulo?
Celulari - Isso é algo que colocaram em mim. Eu não posso seguir a minha carreira e fazer a vida em função de um rótulo. O que é um galã? É um homem ideal? Se for, eu sou quase um velhinho ideal (risos). Mas não tem problema, pois sempre procurei fazer os meus personagens independentes desse rótulo.

Pergunta - Seu personagem na novela, o Dantas, é um sedutor incurável?
Celulari - Eu até fiz o (personagem) Dom Juan, do Molière, no teatro, um arquétipo masculino sedutor... Acho que o Dantas passa por isso, mas tem nele componentes que todo humano teria. O Dom Juan tem uma rotatividade maior que o Dantas, porque fica tudo na sedução e, uma vez conquistado, é que nem mulher com sapato e bolsa, porque interessa aquele que você não tem. O personagem vivencia essa relação afetiva até o momento em que acaba. Ele investe com maior profundidade no relacionamento do que um Dom Juan.

Pergunta - Na trama, você acha que, em algum momento, o Dantas pode passar o Eurico e o Ruy para trás na empresa?
Celulari - O Dantas é ambicioso, mas até onde ele vai chegar ninguém sabe, mas o que vier a gente vai tentar resolver de uma forma humana e verdadeira. O que servir à história da Glória, vou fazer.

Fonte: Diário da Região

Ana Maria Braga e Supla estrelam comercial juntos


Diário de Pernambuco - Com visuais semelhantes, Supla e Ana Maria Braga foram convidados para estrelar um comercial juntos. Os dois movimentaram a internet na semana passada ao aparecerem juntos no Mais você, programa matinal de Ana Maria na Globo. O burburinho rendeu frutos para a dupla, que, bem humorada, é o centro da propaganda de uma marca de cartões. 
O anúncio brinca justamente com a semelhança entre o cantor e a apresentadora. Os dois vão a uma loja de tintas para cabelos e compram um produto da mesma cor. Assim que foi publicado, o vídeo também gerou muitos comentários na internet. A maioria elogiou o bom humor de Supla e Ana Maria, que aproveitaram uma brincadeira para lucrar ainda mais. "Ótima jogada, enquanto uns podem se sentir ofendidos com a brincadeira, outros lucram! De uma forma ou de outra, ótima sacada", escreveu uma internauta.

"Hello! Wake up! Acorda menina! Hoje é terça-feira e eu já começo com o pensamento do dia." Foi assim que o programa Mais você começou na terça-feira (6), mas quem fez a saudação não foi Ana Maria Braga, e sim o cantor Supla. "Há apenas uma maneira de evitar críticas: não fazer, não falar e não ser nada. Quem disse isso foi Aristóteles, o filósofo grego", ironizou. Enquanto alguns espectadores se surpreenderam ao ver Supla abrir o programa, outros correram para a internet e comemoraram o meme virando realidade. Desde que apareceu com o novo penteado, Ana Maria vem sendo comparada ao cantor. E as brincadeiras não pararam, inclusive entre eles. 

Assista ao comercial do Ana Maria Braga e Supla: