terça-feira, 26 de junho de 2018

#BestOfLegends - As 15 melhores músicas do cantor Michael Jackson


Ontem (25) completou nove anos que o rei do pop Michael Jackson morreu. Ele tinha 50 anos quando sofreu uma parada cardíaca após ingerir bastante remédio para dormir. Sendo assim, através deste post, nós relembraremos alguns dos sucessos lançados pelo cantor ao longo da carreira, que ultrapassou quatro décadas. Abaixo também estão algumas informações de cada um.


01. Thriller (1982): uma das que integrou o álbum homônimo do cantor, o sexto, lançado em 1982, sendo um dos mais vendidos de toda a história da música: 105 milhões de cópias.
O videoclipe têm 525 milhões de views no Youtube, e lá na época de lançamento, a canção chegou à posição #1 em sete países. No ano da morte do cantor, ela voltou a dominar as paradas de sucesso na Alemanha, Austrália e Estados Unidos.
Com um ritmo dançante e uma letra cujo tema são as noites assombrosas, fantasmas e suspense, é, sem dúvida, a melhor canção de Michael Jackson.



02. Wanna Be Startin' Somethin' (1982): esta é a que abre o álbum citado acima e também uma das mais lembradas pelos fãs e por artistas que performam alguns hits de Michael, entre eles, Justin Bieber e a irmã mais velha do astro pop, LaToya Jackson.
Mesmo sendo bem dançante, o cantor já declarou que esta, bastante executada nos shows que fazia, foi uma das duas músicas presentes em Thriller que o decepcionou, já que não saíram como havia planejado.
Costumeiramente, quando tocada, Michael parava a canção na metade para ouvir o público em êxtase.



03. Bad (1987): foi a segunda música utilizada por Michael para promover o álbum, de mesmo título. O produtor, Quincy Jones, afirmou que, inicialmente, era para ser um dueto com o suposto rival Prince, porém, ele não gostou da letra e se recusou a participar da gravação.
Para a infelicidade do também falecido, Bad alcançou a posição #1 em dez países, incluindo o Brasil, além de ter figurado outros oito charts.



04. Rock With You (1979): à princípio, a música se chamaria I Want To Eat You Up (Eu Vou Te Devorar), mas Michael preferiu mudar o título para Rock With You pensando na má repercussão que isso poderia lhe trazer.
O single fez parte do álbum Off The Wall, o primeiro a vender mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo. No Brasil, alcançou a #5 posição nas paradas de sucesso.



05. They Don't Care About Us (1996): a canção, que integrou o álbum 'HIStory: Past, Present, & Future', teve clipe gravado no Brasil em duas cidades: Rio de Janeiro, no Morro da Dona Marta, e Salvador, no Pelourinho.
A letra, que denunciava os problemas sociais existentes em qualquer sociedade, foi composta pelo próprio Michael Jackson e contou com a participação do grupo Olodum, que introduziu na música elementos do samba-reggae.



06. Don't Stop Til You Get Enough (1979): voltemos ao final da década de 70, quando a era disco ainda estava na moda no mundo todo. Este single, mais um do disco Off The Wall, que também é o primeiro álbum lançado por Michael depois da adolescência, contêm elementos deste gênero e bombou horrores na época, assim como as cinco anteriores, pois alcançou a #1 posição nos charts de seis países, como Estados Unidos e Canadá.
O sampler de Don't Stop Til Get Enough foi usado no Brasil como tema de abertura do Vídeo Show desde a estréia, em 1983, até o começo da década.



07. Black Or White (1991): a #1 no Brasil daquele ano fez parte do oitavo álbum da carreira do cantor, Dangerous. Foi também a canção que mais conseguiu ser vendida na década de 1990, e que incorporou diversos gêneros musicais, como o hip hop, o rock e o pop.
Black Or White trata-se de uma indireta à imprensa e aos críticos de plantão quanto a sua cor da pele, que a cada dia, ficava mais branca. Saíam nos jornais e revistas que Michael havia feito tratamento para ficar mais claro, mas ninguém sabia que seu verdadeiro mal se chamava vitiligo, descoberto inicialmente na época que sua carreira estava despontando (após o lançamento de Off The Wall).



08. Remember The Time (1991): o single apresenta um certo ar de romantismo e saudosismo de Michael quando este ainda estava namorando. Segundo um dos irmãos do cantor, Jermaine Jackson, a canção foi dedicada à também cantora e amiga Diana Ross, e pensava nela quando escrevia alguns versos, como "Você se lembra de quando nos apaixonamos?" e "Eu nunca vou esquecer o [romance] que tivemos".
O videoclipe se passava no Egito antigo, e em uma das cenas, mostra a notícia que, por incrível que pareca, infelizmente aconteceu: a morte de Michael Jackson aos 50 anos.



