quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Ex-diretor de esportes da Globo, Marco Antonio Mora morre aos 69 anos


Marco Antonio Mora, que foi diretor da TV Globo entre 1972, quando começou como editor de novelas, até a aposentadoria em 2015, quando já realizava a função de diretor-executivo de esportes, morreu nesta quarta-feira.
Mora tinha 69 anos e estava internado desde o dia 23 de dezembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em decorrência de uma fibrose pulmonar. Ele veio a óbito por insuficiência respiratória e falência múltipla de órgãos.
Sua trajetória na cobertura esportiva teve início em 1982, quando viajou para a Copa do Mundo da Espanha, a primeira transmitida com exclusividade pela Globo. Foi diretor do Esporte Espetacular em 1987, quando o programa voltou à grade da emissora para sua segunda fase após um intervalo de quatro anos.
Paulistano de julho de 1948, sua história na Globo começou por intermédio do ator Lima Duarte, que o ajudou a entrar na TV Tupi como editor de novelas, em 1965, e viria a se tornar um de seus grandes amigos ao longo da carreira.
Marco Antonio começou a trabalhar como editor de imagens do jornalismo da Globo em São Paulo, em 1978, e participou da implantação de telejornais locais e de coberturas como a primeira visita do Papa João Paulo II ao Brasil, em 1980.
Mora era muito próximo de Galvão Bueno. O narrador já chegou a revelar episódios em que os dois aprontaram. Inclusive, ele é lembrado no livro do locutor.
O episódio aconteceu em 1991. Mora prendeu os jogadores no vestiário, pois a Globo precisava dar mais tempo para o Jornal Nacional, que seria transmitido no intervalo do duelo. “Foi uma coisa de louco. Lembro que os argentinos chutavam a porta e xingavam muito. No fim, nem adiantou. Mesmo com o tumulto, eles chegaram e venceram. Hoje não teria nem como fazer isso. Os tempos são outros. Nem temos acesso praticamente, e não há essa coisa de uma chave apenas trancando”, falou.

Fonte: Terceiro Tempo