sábado, 3 de março de 2018

Débora Duarte, no ar em duas reprises do Canal Viva, revela já ter feito o papel de drogada na vida real e a necessidade da volta á TV

Débora Duarte com Márcia Real e Tony Ramos em cena da novela 'Bebê A Bordo'
Tem passados que, se pudéssemos, esqueceríamos de vez. É o caso da atriz Débora Duarte, que está no ar com a reprise de duas novelas: Bebê A Bordo, que estreou em 1989 e na qual interpretou a executiva de marketing Joana Mendonça, e Explode Coração, de 1995, como a feminista Marisa. Em entrevista ao blog de Paulo Sampaio, do portal UOL, a atriz lembrou que foi dependente de cocaína entre os anos 1970 e 1980, mas que não era viciada, e sim doente. "Era dependência química, doença, assim como a relação do obeso com a comida", disse ela, que não consumia a droga na frente de ninguém. "Nunca consumi em festas. Eu só queria voltar para casa, ou para o hotel".
Ela decidiu se libertar da dependência química por conta própria após 12 anos de uso, internando-se numa clínica de reabilitação.

Débora Duarte como Marisa em 'Explode Coração'
Débora Duarte hoje
Longe das novelas desde o fim do maior fracasso das nove, Babilônia, em 2015, e aos 67 anos, Débora, que tem várias participações em novelas, séries e minisséries em seu currículo, reclama de não receber mais oportunidades por parte da Rede Globo pra atuar, só quando a emissora precisa. "Sou uma espécie de atriz pronto-socorro. Quando precisam de alguém que faça, eles dizem: ‘Então…bom, vamos chamar a Debora’.
Apesar de não estar gravando, a enteada de Lima Duarte não parou de atuar. Em 2016, entrou em cartaz com a peça 'Eu Te Darei o Céu', e no ano passado, estava preparando outro espetáculo, no qual iria interpretar vários textos famosos, escritos por William Shakespeare, Clarice Lispector e Fernando Pessoa entre outros.

Após análise sobre Paula, fãs pedem saída de Tiago Leifert do BBB


Sempre que o BBB está no ar, são comuns campanhas pedindo a saída ou permanência de determinados participantes. Surpreende, no entanto, quando acontece algo ainda não tão visto: os fãs de um participante em específico pedindo a saída do apresentador, Tiago Leifert.
Aqueles que torcem por Paula aqui fora não gostaram nem um pouco da análise do comandante da atração sobre a prova do anjo.
“Sobre essa prova, chamou a atenção o comportamento da Paula. Foi a única que foi saltitante pegar o martelo para quebrar a memória de alguém. Isso pode aparecer contra ela mais pra frente, principalmente no domingo. Então guardem essa imagem com vocês”, comentou o apresentador.
Não bastou muito tempo para que os fãs de Paula se revoltassem aqui fora, e a tag #ForaLeifert ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter.

Fonte: TV e Famosos

Vejam como está Leandra Leal, a Yanka de 'Explode Coração' (1995)

Leandra Leal no Carnaval 2018 de São Paulo-SP, desfilando no Bloco Acadêmicos do Baixa Augusta, presidido por seu marido, Alê Youssef
(foto: Revista Quem)
Leandra Leal praticamente cresceu na televisão. Ela começou fazendo uma ponta na novela da extinta Rede Manchete "Pantanal", um dos grandes sucessos da emissora transmitido em 1990, como a filha do casal protagonista Joventino, ou Jove, e Juma, interpretado por Marcos Winter e Cristiana Oliveira. Sua estreia mesmo foi em "Confissões de Adolescente", série da TV Cultura exibida entre 1994 e 1995, ano que fez "Explode Coração", sua primeira novela, na qual interpretou Yanka, irmã da protagonista Dara (Tereza Seiblitz) que, ao contrário desta, só pensava em se casar, mesmo ainda não tendo idade suficiente pra pensar no assunto. A novela, escrita por Glória Perez, está no ar no Canal Viva desde janeiro deste ano, sendo uma das novelas das oito mais curtas da história da Globo.


