segunda-feira, 25 de junho de 2018

Morte de Michael Jackson completa 9 anos nesta segunda-feira (25)

Michael Jackson em 2009 durante ensaio de sua turnê 'This Is It'
*Para os Curiosos; G1; Band; EGO; Discogs; Michael e Lisa Marie (blogspot); Cartas Para Michael
Há nove anos, morria o cantor que alegrou e emocionou quatro gerações com músicas como 'Bad', 'Thriller', 'Smooth Criminal', 'Don't Stop Til You Get Enough', 'You're Not Alone''Beat It', 'Billie Jean' entre outras. Michael Jackson tinha 50 anos quando, segundo o IML (Instituto Médico Legal), sofreu uma parada cardíaca após ingerir bastante Propofol, remédio para dormir que fora receitado pelo médico Conrad Murray. O cantor era pai de Prince Michael I (nascido em 1997), Paris Jackson (nascida em 1998) e Prince Michael II (nascido em 2003).


Velório de Michael Jackson foi transmitido em todo o mundo
Mesmo com o velório sendo transmitido em rede nacional, doze dias depois, muitos fãs até hoje não creem que Michael tenha realmente falecido, já que o caixão não foi aberto em momento algum. Outras teorias apresentadas para comprovar o real estado do cantor foram a ausência de amigos mais próximos no enterro, a maneira que os parentes demonstram seus sentimentos (julgados pela maioria como algo "seco") e o tempo de serviço prestado por Conrad para o astro (apenas 11 dias).

Michael Jackson nos anos 1970
Michael Jackson começou sua carreira artística com apenas cinco anos, quando entrou como vocalista principal do grupo musical organizado por seu pai, Jacksons Five, formado por outros quatro de seus oito irmãos, Tito, Marlon, Jackie e Jermaine, e conhecido pelos hits 'ABC', 'I Want Your Back', 'Never Can Say Goodbye' e 'I'll Be There'.

Todos os integrantes do Jacksons 5
O primeiro de 10 álbuns solo de Michael saiu quando ele tinha 13 anos, mas só conseguiu obter êxito mundial aos 20, com Off The Wall, que vendeu 20 milhões de cópias ao redor do mundo. De todos, o que melhor desempenhou no mercado foi o Thriller, que superou a marca de 100 milhões de álbuns distribuídos. Bad, o que veio depois, também não fez feio ao vender cerca de 30 milhões de cópias, assim como o sucessor, Dangerous. O último lançado pelo Michael saiu em 2001, intitulado Invincible.

Got To Be There (24 de janeiro de 1972)
Ben (04 de agosto de 1972)
Music & Me (13 de abril de 1973)
'Forever Michael' (16 de janeiro de 1975)
'Off The Wall' (10 de agosto de 1979)
'Thriller' (30 de novembro de 1982)
'Bad (31 de agosto de 1987)
'Dangerous' (26 de novembro de 1991)
'HIStory, Past, Present and Future - Book I' (16 de junho de 1995)
'Invincible' (30 de outubro de 2001)
Sua primeira vez no Brasil foi aos 16, quando ainda era integrante dos Jacksons 5 e fazia uma turnê em toda a América Latina, vindo ainda outras duas vezes: em 1993, em São Paulo, para a turnê Dangerous World Tour, e três anos depois, nas cidades do Rio de Janeiro e Salvador, para as gravações do clipe da canção 'They Don't Care About Us', uma de quinze canções inéditas do álbum HIStory: Past, Present and Future, que teve novos e antigos sucessos seus.

Anúncio do show dos Jacksons Five de 12 de setembro de 1974
Público lota show de Michael Jackson em São Paulo (1993)

Foto rara da apresentação de Michael Jackson no Estádio do Morumbi, em São Paulo
Michael fez dois shows em São Paulo entre os dias 15 e 17 de outubro de 1993
Michael Jackson com guitarrista no show do Morumbi
Michael Jackson durante gravação no Pelourinho, em Salvador, Bahia, durante gravação do clipe da música 'They Don't Care About Us' (10 de fevereiro de 1996)
Michael Jackson no Rio de Janeiro, outra cidade escolhida para as gravações do clipe citado acima (11 de fevereiro de 1996)
Embora seja reverenciado até os dias atuais, não podemos nos esquecer das várias polêmicas em que se meteu, como, por exemplo, pedofilia. As primeiras acusações vieram em 1993, mas por falta de provas, a corte americana decidiu arquivar o caso. Doze anos depois, Michael foi julgado e absolvido, mas há dois anos, a polícia afirmou ter encontrado no famoso rancho Neverland, que pertenceu ao cantor, vários materiais de pornografia infantil.

Michael Jackson e Jordan Chandler, que o acusou de pedofilia,
mas anos depois negou o fato
Além da suposta atração por crianças, foi discutida ainda qual seria sua verdadeira sexualidade, já que na vida teve dois casamentos de até dois anos com mulheres. A primeira união foi com a filha do falecido astro do rock Elvis Presley, Lisa Marie, e a segunda com a enfermeira Debbie Rowie, mãe de seus dois primeiros filhos.

Michael Jackson e Lise Marie, com quem foi casado entre 1993 e 1995
Michael Jackson e Deborah Rowie, em 14 de novembro de 1996, durante o casamento
ocorrido em Sidney, Austrália. Os dois ficaram juntos até 1999.
Quando ainda era recém-nascido, Prince Michael II foi apresentado de uma maneira inusitada: na varanda de um hotel em Berlim, na Alemanha, com sério risco de escorregar das mãos do pai e cair prédio abaixo.

Michael Jackson apresentando seu filho recém-nascido aos fãs em hotel de Berlim
Em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, o cantor acusou seu pai, Joseph, de ser rígido, e até agressivo com ele e seus irmãos durante os ensaios para os shows dos Jacksons 5. O chefe da família Jackson admitiu que batia nos filhos em 2010, mas deixou claro não ter se arrependido, já que as agressões, segundo ele, livraram todos da cadeia.

Joseph e Michael Jackson nos anos 2000. Relação entre pai e filho sempre foi conturbada.
Dias antes de morrer, Michael estava se preparando para retornar aos palcos com a turnê This Is It, que teria 50 shows realizados na O2 Arena, em Londres, entre 13 de julho de 2009 até 06 de março do ano seguinte. Ele não se apresentava ao vivo desde 2001.

Nenhum comentário: