quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Dedé Santana é processado em R$ 285 mil por supostos furos em shows


Mídia News - Após passar por problemas financeiros e pedir indenização à TV Globo, Dedé Santana se envolveu em outro caso judicial. Agora, o comediante está sendo processado em R$ 250 mil pelo produtor Edvan Ferreira de Araújo, que acusa o trapalhão de prejudicar sua reputação após cancelar em cima da hora shows no Nordeste.
Os dois se conhecem há 10 anos e o empresário sugeriu ajudá-lo a fazer uma turnê pela região. “Ele topou e me colocou como agente, para eu representá-lo em TVs, cinemas, comerciais e teatros. Tinha autonomia para negociar por ele”, disse em entrevista ao Notícias da TV, de Daniel Castro.
Edvan relatou ainda que chegou a acordar um programa estrelado pelo trapalhão com o SBT. “Marcamos uma reunião em Fortaleza, com vários representantes da emissora. O Dedé estava desempregado, reclamando que não tinha nada para fazer. Consegui uma boa vitrine e no dia da reunião, ele não apareceu”, recorda Araújo.
Segundo o produtor, esse é apenas o primeiro de muitos dos furos que levou de Santana. Depois, Dedé não teria aparecido para shows marcados e entrevistas para a divulgação dos espetáculos.
“Com uma apresentação marcada para o sábado, ele me ligou às 23h de sexta e disse que não vinha. Eu já tinha feito acordo com dono de teatro, perdi dinheiro e ainda fiquei queimado”, explica o produtor.
Araújo afirma não ter recuperado a coragem para trabalhar na área novamente. Ele teria tentando resolver a situação amigavelmente, mas não conseguiu e recorreu à Justiça.
No processo, ele pede R$ 284.626,39 por perdas e danos. Apenas pelo prejuízo moral e pela exposição negativa no mercado nordestino, quer R$ 250 mil, o resto do valor corresponde a danos materiais, como um carro que alugou e gastos com gráficas para divulgação.
Santana ainda não foi notificado da ação, pois não foi encontrado por oficiais em nenhum dos três endereços citados por Araújo no processo.

O outro lado
Responsável por gerenciar a carreira de Dedé, Vitor Lustosa confirma o fato do humorista ter cancelado a apresentação em cima da hora, mas tem outra versão para os fatos.
Uma pessoa ligada a Edvan teria ligado e alertado para o fato de Santana estar entrando em uma roubada.
“Tom disse que não tinha porra nenhuma acontecendo de divulgação, não tinha televisão. E o Dedé já é ‘puta velha’ de estrada, ele sabe que sem mídia nem o Roberto Carlos consegue lotar teatro hoje em dia. O cara me fala: ‘Isso vai ser um fracasso. Daqui a dois ou três dias o Dedé chega e não vai ter público’. O Dedé já estava no aeroporto de Campinas, esperando para embarcar, e a gente ainda não tinha recebido do Edvan nem a passagem de volta”, lembra.
Para não frustrar o público, mesmo que pequeno, Lustosa fez uma proposta a Tom Lopes. “Falei: ‘Você me garante a passagem de volta. Se der público ou não, sem problemas, pelo menos não precisamos pagar a passagem’. E aí esse camarada me disse que já estava pagando tudo do bolso, que não ia tomar o prejuízo de pagar mais duas passagens. Liguei na hora pro Dedé e mandei abortar”, explica o agente.
Atualmente sem contrato com a Globo, enquanto aguarda a confirmação de uma segunda temporada de “Os Trapalhões”, Dedé tem se dedicado ao cinema e ao teatro.