quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Como Whindersson Nunes se mantém no topo do YouTube passando longe de polêmicas

Whindersson Nunes conseguiu o que muitos achavam impossível: virar um astro do humor sem ofender ninguém. Seu stand up quase ingênuo o colocou no topo do ranking do YouTube brasileiro. Se, mesmo assim, você não sabe muito sobre ele, aqui vai um breve resumo de seus números:
  • 23 milhões de seguidores no YouTube
  • 14,3 milhões de seguidores no Instagram
  • 1,8 bilhão de visualizações
  • 316 vídeos postados em 4 anos
  • 18º canal com mais inscritos no mundo
Nesta semana, o G1 publica entrevistas com youtubers que vão se apresentar no Digital Stage, do Rock in Rio. Eles falam sobre a preparação para o festival, as mudanças na carreira e a indústria de famosos da internet.
Uma pesquisa encomendada pelo Google e divulgada nesta segunda-feira (11) coloca o piauiense de 22 anos em primeiro lugar entre as celebridades mais influentes do Brasil, à frente de nomes como Lázaro Ramos, Taís Araújo, Juliana Paes e Paola Oliveira. Ele faz um breve apanhado do que mudou em sua vida nos últimos anos:
"Mudou praticamente tudo. Deixei de ser aquele menino do interior do Piauí para me tornar conhecido nacionalmente."

Não à toa seu show é o mais aguardado do Digital Stage, espaço dedicado a youtubers no Rock in Rio. E ele promete uma de suas "melhores apresentações", sem dar detalhes "para não estragar a surpresa".
Whindersson vai subir ao palco em 16 de setembro. mesmo dia em que se apresentam Maroon 5, Fergie, Shawn Mendes e Skank no palco Mundo. Em sua primeira vez na Cidade do Rock, verá poucas atrações por causa da agenda lotada de shows pelo país. Ele diz fazer questão de "dar uma olhadinha em Gaga e Veveta" no dia 15.
Ivete já participou de uma de suas paródias. Não é difícil ver o youtuber ao lado de celebridades como Wesley Safadão, Sabrina Sato e Luan Santana - que até o colocou no clipe de "Acordando o prédio". "Fui fazendo amizades, conhecendo pessoas nos bastidores. Assim formamos laços", diz.

Whindersson Nunes
Bom moço
Na internet, Whindersson aparece quase sempre sem camisa, em passos de dança malucos, paródias de hits do momento e monólogos sobre as próprias experiências - especialmente as que envolvem sua mãe e a infância em Bom Jesus (PI), cidade com 24,7 mil habitantes. De vez em quando, entre uma piada e outra, faz merchan de algum produto.
Na vida real, é bem mais tímido e mantém o jeito de bom moço. Assuntos espinhosos passam longe de suas redes sociais. No ano passado, usou o Twitter para se retratar por uma publicação sobre estupro de dois anos antes, ressuscitada e criticada na internet. "Já fiz piada com estupro, há dois anos, quando minha mentalidade era outra. Tinha uma mentalidade totalmente infantil", escreveu.
Nas raras vezes em que fala com a imprensa, também evita controvérsias. Foi assim com o G1. Em uma entrevista por e-mail, uma pergunta sobre intrigas entre youtubers recebeu a seguinte resposta: "Bloqueada pela assessoria".
Ele gosta mesmo é de falar dos fãs: "Eu amo o que eu faço e amo meus fãs. Eles me tratam com todo carinho do mundo". E também do lugar de onde veio, que diz nunca ter lhe imposto barreiras. "Nunca sofri [preconceito]. Acredito que hoje em dia não há mais espaço para esse tipo de coisa". O sotaque e as histórias do Nordeste se tornaram marcas e trunfos de Whindersson.
"Uma das identidades do povo nordestino é o sotaque, um sotaque gostoso. Nunca quero perder minha identidade."

Esse deve ser um dos únicos planos que o youtuber faz para o futuro. Ele diz não pensar muito em como estará daqui a 10 anos. "Talvez um pouquinho mais gordo", brinca.