Leandra Leal era filha de Paulo José e Eliane Giardini em 'Explode Coração' (1995)
Leandra também se destacou como a irmã de Catarina Batista, Bianca, em "O Cravo e A Rosa" (2000), a enteada de Nazaré Tedesco, Cláudia, em "Senhora do Destino" (2004), a divertida Elzinha em "Ciranda de Pedra" (2008), a ex-empregada que virou cantora, Maria do Rosário, em "Cheias de Charme" (2012), e a filha bastarda do Comendador José Alfredo, Cristina, em "Império" (2014).

Leandra Leal nos bastidores de 'O Cravo e A Rosa' (2000)
Leandra nos bastidores de 'Senhora do Destino' (2004)

Leandra Leal em cena da novela Ciranda de Pedra (2008)
Leandra como a italiana Agostina em cena de Passione (2010), com Bruno Gagliasso, o bígamo Berilo, também italiano, e Gabriela Duarte, como Jéssica, "a outra"
Em 2014, na pele de Cristina, seu primeiro papel como protagonista, em Império
Seu último trabalho até agora foi a minissérie Justiça, exibida em 2016, mas ela não aparece na TV desde o ano passado, quando apresentou o programa anual "Criança Esperança", estando envolvida no documentário Divinas Divas, que marcou sua estréia como diretora de cinema.


Em 2016, na pele da cafetina Kellen da minissérie 'Justiça'
Da esquerda para a direita: Brigitte de Búzios, Camille K., Divina Valéria, Rogéria, Jane Di Castro, Fujika de Halliday, Eloína dos Leopardos e Marquesa
Costuma ser muito discreta em relação à sua vida pessoal. Casada desde 2010 com o empresário Alê Youssef, no final do ano retrasado, eles adotaram uma menina negra chamada Júlia, hoje com quatro anos, e só falou sobre isso quando o processo de adoção foi concluído.

Júlia
Em entrevista ao programa Espelho, do Canal Brasil, em abril do ano passado, a atriz reconheceu as dificuldades de criar uma criança negra no nosso país, cheio de preconceito. "Eu tenho muita preocupação com o lugar que ela vai ser criada, com o país que ela vai enfrentar. Mas também comecei a questionar os meus valores, os meus amigos. Eu comecei a ver que a Zona Sul do Rio é predominantemente branca, eu não via muito, e comecei a me incomodar", explicou ela, que garante que irá prepará-la para superar qualquer barra que aparecer em sua frente. "Quero que ela seja uma mulher forte, que ela saiba o que ela vai enfrentar e que ela seja uma guerreira, como toda mulher Leal. Minha mãe (a também atriz Ângela Leal) fala isso, ela é muito uma Leal".

Leandra Leal com a mãe, Ângela, e a filha, Júlia, na 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes, município de Minas Gerais
(foto: EGO/ano: 2017)

'Sou macho demais pra uma emissora onde todos os galãs são gays', diz o ator Theo Becker

iBahia - Theo Becker colocou a boca no trombone após não conseguir o papel de 'Jesus' na Rede Record. O ator deixou bem claro em suas redes sociais que não concordou com a atitude da produção da emissora.
'A Record insiste em me tirar do ar pq sou macho demais pra uma emissora onde todos os galãs são gays'. A publicação do ator chocou os internautas e rendeu diversos comentários dos seus seguidores.
"Que ridículo esse cara, ele é ator? Atores de verdade a gente lembra esse aí nunca vi mais feio", disse uma internauta. "Alguém acreditou no bom moço que ele tinha virado?", questionou outro seguidor. "Não! É porque tu é ruim demais mesmo, filho. Péssimo ator e péssima pessoa", afirmou mais um.

Globo já sabe quem fotografou Paolla Oliveira nua, diz site

Catraca Livre - A Globo descobriu quem fotografou a atriz Paolla Oliveira nuaenquanto ela se preparava para gravar uma cena da série "Assédio", inspirada na vida do médico Roger Abdelmassih. Segundo informação publicada pelo jornalista Daniel Castro no Notícias da TV, foi um operador de câmera free-lancer contratado pela produtora independente O2. Ele confessou o crime.


