sexta-feira, 6 de abril de 2018

#HouseClassics - Dave Spoon: "At Night"


At Night é o nome do single mais conhecido (no exterior) de Dave Spoon, DJ britânico nascido em 20 de janeiro de 1977 na Inglaterra, e cujo nome verdadeiro é Simon Neale.
Além de DJ, Dave é produtor e fundador da gravadora Televizion, e agora costuma fazer novos lançamentos usando seu outro pseudônimo, Shadow Child.


Silvio Santos é chamado de golpista durante reportagem ao vivo

Folha Vitória - Quando acontecem reportagens ao vivo, muitas vezes as câmeras registram pessoas que estão atrás dos repórteres fazendo alguma brincadeira ou até mesmo realizando algum tipo de protesto.
E durante o SBT Brasil da última quinta-feira, dia 5, a jornalista Juliana Maciel estava no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC fazendo uma reportagem sobre a determinação da prisão de Luiz Inácio Lula da Silva.
No momento em que ela fazia seu trabalho apareceu atrás dela um homem com um celular que trazia a mensagem "Silvio golpista", se referindo ao dono do SBT, Silvio Santos.
Ele ainda usava uma camiseta com o rosto de Lula e a seguinte frase: O Brasil precisa voltar a ser feliz.
A repórter não esboçou nenhuma reação e seguiu a reportagem normalmente.

Pai posta foto antiga de Cristiano Araújo e emociona


SBT - João Reis, pai do cantor sertanejo, Cristiano Araújo, publicou em seu Facebook uma foto do artista e emocionou os fãs com sua declaração. "Saudade de fazer uma janta pra vc", escreveu ele.
O cantor faleceu em junho de 2015 após sofrer um acidente de carro na BR-153, em Morrinhos. Além dele, sua namorada Allana Moraes, de 19 anos, também não resistiu ao acidente e morreu no local.

Paulo Betti sobre possibilidade de extinção do DRT de ator: 'Nossa profissão não é a casa da mãe Joana!'

O que aconteceu?
Uma denúncia de um registro profissional falsificado, feita em 2014, chegou ao Ministério Público. O processo correu e resolveram inquirir a lei de 1978, do governo Geisel, que diz que, de atirador de facas a ator, somos todos artistas. No dia 26, o caso será julgado no STF. 

Qual a vantagem do DRT (documento da Delegacia Regional de Trabalho) para os atores?
A mesma das demais profissões. Reconhece nossa especificidade, assim como de médicos, engenheiros...

O que mudaria com a extinção do documento?
Regras e padrões éticos e morais regulam nossa profissão, não é a 'casa da mãe Joana'!. Dona Fernanda Montenegro, por exemplo, é atriz. Não podemos voltar à época que havia a carteira das “diversões públicas”, a mesma das prostitutas, com todo respeito às prostitutas. 

Não é mais importante o talento que o registro?
O talento é o jeito para se fazer a coisa, a vocação é a vontade. Quem tem talento e vocação sempre consegue se firmar. A regulamentação é positiva porque exige qualificação. 

Qual é o próximo passo?
Reunir os artistas segunda-feira, no Teatro XP, e, se preciso, ir a Brasília falar com os ministros do STJ. Os artistas estão unidos!

Desfecho de La Casa de Papel chega à Netflix e divide opiniões de amor e ódio à série


Diário de Pernambuco - Será que o Professor (Álvaro Morte) conseguirá coordenar o roubo à Casa da Moeda da Espanha "sem feridos e com o apoio da população", conforme planejado? A pergunta que não sai da cabeça de quem assistiu à primeira parte de La casa de papel começará a ser respondida nesta sexta-feira (6), quando estreia a segunda metade, com nove novos episódios, da série espanhola. O desafio da Netflix agora será manter o público, uma vez que boa parte dos fãs já assistiu ao final da história, disponível na internet desde novembro.
Lançada sem muito alarde no Brasil pela Netflix em dezembro do ano passado, a série rapidamente se tornou um dos maiores fenômenos da TV por streaming no país. Tanto que, no carnaval deste ano, fantasias relacionadas aos personagens do enredo criado por Álex Pina estavam entre as mais usadas. Os 15 episódios originais lançados na Espanha pelo canal Antena 3 entre abril e novembro de 2017 foram reeditados pela Netflix e lançados em duas etapas.
A primeira parcela, composta de 13 episódios, mostrou como o plano para roubar a Casa da Moeda da Espanha foi criado e o desenrolar da história até o momento em que a inspetora Raquel Murillo (Itziar Ituño) chega com o Professor, ao som de Bella Ciao, ao casarão onde o crime foi articulado.
A cena final, mesclada com um flashback que mostra o Professor e Berlim (Pedro Alonso) cantando a canção popular italiana, deixou em aberto uma possível relação anterior ao assalto entre os dois personagens. Na internet, quem assistiu à primeira metade se perguntou se o Professor e Berlim eram amigos de infância, irmãos ou até namorados. A relação entre eles, apesar de não ser revelada explicitamente na segunda parte, fica mais clara no episódio final da série e foi confirmada pelo ator Álvaro Morte em entrevista.
Além do desfecho do assalto e do passado dos personagens, ficaram em aberto, no fim da primeira parte, questões como "Rio (Miguel Herrán) e Tóquio (Úrsula Corberó) ficarão juntos?", "Nairóbi (Alba Flores) reencontrará o filho?" e "Raquel descobrirá a verdade sobre o Professor?". Todas essas incógnitas terão resposta na segunda parte da série na rede de streaming.
Entre os que já assistiram ao final da história, há basicamente duas reações, sem meio termo, ao desenlace do enredo: amor e ódio. Há quem tenha vibrado com as soluções encontradas por Álex Pina e há quem tenha detestado. Para quem ainda não sabe como a história termina, é hora de assistir e decidir se entra para o time dos apaixonados ou dos decepcionados com La casa de papel.

Em prisão, Dado Dolabella tinha geladeira própria, cozinhava suas refeições e ria de notícias


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Solto na madrugada desta sexta-feira (6) após dois meses preso em São Paulo por dívida de R$ 196 mil em pensão alimentícia, o ator Dado Dolabella dispunha em prisão de uma geladeira própria, trazida do Rio de Janeiro pela mãe, Pepita Rodrigues.
O artista, que é adepto do veganismo, cozinhava suas próprias refeições com produtos trazidos às quartas-feiras (dias de visita) por Pepita. Legumes, verduras, sucos, frutas e carne de soja fizeram parte do cardápio de Dolabella, que conseguiu um novo discípulo gastronômico nos dois meses de estadia no 33º Distrito Policial.
Os detentos são responsáveis por fazer a comida das cinco celas existentes no local, sendo que em cada uma é servido um tipo de cardápio. Dolabella foi o único que fugiu à regra de não comer da mesma refeição dos companheiros. "Em outros DPs exclusivos para prisões administrativas como este em SP, as refeições vêm de fora, em marmita mesmo. Dado teve uma sorte grande em cair aqui, e escapar do mesmo tipo de refeição servido pra todos", afirmou o agente carcerário do local.
O ator teve 24 horas diárias de acesso ao pátio reservado para atividades e banhos de sol, sem que precisasse ficar fechado em uma cela. Diariamente era visto se exercitando com equipamento feito de garrafas pet, ou ajudando em tarefas diárias como cozinhar, lavar banheiro, o pátio e roupas.
Em dois meses, a única visita constante recebida foi a da mãe. Nenhum outro familiar ou namorada visitou o ator. Os advogados foram até o 33º DP nos dez primeiros dias de prisão, segundo o agente de carceragem.
"Nos últimos dias ele estava ansioso pela saída, apesar de ser um cara tranquilo. Conversávamos muito, dei conselhos até sobre como ele se ajudar para tentar resolver de uma melhor forma a situação"; afirmou o agente, que chegou a imprimir algumas notícias sobre a prisão e mostrado ao ator durante o período preso. "Falava que ele estava famoso, saindo na Folha, no Uol... e ele só ria".
Esta é a segunda vez que o artista é preso pela mesma dívida com Fabiana Vasconcelos Neves, a mãe da criança. Em agosto de 2017, Dolabella foi preso no Rio por não pagar mais de R$ 190 mil em pensão atrasada, mas foi liberado no dia seguinte.
Para o advogado especialista em família e sucessões, Dr. Nelson Sussumu, o artista pode voltar a ser preso em uma hipótese de que o juiz da Vara da Família do Rio de Janeiro não aceite o pedido revisional dos valores a serem pagos de agora em diante.
O ator terá de provar que teve uma queda salarial para que não acumule nova dívida. "O que pode acontecer referente aos R$ 196 mil devidos é um pedido de penhora de bens ou até mesmo 50% do salário dele. O principal agora é rever seus ganhos e não acumular pensões para não voltar a ser preso', diz Sussumu.

OUTROS CASOS
Condenado em 2014 pela Lei Maria da Penha por agredir em 2008 em uma boate no Rio a atriz Luana Piovani, à época sua namorada, e a camareira dela, o ator foi condenado a pena de 2 anos e 9 meses em regime aberto por danos morais.
Em abril do ano passado, Piovani relembrou o caso em seu canal no YouTube. "Ele me agrediu, sim, fisicamente. Tanto que ele foi processado. Só que na Ismê [a camareira], a agressão dela foi considerada grave. Ela ficou com os dois antebraços engessados. No meu caso, foi uma bifa gigante na fuça mesmo, na cara. E me machucou os braços, porque me apertou. Mas eu não deixei de trabalhar. Só fiquei usando um casaquinho para conter a vergonha dos braços. O tapa não machucou. A minha foi uma agressão considerada leve, a da Ismê foi grave."
Também em 2014, Dado foi condenado a dois meses e quinze dias de prisão por injúria e dano, após escrever xingamentos na lataria do carro da ex- mulher, Viviane Sarahyba. Para este caso, a Polícia Civil afirmou em nota que existe mandado de prisão em regime aberto, expedido pelo 3° Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, já que o ator não cumpriu uma série de termos condicionais, como participar de grupo de reflexão para homens e comparecer em juízo mensalmente.

Fernanda Souza: "Estou tão liberta, tão livre, tão eu, tão dona de mim!"



Revista Quem - "Cortei o cabelo para vocês, vocês viram?", dizia uma empolgada Fernanda Souza, ao chegar no estúdio do fotógrafo Danilo Borges, em São Paulo. "Fazia tempo que estava pensando em cortar, mas aproveitei essa capa de QUEM para estrear meu novo visual. Tô me achando!"
Conheço a Fernanda há uns bons 7 anos, desde o Carnaval de Salvador, quando ela "se apaixonou" por Thiaguinho. Lembro que estávamos na frisa do Camarote QUEM e o trio do Exaltasamba (grupo de pagode do qual o cantor era vocalista) passou na frente. "Adooorooo o Exalta", disse ela, muito animada. Não deu cinco minutos e Fernanda estava lá, em cima do trio, cantando todas as músicas, dançando. Em 2015, Fernanda e Thiaguinho se casaram.
Mas não estou aqui para contar a história de amor dos dois. Mas para dizer que o alto-astral e a energia boa de Fernanda sempre me impressionaram. Isso não era tão visível quando ela fazia novelas e séries. Mas agora está mais na cara do que nariz. É só você entrar nas redes sociais dela (seu Instagram tem 14 milhões de seguidores), ou assistir a peça Meu Passado Não Me Condena (sucesso há 5 anos), ou dar play em algum vídeo engraçado de seu canal na internet (com quase um milhão e meio de inscritos) ou no programa Vai, Fernandinha, do MultiShow (a terceira temporada estreia agora dia 9 de abril) para comprovar o que estou falando. Em todos essas plataformas de comunicação, Fernanda é verdadeiramente ela: espontânea, divertida, de bem com a vida. Por isso, que dizemos de boca cheia: Fernandinha é pop!


E esse cabelo novo, me conta?
Me interessei pela Débora Gotlib (cabeleireira apresentada pela atriz Francis Helena Cozta) porque ela lê seu rosto e consegue encontrar algo que seja harmônico e que também seja aquilo que você quer passar para o mundo. Eu achei isso de passar para o mundo tão profundo. Porque eu não queria só cortar o cabelo. Queria que me fizessem virar outra coisa. Sei lá, geminiana sempre dá uma pirada nos rolês (risos). Eu cortei o cabelo e amei. Me senti nova. Acho que o cabelo tem esse poder de mudança, de novos ares. Eu falei para ela que queria exatamente isso: algo leve, moderno e novo. Queria me olhar no espelho e me ver de um jeito que nunca tinha me visto antes.

O novo visual tem a ver com a sua nova fase de vida?
Estou numa nova fase há um tempo e ela tem trazido mudanças para minha vida. Acho que o cabelo é só reflexo de tudo o que aconteceu. Foram mudanças internas, uma propriedade que adquiri da minha vida, da minha carreira, de fazer aquilo que eu quero, que acredito. De poder colocar toda minha essência no meu programa, na minha peça, no meu canal. Eu estou muito autoral, estou muito dona de mim! E pela primeira vez peguei um cabelo que nunca achei que fosse ter, um cabelo mais curto, e falei: 'Agora vou ser dona de mim e até do meu cabelo. Vou cortar esse cabelo e renascer!'. Foi a pontinha do iceberg de toda a mudança que aconteceu nos últimos anos.

Falando em novidade, a terceira temporada de Vai, Fernandinha estreia agora dia 9. O que a gente pode esperar?
A diferença desta temporada é que ela é feita em São Paulo, porque me mudei pra cá e, como o programa tem a ver com a minha vida, nada mais justo do que gravá-lo aqui. Os convidados são incríveis. O episódio de estreia tem, nada mais, nada menos, que Claudia Raia. Ela é uma mãe pra mim, além de ser um grande ícone da TV e do teatro. Tem até o Jô Soares, que apareceu no set para visitá-la. A temporada está deliciosa, está com aquela mesma pegada: um programa divertido, que homenageia o convidado, que tira o melhor dele, que te faz rir, te faz chorar e te passa uma mensagem positiva para levar para a vida. Essa é minha essência. Eu gosto de rir, também me emociono com qualquer coisa -- porque sou uma manteiga véia derretida -- e ao mesmo tempo gosto de passar uma mensagem positiva.


Se encontrou como apresentadora?
Pois é, isso que eu tava pensando outro dia fazendo a peça. A primeira coisa que fiz na vida, meu primeiro trabalho sério, foi o X Tudo, em 1994. De lá para cá, a vida foi mudando. Eu fiquei atriz durante um tempo -- vou ser para sempre -- e voltei para minha primeira essência da vida, que era me comunicar através da Fernanda mesmo, sem personagens.

Foi o programa que te inspirou a criar o canal na internet?
Foi. O canal surgiu da vontade de continuar falando com as pessoas e continuar tendo essa troca. É uma delícia de fazer. Não tem roteiro nenhum, tudo sai da minha cabeça, todas as tags eu pego da internet e decido qual vou fazer. Os quadros eu invento da cabeça. Acho isso muito louco, muito livre. Cada vez que termino um vídeo eu falo: 'Ai caraca, falei um monte de coisa que eu queria falar, nunca disse isso em nenhum lugar'. Eu tenho espaço para falar o que quiser, do jeito que quiser, isso é muito libertador. Eu estou tão liberta, tão livre, tão eu, tão dona de mim!


O Thiaguinho sempre aparece no vídeos e vocês falam bastante sobre o relacionamento. Como fazem para não expor demais o casamento?
Não é nada pensado, a gente age naturalmente, não sei explicar. A gente tem um jeitinho nosso, mas no canal a gente se solta. O Thiago é o Thiago, muito reservado, tímido. Peixes com Câncer, né, bem mais pra dentro. E eu sou Gêmeos com Leão, mais 'EEE' e a gente se completa. Ele adora (gravar para o canal), normalmente ele tá lá em casa e eu falo: 'Vida, sobe!' Daí ele vai para o segundo andar onde faço os vídeos. O primeiro vídeo que gravei com o Thi a gente estava deitado na cama, depois de almoçar, e foi sensacional. Acho que cada um sabe bem o limite. Eu sei o meu, ele sabe o dele. Eu conheço bem meu marido, são 7 anos juntos. Ele me conhece pelo olhar. Zilhões de vezes a gente vai falar e fala a mesma coisa, faz a mesma piada. A gente tem uma sintonia muito grande.

Vocês são muito diferentes?
Muito. O Thiago é mais tímido, na dele, e eu sou mais animada. O Thiago é mais emotivo e eu sou um pouco mais racional, mas também manteiga derretida. Já ele não é de chorar tanto. Ele é mais noturno e eu sou mais diurna. Ele é mais sensível e eu sou bem mais prática, desapegada. Ele é mais apegado. Se você olhar, são duas combinações de signos completamente diferentes. Mas isso que é o mais sensacional, porque todo dia a gente escolhe estar junto um do outro. Essa frase é de Sandy e Lucas Lima, tá?! E a frase que é de lei lá em casa: 'Não sou nem eu, nem ele, é o do meio'. Porque quando as pessoas são muito diferentes não dá para fazer nem só a vontade do outro, nem a vontade de um. A gente se encontra no meio do caminho e aí todo mundo fica satisfeito. É a premissa básica do nosso casamento.



Vocês têm 7 anos de relacionamento e 3 anos de casados. É tempo pra caramba, né?!
É muito tempo, cara. Eu e o Thiago somos muito leves, muito brincalhões. A gente passa o dia inteiro zoando com a cara do outro. Ele é das pessoas mais engraçadas que conheço e eu já gosto de falar umas besteiras... Juntou o sujo com o mal lavado (risos). É só besteira o dia inteiro. E quando é para falar sério, a gente senta, fala sério, aparamos as arestas e seguimos em frente. Ele é meu melhor amigo e eu sou a melhor amiga dele. A gente é tipo uma dupla dinâmica e a gente gosta disso. Acho que isso que faz funcionar. Essa leveza e essa força ao mesmo tempo. Menina, que pessoa bipolar (risos)?!

Sentiu alguma mudança nesses três anos de casamento?
Mudamos de casa apenas (risos). Não sinto, não, é muito fácil morar com o Thiago, ele é muito bonzinho, tem nem o que questionar. E eu sou uma puta dona de casa, ele chega e está tudo incrível. Mas porque eu gosto. Não porque eu ache que não tenha que dividir tarefas, pelo contrário, já botei Thiago pra lavar muita louça nessa vida. E ele lava, ele me ajuda. Mas ao mesmo tempo sou muito da iniciativa, eu gosto de fazer. A gente se divide bem nas tarefas e tudo certo. Acho que é fácil conviver comigo também.


Sei que você responde isso todas as vezes, mas tenho que perguntar, porque vai que já está grávida e não me contou nada (risos). Mas os planos de ser mãe, ainda são a longo prazo?
Acho que todo casal quando casa pensa sobre. Mas eu e o Thi levamos a vida de uma maneira muito leve, vamos vivendo um dia após o outro. Eu estou começando uma nova fase da minha carreira, que não está tão no começo, mas só tenho 1 ano e pouco de programa. Eu estou ainda conquistando meu espaço, me encontrando nessa nova vertente de comunicar. Tudo isso gera um tempo pra si. Acho que quando eu terminar essa minha fase, vou querer viver uma outra fase. Mas a gente não se coloca tempo, a gente deixa as fases acontecerem. Eu nunca planejei mudar o cabelo, virar apresentadora, as coisas acontecem. Eu vou me reiventando naturalmente e acho que isso que é gostoso. Quem sabe daqui a pouco vem essa nova Fernanda (mãe)?!


Como foi essa mudança do Rio de Janeiro para São Paulo?
Sempre morei no Rio por causa das novelas. Quando meu contrato (com a TV Globo) estava acabando, cogitei a possibilidade de vir para São Paulo. Falei com o Thi e ele disse: 'Pô, acabei de vir para o Rio!' Quando eu vim fazer a temporada de três meses de Meu Passado Não Me Condena, organizei um apê aqui para não ter que ficar em hotel. E a gente começou a gostar da vida de São Paulo. Gostei muito de conviver com a minha mãe de novo. Lembro de um dia que a gente tomou um café comendo um biscoito de polvilho vendo novela à tarde. Que maravilha, nunca tinha vivido isso na minha vida. Minha mãe não mora comigo desde os 19 anos. Falei para o Thiago: 'Cara, quero isso pra vida. E ele disse: 'Fernanda, você está falando sério que quer mudar de novo?'. Eu sou de Gêmeos! Sempre vou querer mudar, me acompanha, vem comigo, você não precisa fazer nada, você só entra na casa (risos).



Você passou um bom tempo fazendo uma reforma no apartamento, né?! Até colocou, literalmente, a mão na massa.
Tive que fazer uma reforminha, mas deu tudo certo, passou (risos). A gente já está nesse apê há 4 meses, está delicioso, achei meu lugar em São Paulo. É Deus, né? Eu vi apenas um apartamento (para comprar). Meu empresário falou: 'Um amigo nosso está vendendo um apartamento que é a sua cara!'. Vi a foto, mostrei pra Claudia Raia e ela disse: 'É esse, tô sentindo, senti dentro do coração. Sua mãe quando diz é pra ser'. Entrei no apartamento, olhei para o Thiago e falei: 'Caraca, é esse!'


Qual foi a participação do Thiago na reforma?
Ele passou um dia inteiro na mudança, abriu umas 80 caixas, separou os looks dele para doação. Eu falei para ele: 'O closet daqui é menor, então a gente vai praticar o desapego, viver com pouca coisa, sustentabilidade. Thiago é uma nova era!' O Thiago tem uma vida supercansativa. Ele não parava em casa porque não tinha agenda.

E como vocês fazem para se ver?
A gente se vê muito. Porque de segunda a quinta, quando não temos uma agenda cheia de compromissos, estamos em casa juntos. Quinta-feira ele viaja para os shows e fica sexta, sábado e domingo. Assim como eu viajo para a peça. Toda segunda-feira os dois chegam no aeroporto, dividimos o carro para casa e fica quatro dias juntos. A gente é muito parceiro um do outro. Quando ele vai entrar no palco ele escreve: 'Palco. Te amo!'. Também fica perguntando como foram as sessões da peça. A gente cuida muito um do outro. Hoje ele mandou, durante a sessão de fotos (ela lê as mensagens dele no celular): Linda é você. Arrebenta muito hoje, você está muito linda! Cadê, me manda foto? Meu orgulho. Tá lindona, esse cabelo, pqp!'

Durante a sessão de fotos você disse que está há 2 anos sem malhar, é isso mesmo?
Acho que durante muito tempo vivi em função do personagem. Foram 18 anos de Globo, de novela. Engorda? Engordo! Emagrece? Emagreço! Bota mega hair, tira o mega hair, pinta... Nunca fui eu, sempre trabalhei para o corpo da personagem. Quando comecei a apresentar, no primeiro ano foi bem difícil porque a dinâmica do Vai, Fernandinha é exaustiva. Aí, segurei a onda do treino e na volta eu falei: 'Não vou voltar, não! Vou me dar um tempinho'. Continuo fazendo exames porque tenho uma neurose de ter que estar sempre saudável. Por fora pode não estar muito incrível, mas por dentro eu gabarito no exame de sangue (risos).



Mas não tem saudades da academia, de se exercitar, de estar em movimento?
Saudade é uma coisa que eu sinto da infância, da Argentina, do meu pai (risos). O que eu quero é melhorar minha máquina para trabalhar, viver...Tô querendo voltar mais por isso mesmo. Não vou ser hipócrita de dizer que a gente não adora quando a bunda dá uma melhorada, quando dá uma emagrecida. Mas o que importa é o conteúdo minha filha, vamos ganhar no carisma (risos). Porque se ficar nesse negócio de bunda... Não sou uma bunda amor, sou um cérebro (risos).

Fê, te conheço há alguns bons anos e você está sempre animada, alto-astral. É assim mesmo o tempo todo?
Quando eu falo de um assunto que gosto, é obvio que fico à vontade. Agora, quem chega na farmácia e fala (muito animada): 'Vai desodorante! Oi, tudo bom querido, me dá um remédio de dor de cabeça?' Ninguém é feliz o tempo inteiro e eu também não vou ser, nem tenho que ser. Tenho meus momentos de mau humor, que estou mais introspectiva. Mas 80 por cento do meu tempo e estou mais leve, alegre e feliz porque esse é meu mood. Mas eu vario, como uma boa geminiana. Eu sempre fico tentando estar no lugar da alegria e da leveza. Quando não estou, me dou o tempo de sofrer. Não guardo mais nada embaixo do tapete. Sinto minhas dores, falo sobre elas na terapia e tento seguir em frente.


FOTOS: Danilo Borges
STYLING: Dudu Farias
BELEZA: Mary Make

Look da capa (vermelho): Blazer Moschino e scarpin Prada
Look moletom: Moletom Gucci e botas Eleven
Look branco: Tricot Celine e botas Zara
Look total black: Jaqueta Alexander Wang, Calça Nosf, scarpin YSL e camiseta Hush
Look close: Blusa Hush e joias Luciana Salem
Look do banco: Camisa Tom Ford, calça Nosf e scarpin YSL
Look quadrados: Vestido Trash Chic e botas Morena Rosa
Look white: Conjunto Luleg e scarpin YSL

Thammy Miranda aposta em tatuagem para camuflar olheiras


Catraca Livre - Thammy Miranda entrou na onda da mãe, Gretchen, e aderiu ao processo de camuflagem de olheiras feito com tatuagem.
O ator publicou em seu perfil no Instagram Stories algumas etapas do tratamento, na última quinta-feira, 5.
"A minha mulher acorda e se maquia. Eu acordo e já vou estar maquiado", brincou o famoso referindo-se à esposa, Andressa Ferreira.
Para quem não sabe, a técnica disfarça as manchas escuras sob os olhos e tem o efeito semelhante ao dos corretivos e bases de pele.
O profissional responsável pelo trabalho é Rodolpho Torres, que explicou como a técnica funciona.
"A gente faz uma pigmentação na região da olheira com a tonalidade simillar à cor da pele", disse o tatuador na rede social de Thammy.

Dado Dolabella é solto após dois meses em cana por causa de pensão


O ator Dado Dolabella estava detido desde fevereiro por dever quase 200 mil reais de pensão alimentícia a um dos filhos, Eduardo, de seu relacionamento com a estudante de direito Fabiana Vasconcelos Neves. Mas ele pode voltar à cadeia a qualquer momento caso não se resolva com a ex-affair sobre a dívida.

Foto da madrugada do dia 06 de fevereiro, com o ator sendo coberto pela imprensa e levado ao camburão pela enésima vez
Ator ex-global posa pra foto na delegacia
Dado Dolabella enquanto estava preso
Quando foi preso, ele deixou claro na imprensa que não recebe mais salário e sentia muito por não poder dar do filho tudo que ele precisa: "Esse valor da pensão está errado, é um valor que eu não recebo mais. Eu queria poder dar mais pro meu filho, que pai não quer ajudar o filho a crescer?".
Desde sempre, o ator Dado Dolabella se envolve em muitas polêmicas. Entre elas, estão as acusações de violência doméstica feitas por Luana Piovani (quando eram namorados há quase 10 anos) e Viviane Sarahyba, sua primeira esposa. Ele também já agrediu o apresentador João Gordo durante o programa Gordo a Go Go, na MTV, e o produtor da novela Vitória, Carlos Henrique Andrade Araújo, que também prestou queixa na polícia, e desde então não atua mais, pois o contrato com a Record foi quebrado.
O último grande personagem de Dado foi Plínio, um dos filhos da nordestina Maria do Carmo na novela das oito 'Senhora do Destino' (2004/05), maior sucesso da Globo da década passada.

Celso Amorim: 'Como brasileiro estou me sentindo injustiçado, como ex-chanceler, muito envergonhado'

Jornal do Brasil - Inconformado, o ex-ministro das Relações Exteriores do governo Lula, Celso Amorim, afirmou que, enquanto ex-chanceler, se sente envergonhado com a ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por considerá-la arbitrária. "Como brasileiro estou me sentindo injustiçado e, como ex-chanceler, muito envergonhado", desabafou Amorim nesta manhã de sexta-feira (6), à Rádio CBN.
O juiz federal Sérgio Moro deu prazo até as 17h desta sexta-feira, ao ex-presidente Lula para que ele se apresente "voluntariamente" à Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato.
Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão no processo do caso triplex do Guarujá (SP). O ex-presidente passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, acompanhado dos filhos e correligionários. Ele não disse se irá se entregar.

Opositores planejam até churrasco para receber o ex-presidente Lula em Curitiba


Bem Paraná - Tão logo foi decretada pelo juiz Sergio Moro a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, movimentos contrários ao petista começaram a se mobilizar para 'recepcionar' sua chegada à Capital - ele deverá se apresentar até amanhã, às 17 horas, na sede da Polícia Federal em Curitiba.
Dois eventos, inclusive, já foram criados no Facebook. O primeiro deles, comandado pelo movimento República de Curitiba, já conta com o interesse anunciado de mais de 420 pessoas. Embora a página não traga mais detalhes, a concentração está marcada para começar às 13 horas em frente à sede da PF, com os participantes vestidos de verde e amarelo. A concentração começará cedo para "não dar espaço aos vermelhos", em referência aos apoiadores do ex-presidente.
Já o outro evento, também liderado por opositores a Lula, trata-se mais de uma brincadeira, marcada para acontecer das 7 às 17 horas de amanhã. Trata-se de um "churrasco para receber Lula na cadeia", organizado pela página Guru Curioso. Pela página do evento, porém, não é possível garantir se haverá, de fato, algum tipo de mobilização ou se trata-se apenas de uma brincadeira feita na rede social.

PT do Paraná espera caravanas do interior para Curitiba


Estadão - O PT do Paraná, que reúne militantes e apoiadores em Curitiba nesta sexta-feira, 6, espera receber caravanas do interior do Estado na capital paranaense. A ordem é aguardar a possível prisão do ex-presidente Lula para mobilizar os apoiadores na cidade.
Nesta manhã, militantes se concentram na sede estadual do partido, no bairro São Francisco, região histórica do centro de Curitiba. Pelo menos seis ônibus do interior são aguardados. No local, petistas gravam vídeos nas redes sociais para convocar a militância do Estado a se dirigir à capital.
Do lado de fora, são colocados cartazes em apoio a Lula e ataques ao juiz Sérgio Moro e à imprensa.
O presidente estadual do partido, o ex-deputado Dr. Rosinha, não descarta um ato nas ruas, mas enfatizou que é preciso aguardar a orientação da cúpula nacional da legenda para articular uma mobilização.
"Estamos pedindo para a militância que venha se reunir na sede do partido em Curitiba e para não reagir a nenhuma provocação. Não está descartada a possibilidade de irmos para a Rua, mas vai depender do avanço do dia", disse, em conversa com jornalistas.