sábado, 24 de fevereiro de 2018

Brasil pede extradição de traficante de armas capturado nos EUA


Estado de Minas - O governo brasileiro pediu aos Estados Unidos, neste sábado (24), a extradição de Frederik Barbieri, um importante traficante de armas capturado nesta madrugada no estado da Flórida, quando se preparava para enviar 40 fuzis para o Brasil.
"O pedido de extradição de Frederik Barbieri já foi apresentado para o governo norte americano, mas houve um pedido de documentação complementar", disse o Ministério da Justiça em uma nota.
Investigado tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, Barbieri foi capturado "quando se preparava para enviar mais de 40 fuzis para o Brasil", afirmou o titular da Delegacia Especializada em Armas do Rio, Fabricio Oliveira.
Sua detenção foi possível, graças à cooperação entre a Polícia Civil do Rio, que enviou agentes para os EUA para participarem da operação, e a Polícia da Flórida e o ICE-HSI (Serviço de Migração).
"A prisão foi muito importante para acabar com um esquema sofisticado de envio de armas de guerra dos Estados Unidos para o Brasil (...) Ele era o maior traficante de fuzis dos Estados Unidos para o Brasil", disse Oliveira.
O delegado acusou o detido de ser responsável pelo envio, no ano passado, de 60 fuzis para o Rio de Janeiro e de "dezenas de outros carregamentos".
A extradição do traficante para o Brasil pode se dificultar já que Barbieri tem nacionalidade americana, segundo o portal UOL.
O Ministério da Justiça disse que, na segunda-feira, o ICE-HSI dará mais detalhes das acusações contra Barbieri, assim como de apreensões e outros envolvidos no caso.