09. Beat It (1983): foi a quinta música usada para promover o álbum Thriller, como também a última de todas as nove que o compõem a ser escrita. A letra, que é só do Michael, é uma crítica às constantes brigas nas ruas protagonizadas por gangues.
Aqui, nessa época, a música alcançou a posição #67 segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD).



10. The Way You Make Me Feel (1987): o dance-pop romântico e erótico teve um ótimo desempenho nos charts (chegou até a terceira posição no Brasil), e a colaboração de sua mãe, Katherine Jackson, que lhe fez a sugestão de um ritmo mais rápido para esta faixa do álbum Bad.
A letra é uma declaração de Michael para uma garota que o faz pirar a cabeça, mas não lhe dá a mínima, como é mostrado no videoclipe, que ultrapassou a marca de 250 milhões de acessos no Youtube.



11. Heal The World (1992): é semelhante à 'We Are The World', composta por ele e Lionel Richie sete anos antes, pois a mensagem de ambas tem um tom filantrópico. Enquanto a primeira tinha como objetivo arrecadar fundos para o combate da fome, a outra incentivava os ouvintes a tomarem medidas de preservação do planeta para as próximas gerações.
Esta música foi o sétimo single do álbum 'Dangerous', composta somente por Michael (inicialmente em 1989), e a número 1 em quatro países: Espanha, Irlanda, Itália e Reino Unido.



12. Smooth Criminal (1988): foi o sétimo single de Bad e o #1 nos charts Brazilian Top 100 e Hit Parade. Esse feito também aconteceu em Portugal, Bélgica, França, Suíça e Reino Unido. No ano em que o cantor morreu, a música voltou a bombar novamente e se tornou a quarta das 40 mais ouvidas no World Top Singles.
A letra da canção trata-se da história de uma garota chamada Annie, que precisava ser salva das mãos de um assassino frio que adentrara em seu apartamento.



13. Billie Jean (1983): foi a segunda promoção do álbum Thriller, e ela quase retirada do álbum por conta das discordâncias entre ele e seu produtor, Quincy Jones, em relação ao que a letra dizia e a como ela deveria se chamar. A sugestão de Quincy para Michael era que o título da música deveria ser 'Not My Lover', mas, pelo que vemos, não colou.
O astro escreveu Billie Jean baseando-se em uma experiência que viveu com uma fã, que o acusava de ser pai do filho dela, mas, na real, ele nunca a viu pessoalmente. Inclusive, esta mulher, que foi internada dias depois numa clínica psiquiátrica, passou a não ser mais a única que lhe mandou mensagens relacionadas à paternidade.



14. You Rock My World (2001): foi lançada como primeiro single do álbum Invincible, seu último álbum lançado em vida, seis anos depois de 'HIStory'. Foi um fenômeno, atingindo a posição #1 no United World Charts, e vendeu mais de 3 milhões de cópias. No Brasil ficou entre as 10 mais executadas segundo a ABPD, assim como em Portugal, Noruega, Espanha, França e Suécia. Muitos a consideram como "a última grande música" que o rei do pop lançou antes de morrer.



15. You're Not Alone (1995): a canção, uma das inéditas do álbum 'HIStory', foi a primeira em 37 anos do chart Billboard Hot 100 que estreou na primeira posição. A letra foi escrita pela dupla belga Danny e Eddy Van Passel, e avaliada pelos críticos como uma das melhores canções de rhythm and blues de Michael.
No álbum do cantor, diz que You're Not Alone foi composta pelo músico Robert Sylvester Kelly, mas ele foi acusado pelos Van Passel de plágio, e o juiz deu razão aos irmãos e declarou que, de 2007 em diante, eles ganharão pelos direitos autorais da música.

