segunda-feira, 7 de maio de 2018

#HouseClassics - Snap!: "Rhythm Is A Dancer"


Em 1992, o grupo alemão, que já era conhecido desde 1989 quando lançou o hit The Power, voltou a tomar conta das pistas de todo o mundo com Rhythm Is A Dancer, que é até hoje uma das músicas dessa mesma década mais lembradas. Por aqui figurou a trilha sonora internacional da novela das oito 'De Corpo e Alma', sendo executada toda vez que os dançarinos do famoso Clube das Mulheres, um dos núcleos da trama, se apresentavam.
Rhythm Is A Dancer (em português, "o ritmo é o dançarino") alcançou a posição #1 nas paradas de sucesso de 14 países e vendeu em torno de 1.7 milhão de cópias.

Após acidente, Fábio Assunção volta a dirigir e é visto com Maria Ribeiro

Folha Vitória - Fábio Assunção já está dirigindo outra vez. De acordo com o jornal Extra, o ator foi visto deixando um restaurante no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, dirigindo um carro prata, na madrugada de sábado, dia 5, para domingo. Ele estava acompanhado de Maria Ribeiro, apontada como sua namorada.
O flagra aconteceu dois dias após o ator de Onde Nascem os Fortes ter sido detido em São Paulo após se envolver num acidente de trânsito. O ator teria se recusado a fazer teste do bafômetro e apresentava sinais de embriaguez, segundo a polícia militar.

Fábio Assunção quando foi enquadrado pela polícia, na última quinta-feira (03)
Assunção ainda desembolsou cerca de 47 mil reais para pagar fiança e ser solto. Após audiência de custódia, ele obteve liberdade provisória e terá que comparecer a todas as etapas do processo quando for intimado.

Enquanto a Globo investe em Pabllo Vittar, SBT terá música de Cazuza na trilha sonora de nova novela


TV Foco - Enquanto Segundo Sol, nova novela das nove da Globo – substituta de O Outro Lado do Paraíso a partir do dia 14 de maio – investirá na sensação do momento Pabllo Vittar, o SBT resgatará canção de Cazuza.
O cantor Pabllo Vittar está no elenco do folhetim de João Emanuel Carneiro, mas não para representar em cena e sim com uma música na trilha sonora. Será Pabllo quem cantará uma versão de “Swing da Cor” bem diferente. O hit de Daniela Mercury será apresentado em inglês por Pabllo, que já tem “K.O” na trilha de O Outro Lado do Paraíso.
Enquanto a emissora carioca investe no talento do rapaz, o SBT volta ao passado e apresentará uma nova versão de “Exagerado” na trilha sonora de As Aventuras de Poliana. Vale lembrar que a música virou um grande sucesso na voz de Cazuza. Marcelo Quintanilha é quem dará voz à nova versão da canção.
Informações do jornalista Leo Dias.

Gugu dá estátua de cera de presente para Silvio Santos


VEJA - Gugu Liberato deu uma estátua de cera de presente a Silvio Santos. Durante uma visita à casa do antigo funcionário em Aldeia da Serra nesta segunda-feira, o dono do SBT foi surpreendido com uma réplica em tamanho real de si próprio.“Agora tem dois Silvios: um que vai ficar na porta do SBT e outro que vai ficar no palco do SBT”, brincou o comunicador em vídeo compartilhado no Instagram de Gugu.

Gugu Liberato e Sílvio Santos com a estátua de cera
“E o Gugu fica na Record jogando contra!” completou Silvio, arrancando risadas dos que estavam em volta — entre eles, seu famoso cabeleireiro Jassa.
Um dos principais nomes do SBT nas décadas de 1980, 1990 e 2000, Gugu deixou a emissora em 2009, quando mudou, de mala e cuia, para a Record. Mas, ao que tudo indica, Gugu e Silvio ainda mantêm uma boa relação.
(com Estadão Conteúdo)