Fonte: G1

'Malhação': Lica se assusta ao ver que Clara tem marcas de automutilação


A semana entre os dias 18 e 22 de setembro será superagitada na novela "Malhação". Depois de descobrirem que são irmãs por parte de pai, Lica (Manoela Aliperti) e Clara (Isabella Scherer) decidem atear a bandeira branca e dão uma trégua nas brigas após se reencontrarem no Colégio Grupo. Lica, que está apaixonada por Bóris (Mouhamed Harfouch), aproveita o seu momento sentimental e revela à irmã que está com saudades dela. Clara até que tenta disfarçar, mas assume que também sente saudades da irmã. As duas se reaproximam e Lica percebe marcas diferentes no corpo de Clara. A loira foge do assunto e nega que esteja se automutilando, mas logo depois confirma à Lica e Marta (Malu Galli) que tem o costume de se cortar. A cena está prevista para ir ao ar no dia 22 de setembro.

CLARA ADMITE QUE NÃO TEM CORAGEM DE FALAR COM OS PAIS SOBRE OS SEUS PROBLEMAS
Triste pelos seus pais estarem alheios ao seu estado, Clara revela à Lica que não se sente à vontade para falar com eles sobre os seus problemas. "Minha mãe está preocupada com outros problemas. O Edgar (Marcello Antony) só se interessa por investimentos e com o futuro no Colégio Grupo. O Luis (Ângelo Antônio) está em Nova York trabalhando... Se eu dependesse de alguém para me ajudar....", lamenta a jovem.

LICA PEDE PARA A MÃE AJUDAR CLARA
Já acostumada a administrar conflitos familiares após brigar publicamente com o pai, Lica pede a ajuda da mãe para auxiliar a meia-irmã. Clara aceita conversar com Marta e mostra as cicatrizes para ela. Chocada, a ex-mulher de Edgar diz: "Meu Deus, Clara!". Envergonhada pelas atitudes, Clara lamenta: "Eu quero parar, mas não consigo! Não sei o que fazer...". Marta faz carinho em Clara e tenta aconselhar a adolescente: "Eu sei, meu amor! Você já mostrou para a sua mãe?", pergunta. Lica fala que ela nunca se abriu com ninguém. "Eu tenho vergonha...", explica a garota. "Que bom que você confia em mim, Clara. Mesmo depois de tudo... Mas olha... Nós precisamos falar com o Luis e com sua mãe", acrescenta Marta. Clara nega: "Não! Marta, não precisa. Não quero que eles saibam, por favor!". Após a declaração de Clara, Marta e Lica ficam preocupadas com a garota.

(Por Helena Marques)

#FamososQuePartiram - Elias Gleizer, ator que mais interpretou padres na história da TV brasileira

Elias Gleizer em Chiquinha Gonzaga, minissérie de 1999
Ilicz Glejzer era o nome do ator Elias Gleizer, filho de judeus poloneses, nascido em 04 de janeiro de 1934, na cidade de São Paulo (SP). Ilicz trocou seu nome para Elias por causa da pronúncia, que não era fácil. Começou sua carreira artística aos 12 anos por causa de seu pai, que o obrigava a estudar violino. Quando tocava em uma orquestra juvenil, foi convidado pelo diretor do Instituto Cultural Israelita a fazer teatro, onde segundo ele, foi com a intenção de experimentar, e acabou gostando. "Sou persistente. Conforme ia faltando alguém, eu ia fazendo o papel do outro, até que fui o protagonista. Participamos de um festival de teatro amador, em 1956, e ganhei o prêmio."

Elias Gleizer em 1993, com o elenco infantil de Sonho Meu
Na segunda metade dos anos 1950, Elias foi contratado pela TV Tupi, onde fez diversas pontas, até que participou do especial José do Egito, seu primeiro trabalho, que foi ao ar em 1959. Elias conta que, naquela época, todos os atores tinham que improvisar nas cenas, pois tudo era ao vivo. "Você recebia o capítulo um dia antes, ensaiava antes de ir para o ar, então aconteciam milhões de coisas. Tinha que improvisar, o ator tinha que ser ator".
Atuou na Tupi até 1978, tendo feito vários papéis fixos e outras pontas, como em 'Se o Mar Contasse' (1964), 'A Outra' (1965), 'Os Rebeldes' (1968), 'Simplesmente Maria' (1970), 'Rosa dos Ventos' (1973), 'O Machão' (1974) e 'O Julgamento' (1976). Seu último trabalho nesta emissora foi 'Salário Mínimo', em 1978.
Entre 1980 e 1983, Elias passou pela Rede Bandeirantes e SBT. Entre as cinco produções que participou, estão a série Dona Santa, na qual contracenou com Nair Belo, que vivia a protagonista, e a novela Meu Pé de Laranja Lima, escrita por Ivani Ribeiro.