Na quinta, 1º, a emissora emitiu um comunicado afirmando estar surpresa com o vazamento na internet das imagens da atriz feitas clandestinamente em um estúdio da O2, na Grande SP, contratada para produzir a série.
No mesmo dia, Paolla publicou um desabafo no Instagram afirmando que teve sua "intimidade exposta, explorada e desrespeitada por invasores, covardes e criminosos" durante o exercício da profissão. A Globo prestou queixa à polícia de São Paulo, que está investigando o caso.
A série "Assédio" será inspirada em "A clínica — A farsa e os crimes de Roger Abdelmassih", de Vicente Vilardaga, lançado pela Record em maio de 2016, e contará a história do médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 52 estupros e quatro tentativas de estupro a 39 mulheres.

Oscar 2018: quem são os favoritos às estatuetas?


Exame - O Oscar 2018, o maior prêmio do cinema mundial, acontece neste domingo, dia 4 de março, e fãs da sétima arte e do mundo do entretenimento já estão fazendo suas apostas sobre os vencedores.
Embora prever os próximos donos das estatuetas seja uma tarefa impossível, premiações anteriores, especialmente aquelas concedidas pelos sindicados, são termômetros que podem indicar os rumos das icônicas estatuetas douradas. Isso porque entre os milhares membros que votam na Academia, a responsável pelo Oscar, há pessoas todos os lugares, inclusive participantes de outras entidades.
Por exemplo, nos últimos dez anos, os sindicatos dos produtores (PGA) e o dos diretores (DGA) “previram” quase todos os nomes que acabaram venceram o Oscar na categoria “melhor filme”, enquanto o Golden Globes (GG) “acertou” 9 das dez ultimas atrizes que acabaram por abocanhar a estatueta de “melhor atriz”.
Com base nessas informações e na lista de indicados ao Oscar 2018, o blog montou uma lista com aqueles que podem ser considerados os favoritos deste domingo nas principais categorias. Lembrando, é claro, que tudo pode acontecer, mas esses são os nomes que tem as maiores chances de se dar bem nesta edição. Confira:


Melhor filme
Indicados:
“Dunkirk”
“Me chame pelo seu nome”
“O destino de uma nação”
“Corra!”
“Lady Bird – É hora de voar”
“Trama Fantasma”
“The Post – A Guerra Secreta”
“A forma da água”
“Três anúncios para um crime”


“A forma da água”, de Guillermo Del Toro, chega como o grande título na disputa pelo prêmio de “melhor filme” e já foi premiado tanto pelo PGA quanto pelo DGA. Lembrando que, na última década, os principais troféus desses prêmios “acertaram” o vencedor dessa categoria na maioria das vezes.


Melhor diretor
Indicados:
Christopher Nolan (“Dunkirk”)
Jordan Peele (“Corra!”)
Greta Gerwig (“Lady Bird: É hora de voar”)
Paul Thomas Anderson (“Trama fantasma”)
Guillermo del Toro (“A forma da água”)

Novamente, o sindicato dos diretores traz um bom histórico de acertos, já que premiou o que se consolidaria como futuro vencedor do Oscar de “melhor diretor” em praticamente todas as suas premiações desde 2007. Levando isso em conta, nesta categoria, o prêmio da Academia tem tudo para ser de Guillermo Del Toro.


Melhor atriz
Indicadas:
Sally Hawkins (“A forma da água”)
Frances McDormand (“Três anúncios para um crime”)
Margot Robbie (“Eu, Tonya”)
Saoirse Ronan (“Lady Bird: É hora de voar”)
Meryl Streep (“The Post – A Guerra Secreta”)

Frances McDormand, a estrela de “Três Anúncios Para Um Crime”, é a favorita ao Oscar de “melhor atriz”. Ela vem de duas vitórias importantes: “melhor atriz” pelo prêmio concedido pelo sindicato dos atores (SAG Awards) e vencedora do GG na mesma categoria. Para se ter ideia, o SAG foi indicativo desse Oscar em 7 de suas dez últimas dez edições, enquanto o GG “acertou” 9 vezes.


Melhor ator
Indicados:
Timothée Chalamet (“Me chame pelo seu nome”)
Daniel Day-Lewis (“Trama Fantasma”)
Daniel Kaluuya (“Corra!)
Gary Oldman (“O destino de uma nação”)
Denzel Washington (“Roman J. Israel, Esq.”)