Marília Mendonça faz desabafo após críticas por perda de peso


Portal A Tarde - Após ter publicado uma foto comemorando o sucesso de sua reeducação alimentar e mostrando seu novo visual, com cabelos loiros e mais curtos, a cantora Marília Mendonça usou seu Instagram para fazer um desabafo nesta segunda-feira, 7.
Marília falou sobre as críticas que recebeu após a mudança: "'Blá, blá, blá, cadê o empoderamento, você não era feliz do jeito que era?'. Eu sempre fui a mulher mais feliz do mundo, mas... deixaria de ser se tivesse que começar a cancelar shows por qualquer tipo de doença, e olha... O bicho tava começando a pegar. Na verdade, já tinha começado faz tempo."
"A gordura estava compondo mais de 51% do meu corpo. Triglicérides alto, gripes frequentes que me atrapalhavam de concluir meu trabalho com excelência do jeito que vocês merecem. Daí rolou aquele pensamento: '22 anos, a vida inteira pela frente, meu sonho se realizando cada dia mais... será que é essa bagunça que eu quero para minha vida?'. Definitivamente, não!", explicou.
Em seguida, Marília contou que buscou ajuda profissional e hoje está melhor. Também falou sobre os motivos que a levaram a optar pela reeducação em vez de um procedimento cirúrgico: "Não fazer cirurgia foi uma decisão minha, depois que vi que meu estômago é muito frágil quanto a esses procedimentos."
"Passei sete dias com o balão em fevereiro do ano passado e foram sete dias sem me alimentar e sem conseguir segurar água dentro de mim. Deu o efeito reverso do que é estar saudável", complementou.
"Tem um monte de gente sentada na beira do caminho, desacreditando no meu foco e da minha capacidade de vencer. Vou até o final nele e, se Deus quiser, volto pra pegar na mão de quem me julga (expressando sua própria frustração e cansaço) e dizer: 'Bora? Você consegue!'", desabafou, por fim.

Personagem de Bianca Rinaldi vai se envolver com aluno vinte anos mais novo em Malhação: Vidas Brasileiras


TV Foco - Bianca Rinaldi vai matar as saudades dos telespectadores nos próximos capítulos da novela juvenil Malhação: Vidas Brasileiras. Na trama, ela dará vida à professora de história Leonor, que terá uma personalidade bastante descontraída.
A personagem de Bianca vai se envolver com Leandro (Dhonata Augusto) e dará start na relação conturbada de professora e aluno. A atriz está fastada das telinhas desde 2014, quando participou da novela Em Família, trama de Manoel Carlos que ocupou a faixa das nove da Globo.


Vale ressaltar que essa não será a primeira vez da atriz em Malhação. Ela participou da terceira temporada da novela em 1997, quando deu vida à professora de ginástica Úrsula.

Gleici Damasceno, campeã do BBB18, vai participar de 'O Outro Lado do Paraíso'


A campeã do Big Brother Brasil deste ano, Gleici Damasceno, está aproveitando bastante a fama de ex-sister. A estudante de psicologia agora foi escalada para fazer uma rápida participação no último capítulo da novela das nove 'O Outro Lado do Paraíso', que será exibido nesta sexta-feira (11). Gleici fará sequências com Glória Pires, que faz a estilista Beth, juntamente com a apresentadora Ana Furtado e a modelo Fernanda Motta, que também foram convidadas para participar.

Gleici Damasceno na casa mais vigiada do Brasil
Nas cenas, a ex do diplomata Henrique, vivido por Emílio de Mello, fará um desfile de moda com todas as peças que desenhou e voltará a fazer sucesso no ramo, e Gleici, junto com Ana Furtado e Fernanda Motta, assistirá tudo de pertinho na primeira fila.

'As pessoas procuram quem tem o que falar', diz a cantora IZA


O Globo
RIO — Se você ouvir o nome Isabela Lima, talvez não saiba quem é. Mas se ler por aí IZA, assim em letra maiúscula, saberá que se trata do novo nome do pop nacional. A carioca de 27 anos, nascida e criada em Olaria, chamou a atenção no YouTube fazendo covers de artistas como Amy Winehouse e Nina Simone. Em 2016, assinou contrato com a Warner Music, mas demorou a decolar. Enquanto isso, trabalhou sua imagem, fortalecendo a identidade como mulher negra e vocalizando um discurso social forte.
“Dona de mim”, seu álbum de estreia, já disponível nas plataformas de streaming, chega às lojas físicas no dia 11, com participações de Rincon Sapiência, Ivete Sangalo e Falcão (ex-O Rappa). Nas letras, IZA mostra que a construção de sua imagem resultou num pacote pop entregue nas medidas certas: ela fala de relacionamentos, da luta negra e de empoderamento feminino. Em entrevista ao GLOBO, IZA mostra como a grafia de seu nome foi uma escolha acertada: ela decidiu não falar baixo e conquistar seu lugar na indústria musical.

Por que você quis trabalhar com tantos artistas de peso neste primeiro álbum?
O álbum não seria o mesmo sem eles. A gente escolheu cada parceria a dedo. A gente sabia que “Ginga” tinha que ser para o Rincon, “Corda bamba” tinha que ser para a Ivete (Sangalo), “Pesadão” para o Falcão e assim por diante. Foi muito bonito ver como eles estavam a fim de participar e me apoiar. Começar assim, lançar este álbum, com a benção desses artistas incríveis, realmente faz toda a diferença.

Você é uma cantora pop, mas traz influências de outros gêneros para o disco. “No ponto”, por exemplo, tem uma pegada de blues. Por que você quis dar voz a esses outros gêneros?
Queria colocar nesse álbum tudo aquilo que mais gosto de cantar: jazz, blues, R&B e soul. É uma linguagem que a gente já está acostumado, e que vem mais da escola da black music. E quero mostrar que não tem rótulo, bandeira, cantor disso ou daquilo. Eu canto aquilo que eu quero, que é verdadeiro para mim, e ponto final.

Suas letras falam sobre não baixar a cabeça e enfrentar o preconceito. Por que você acha importante colocar isso nas letras?
O público está mais aberto e mais esperto. As pessoas estão, cada vez mais, procurando artistas que têm o que falar, que se posicionem, que não tenham medo de dar opinião. Mas não é algo premeditado. Como faz parte da minha história e vivência, isso vira música.
A cantora Iza
Além do empoderamento negro, você fala sobre empoderamento feminino, um discurso que tem sido bastante difundido por artistas mulheres. O que você acha que pode trazer de diferente para essa luta?
Eu participei de uma mesa de debate para uma revista com a Dani Cachich (Daniela Cachich, vice-presidente de marketing da PepsiCo), a Luiza (Luiza Helena Trajano, CEO da Magazine Luiza) e a Naisha Bradley (diretora do Harvard College Women’s Center). Eu me perguntava o que estava fazendo ali. Sou a que menos tem experiência, o que estou fazendo num congresso para mulheres? Mas aprendi que todas temos direito a ter um lugar na mesa, porque só você tem o seu ponto de vista. Só você sabe o que é vir de onde você veio, ser quem você é, parecer como você parece, trabalhar onde você trabalha e fazer o que você faz. É uma visão particular. A graça do empoderamento é que nós somos muitas.

Há artistas que levantam a bandeira do feminismo em suas músicas, mas quando alguém pergunta efetivamente sobre o assunto, desviam e falam que são a favor da igualdade e parecem fugir do rótulo. Como você se posiciona quanto a isso e o que acha dessa estratégia?
Acho que o empoderamento está aqui para libertar todo mundo, e não para ditar regra para os outros. Se por acaso alguém que fala sobre feminismo se esquiva de falar sobre isso, ela está no seu direito. Não é o que eu faço: sei que sou feminista, e sei das minhas opiniões e falo sobre tudo aquilo que eu tenho vontade. Isso é importante para quem me segue. Não estou aqui só para cantar, pagar minhas contas e viver do que eu amo: o lugar que a gente tem é de destaque, não à toa, e precisamos usar isso em prol da sociedade de alguma forma.

No Rio, Bolsonaro critica intervenção

Jornal do Brasil - Prestes a completar quatro meses da intervenção militar no Rio de Janeiro, o deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ) criticou, ontem, durante a cerimônia de aniversário dos 129 anos do Colégio Militar do Rio, o modelo adotado pelo governo federal na segurança pública do estado, iniciado no dia 23 de fevereiro.
O Exército assumiu a responsabilidade de comandar a Secretaria de Segurança Pública, das polícias Civil e Militar, dos Bombeiros e do sistema carcerário até dezembro. Bolsonaro, segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, garantiu que não percebe resultados efetivos da medida.


“Foi uma jogada política do presidente Temer, eu votei favorável, mas faria diferente”, disse ele, rebatendo as declarações recentes do presidente Michel Temer, de que a intervenção já começou a dar resultado e está levando sensação de segurança aos moradores. Segundo Bolsonaro, o problema da violência no Rio não será resolvido com decreto presidencial, e resumiu numa frase sua solução para o principal problema do estado: “O militar tem que ter uma excludente de ilicitude para entrar em engajamento, cumprir a missão e não ser processado”.

‘Nada a perder’ é acusado de distribuição de ingressos e se torna a maior bilheteria do Cinema Nacional


Jornal da Economia - O Filme "Nada a perder", cinebiografia que conta a história do pastor e fundador da Igreja Universal, Edir Macedo, chegou à marca de 11.226.127 ingressos vendidos, tornando-se a maior bilheteria nacional de todos os tempos, batendo outros sucessos do cinema nacional como "Os dez mandamentos" (11.183.219), "Tropa de Elite 2" (11.146.723.), "Dona Flor e seus dois maridos" (10.735.524), "Minha mãe é uma peça 2" (9.311.431) e "A Dama do Lotação" (6.509.134).
O sucesso não é inesperado, afinal antes mesmo do lançamento do longa, no dia 29 de março, o longa já contava com 4 milhões de ingressos vendidos.
Entretanto, assim como os ocorreu no caso de "Os dez mandamentos" (outra produção associada a Igreja Universal), o filme tem sido acusado de inflar sua bilheteria com a distribuição de ingressos aos fiéis da Igreja. Segundo apurações feitas pelos jornal O Globo, Folha de São Paulo e o portal UOL, apesar do grande número de ingressos vendidos, as seções do filme tem contado com um público muito abaixo do esperado.
A Folha e o Globo visitaram sessões do filme e constataram que apesar de algumas sessões estarem registradas com capacidade quase lotada, na prática poucas pessoas aparecessem para ver o longa. Em depoimento aos portais, espectadores confirmaram que ganharam os ingressos. “O pastor da minha igreja na Rua Riachuelo (Centro) deu ingressos para todos que estavam na última reunião — disse Maria Gomes, que distribuiu algumas entradas da "cota" de sua família na frente do Espaço Itaú de Cinema”, informou um espectador ao Globo. Um repórter chegou a ganhar uma entrada na porta do cinema.
Igreja Universal, por seu departamento de comunicação social, negou que estaria distribuindo ingressos para seus fiéis e chamou de "vergonhosa acusação" a suspeita sobre a bilheteria inflada de "Nada a perder".
Deste modo, apesar dos números assombrosos, não é possível dizer quantas pessoas viram a maior bilheteria do cinema nacional.

20 lugares inabitados que são incríveis de se ver

Mistérios do Mundo; Viagem e Turismo; Viajali; Você Sabia; Não Acredito

- Hospital Militar – Beelitz, Alemanha


- Ararapira, Paraná, Brasil

- Ilha de Hashima, Nagasaki, Japão

- Penitenciária em Filadélfia, nos Estados Unidos


- Nara Dreamland, parque de diversão japonês


- El Hotel del Salto – Colômbia


- Ordos, China

- Igreja abandonada com cadeiras ainda de pé

- Estação Central de Michigan – EUA


- Cabana abandonada com água de gelo derretido em Obersee, na Baviera, Alemanha

- Aeroporto de Tempelhof, em Berlim, na Alemanha

- Cidade submersa - Shicheng, China

- Usina abandonada, Bélgica

- Campo de concentração na Polônia

- Cidade fantasma em Taiwan, Sanzhi



- Mansão abandonada na Alemanha

- Kolmanskop, Namíbia


- Cristo do Abismo, Itália

- Antigo trilho de trem em Paris


- Antigo cinema em Detroit, Michigan, Estados Unidos

Aos 42 anos, Candance Cameron de Três é Demais aparece deslumbrante

SBT - A atriz que interpreta a personagem D.J. Tanner na série americana Três é Demais, Candance Cameron, arrasou na escolha do look durante um show de música country que aconteceu ontem (05/05), nos Estados Unidos.


Aos 42 anos, a loira apostou em uma blusinha vermelha de renda e uma calça vermelha. Veja os detalhes:

Foto: Reprodução/Instagram

Antonia Morais é pedida em casamento por Wagner Santisteban: "A mãe chorou!"


Antônia Morais, de 25 anos, teve um domingo pra lá de especial. A atriz, que é filha de Gloria Pires com Orlando Morais, foi pedida em casamento pelo namorado, o também ator Wagner Santisteban, de 35 anos. A informação foi confirmada para QUEM por uma fonte próxima ao casal.
Em seu Instagram Stories, Antonia dividiu com o fãs o seu dia. Seus irmãos, Cleo Pires, Ana Morais e Bento Morais, a buscaram em sua casa para um passeio de limousine pelo Rio de Janeiro. No carro luxuoso, seus pais a aguardavam.

Antônia Morais com os pais
"Gente, olha como é que os meus irmãos vieram me pegar na minha casa. Isso é normal?", disse Antonia.
Todos estavam vestidos de branco e se dirigiram para o badalado restaurante Antiquarius, um dos favoritos de Antonia. Lá estavam o namorado da atriz, com um buquê de rosas vermelhas, e seus familiares. "Não estou de limousine, mas estou super bem acompanhado da minha família", disse Santisteban, que ainda mostrou João Vicente de Castro, que já namorou Cleo, no local. "Ele vai alugar uma limousine pra eu voltar", continuou Santisteban, se referindo a João Vicente.


Logo depois, no retorno do restaurante, Antonia contou que sua mãe chorou com o pedido de noivado. "A mãe chorou! Eu tenho a melhor família do mundo." Eles seguiram ouvindo funk e brindando o dia especial com champanhe. "Dia magia", vibrou Gloria.
Wagner a Antonia namoram há dois anos e acabam de voltar de uma viagem para a Europa.

Gloria Pires, Cleo Pires. Ana Morais, Orlando Morais, Bento Morais, Antonia Morais e Wilma Oliveira

Mesmo aprontando, Fábio Assunção deve continuar como contratado da Globo

Fábio Assunção como Ramiro em 'Onde Nascem Os Fortes'
Vários sites na internet cogitaram que a emissora carioca iria demitir o ator Fábio Assunção assim que terminar as gravações de 'Onde Nascem Os Fortes', onde ele interpreta o juiz Ramiro. É que ele se envolveu em mais uma treta na última quinta-feira (03), quando foi preso por dirigir sob efeito de drogas (álcool) e bater em dois carros.
Mas ao contrário do que foi noticiado, Fábio continuará como um dos grandes nomes no elenco fixo da Globo, já que, para a alta cúpula, o que deve ser levado em conta é o comportamento do ator durante as gravações de qualquer produção, e até agora ele se saiu muito bem nos bastidores.
Por causa de seu vício em quase todo tipo de droga, o artista chegou a abandonar a novela Negócio da China, em 2008, da qual foi protagonista. Dois anos depois, antes mesmo de estrear, Fábio saiu do elenco de Insensato Coração, na qual interpretaria o vilão Leonardo, repassado para Gabriel Braga Nunes.

Saindo da delegacia no dia 03 após ser autuado por dirigir e beber ao mesmo tempo
Fora dos bastidores e da Globo, Fábio foi pego há dois anos dirigindo depois de beber (sem estar embriagado), mas antes brigou com os agentes de trânsito e se recusou a fazer o teste do bafômetro. No ano passado, em Arcoverde, se envolveu em uma briga após beber todas, desacatou policiais que interviram e foi preso.