Apresentadora tem a casa arrombada por bandidos e vive momentos de terror: “Fomos mantidos de reféns”


TV Foco - Ex-apresentadora do Vídeo Show, do qual saiu há exatamente um ano, Alinne Prado viveu momentos de terror em sua casa no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio, no último dia 17. O local foi arrombado e invadido por bandidos armados e encapuzados.
Em seu perfil no Facebok, a profissional relatou o sofrimento e disse que teve vários bens levados. “Roubaram muitas coisas: Nossos equipamentos de filmagem, celulares, laptops, relógios… Mas o mais importante eles nem tocaram”, revela Alinne, que foi amarrada no quarto do filho.
“Fomos mantidos reféns, com as mãos amarradas, dentro do quarto Arthur [filho], que acompanhava tudo do colo do pai super comportado”, revela a morena, que estava com o marido, o filho, uma sobrinha e uma amiga no momento do crime.
“Isso já me desencadeou uma síndrome do pânico, ainda estou bem abalada e não gostaria de entrar em detalhes. É muito traumático, ainda mais quando seu filho pequeno assiste a tudo. E infelizmente ainda temos que achar isso normal na nossa cidade”, relata.


“A todo instante um dos bandidos falava para o outro: ‘cara, vamos embora! Eles são ungidos de Deus e não era para a gente estar aqui’… Quando a ‘limpa’ foi feita, esse mesmo bandido voltou e pediu desculpas e disse: fiquem com Deus! Estamos bem”, disparou.


“Os pertences foram, mas nossa riqueza maior tá aqui. A vida ganhou outro significado. Agradeço a Deus pelas nossas vidas e peço que abençoe a desses caras que entraram aqui”, concluiu.

Repórter da Globo assediada na Rússia desabafa: “Temos que reagir, não podemos deixar passar em branco”


Revista Donna - A jornalista Júlia Guimarães, da TV Globo, fez uma declaração ao vivo no Mais Você – direto da Rússia – nesta segunda-feira, 25. Ela comentou sobre o caso de assédio sofrido antes do jogo entre Japão e Senegal, no último domingo, quando foi surpreendida por um homem que tentou lhe beijar.
Foi a segunda vez que Júlia foi assediada durante sua primeira cobertura de Copa do Mundo. No primeiro caso, a repórter estava se preparando para entrar ao vivo no jornal Bom Dia Brasil, mas foi o segundo que ganhou grande repercussão na mídia:
– Eu estava preparada para gravar um material e depois teria um ao vivo no Esporte Espetacular, e aí o russo tentou me dar um beijo. Eu confesso que eu até fiquei um pouco surpresa com a minha reação.


Assim que Júlia desviou do torcedor, disse, em inglês, que ele não devia ter feito o que fez:
– Eu não te autorizei a fazer isso. Nunca! Ok? Isso não é educado, isso não é certo. Nunca faça isso! Nunca faça isso com uma mulher. Respeito! –, reclamou a jornalista ao torcedor.

Em entrevista à apresentadora Ana Maria Braga, a jornalista contou que até se surpreendeu com a própria reação contra o torcedor:
– Espero que sirva como um exemplo de que a gente tem que reagir, a gente não pode deixar passar em branco.

A repórter também se manifestou pelo Twitter:

'Belíssima': resumo do capítulo desta quarta-feira (27/06)


Resumo novela “Belíssima” 27/06 : no capítulo 018(*) da novela “Belíssima”, resumo de quarta-feira, 27 de junho, a guarda costeira socorre Nikos e Júlia. Gigi diz a Bia que foi ao cinema. Maria João conta para Suzi que emprestou o dinheiro dos figurinos para Pascoal pagar o aluguel de sua casa. Dagmar apresenta Mônica a Cemil. Júlia é levada para o pronto-socorro. Paranhos e Oliveira têm certeza de que Valdete não foi assaltada, mas sim assassinada.

Júlia sofreu acidente de barco com Nikos no capítulo que foi ao ar hoje (26)
Vitória se lembra que a pessoa falou com ela em português na ligação que atendeu pouco antes de Pedro sair. Alberto perde o encontro com Mônica e se aborrece. Mônica dá o seu telefone para Cemil, que a acha linda. Bia jura que vai criar Sabina para ser a herdeira e símbolo maior da Belíssima. Mary comenta com Mônica sobre Bia e seu passado. Narciso encarna um personagem para fazer massagens em Mary. Safira decide trabalhar fora. Vitória diz que não quer o dinheiro de Bia. André liga para Júlia na Grécia e pede que ela o livre da cadeia.
Suzi pede que Pascoal convide Maria João para sair. Júlia embarca levando o corpo de Pedro. Pedro é enterrado no Brasil. Murat se atrapalha quando Katina pergunta se ele conhece Bia Falcão. Maria João vibra quando Pascoal a convida para tomar um sorvete. Safira flagra Ernesto roubando de sua gaveta uma peça de lingerie. Cemil liga para Mônica. Alberto bate na porta de Mônica. Júlia vai à delegacia.