No que depender do SAG Awards e do GG para melhor ator (ambos os prêmios “acertaram” nove dos últimos dez atores que levaram o Oscar nessa categoria), a estatueta desse ano irá para Gary Oldman, por sua atuação como o ex-primeiro ministro britânico, Winston Churchill no longa “O Destino de Uma Nação”.


Atriz coadjuvante
Indicadas:
Allison Janney (“Eu, Tonya”)
Mary J. Blige (“Mudbound”)
Lesley Manville (“Trama Fantasma”)
Laurie Metcalf (“Lady Bird: É hora de voar”)
Octavia Spencer (“A forma da água”)

Nesta categoria, é bem possível que a estatueta vá para Allison Janney, que atuou como LaVona Harding no filme “Eu, Tonya”. A atriz levou a melhor tanto no SAG Awards, quanto no GG. Nesta categoria, o SAG já “acertou” a vencedora do Oscar 9 vezes nos últimos anos, enquanto o GG, 7.


Ator coadjuvante
Indicados:
Willem Dafoe (“Projeto Flórida”)
Woody Harrelson (“Três anúncios para um crime”)
Richard Jenkins (“A forma da água”)
Sam Rockwell (“Três anúncios para um crime”)
Christopher Plummer (“Todo o Dinheiro do Mundo”)

Sam Rockwell, de “Três Anúncios Para Um Crime”, parece ser o nome que levará o Oscar de “melhor ator coadjuvante”. Nesta temporada de premiações, o ator foi premiado nessa mesma categoria no SAG Awards e no GG, que já “previram” o vencedor dessa estatueta 8 vezes nos últimos dez anos.

MC Loma e Gêmeas Lacração lançam clipe com Dudu Camargo de música escolhida por fãs


Diário de Pernambuco - Como esperado, o terceiro clipe do projeto à la CheckMate (de Anitta) de MC Loma e as Gêmeas Lacração foi lançado nesta sexta-feira (2), às 19h. Para a alegria de muitos fãs, a música é uma nova versão de Meu ritmo, o primeiro lançamento musical da pernambucana - até mesmo antes do hit Envolvimento, responsável por projetar as meninas nacionalmente. De acordo com Loma, esse foi seu clipe preferido até então. "Esse vídeo está muito diferente, gente. [...] Foi a música mais pedida por todos", escreveu a MC no Instagram.
"Não vem me olhar com cara feia se eu pegar teu boy pra mim", provoca a letra. A principal surpresa do clipe é a participação de Dudu Carmago, polêmico apresentador de telejornal do SBT que assumiu o cargo com apenas 18 anos. Ele interpreta a si mesmo e noticia a briga do trio com um casal por causa de doces.
Na semana passada, Loma publicou uma enquete na função Stories do Instagram testando se seus seguidores conheciam Meu ritmo. "Quem lembra?", escreveu. O retorno dos internautas foi positivo. "Eu cheguei no brega-funk, ninguém deu nada por mim / Eu desci, eu subi, eu desci, eu subi", diz o início da canção. Nas mãos do produtor Torricelli, da gravadora paulista Start Music, a música ganhou uma roupagem mais elaborada, com batidas que remetem ao gênero popular recifense. Ele também foi o responsável por produzir Na vibe, música lançada na semana passada.
Em fevereiro, Paloma Roberta disse, em entrevista ao Viver, que Meu ritmo havia sido sido fruto de uma brincadeira, assim como Envolvimento. A música foi gravada dentro de um guarda-roupa com um instrumental encontrado no YouTube. Justamente por isso, dentro de algumas semanas, a música foi excluída pela plataforma por infringir as leis de direitos autorais. Mesmo assim, a repercussão causada pela produção caseira na época incentivou as meninas a investirem mais no lançamento posterior, Envolvimento, que acabou se tornando o hit do carnaval.
Meu ritmo é o terceiro vídeo oriundo do atual projeto das pernambucanas com a Start Music, que lança uma música acompanhada por clipe por semana. O primeiro foi Treme treme (que acumulou 20 milhões de visualizações em duas semanas), similar a Envolvimento e com a presença dos Irmãos Rocha no clipe. A segunda, Na vibe (9 milhões de reproduções), foi gravada em uma ilha próxima à praia de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo. Mais três vídeos devem ser lançados nas próximas semanas. Nesta quinta-feira (2), Paloma, Mirella e Mariely se apresentaram no Shed Western Bar, em Curitiba (PR).

#BackTo1990s - 'Got Myself Together', de The Bucketheads


O single Got Myself Together foi lançado em 1995, e é do projeto The Bucketheads, criado pelo DJ Kenny Gonzalez. Esse mesmo projeto também é conhecido pela canção de maior sucesso The Bomb (These Sounds Fall Into My Mind), do ano anterior.

Oscar 2018: onde e como assistir à entrega dos prêmios


A cerimônia de entrega dos prêmios Oscar 2018 acontece na noite deste domingo, 4 de março, no Dolby Theatre de Los Angeles, na Califórnia (Estados Unidos). Neste ano, a festa mais pop do cinema mundial deve ser ainda maior: a premiação cinematográfica completa 90 anos e mais uma vez será comandada pelo comediante norte-americano Jimmy Kimmel. A cerimônia de entrega das estatuetasacontece a partir das 17h (no horário de Los Angeles, ou 22h no horário de Brasília) e será transmitida nos EUA pela rede de televisão ABC. Já no Brasil, além de seguir a cobertura em tempo real feita pelo EL PAÍS, os mais cinéfilos podem acompanhar o Oscar pelas seguintes plataformas:

Televisão
Rede Aberta — a Globo transmite a cerimônia de entrega dos prêmios Oscar após sua programação normal de domingo, por volta das 23h (horário de Brasília), depois da exibição do reality show Big Brother Brasil.

Canais Pagos — Para quem não quer perder nenhum detalhe da festa promovida pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA, o canal pago TNTcomeçará a transmitir a chegada das estrelas de Hollywood no tapete vermelho a partir das 20h30 e a cerimônia do Oscar a partir das 22h. Pela internet, o canal pago também transmitirá o evento pela rede de streaming pelo TNT GO.

Já o canal de entretenimento E! dedica sua programação ao Oscar horas antes: a partir das 15h30 o canal exibe os preparativos da cerimônia e, às 19h30, começa a transmitir a chegada dos indicados ao Oscar no tapete vermelho.

Internet
Fora a tradicional exibição do Oscar na TV, o canal TNT fechou uma parceria com o canal de YouTube Pipocando para transmitir na internet a premiação de cinema, com comentários ao vivo e convidados. Aliveno canal digital começa às 20h15 de domingo (pré-Oscar) e vai até a 1h30.

O EL PAÍS também faz a cobertura completa e em tempo real do Oscar 2018 a partir das 20h deste domingo, com notícias dos bastidores, imagens do tapete vermelho, cobertura minuto a minuto da cerimônia de entrega das estatuetas aos ganhadores e comentários dos jornalistas e críticos de cinema do jornal.

Maitê Proença responde a crítica por receber pensão do governo


Exame - A atriz Maitê Proença respondeu nesta sexta-feira (2), no programa Mariana Godoy Entrevista, às críticas por receber uma pensão do governo, paga a filhas solteiras de alguns funcionários públicos.
Ela recebe o benefício do governo do Estado de São Paulo desde 1989, quando o desembargador Eduardo Gallo, seu pai, faleceu. Apesar de ter chegado a perder o benefício quando esteva em um relacionamento estável, conseguiu reverter a decisão na Justiça.
Questionada por um telespectador sobre o tema, ela disse acreditar que, como seu pai pagou pelo benefício, e que havia um imposto específico para isso, ela tem direito a ele.
“Esse benefício – que dizem que era de militar, mas meu pai nunca foi militar – meu pai pagou a vida inteira, então, está pago. Saiu do salário dele mensalmente, isso foi um benefício pago pelo imposto específico para isso”, afirmou.
Sobre qual destino dá ao dinheiro recebido, a atriz limitou-se a argumentar que não precisa dar satisfações sobre sua vida privada. “Não vou discutir sobre a minha vida privada e sobre o que faço com o dinheiro. Ele não sabe se faço caridade ou não, se eu pego esse dinheiro e dou para alguém, ele não sabe nada disso. Eu prefiro fazer isso por conta própria do que dar na mão do governo”.

#BackTo2000s - Álbum do verão europeu de 2006 da série 'Clubbers Guide'


Em 12 de junho de 2006, saiu a nova edição da série 'Clubbers Guide', Summer 2006, lançada pela gravadora Ministry Of Sound, que também é responsável por outra série, a 'The Annual'. Foram 40 sucessos mixados e divididos em 2 CDs, 20 cada um.


Clubbers Guide - Summer 2006 começou com "Somebody's Watching Me", uma releitura do grupo Beatfreakz e cantada originalmente por Rockwell, antes interpretada pelo DJ Bobo, em 1992, e pela dupla Royal Gigolos, em 2005. No disco, também é incluída a canção "Love Sensation '06", de Loleatta Holloway, também uma regravação do hit Ride On Time, lançada em 1989 pela banda Black Box; "Same Man", de Till West & DJ Dellicious, que junto com "Walking Away", do projeto The Egg, explodiu nas pistas de todo o país e entrou para a terceira edição da coletânea Summer Eletrohits; "My My My", do DJ Armand Van Helden, também conhecido por ser o intérprete de Funk Phenomena e You Don't Know Me, lançadas respectivamente em 1997 e 1999; "Fade", da dupla de DJs Solu Music com a cantora Kimblee, originalmente lançada em 2001; "Summer Son", da dupla Aurora entre outros.

CD 1
1. Somebody's Watching Me - Beatfreakz
2. Love Sensation 06 (Hi-Tack Burnin' Up Club Remix) - Hi Tack
3. Faster Kill Pussycat - Oakenfold
4. Same Man (Vocal Club Mix) - DJ Delicious
5. Tell Me Why (Vocal Club Mix) - Supermode
6. My My My (Stonebridge Remix) - StoneBridge
7. A Bit Patchy (Eric Prydz Remix) - Eric Prydz
8. Anthem (2006) (Hoxton Whores Remix) - Hoxton Whores
9. Make A Move On Me (Mark Knight Remix) - Mark Knight
10. So In Love With You (Haji And Emanuel Remix) - Haji
11. Soul Shakin' - Dennis Christopher
12. What A Feeling (Make It Happen Mix) - Richard Grey
13. New Horizon - John Parr
14. We Got Love - Katherine Ellis
15. You Came Into My Life (De Nuit Remix) - De Nuit
16. By My Side (Callea And Risploi Club Mix) - Callea And Risploi
17. Funk It Groove - Soul Avengerz
18. A Deeper Love - Corenell
19. Dirty - Flat 45
20. Bounce - Steven King


CD 2
1. Fade (Bimbo Jones Strings Mix) - Bimbo Jones
2. Most Precious Love - Blaze
3. Someone (Sunblock Remix) - Sunblock
4. Take It (Dan Koenig Remix) - Dani Koenig
5. Walking Away (Tocadisco Remix) - Tocadisco
6. Say U Will (DJ Touche Remix) - DJ Touche
7. Beautiful Day Without You (Cass And Mangan Living Underdog Remix) - Cass And Mangan
8. Reaction (Filthy Rich Remix) - Filthy Rich
9. Want 2 Need 2 (Switch Remix) - Switch
10. Release - Chris Lake
11. Easy - Trick & Kubic
12. Plastic Dreams (Switch Remix) - Switch
13. So Shock'in! - Rob Hawk
14. Pacific 202 - Perfect 10
15. Runaway (Feel The Love) (Flash Brothers Remix) - Flash Brothers
16. Summer Son (Aurora Club Mix) - Aurora
17. Monotone (Original Mix) - Marcel Woods
18. Namara (Jurgen Vries Remix) - Jurgen Vries
19. Can't Sleep - Above & Beyond
20. Tracking Treasure Down - Gabriel and Dresden

Tom Cruise leva o Framboesa de Ouro de pior ator; 'Emoji' é o pior filme

LOS ANGELES - O sofrível remake de A Múmia garantiu a Tom Cruise o prêmio de pior ator do ano, conferido pelo tradicional Framboesa de Ouro.


Com cerca de mil eleitores, espalhados pelos Estados Unidos (exceto Montana) e 26 outros países, o Framboesa (ou Razzie, como é conhecido nos EUA) de pior filme de 2017 foi para Emoji: o Filme, enquanto Tyler Perry ganhou como pior atriz por “sua 10ª participação como uma popular drag queen” em Boo 2! A Madea Halloween.


Já a pior coadjuvante foi a ex-vencedora do Oscar Sharon Stone, por Cinquenta Tons Mais Escuros, que foi também o pior remake e a pior sequência.
Mel Gibson voltou aos filmes e, se foi esquecido pelo Oscar, faturou o Framboesa de pior coadjuvante pelo seu “cômico retorno” em Pai em Dose Dupla 2.
Emoji teve o prazer de também ter o pior diretor do ano, Anthony (Tony) Leondis, pior roteiro e pior combo.


Uma nova categoria surgiu, graças ao acordo com o site Rotten Tomatoes, especializado em reunir críticas de filmes feitas por especialistas e fãs, com o nome de "tão ruim que você irá amar". O vencedor foi Baywatch.
O prêmio Razzie, popularmente conhecido por Framboesa de Ouro, é uma criação do publicitário John Wilson, que chega agora à 38ª edição.
Wilson teve a ideia quando decidiu parodiar a cerimônia do Oscar – assim, sempre no sábado anterior à premiação da estatueta dourada, ele divulga sua lista formada pelo mais trash produzido por Hollywood.
Mas, atacado por problemas financeiros, ele não tem realizado mais a cerimônia de entrega de prêmios, à qual raramente aparece alguém – Halle Berry e Sandra Bullock são exceções.

Fonte: Estadão

Macarrão, um dos envolvidos no Caso Eliza Samúdio, deixa a cadeia e diz que não é 'coitadinho'

Goleiro Bruno e Macarrão
Minas Gerais - Acusado de envolvimento na morte de Eliza Samudio, Luiz Henrique Ferreira Romão, de 32 anos, mais conhecido por Macarrão, deixou a cadeia por volta das 22h30 desta sexta-feira. Ele cumpria pena no Presídio Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas (MG), e obteve na tarde de quinta-feira, 1º, o direito de passar para o regime aberto. Porém, problemas com a liberação acabaram atrasando a sua saída.
Macarrão, que não quer mais ser chamado pelo apelido, foi condenado a 15 anos de prisão pela morte de Eliza e pelo sequestro de seu filho. Ao sair do presídio ele foi cercado por repórteres e falou que nunca tentou se passar por "coitadinho". Mas garantiu que está arrependido do crime que cometeu. "Infelizmente não tenho como voltar atrás. Se pudesse eu voltaria."
Ele ficou preso por sete anos, sendo que nos últimos 20 meses conseguiu o benefício do regime semiaberto e deixava a prisão para estudar e trabalhar na limpeza de uma igreja. Agora, apesar de livre, terá de cumprir algumas exigências da Justiça, como ficar em casa no período noturno e nos fins de semana, não frequentar bares e comparecer todo mês ao Fórum.
A progressão da pena foi concedida pelo juiz Antônio Fortes de Pádua Neto, que levou em conta questões como bom comportamento. Ao ser libertado, ele foi para a casa de parentes e disse que seguirá fazendo o curso técnico que começou na cadeia visando ter uma profissão.
Eliza Samudio desapareceu em 2010 e o corpo nunca foi encontrado, sendo Luiz Romão (Macarrão) condenado por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado. Ele foi acusado de ajudar o goleiro Bruno Fernandes a se livrar da vítima, com quem teve um filho e se negava a assumir a paternidade.
Bruno na época era jogador do Flamengo e o caso ganhou grande repercussão. O atleta foi condenado inicialmente a mais de 22 anos de prisão, tendo depois a pena caído para 20 anos e nove meses. Hoje ele está em Varginha (MG), onde durante o dia deixa a cadeia para dar aula de futebol para crianças de uma entidade local. A defesa vem tentando a progressão da pena, mas o direito ao semiaberto deve ser concedido somente em 2019.