sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Furacão Irma cancela voos de Brasília para Miami


O furacão Irma, que já causou 17 mortes na passagem pelo Caribe, está afetando os voos entre Brasília e Miami (EUA). Desde quinta-feira (7), até segunda (11), todas as decolagens do Aeroporto Internacional JK para a Flórida estão suspensas.
O furacão está se movendo pelas Bahamas, rumo a Cuba e à Flórida, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA. De categoria 4, o Irma ainda é "extremamente perigoso".
No Distrito Federal, na quinta-feira, apenas um avião vindo de Miami pousou no aeroporto JK, mas a decolagem foi suspensa. Nesta sexta (8), um voo chegou às 7h15, no entanto, a partida para os EUA, marcada para às 21h55, também foi cancelada.
Segundo a Inframérica, que administra o aeroporto, no sábado (9) não haverá pousos nem decolagens. No domingo (10), e na segunda-feira (11), os pousos estão mantidos, mas os embarques de Brasília para Miami foram suspensos.
As companhias aéreas recomendam aos passageiros com bilhetes para as regiões do Caribe e da Flórida que chequem os sites das empresas para ver se houve cancelamento ou alteração nos voos. As empresas estão oferecendo a possibilidade de remarcação das passagens sem cobrança de taxa.
A American Airlines, que opera os voos no aeroporto de Brasília, disse que "os passageiros com viagens marcadas entre Brasil e Miami devem checar os alertas no site da companhia e verificar a política para a remarcação de passagens sem taxas adicionais.”

Flórida
O Irma está no caminho para chegar à Flórida no domingo (10). Ele ruma para se tornar o segundo grande furacão a atingir território dos EUA em duas semanas. O furacão Harvey matou cerca de 60 pessoas e causou aproximadamente US$ 180 bilhões em danos após atingir o Texas no final do mês passado.
O fenômeno provavelmente atingirá a Flórida como uma tempestade de categoria 4 muito poderosa, com tempestades e inundações, de acordo com o NHC. O governador da Flórida, Rick Scott, disse que não estava claro se o Irma atingirá a costa leste ou oeste do Estado, mas recomendou aos residentes que fiquem atentos com as ondas provocadas por ventos poderosos.

Fonte: G1

“A Força do Querer”: Bibi se esconde em porta-malas e descobre traição


As próximas cenas da novela “A Força do Querer” prometem grandes emoções. Bibi (Juliana Paes), foragida da polícia, vai se esconder em um porta-malas para subir no morro com o objetivo de encontrar Rubinho (Emilio Dantas), seu marido.
O problema é que o traficante estará curtindo a amante, Carine (Carla Diaz), em um churrasco, enquanto sua mulher passa sufoco subindo o morro escondida.


Ele irá enrolar a mulher para curtir a festa e só depois deixará ela chegar em casa. Porém, a amante deixará um top que foi dado de presente pelo traficante e Bibi vai reconhecer a peça.
Descoberta a traição, Bibi irá para cima de Carine no meio da rua e, durante a briga, vai arrancar o top da loira, obrigando-a a ficar com os seios de fora na frente de todos.

Fonte: Metrópoles

Silvio Santos está preso nos EUA por causa do furacão Irma


Silvio Santos e sua família podem acabar ficando mais tempo que o esperado nos Estados Unidos por conta da chegada do furacão Irma, que tem Miami no olho da tempestade. Isso porque é lá que o dono do SBT se encontra.
O apresentador e parte de seus familiares foram curtir as férias em sua casa, em Miami. Mas a cidade está passando por um processo de evacuação. Isso porque o destino de impacto total do furacão é a Flórida, e isso vem causando tumulto no estado, que se prepara para uma catástrofe de dimensões incalculáveis.


O Irma, maior furacão da história do Atlântico, atravessa desde quarta-feira (6/9) o Caribe. As ilhas desta região estão sendo devastadas e o número de mortos é alto, assim como o de feridos.
Com previsão de chegada do furacão, Silvio, as filhas, os genros, os netos e a esposa, Íris, agendaram a volta para o Brasil para esta sexta-feira (8/9), mas estavam tentando antecipar o retorno para evitar complicações. Contudo, os aeroportos de Miami estão lotados e as estradas, paradas. Há, também, falta de água e comida em alguns estabelecimentos; a corrida aos supermercados e postos de gasolina é gigante.
Os familiares de Silvio no Brasil estão preocupados, mas a família Abravanel pode ficar por mais alguns dias nos EUA. Os aeroportos de Miami e Fort Lauderdale serão fechados, além de que alguns voos foram cancelados por excesso de demanda. Entre aeroportos sem capacidade para receber tantas pessoas, destaca-se o de Orlando.

Fonte: Metrópoles

Furacão Irma "devastará" parte dos EUA, diz autoridade


Prevendo que o furacão Irma irá "devastar" parte dos Estados Unidos, autoridades norte-americanas estão preparando uma grande reação à tempestade, disse o diretor da Agência Federal de Gestão de Emergências dos EUA (Fema, na sigla em inglês) nesta sexta-feira.
Como o Irma deve atingir a Flórida já na noite de sábado, partes do Estado devem ficar sem eletricidade durante dias, se não mais, e mais de 100 mil pessoas podem precisar de abrigo, alertou Brock Long, administrador da Fema, em uma coletiva de imprensa.
"O furacão Irma continua a ser uma ameaça que devastará os EUA, seja na Flórida ou em alguns dos Estados do sudeste", disse Long.
O Irma era um furacão de categoria 5, o mais perigoso na escala, mas foi rebaixado para 4 no começo desta sexta-feira depois de assolar ilhas do Caribe.
Os EUA só receberam três tempestades de categoria 5 desde 1851, e o Irma é muito maior do que a última a se abater sobre o país em 1992, o furacão Andrew, de acordo com Long.
Ele aconselhou as pessoas a não ignorarem as ordens de retirada.
"Elas precisam sair e ouvir e acatar os alertas", disse.
As autoridades têm milhares de funcionários prontos para agirem e milhões de refeições e litros de água à disposição nas proximidades, afirmou Long.
O Serviço Nacional do Clima disse que esta sexta-feira é o último dia para os moradores se retirarem antes de os ventos começarem a desenvolver velocidades perigosas na Flórida.
As empresas aéreas aumentaram o número de voos partindo do Estado na quinta-feira e depois anunciaram planos de interromper as partidas em alguns aeroportos do sul da Flórida a partir da tarde desta sexta-feira.
O secretário de Saúde e de Serviços Humanos dos EUA, Tom Price, classificou o Irma como "uma tempestade notavelmente perigosa, e a janela para se chegar ao lugar certo... está se fechando rapidamente".
Price disse que o principal hospital de Saint Thomas, nas Ilhas Virgens norte-americanas, foi fechado por ter sofrido danos do Irma, e que pacientes em estado crítico estão sendo levados para Porto Rico ou outras ilhas.
Na quinta-feira o Senado norte-americano aprovou por 80 a 17 votos uma medida para mais do que dobrar o financiamento da Fema, para 15,25 milhões de dólares, e liberar fundos para autoridades locais lidarem com desastres naturais. O fundo de assistência da Fema poderia acabar nesta sexta-feira sem uma ação, argumentaram senadores.

Fonte: Terra