quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Acidente mata duas mulheres na Rodovia dos Imigrantes, em SP



Juliana do Carmo Gamarra, de 40 anos, e Vitória Alves Furlanetto Gomes, de 21, foram as vítimas fatais de um acidente ocorrido em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. Elas, que estavam dentro de um Ecosport, voltavam com seus maridos, André Jardim Gonçalves, de 38 anos, o motorista, e Wesley Junior Gomes Bispo, de 23, que estava na frente do carro, e as crianças Noah Gamarra Gonçalves, de um ano, Murilo Gamarra Gonçalves, de dois anos, Manuela Gamarra Gonçalves, de três anos e Enzo Gomes Furnaleto Bispo, de 11 anos, que também estavam no banco de trás junto com Juliana e Vitória.


A família voltava do Litoral para Suzano após as festas de fim de ano. No interior da Ecosport havia bagagem como brinquedos, roupas, chinelos e utensílios de cozinha.
O Ecosport colidiu com um Mercedes-Benz, dirigido pelo empresário André Veloso Micheletti, de 40 anos, indiciado por homicídio doloso sob argumento de que ele assumiu o risco de matar pessoas ao dirigir em alta velocidade, e inclusive, desde 2016 a sua CNH estava vencida.

André Veloso Micheletti
A Mercedes-Benz de André Veloso Micheletti
Segundo testemunhas, André, ao tentar mudar de faixa, atingiu a traseira do Ecosport que, por causa do impacto, capotou e pegou fogo. Além disso, ele estava participando de um racha junto com um Chevrolet Camaro, ainda não localizado. Um exame de bafômetro mostrou que o meliante não havia ingerido bebida alcoólica.

O rosto do André (ele tentou se esconder, mas não deu outra)
A perícia constatou que a velocidade da Mercedes "era muitas vezes superior à velocidade do veículo Ford Ecosport, dada a extensão dos danos analisados". Uma outra perícia deve verificar a velocidade dos veículos no momento da batida.

As informações são dos sites R7, G1Notícias ao Minuto, Diário do Grande ABC e Jovem Pan FM.