O ator ao lado de Rosa Maria Seabra e Patrícia Aires em Rosa dos Ventos
Elias Gleizer e Antônio Fagundes, quando participaram de O Machão
Elias Gleizer em 'Xeque-Mate'
Com Ednei Giovenazzi nos bastidores de Salário Mínimo
Estreou na Rede Globo até 1984, tendo permanecido nela até o dia de sua morte. Começou na novela 'Livre Para Voar', do mesmo ano de sua estréia, tendo feito papéis marcantes como o fazendeiro Donato em 'Fera Radical' (1988), o motorista de ônibus Jairo em 'Tieta' (1989), os artesãos Vitório em 'Despedida de Solteiro' (1992) e Zé em 'Sonho Meu' (1993), o Canequinha em 'Anjo de Mim' (1996) e o Vô Pepe em 'Era Uma Vez...' (1998).

Elias Gleizer em Direito de Amar, novela de 1987
Em Fera Radical (1988)
Com Rosane Gofman em cena de Tieta (1989)
Elias Gleizer em Despedida de Solteiro (1992)
Com Carolina Pavanelli nos bastidores da novela Sonho Meu (1993)
Na novela Anjo de Mim (1996)
Foto dos bastidores da novela Era Uma Vez... (1998)
Como um de seus sete padres em Terra Nostra (1999)
Elias em Sinhá Moça (2006)
Com Eva Todos nos bastidores de Caminho das Índias (2009)
Com Cleide Yáconis nos bastidores de Passione, última novela das oito da Globo
Durante toda sua carreira de ator, Elias interpretou oito padres, sendo um deles o último personagem de sua vida, na novela Boogie Oogie (2014). Os outros foram em 'Rosa dos Ventos', 'Xeque-Mate' (1976), 'Meu Pé de Laranja Lima' (1980), 'Dona Santa' (1982), 'Salomé' (1991), 'Terra Nostra' (1999) e 'Um Só Coração' (2004), além de ter interpretado um bispo e um frei, respectivamente em 'Bang Bang' (2005) e 'Sinhá Moça' (2006).
Elias morreu em 16 de maio de 2015, vítima de complicações que o levaram a uma falência circulatória após uma broncopneumonia, tendo o corpo sepultado no dia seguinte. Sofria de um problema renal crônico desde 2011, sendo internado várias vezes. O ator nunca se casou, nem teve filhos.

Cavalo é encontrado preso em buraco no interior do RN

G1 - Um cavalo que caiu em um buraco com cerca de dois metros de profundidade foi resgatado na manhã desta quarta-feira (13) por moradores e uma equipe do Corpo de Bombeiros de Pau dos Ferros, na região do Alto Oeste potiguar. Cerca de dez pessoas participaram da ação. A suspeita é que ele estivesse no local desde a noite desta terça-feira (12). Veja vídeo.
Junto com outras pessoas, o pedreiro Raimundo Júnior de Lima, de 35 anos, encontrou o animal por volta das 10h, quando caminhava próximo a um terreno descampado, no bairro Nações Unidas. Ele voltava do trabalho da manhã desta quarta com seu auxiliar. "A gente viu só as pernas se mexendo. Quando chegou perto, foi que vimos o cavalo. É um potro, ainda. É novinho", conta. Pessoas que trabalhavam numa oficina mecânica na localidade também se uniram ao grupo para tentar resgatá-lo.
O animal estava com metade do corpo soterrado, de acordo com Junior. Ele acredita que de tanto se debater para sair, o cavalo jogou a areia ao redor do buraco para dentro. "A gente conseguiu umas cordas, amarrou ele pelas patas e pela cintura e puxou. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ele já estava fora do buraco", conta o morador.
Aproveitando a estrutura do carro dos Bombeiros, a equipe deu um banho no cavalo e deu água para ele beber. O animal tinha parte das costas e das patas feridas, provavelmente pela tentativa de sair.
Ainda de acordo com moradores, dois buracos foram abertos no local para instalação de postes de energia no bairro. Foi em um deles que o cavalo caiu.

Inquérito conclui que motorista da cantora Eliza Clívia foi responsável pelo acidente que matou a artista


G1 - Na manhã desta quarta-feira (13) a delegada de Delitos de Trânsito Daniela Lima apresentou a conclusão do inquérito que apurou a morte da cantora paraibana Eliza Clívia, de 37 anos, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró, e do marido dela, o baterista Sérgio Ramos. O acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano no Centro de Aracaju.
O relatório foi concluído com base nos depoimentos de sobreviventes, testemunhas, análise do laudo pericial do local do acidente, das imagens e do veículo. Segundo a delegada, a investigação aponta que a responsabilidade pelo acidente foi de Clebton José dos Santos, motorista que dirigia o carro da cantora, pois ele não deu atenção à sinalização da via.
"Podemos concluir com toda a tranquilidade, após exaurir todas as possiblidades de produção de provas através de depoimentos e provas técnicas, que a causa do acidente foi provocada pela entrada do veículo Pálio da via. E concluímos pelo indiciamento do senhor Clebton por homicídio culposo de trânsito e por lesão corporal culposa de trânsito”, disse a delegada.

Carro de Eliza Clívia colidiu com um ônibus

A delegada disse também que esteve na cidade de Arapiraca (AL), onde fez o interrogatório com o motorista, que ainda se recupera das sequelas deixadas pelo acidente. "Ele não tem memória do choque. Mas tem um relato de momentos antes de que estava utilizando um GPS para se guiar, já que não conhecia a cidade".
Segundo o laudo, a velocidade do ônibus variava entre 48 km/h a 62 km/h. Já o automóvel estava a 22 km/h no momento que invadiu a preferencial. De acordo com os peritos, o tempo de reação do motorista do ônibus foi de pouco mais de um segundo, o que não conseguiria impedir a colisão, mesmo que ele estivesse na velocidade da via que era de 30 km/h.
A equipe do G1 não localizou o motorista para falar sobre o resultado do inquérito.

Gloria Perez entrega capítulo da última semana de ‘A Força do Querer’


Está se aproximando a reta final de A Força do Querer. E, se você já está morrendo de curiosidade para saber como será o desfecho desta história, eis a boa notícia: Gloria Perez já escreveu um capítulo da última semana da trama! Nele, Ruy (Fiuk) e Zeca (Marco Pigossi) se enfrentarão no tribunal! Qual será o motivo?
As próximas semanas de A Força do Querer também prometem muitas emoções. Jeiza (Paolla Oliveira) vai ficar abalada ao presenciar uma morte! De quem será? E mais: uma personagem ficará grávida, Bibi(Juliana Paes) terá confrontos ainda mais graves com Carine (Carla Diaz) e participações muito especiais farão shows imperdíveis na Estudantina.

Relembre quais estrelas da música já participaram da novela das 9:
Elymar Santos
Marília Mendonça
Wesley Safadão
Nego do Borel
Diogo Nogueira

Fonte: Gshow

Bibi vai ficar solteira em 'A Força do Querer'


Nos próximos capítulos de A Força do Querer, o fenômeno das nove, Bibi (Juliana Paes), que acabou de sair da prisão por associação ao tráfico, vai descobrir que, de fato, foi traída o tempo todo pelo marido, o bandido Rubinho (Emílio Dantas), com Carine (Carla Diaz), e fará o que todos os fãs da novela estavam esperando: vai acertar as contas com ele, que vai estar preso novamente, e terminar o casamento.
Na cadeia, Rubinho tentará amolecer o coração da moça, que não se deixa cair no seu papo furado e trata logo de encerrar a relação conjugal, mas será sócia nos negócios do malandro.
A cena foi prevista para ir ao ar em outubro. Não percam a novela A Força do Querer!

Demi Lovato relembra luta contra dependência de drogas


G1 - Demi Lovato relembrou sua luta contra dependência de drogas durante um evento da Brent Shapiro Foundation for Drug Prevention, que aconteceu no domingo (10), na Califórnia. A cantora foi homenageada pela fundação na ocasião.
"É incrível ser homenageada por minha sobriedade porque isso é algo que eu decidi fazer por mim mesma, e isso é uma coisa que eu precisava fazer por mim e estar sendo reconhecida por isso é incrível", afirmou a cantora em entrevista ao programa Entertainment Tonight.
Após mais de cinco anos longe das drogas, Lovato contou que continua trabalhando para se manter saudável. Para isso, ela faz exercícios regularmente e frequenta um terapeuta duas vezes por semana e se mantém em contato com as pessoas responsáveis por sua recuperação. “Às vezes eu olho para trás e simplesmente agradeço por estar viva. Sou muito agradecida por essa equipe que entrou na minha vida”, afirmou.
"Eu sou capaz de olhar para o que eu tenho feito, sentar e pensar: ‘Uau, sou tão feliz por ter estado sóbria e ser capaz de ajudar pessoas’”, comemorou a cantora, que é sócia de um centro de reabilitação.