'Apocalipse' termina como fiasco na Record

Dudu Azevedo no último capítulo de Apocalipse
A novela bíblica Apocalipse chegou ao fim nesta segunda-feira (25), na RecordTV, com Jesus aparecendo pela primeira vez e derrotando o vilão anticristo Ricardo Fontana, personagem defendido por Sérgio Marone, mandando-o queimar no inferno. Na grande São Paulo, o último capítulo obteve média de 13 pontos e 15 de pico.
Mesmo figurando nos assuntos mais comentados do Twitter, Apocalipse se torna mais um fracasso produzido pela Record. Com apenas oito pontos de média geral, quatro abaixo do esperado pela emissora, o folhetim de Vivian de Oliveira se junta ao time da recente 'Belaventura', 'Vitória' (2014), 'Pecado Mortal' (2013), 'Dona Xepa' (2013)', 'Máscaras' (2012), 'Metamorphoses' (2004), 'Tiro e Queda' (1999) entre outras. Todas elas fracassaram em suas exibições.

Vilão Ricardo Fontana foi queimar no inferno no Juízo Final
Jesus foi representado no folhetim por Dudu de Azevedo, que seguirá com o mesmo personagem na próxima novela, de mesmo nome, que estreará no próximo mês. Resta agora desejar sorte à Record para que não venha outro fracasso na área, né não?

Samara Felippo fica em choque com decisão da filha em “alisar” o cabelo: “Só tem sete anos”


TV Foco - A atriz Samara Felippo participou do Programa do Porchat, na noite desta última segunda-feira, 25 de junho e, durante sua participação, falou sobre representatividade e como começou a lidar com a questão de empoderamento negro com suas duas filhas.
Na ocasião, a atriz contou que ficou assustada com a decisão da filha em querer alisar o cabelo simplesmente por conta das coleguinhas da escola. “Minha filha mais velha chegou em casa pedindo pra alisar o cabelo, sendo que ela só tem sete anos. Ela me disse que as amigas dela não têm cabelo enrolado, e percebi ali que era o momento de falar sobre isso”, iniciou.
E prosseguiu: “As crianças negras crescem sem se ver nos lugares, brinquedos, filmes, princesas. Eu cresci racista, e cresci machista também, achando que existe cor de menino e menina, brinquedo de menina e menino. Estou lutando contra isso e não vou parar”, comentou ela.


E concluiu com sua fala sobre militância: “Eu sei que não tenho lugar de fala nisso. Sou uma mulher branca que cresceu sendo chamada de princesa, eu me sentia representada em todos os lugares. Mas como mãe espero estar criando mulheres empoderadas e que vão lutar contra isso no futuro”, explicou a atriz.

Padre Fábio de Melo brinca com proibição de padres na Record TV e Xuxa responde


Estadão - No último domingo, 24, padre Fábio de Melo foi um dos convidados do Programa Eliana, do SBT. Antes de a atração ir ao ar, ele fez um vídeo bem-humorado anunciando sua participação, e brincou com o fato de a Record TV, emissora de Edir Macedo, não permitir padres em sua programação.
"Oi gente, sou Cleberson Carlos, sou assessor de comunicação do Fábio de Melo. Ele pediu para eu avisar vocês que ele vai estar no Programa Eliana, disse que é pra vocês assistirem ele. O programa onde é? Na Record? Ah, não, na Record não pode não, né? Eles não deixam não", disse o padre em vídeo publicado no Instagram.


O vídeo ganhou centenas de comentários, incluindo o de Eliana, que brincou: "Na Record não pode... ai padre, você é demais!". Outra pessoa que comentou foi Xuxa, que tem um programa na Record TV: "Na Record sou eu, padre. Sou eu, irmã gracinha!".
Assista abaixo:

 
Uma publicação compartilhada por pefabiodemelo (@pefabiodemelo) em 

Em 'Orgulho e Paixão', Josephine reaparece para todos na Mansão do Parque


Gshow - Josephine (Christine Fernandes) resolveu aparecer na Mansão Tibúrcio e revelar para todos que sempre esteve viva. Ela esperou até que todos os familiares estejam reunidos na sala e fez uma chegada triunfal!😯
“Vi Josephine na minha frente. Toquei sua pele, estava quente. Tive a sensação perfeita de realidade, como é possível?”, Tibúrcio tenta entender o susto que levou.

“A mente às vezes nos prega peças...”, Rômulo diz.
Josephine reaparece pleníssima no topo da escada da Mansão do Parque
“A realidade também!”, diz Josephine, para espanto de todos.

Tibúrcio fica novamente em estado de choque com a chegada da mulher
Rômulo e Cecília 'congelam' ao ver Josephine em carne e osso

Marcelo Serrado é convidado para remake de Amores Roubados nos EUA


TV Foco - Conforme informamos, a Globo fechou, no início deste ano, um acordo de coprodução com a rede norte-americana Telemundo para um remake de Amores Roubados (2014), uma das minisséries de maior sucesso da emissora carioca nos últimos anos.
A novidade é que a nova produção contará com a participação de um ator brasileiro. De acordo com a colunista Patrícia Kogut, Marcelo Serrado foi convidado pela Globo para integrar o elenco da atração. Ele dará vida ao sanfoneiro Oscar, que na versão original foi interpretado por Thierry Tremouroux.
Vale lembrar que Serrado também está escalado para O Sétimo Guardião, próxima novela das 21h, e que iniciará os seus trabalhos já no próximo mês. O ator deve dividir as gravações do folhetim com as da minissérie, que terá cenas na Colômbia e nos Estados Unidos. Vale lembrar que a produção está sendo supervisionada por George Moura e José Luiz Villamarim, autor e diretor da versão original.
Esta não é a primeira vez que a Globo fecha um acordo com a Telemundo para uma coprodução. Em 2001, as duas emissoras já haviam firmado uma parceria promissora para realização de remakes de novelas por cinco anos. A primeira tentativa com uma versão de Vale Tudo (1988), no entanto, fracassou na audiência e fez o acordo declinar.
Estrelada por Cauã Reymond e Isis Valverde, Amores Roubados também foi marcada e impulsionada pela polêmica em torno de um suposto caso de Cauã com Isis durante as gravações da atração no nordeste, sendo que na época o ator era casado com Grazi Massafera. Baseada no livro A Emparedada da Rua Nova, de Carneiro Vilela, a minissérie ainda trouxe no elenco original nomes como os de Murilo Benício, Patrícia Pillar, Dira Paes, Irandhir Santos e Jesuíta Barbosa. Na versão original, Leandro, personagem de Cauã, era um sommelier. Já no remake americano, ele será um especialista em café.

Jennifer Oliveira, atriz de 'Malhação - Vidas Brasileiras', é agredida pelo ex-namorado e posta fotos da agressão


Jennifer Oliveira, que interpreta uma das filhas da professora Gabriela (Camila Morgado) na atual temporada de Malhação, 'Vidas Brasileiras', revelou no Instagram ter sido agredida pelo seu agora ex-namorado, Douglas Sampaio, conhecido apenas por ter participado de outra temporada desta mesma atração global. A 'Flora' da novela teen, além de publicar as fotos dos hematomas, contou como era o seu relacionamento com Douglas, que durou apenas um mês.

Douglas Sampaio é, hoje, ator da Record e agressor de mulheres
Como Jennifer disse, no começo tudo era um mar de rosas. Os dois saíam juntos, um frequentava a casa do outro, dormia na casa do outro, até que aos poucos ele foi deixando sua máscara cair. "Começamos a discutir, a ter problemas com mentiras, e eu comecei a descobrir quem era a pessoa que estava do meu lado".
Ela revelou, com outras palavras, que já lhe contaram de outra agressão do famosinho. Há dois anos, Douglas bateu em sua ex-noiva, Rayanne Morais, e foi parar na delegacia após brigarem em um apartamento que moravam, no Rio. "Não, eu não sabia de todas as fofocas que envolviam essa pessoa [o Douglas] e sim, eu acreditei na versão dele. Porque? Porque eu estava apaixonada, e a pessoa de quem todos falavam estava na minha frente, se revelando aos poucos, a cada segundo".
Quanto às agressões, que, segundo ela, ocorreram em um bar, à princípio, não haveria denúncia. Na mesma publicação, revelou que se sentia culpada pelo caso. "Eu não ia denunciar, não ia contar para ninguém".

Uma publicação compartilhada por Jeniffer Oliveira (@jeniffer_oliveirareal) em

A atriz finalizou o post incentivando as mulheres a denunciarem agressões e com a seguinte frase: "Quem ama cuida. Quem ama não agride".
Como resposta, o ator, assim como na primeira vez, negou as agressões e avisou que iria correr atrás de seus direitos na justiça. Para provar sua versão dos fatos, ele fez uma série de prints das conversas que teve com Jennifer no WhatsApp.