quinta-feira, 21 de junho de 2018

Twitter remove prints da Rede Globo e de outras emissoras após denúncias

Tecnoblog - Desde quarta-feira (20) à noite, alguns perfis grandes no Twitter receberam notificações de que seus prints da Rede Globo violam direitos autorais. Curiosamente, a emissora não está pedindo a derrubada do conteúdo — mas qualquer pessoa pode fazer isso.
O jornalista Vinícius Sacramento fez o teste denunciando o print de um programa da SporTV, canal da Globosat. Ele estava logado — isso é obrigatório — mas preencheu o formulário de denúncia com o nome de um personagem de novela e o endereço de uma igreja. O Twitter removeu a imagem pouco tempo depois.


Isso não afeta somente prints da Globo. Sacramento experimentou denunciar um print do Programa Silvio Santos, do SBT, e preencheu o formulário dizendo ser Dudu Camargo, jovem apresentador do canal. Mais uma vez, a denúncia foi aceita e a imagem, removida.
Por fim, ele denunciou a imagem de um programa da TV Record usando um nome falso, e novamente o Twitter retirou a imagem do ar.
O @RealitySocial, que costuma divulgar prints da TV para 70 mil seguidores, foi temporariamente suspenso após acumular várias denúncias. O perfil voltou ao ar.
Enquanto isso, alguns tweets que tinham prints agora exibem a mensagem de erro “esta imagem foi removida em resposta a uma denúncia do detentor de direitos autorais”.


No entanto, a Globo confirma à coluna de Ricardo Feltrin no UOL que “não solicitou a derrubada de nenhum dos conteúdos citados”. Ela diz em comunicado que “tem um profundo respeito pelos seus fãs” e concilia isso com “seu compromisso de defesa dos direitos autorais e de combate à pirataria”.
Infelizmente, parece ser muito fácil abusar da ferramenta de denúncias do Twitter. A rede social é obrigada pelo DMCA (Digital Millenium Copyright), lei de direitos autorais dos EUA, a remover rapidamente qualquer conteúdo que infringe direitos autorais.
No entanto, se apressar para remover prints — sem mesmo verificar a identidade de quem faz a denúncia — é um exagero.
Emissoras como Record, SBT Rio e VTV (afiliada do SBT em Campinas e na Baixada Santista) avisaram em seus perfis oficiais que os prints estão liberados. Só que isso também depende do Twitter.

Nenhum comentário: