quarta-feira, 9 de maio de 2018

Novos restos mortais são encontrados em escombros de prédio que desabou


EXAME - Os bombeiros encontraram nesta quarta-feira (9) novos restos mortais que poderiam corresponder aos de uma terceira vítima do desabamento de um edifício de 24 andares em São Paulo na semana passada, convertido em uma montanha de escombros sob a qual buscam sete desaparecidos.
As “partes de corpo” foram encontradas esta manhã pela cadela especializada Vasty, segundo informou o Corpo de Bombeiros em sua conta no Twitter, e estão sendo analisadas pelo Instituto Médico Legal (IML).
Somente após os exames poderão saber se correspondem a uma das vítimas ainda não identificadas, detalhou um porta-voz da corporação à AFP.
Desde a impressionante queda do edifício, habitado por sem-teto, na madrugada de 1º de maio, as equipes de resgate só conseguiram localizar os restos mortais de duas pessoas.
Os primeiros foram os Ricardo Pinheiro, morador que ficou preso ao edifício quando faltavam poucos segundos para que os bombeiros conseguissem retirá-lo do imóvel, que ardia pelo incêndio que causou o desastre.
Seu corpo, o único que podia ser identificado, foi resgatado na sexta-feira. Na terça-feira, as equipes de resgate localizaram outro corpo sob a enorme montanha de escombros.
As primeiras investigações indicam que um curto-circuito no quinto andar pode ter causado o fogo, desatando uma catástrofe que reabriu o debate sobre o déficit habitacional sofrido pela cidade.
Nos anos 1980, o edifício chegou a ser a sede da Polícia Federal, mas sua decadência começou a partir de 2001. Há 10 anos era ocupado pelo coletivo Luta por Moradia Digna (LMD), e, segundo os últimos registros, contava com mais de 100 famílias que pagavam diferentes aluguéis.

#CineClassics - 'Olga', filme brasileiro de 2004


Dirigido por Jayme Monjardim, o filme 'Olga' é baseado na vida da alemã Olga Benário Prestes, militante comunista que lutava à favor da igualdade social. Foi interpretada nos cinemas por Camila Morgado, que ganhou os prêmios '100% Vídeo', 'Festival SESC' e 'Qualidade Brasil' na categoria de melhor atriz do ano.

Atuação de Camila Morgado foi um dos pontos altos para a crítica de cinema
Camila Morgado se entregou totalmente ao papel na hora de gravar as cenas de Olga no campo de concentração, pois raspou os cabelos e emagreceu 7 kgs. Todos os figurantes, 178 no total, passaram pelo mesmo processo.

Camila Morgado e Luís Melo em cena do filme Olga
Lançado nos cinemas em 20 de agosto de 2004, Olga foi um sucesso, mas só de público. A crítica especializada falou mal da maneira que Jayme conduziu a obra, comparando-a como uma telenovela.
No elenco, estavam entre outros atores Caco Ciocler, que viveu o esposo de Olga, Luis Carlos Prestes; Osmar Prado, como o ex-presidente Getúlio Vargas; Guilherme Weber, o namorado de Olga, Otto Brawn; Klaus Couto, o repugnante Adolf Hitler; Eliane Giardini, intérprete da mãe de Olga, Eugene, Luís Melo, o pai dela, Léo, e Fernanda Montenegro, como a mãe de Luís Carlos, Leocádia Prestes.

Fernanda Montenegro em cena como Leocádia Prestes
Cena do filme Olga, que mostra a protagonista sendo levada ao campo de concentração. Na verdade, todas essas sequências foram rodadas em Bangu, bairro do Rio de Janeiro, numa antiga fábrica de tecidos.
Monjardim fez diversos testes para encontrar um ator que tivesse os mesmos traços físicos de Luís Carlos Prestes
Morgado com Jandira Martini, que interpretou outra prisioneira, Sarah
A filha de Olga na vida real, Anita Leocádia Prestes, não gostou nada do final, quando sua mãe morre assassinada na câmara de gás

#BackTo90s - "Never Ever", de All Saints


"Never Ever" foi a segunda música que as integrantes da banda All Saints promoveram, em 17 de novembro de 1997, para lançar o álbum de estréia de mesmo título. No Brasil, a canção fez parte da trilha sonora da novela das seis "Era Uma Vez", que foi ao ar em março do ano seguinte.
A canção vendeu em torno de 1,5 milhão de cópias no mundo todo, além de ter ganhado seis versões em remix, sendo as mais notórias feitas pelo DJ britânico Booker T.

Homem ejacula em perna de mulher e vai em cana

Bilheteria da estação Uruguaiana
Um elemento de 35 anos foi detido na manhã desta quarta-feira (09) na estação Uruguaiana, no Centro do Rio, por ter ejaculado em uma das pernas de uma moça de 23. O homem praticou este crime quando ainda estava de pé perto da mulher dentro do metrô lotado que seguia para a zona sul da cidade.
O mesmo também tem uma passagem pela polícia no mesmo crime. A primeira prisão ocorreu há quatro anos e no mesmo ambiente.
O vadio, que não teve o nome identificado, vai responder por "violação sexual", e tem a chance de ficar no xadrez por até seis anos. As informações são dos sites Veja e G1.

Foto: AlixGraf

Documentário traz o panorama da trajetória do ator Paulo José através dos recortes de inúmeros trabalhos


Diário de Pernambuco - Multifacetada e extensa, a carreira de Paulo José, 81, está intrinsecamente associada ao cinema nacional, ao menos nas últimas cinco décadas. De clássicos como Macunaíma (1969) a produções mais recentes, como O palhaço (2011), o ator participou de pelo menos 50 filmes e virou tema central do documentário Todos os Paulos do mundo, que chega nesta quinta-feira aos cinemas da Fundação e São Luiz, no Recife.
Dirigido por Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, o longa-metragem faz o panorama da trajetória de Paulo José, sobretudo no cinema, a partir de trechos de inúmeros filmes, além de registros televisivos e do teatro. Em paralelo às imagens de arquivo, pensamentos e reflexões do ator a respeito do trabalho e da vida são lidos por amigos e profissionais que atuaram ao lado dele, como Fernanda Montenegro, Selton Mello, Flávio Migliaccio e Joana Fomm.
A decisão de evitar os tradicionais depoimentos, habituais em documentários do gênero, tem a ver o prestígio conquistado pelo ator. "Paulo é meio que unanimidade, nunca encontrei alguém que não goste, inclusive entre pessoas que não são do meio da cultura. Ele é um cara muito admirado por todos", diz Gustavo Ribeiro. "Ia ser bajulação", brinca o codiretor, acrescentando que o desejo era “falar de Paulo através dos personagens dele, entender o ser humano".
"O filme nasce única e exclusivamente da admiração pelo Paulo", reforça Ribeiro, citando, além do outro diretor, a importância da produtora Vania Catani para a viabilização do projeto. Amiga do ator há cerca de 20 anos, ela já planejava um documentário sobre a carreira dele e encontrou na dupla de realizadores um meio de colocar a ideia em prática. “Nós três gostamos muito de cinema brasileiro e, dos filmes que a gente mais gosta, ou, pelo menos, muitos deles, o Paulo está presente. Então, não é só uma homenagem ao Paulo, mas ao cinema brasileiro dos últimos 50 anos”, explica.
Para compor a colagem vista no documentário, os realizadores passaram um mês assistindo aos filmes e separando trechos que poderiam ser aproveitados, enquanto a montagem demorou seis meses. No processo, foram vistos 49 filmes. Um dos títulos da filmografia de Paulo José, Gaudêncio! O centauro dos pampas (1971), de Fernando Amaral, não chegou a ter qualquer cópia localizada pela produção e não pôde ser consultado para a obra.
"Tem uma coisa que ele (Paulo) fala no filme, que ele sempre faz o papel dele mesmo. A convergência desses papéis é o próprio Paulo", comenta Ribeiro, reforçando que, apesar dessa convergência, é um ator muito versátil. O biografado abriu o acervo pessoal para os realizadores e também chegou a conferir o processo de amadurecimento do filme, desde o primeiro corte.
"Ele tem uma espécie de sala de ensaios, fez uma sessão ali, para algumas pessoas da equipe e funcionários da casa. No dia seguinte fez uma lista com anotações pertinentes sobre as partes que ele achava que o filme estava embarrigado”, recorda o diretor, ressaltando que o ator não fez qualquer exigência. "Esse filme também é dele, mas sempre respeitou muito as nossas decisões. Apenas, muito generosamente propunha coisas”".

Macunaíma (1969)
Joaquim Pedro de Andrade
O clássico de Mário de Andrade tem, na versão cinematográfica, um protagonista interpretado por dois atores. O índio Macunaíma, que nasceu negro (Grande Otelo), após se banhar em uma fonte mágica fica branco (Paulo José). Em entrevistas, Paulo José conta que foi escolhido para o papel por eliminação, após atores como Agildo Ribeiro recusarem.

A vida provisória (1968)
Maurício Gomes Leite
O longa tem como personagem central Estevão (Paulo José), repórter de um jornal conservador que vai a Brasília cobrir um pronunciamento e acaba envolvido em uma trama política. “É um filme que ficou esquecido, não sei por que. Se não me engano, é o único feito durante a ditadura que fala sobre totura”, diz Gustavo Ribeiro .

A culpa (1971)
Domingos de Oliveira
“Outro que ficou meio esquecido sob o peso da ditadura militar”, diz Ribeiro, que destaca a beleza da fotografia colorida da produção. Na trama, os irmãos Heitor (Paulo José) e Matilde (Dina Sfat) assassinam o pai com a intenção de antecipar o recebimento da herança. Após o crime, passam a receber ameaças de uma suposta testemunha.

Giovanna Grigio usa look diferentão e fãs criticam: ´horrível´

SBT - Não foi dessa que Giovanna Grigio acertou no look, pelo menos no ponto de vista de seus seguidores. A jovem de 20 anos usou um look bem diferentão e compartilhou com os seguidores a foto do modelito. Não deu outra: foi uma chuva de críticas. "Horrível"; "Ridículo" e "Feio" foram apenas alguns dos muitos comentários. Veja se você gosta:

Whindersson Nunes vira o rei da internet na nova promo do MTV MIAW


Capricho - Whindersson Nunes tá se preparando para comandar o MTV MIAW da melhor forma possível… ou pelo menos é o que o novo vídeo promocional da premiação mostra. Nele, o youtuber está relaxando no maior estilo rei dentro do salão oval da internet.
“Olha bem pra mim, cara. Vem mais pertinho. Acha que foi assim que eu cheguei até aqui? Com #sigodevolta? Tirando a camisa e ligando a webcam? Olha, nesse reino selvagem de gifs, gatos, memes, divas, hits, crushes, não foi à toa que eu virei o czar dos likes, magnata dos shares, imperador da p*** toda e, acima de tudo, apresentador do MTV MIAW 2018”, diz Whindersson no vídeo. Dá o play:


A premiação que reverencia e celebra os ícones da geração atual vai ao ar dia 24 de maio e ainda terá apresentações de Pabllo Vittar, ÀTTØØXXÁ e Anitta. A cantora de Indecente, inclusive, também vai se apresentar no MTV MIAW do México. Poderosa, né?

As votações são online pelo Twitter ou pelo site. Bora votar?

Queda de helicóptero no mar da Barra da Tijuca deixa um morto e três feridos


Extra - Um helicóptero com quatro pessoas a bordo caiu no mar na altura do Posto 4 da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta quarta-feira. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave morreu no local e outras três pessoas, que ficaram feridas no acidente, foram levadas em situação estável para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, também na Barra da Tijuca.
Todas as vítimas do acidente são homens. Os feridos foram identificados como Marcelo Freitas, de 52 anos, Hélio L. Gomes, 45 anos, e Paulo F. Pereira Seixas, de 55. O piloto se chamava Murilo César de Castro Rebelo, de 57 anos. Os bombeiros informaram que a equipe de resgate tentou reanimá-lo com manobras de ressuscitação na areia durante 30 minutos, mas não foi possível salvá-lo.

Piloto Murilo César de Castro Rebelo, de 57 anos
Um amigo de Murilo lamentou a morte do piloto que, segundo ele, tinha experiência de mais de 10 anos. — A gente se conhecia do aeroporto. Era um cara trabalhador, batalhador — contou. O helicóptero estava indo para Cabo Frio, na Região dos Lagos, no Norte do Estado do Rio. A queda aconteceu a cerca de 150 metros de distância da areia. Com a correnteza, a aeronave foi levada do Posto 4 até o Posto 5, mais perto do Recreio dos Bandeirantes, antes de começar a afundar. Os bombeiros foram acionados às 11h19. Cerca de 28 homens trabalharam no socorro, entre eles dez salva-vidas e 18 bombeiros do Grupamento de Busca e Salvamento da Barra. Para facilitar a mobilização da equipe de resgate, uma pista da Avenida Lúcio Costa, na orla da Barra, foi fechada.

Bombeiros retiram uma pessoa do mar
O estudante de publicidade Whallyson Rodrigues, de 28 anos, viu quando o helicóptero se aproximou da água como se estivesse pousando, antes de cair no mar.
— Eu estava passando de carro pela Lúcio Costa, vi o helicóptero como se estivesse pousando e, de repente, ele caiu na água. Foi um impacto muito grande, muito forte. Fui avisar o pessoal do posto, mas já tinha algumas pessoas lá. Em seguida, eles correram para atender os tripulantes — contou o universitário.

De acordo com o registro da aeronave no site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero, modelo 206B, está registrado como propriedade da Mapa Empreend. e Participações Ltda. Foi fabricado em 1980, tem peso máximo de decolagem de 1,452 tonelada e carrega até quatro pessoas. A categoria de registro é para serviço aéreo privado. A situação de aeronavegabilidade constava como normal e a inspeção anual de manutenção era válida até 14/06/2018. O certificado de aeronavegabilidade vale até 2020.

Helicóptero que caiu era privado
Em redes sociais, algumas pessoas comentam o que aconteceu:
"Helicóptero acabou de cair na porta de casa. Quase filmei a queda. Foi na Barra da Tijuca, em frente ao Posto 4".

Equipes de resgate ocupam Avenida Lúcio Costa
"Helicóptero caiu no mar da Barra, meu Deus tomara q todos saiam ilesos".

"Um helicóptero caiu no posto 4 da Barra. Chocada com as imagens".

Juíza nega frigobar e permite esteira e reprodutor de música para Lula na prisão


Comunidade e Arte Cultura - A justificação da autorização da esteira ergométrica foi que a área de banho de sol destinada a Lula é menor que a dos outros presos, o que limita os exercícios.
Porém o uso do equipamento é destinado exclusivamente para integridade física e mental do prisioneiro, para que fique saudável para continuar a cumprir sua pena estipulada.
A juíza também autorizou o cadastramento de dois médicos indicados pela defesa, um cardiologista e um infectologista, que visitarão Lula quando solicitado pela defesa.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai poder fazer esteira e escutar música na sala de 15 metros quadrados onde está preso desde 7 de abril. "Ainda, não obstante não haja possibilidade de extensão do benefício a terceiros, as dimensões reduzidas da área livre para banho de sol, aliadas à idade e às condições físicas do executado, justificam o deferimento do requerimento", explicou a magistrada em despacho.
"Não há qualquer justificativa acerca da necessidade do equipamento".
Na decisão, a juíza anota informação passada pela PF de que "o acesso a água é permanente, sendo fornecidas garrafas de água mineral em quantidade suficiente e sempre que necessário estão sendo repostas".
Lebbos também negou acesso da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados para mais uma visita à cela de Lula, alegando que uma visita já foi previamente e que não há relatos de violações de direitos humanos.
"A instalação do frigobar, embora materialmente viável, não encontra fundamento no quadro verificado nos autos".
O juízo da execução penal também se manifestou a respeito do pedido da defesa para a instalação de uma esteira ergométrica, para garantir que o ex-presidente possa realizar exercícios físicos regularmente. "Agregue-se tratar-se de cumprimento de pena em regime fechado, não sendo cabível a instalação de equipamentos para conforto meramente supérfluo, em desproporcionalidade injustificada em relação aos demais presos", concluiu a magistrada.

Gugu Liberato pode ser condenado em processo após morte de irmãs


Jornal Opção - O apresentador Gugu Liberato responde a um processo que já se arrasta há 11 anos após a morte de duas irmãs em uma das coberturas de um prédio no Rio de Janeiro da qual Gugu era dono. A informação é do Jornal Extra.
De acordo com a publicação, na época, de acordo com laudos de peritos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UERJ), uma obra realizada nos apartamentos teria alterado a chaminé coletiva do apart-hotel, o que teria causado a morte das meninas.
A corretora Conceição Gonçalves Ferreira, mãe das vítimas, moveu o processo contra a empresa Promoart, pertencente a Gugu. O julgamento acontecerá no próximo dia 29.

O caso
Em 2007, as meninas de 12 e 6 anos estavam no Brasil apenas passando férias. Após uma ida à praia, elas foram ao apartamento tomar um banho e acabaram falecendo.

Ramon Valdés, assim como seu personagem no 'Chaves', também devia aluguel


Eternizado em todo o mundo como o Seu Madruga do humorístico 'Chaves', o intérprete Ramón Valdés tinha várias semelhanças com seu personagem, uma delas é ser caloteiro. De acordo com o que dizem seu filho e seu neto, Esteban e Miguel Valdés, da mesma forma que Seu Madruga inventava desculpas ou evitava estar na presença de Seu Barriga, interpretado por Edgar Vivar, o Ramón passava vários meses sem pagar aluguel antes de ser famoso por esse e outros papéis em Chapolim Colorado e Chespirito, como Tripaseca e Pirata Alma Negra.
Os dois, que se dedicam a fazer um documentário sobre a vida do ator, irão contar essa e outras façanhas no programa The Noite, apresentado por Danilo Gentili no SBT. Não percam, é nesta quarta-feira (9).

Justiça do Rio manda prender Carlinhos Cachoeira

Jornal do Brasil - Quatro dias depois de o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, decidir pela execução imediata da pena de seis anos e oito meses imposta a Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, a juíza Simone Rolim, titular da 29ª Vara Criminal da Capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, expediu mandado de prisão contra o contraventor. Cachoeira está em prisão domiciliar, em Goiânia, em função de outra acusação.
Cachoeira foi condenado na primeira instância da Justiça, em 2012, pela juíza Maria Tereza Donatti, também da 29ª Vara Criminal do Rio, por fraudes na Loteria do Estado (Loterj). Ele pegou oito anos por corrupção ativa e fraude em licitação.
A defesa de Cachoeira pediu autorização para ele cumprir pena em Goiânia, onde reside sua família, e também que a pena privativa de liberdade fosse substituída pela de prisão domiciliar. A juíza informou que a competência para os requerimentos é do juízo da Vara de Execuções Penais.
A 29ª Vara Criminal já enviou o mandado de prisão para ser cumprido em Goiás. Após o cumprimento do mandado de prisão, a Justiça do Rio será comunicada pela Justiça de Goiás e, só então, o processo será encaminhado à Vara de Execuções Penais (VEP) do Rio, que tem competência para decidir onde deverá ser cumprida a prisão - no Rio ou em Goiás.

Apresentadora Xuxa perde a mãe, Dona Alda


Morreu nesta terça-feira a mãe da cantora e apresentadora Xuxa aos 81 anos. Dona Alda sofria com o mal de Parkinson há pelo menos quinze anos e chegou a ir aos Estados Unidos para fazer tratamento contra a doença, que compromete os sistemas locomotor e nervoso.

Xuxa com a filha, Sasha, e o namorado, Junno, no enterro de Dona Alda
[foto: UOL]
A mãe da famosa começou a enfrentar outros problemas de saúde à partir de 2014, quando foi internada pela primeira vez em decorrência de uma pneumonia. Dois anos depois, voltou aos hospitais por causa de uma infecção urinária, e nesse mesmo período, sofreu dois AVC's (Acidente Vascular Cerebral).
O corpo de Alda foi enterrado nesta tarde às 14hrs no Jardim da Saudade em Paciência, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro.

'Salve Jorge': em 2012, Glória Perez levava ao ar novela que tinha como tema central o tráfico de mulheres


Escrita por Glória Perez (sem ajuda de colaboradores), Salve Jorge estreou em 22 de outubro de 2012 substituindo o fenômeno Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro, às nove da noite. Depois de já ter retratado a vida dos que viviam na Espanha em 'Explode Coração' (1995), no Marrocos em 'O Clone' (2001) e na Índia em 'Caminho das Índias' (2009), a autora voltou ao horário nobre pra fazer os telespectadores viajarem sem sair do sofá e escolheu a Turquia. Além da devoção a São Jorge, nascido na Turquia, Glória também falou sobre o tráfico internacional de pessoas, assunto ainda desconhecido pela maioria dos telespectadores.

Nanda Costa e Luis Felipe Lima no primeiro capítulo de 'Salve Jorge'
A mocinha da trama era Morena, devota de São Jorge e interpretada por Nanda Costa, uma moça que morava no Complexo do Alemão e já tinha um filho, Junior (Luis Felipe Lima), mesmo com tão pouca idade. Morena e o filho moravam com a mãe, Lucimar (Dira Paes), e a tia, Nilceia (Paula Pereira), no Complexo do Alemão, e todos corriam risco de serem escorraçados de casa. Pra evitar o despejo de ter a casa de volta, mesmo tendo que abrir mão dos bons momentos com aquele que se tornou o homem de sua vida, Theo (Rodrigo Lombardi), Morena viajou para o exterior no intuito de juntar dinheiro como garçonete, conforme lhe haviam prometido, mas não passava em sua cabeça que seria mais uma de tantas mulheres que caíram nesse golpe, planejado por Lívia Marini (Cláudia Raia), que se apresentava como uma agenciadora de talentos quando na verdade era uma traficante de pessoas.

Complexo do Alemão
Rodrigo Lombardi e Nanda Costa
Dira Paes como a faxineira Lucimar
Nesta novela, Cláudia Raia ganhou uma terceira vilã para seu currículo
As outras foram Ângela, de 'Torre de Babel' (1998), e Ágatha, de 'Sete Pecados' (2007)
Todos que caíam na lábia da cúmplice de Lívia, Wanda (Totia Meirelles), eram levados para uma boate de prostituição na Turquia, e foi lá que Morena se tornou amiga de Jéssica (Carolina Dieckmann), que estava à fim de ganhar muitos dólares e foi enganada com a falsa promessa de um emprego numa pizzaria de Madri. A moça ainda conhece Rosângela (Paloma Bernardi), que pensou estar indo à Paris pra realizar seu sonho de ser modelo e também foi parar no cativeiro, mas acabou passando pro mesmo lado dos traficantes, decidida a transformar sonho em realidade.

Wanda era responsável por selecionar meninas para o tráfico
Cena do capítulo 19, quando Morena sai no tapa com Wanda ao descobrir que foi traficada
Paloma Bernardi como Rosângela
Traficadas e capangas de Lívia posam para foto nos bastidores de Salve Jorge
Adriano Garib como Russo, um dos capangas de Lívia, segurando o gato
de estimação do personagem, Yuri
Vera Fischer foi a gerente da boate Irina
A personagem de Cláudia Raia fez duas vítimas fatais para não ser denunciada. No capítulo exibido em 21 de janeiro, Jéssica descobriu que era ela a chefe do tráfico e foi pega de surpresa com uma seringa (cheia de drogas) no pescoço. Nesse dia, a novela voltou a alcançar os 40 pontos de audiência que não eram vistos desde o segundo capítulo.
Quem também teve a morte encomendada pela grande vilã foi a socialite Rachel (Ana Beatriz Nogueira) após esta saber que a próxima vítima seria a delegada Helô.
A atriz disse em entrevista ao portal UOL que, assim como na ficção, várias vítimas do tráfico que sabiam demais foram mortas com esse mesmo método.


Jéssica descobriu que a chefe do tráfico era Lívia e terminou assassinada
Em cena que foi ao ar em 16 de março de 2013, Lívia mata Rachel, que ouviu os planos da vilã com Wanda de cometer outro assassinato
Quem se tornou um obstáculo no caminho da grande vilã, Lívia, foi a delegada Heloísa Sampaio (Giovanna Antonelli), que entrou de cabeça e assumiu o caso, pronta pra colocar ela e todos os cúmplices na cadeia.

Giovanna Antonelli ganhou três troféus de melhor atriz do ano
Outra personagem traficada, mas quando ainda era bebê, foi Aisha (Dani Moreno), nascida no Rio e adotada pelo comerciante rico Mustafa (Antônio Calloni) e sua esposa, Berna (Zezé Polessa). Sempre quis conhecer suas origens. Sua mãe adotiva escondeu durante boa parte da novela que o processo de adoção não foi feito legalmente.

Aisha foi roubada de sua família biológica quando recém-nascida
Além de Lívia com sua injeção mortífera, de uma de seus comparsas, Wanda, e da delegada Helô, o público se afinizou com Maria Vanúbia (Roberta Rodrigues), que sempre batia boca com Delzuíte (Solange Badim - in memorian) por causa do malandrão Pescoço (Nando Cunha). No decorrer da trama, foi mais uma que caiu nas mãos do tráfico, como também uma das poucas que conseguiram fugir.

Roberta Rodrigues foi a barraqueira e exibida Maria Vanúbia
Solange Badim como Delzuíte
Delzuíte parte pra cima de Maria Vanúbia por causa de Pescoço em sequências que foram ao ar no dia 13 de novembro de 2012
Pescoço ficou até emocionado com a treta que viu na rua
Heloísa era divorciada do advogado Stênio (Alexandre Nero), outro destaque, com quem teve sua única filha, Drika (Mariana Rios), e ambos sempre se batiam de frente por causa da educação diferente que a filha recebe de ambas as partes, e por ele sempre defender aqueles que ela considera suspeitos e vacilões.

Alexandre Nero e Giovanna Antonelli em cena de Salve Jorge
Não poderíamos nos esquecer da paixão de Zyah (Domingos Montagner - in memorian) e Bianca (Cléo Pires), que começa a novela namorando Stênio, mas ao viajar à Turquia, fica balançada pelo guia turístico e se envolve com ele.

Cléo Pires e Domingos Montagner em cena de Salve Jorge
E ainda:
Murilo Rosa como Élcio, rival de Theo no quartel
Oscar Magrini, o Coronel Nunes
Tânia Khalill como a turca Ayla, rival de Bianca e apaixonada por Zyah

Letícia Spiller como a ex-modelo Antônia, que no passado largou tudo em nome do amor que sentia por Celso (Caco Ciocler - ao fundo), com quem teve uma única filha, Raíssa (Kíria Malheiros)
Celso era fruto de um caso que sua mãe, Isaura (Nívea Maria), teve com o marido de sua melhor amiga, Leonor (Nicette Bruno), mas foi criado como filho de Arturo (Stênio Garcia)
Filha da cantora Gretchen, Thammy Miranda foi a escrivã Joyce
Nanda Costa em cena com Walter Breda, o dono de bar Clóvis, e Neusa Borges, a esposa dele, Diva
Yanna Lavigne e Thiago Abravanel como os esposos Tamar e Demir
Betty Gofman foi Sarila, mãe de Tamar e madrasta de Ayla
Teve 179 capítulos no total, e foi tão repercutida em todo o país quanto sua antecessora, mas talvez não teremos chances de revê-la no Vale A Pena Ver de Novo, pois a média geral de Salve Jorge na grande São Paulo, principal cidade dos negócios, foi de apenas 34.3 (34) pontos, seis a menos que o exigido.
Apesar do fracasso na capital paulista, o folhetim foi bem em outras cidades aferidas no Painel Nacional de Televisão (PNT) e conseguiu ao todo razoáveis 37.4 pontos de média geral.
Penou muito nos dois primeiros meses, mas à partir de janeiro, Salve Jorge reagiu, se reergueu aos poucos e teve mais audiência que as antecessoras Passione, que ficou com 36 pontos, e Insensato Coração, que registrou a mesma pontuação, porém, com três décimos a menos.
O último capítulo do folhetim foi ao ar em 17 de maio de 2013, e registrou incríveis 51 pontos de audiência. Salve Jorge deu lugar para 'Amor à Vida', novela escrita por Walcyr Carrasco, que elevou o horário nobre em dois pontos na grande São Paulo e manteve o mesmo número na média nacional, mas com três décimos a menos.

22/10 a 27/10/2012 41 40 34 37 34 28 = 35.7 (36)
29/10 a 03/11/2012 36 35 32 32 31 27 = 32.2 (32)
05/11 a 10/11/2012 36 35 31 34 33 28 = 32.8 (33)
12/11 a 17/11/2012 37 36 34 32 33 27 = 33.2 (33)
19/11 a 24/11/2012 36 35 34 34 30 27 = 32.7 (33)
26/11 a 01/12/2012 36 34 29 34 31 27 = 31.8 (32)
03/12 a 08/12/2012 37 37 31 35 32 27 = 33.2 (33)
10/12 a 15/12/2012 36 36 30 35 33 28 = 33.0 (33)
17/12 a 22/12/2012 34 33 36 33 29 27 = 32.0 (32)
24/12 a 29/12/2012 21 33 35 37 35 29 = 31.7 (32)
31/12 a 05/01/2013 22 32 36 38 34 29 = 31.8 (32)
07/01 a 12/01/2013 37 37 37 38 35 31 = 35.8 (36)
14/01 a 19/01/2013 38 38 38 38 35 30 = 36.2 (36)
21/01 a 26/01/2013 40 40 33 37 35 31 = 36.0 (36)
28/01 a 02/02/2013 42 41 33 38 36 32 = 37.0 (37)
04/02 a 09/02/2013 40 40 35 39 35 30 = 36.5 (37)
11/02 a 16/02/2013 33 34 32 39 37 33 = 34.7 (35)
18/02 a 23/02/2013 41 41 37 43 40 34 = 39.3 (39)
25/02 a 02/03/2013 42 41 39 42 40 36 = 40.0 (40)
04/03 a 09/03/2013 44 41 39 42 38 33 = 39.5 (40)
11/03 a 16/03/2013 42 41 39 41 40 36 = 39.8 (40)
18/03 a 23/03/2013 44 43 42 43 41 38 = 41.8 (42)
25/03 a 30/03/2013 45 45 42 40 41 35 = 41.3 (41)
01/04 a 06/04/2013 44 45 43 43 41 35 = 41.8 (42)
08/04 a 13/04/2013 44 44 42 43 40 37 = 41.7 (42)
15/04 a 20/04/2013 45 44 44 44 40 37 = 42.3 (42)
22/04 a 27/04/2013 43 45 42 43 41 35 = 41.5 (42)
29/04 a 04/05/2013 45 42 41 43 42 36 = 41.5 (42)
06/05 a 11/05/2013 47 44 43 46 43 39 = 43.7 (44)
13/05 a 17/05/2013 47 47 46 49 51 ## = 48.0 (48)
Reapresentação do Último Capítulo: 33

Média Decimal: 37.3
Média Ponderada: 37.4

A trama foi prejudicada não só pelo horário de verão, como também pelo número excessivo de atores trabalhando e pela classe evangélica da Igreja Universal, que fez campanha na internet para que não assistissem à novela por "adoração a Ogum", apelido de Jorge no candomblé. Diferente do que a maioria entendeu, São Jorge não era o foco principal da trama, embora tivesse sido escolhido como padroeiro da cavalaria das forças armadas, onde Theo, que também era devoto, trabalhava.


Alguns bordões da novela ganharam as ruas. A Vanúbia, por exemplo, dizia que "não era bagunça", e sempre soltava frases engraçadas que caíram no gosto do público, tais como "Pi pi pi pi, olha o recalque chegando", "aceita que dói menos", "não sou mulher de carteira assinada, sou mulher de passaporte", e "morro de rir, mas não acho graça". Roberta Rodrigues disse que muitas das frases e expressões que deram o que falar foram criadas por ela mesma, baseando-se nas pessoas com as quais convivia.

Maria Vanúbia foi um dos pontos que salvou a trama
Frase da personagem dita no dia que foi enganada por Wanda e levada pro tráfico

A questão do tráfico na Turquia, mesmo sendo caso sério, virou meme nas redes sociais como mostram as imagens abaixo:




O Pescoço também soltou pérolas como "Sai do meu pé, frieira", referindo-se à sua enteada, Lurdinha (Bruna Marquezine), filha de Delzuíte, "Se eu fosse um hambúrguer agora, pegava esse ketchup todinho" (para Maria Vanúbia).
A empregada doméstica Creusa (Luci Pereira), mais uma salvação na trama, referia-se aos patrões como "Donelô" e "Dotôixtenho".

Luci Pereira como Creusa em Salve Jorge
A doméstica era uma espécie de cupido e torcia para Heloísa voltar com Stênio

A Som Livre lançou três trilhas sonoras, sendo duas nacionais e uma internacional. Músicas turcas também foram tocadas na trama, mas devido à baixa audiência do folhetim na grande São Paulo, a Globo optou por não lançar outra trilha com elas, como foi feito em O Clone e Caminho das Índias.
A dupla Rodrigo Lombardi e Nanda Costa estampou o primeiro volume com músicas nacionais, que é aberto pelo cantor Roberto Carlos e sua música "Esse Cara Sou Eu", que alcançou a posição #1 no chart da Billboard. Além de ser tema de Morena e Theo, foi feita exclusivamente para a novela, assim como "Alma de Guerreiro", de Seu Jorge, que era executada na abertura.
O parceiro de Roberto em muitas de suas canções, Erasmo Carlos, cantou com Marisa Monte "Só Mais Um Na Multidão", que também serviu de tema para o casal acima.
Na mesma trilha, teve ainda os irmãos Maria Bethânia (com a canção "Vive") e Caetano Veloso (que canta a música até então inédita "Tiranizar"), e Ivete Sangalo, baiana assim como eles, que fez dueto com Alejandro Sanz na música "No Me Compares", tema de Helô e Stênio.
Quem também estava no auge do sucesso foi o grupo de pagode Sorriso Maroto, que havia figurado a trilha sonora de Avenida Brasil com o hit Assim Você Mata o Papai. Neste folhetim, aparece como artista convidado do single do cantor sertanejo Michel Teló, "É Nois Faze Parapapá", lançado dois meses antes da estréia da novela pela própria Som Livre.
Maria Rita foi mais uma artista selecionada para figurar o álbum com "Me Deixas Louca", composta por Armando Manzanero e traduzida por Paulo Coelho. No passado, a composição fez sucesso na voz da mãe da cantora, Elis Regina (in memorian).
Neste álbum está o sucesso dos anos 1980 "Sorte ou Azar", de Barão Vermelho, gravado quando Cazuza ainda era o vocalista da banda. Era tocada toda vez que passavam as cenas de Antônia.

01. ESSE CARA SOU EU – Roberto Carlos
02. ALMA DE GUERREIRO – Seu Jorge

03. ME DEIXAS LOUCA – Maria Rita
04. FAVELA FASHION WEEK – Leandro Sapucahy
05. TRISTEZA – Diogo Nogueira
06. SORTE E AZAR – Barão Vermelho
07. VIVE – Maria Bethânia (participação especial Djavan)
08. FAZENDO COISA BOA – Tchê Garotos
09. QUANDO O AMOR ACONTECE – Nana Caymmi
10. TIRANIZAR – Caetano Veloso
11. MEU CORPO QUER VOCE – Naldo e Preta Gil
12. NO ME COMPARES – Alejandro e Ivete Sangalo
13. MAIS UM NA MULTIDÃO – Erasmo Carlos e Marisa Monte
14. AMOR SURREAL – Alcione
15. É NOIS FAZE PARAPAPÁ – Sorriso Maroto e Michel Teló
16. FURDÚNCIO – Roberto Carlos
17. AQUELE ABRAÇO – Tim Maia
18. MESMO QUE SEJA EU – Ney Matogrosso



O Volume 2, que teve Roberta Rodrigues como a atriz escolhida para figurar a capa, apresenta músicas mais populares.
Teve o grupo Oba Oba Samba House, que inovou ao misturar elementos do samba com house music e figura o álbum com a canção "I Love You Baby", tema de Heloísa e Stênio.
Péricles foi mais um selecionado para compor a trilha com "Dança do Bole Bole", lançada originalmente nos tempos que ele ainda era vocalista do grupo Exaltasamba.
O cantor Thiaguinho também se destaca no álbum com a canção "Ousadia e Alegria", gravada junto com o jogador Neymar durante seu show ao vivo que foi lançado em CD e em DVD, em julho do mesmo ano. Foi uma das 10 mais executadas no Hot 100.
Esta foi a única novela que teve Cristiano Araújo no repertório. "Bara Bara" é a terceira faixa do disco e foi tema do personagem Pescoço. O cantor morreu em junho de 2015 em um acidente de carro aos 29 anos.
O MC Leozinho, conhecido pelo single #1 no Hot 100, 'Se Ela Dança, Eu Danço', reapareceu depois de cinco anos com "Toda Gostosa", que também fez sucesso com o início de Salve Jorge e alcançou a marca de 6 milhões de views. Foi usada como tema de Vanúbia, assim como "Dança Sensual", do MC Koringa, que já havia emplacado outra música na novela anterior, 'Pra Me Provocar'.
Poucos se lembram, mas "Gatinha Assanhada", de Gusttavo Lima, também fez parte da trama, sendo tema de Lurdinha.
Outro destaque foi a paraense Gaby Amarantos com seu tecnobrega "Ela Tá Beba Doida (Beba Doida", promovido como o quarto single de seu álbum de estréia, Treme, do qual havia saído 'Ex Mai Love', tema de abertura da novela das sete Cheias de Charme.

01. GATINHA ASSANHADA – Gusttavo Lima
02. MINEIRINHA FERVEU – Paula Fernandes
03. BARA BARA – Cristiano Araújo
04. ELA TÁ BEBA DOIDA (BEBA DOIDA) – Gaby Amarantos
05. OUSADIA E ALEGRIA – Thiaguinho
06. DANÇA SENSUAL – Koringa
07. BATUCADA QUENTE – Trio Preto + 1
08. DANÇA NO BOLE BOLE – Péricles
09. TÔ DE BOA – João Bosco & Vinícius
10. CELEBRAR – Jammil
11. DE CARA PRO GOL – Jeito Moleque
12. UM AMOR PURO – Batuk D’ Gueto (participação especial de Caetano Veloso)
13. I LOVE YOU BABVY – Oba Oba Samba House
14. TODA GOSTOSA – MC Leozinho
15. VOLTA POR CIMA – Rose Barcellos
16. COMO VOCÊ É PRA MIM – Eddu Grau
17. FUNK DO ALEMÃO – MC Mingau
18. PRETA PRETINHA – Márcia Castro


O álbum internacional teve 19 canções e foi estampado por Domingos Montagner. Entre os grandes sucessos presentes, estão o de autoria do DJ e produtor Mr. Jam, "Golden People", em parceria com JACQ e King Tef, que fez parte da nona edição da série 'Summer Eletrohits' e era tocado no folhetim durante as sequências da boate turca, juntamente com "My Favorite Girl", da então estreante boy band P9 (Posto Nove), que durou apenas três anos, e "Lights", de Ellie Gouding.
Outras duas canções que certamente marcaram época foram "Girl On Fire", de Alicia Keys, e "I'll Never Love This Way Again", composta pela prima de Whitney Houston e interpretada pela britânica Jesuton, sendo temas de Bianca e de Morena, respectivamente.
Extraída de 'Paradise', o terceiro extended play (EP) da cantora Lana del Rey, a música "Ride", lançada oficialmente um mês antes e usada como tema da traficada Aysha.
Outro destaque foi o filho do consagrado Júlio Iglesias, Enrique, que lançou "Finally Found You", em parceria com o rapper Sammy Adams. A canção era tocada durante as sequências de Drika e seu namorado, Pepeu (Ivan Mendes).
Foi incluída também o cover da banda Backstreet Boys, "As Long As You Love Me", por Ordinarius, e o "Red", o quarto single do então recém-lançado álbum homônimo da cantora norte-americana Taylor Swift, usado como tema da personagem Rosângela.
Graças a este folhetim, "93 Million Miles", de Coldplay, alcançou a posição #4 na tabela de sucessos da Billboard. A música só havia entrado nas paradas dos Estados Unidos. O videoclipe disponibilizado no Youtube conseguiu chegar na marca dos 50 milhões de views.

01. I’LL NEVER LOVE THIS WAY AGAIN – Jesuton
02. 93 MILLION MILES – Jason Mraz
03. HURTS LIKE HEAVEN – Coldplay
04. RED – Taylor Swift
05. TRES PALABRAS – Luis Miguel
06. THE VERY THOUGHT OF YOU – Tony Bennett e Ana Carolina
07. ALL OF YOU – Colbie Caillat
08. WHAT COULD HAVE BEEN LOVE – Aerosmith
09. RIDE – Lana Del Rey
10. IT WAS ALMOST LIKE A SONG – Dionne Warwick
11. LIGHTS – Ellie Goulding
12. FINALLY FOUND YOU – Enrique Iglesias
13. SLEEP – Allen Stone
14. GOLDEN PEOPLE – Mister Jam featuring Jacq & King Tef
15. GIRL ON FIRE – Alicia Keys
16. SHATTERED DREAMS – Cyndi Lauper
17. MY FAVORITE GIRL – P9
18. AS LONG AS YOU LOVE ME – Ordinarius
19. I’M IN THE MOOD FOR LOVE – Rod Stewart

Audiência da TV (Wordpress); Memória Globo; Teledramaturgia (Nilson Xavier); EGO; Caras; Terra; UOL; Glória Perez