sábado, 18 de agosto de 2018

Artista mostra como seria Homer Simpson na vida real é o resultado é BIZARRO

CinePop - O artista canadense Miguel Vasquez, famoso por fazer personagens de desenhos em 3D extremamente realistas, criou artes mostrando como seria o pai da família Simpson, Homer Simpson, na vida real. Acontece que o resultado é bizarro! Confira:





Pois é, infelizmente não tem como "desver".
Após 11 anos de sua estreia nos cinemas, 'Os Simpsons' pode estar voltando as telonas muito em breve.
A informação é do site Movieweb que, segundo eles, uma fonte interna do estúdio confirmou que o novo filme está sendo desenvolvido e deve chegar aos cinemas nos próximos 2 anos.
"O estúdio está entrando em parceria com a Fox Television para uma adaptação cinematográfica de 'Bob’s Burgers', um segundo filme dos 'Simpsons' em desenvolvimento e um longa-metragem de 'Uma Família da Pesada' que misturaria animação com live action"
Os novos projetos fazem parte do começo da parceria entre a Fox e Disney. Novas informações devem sair em breve.

Dr. Bumbum tem prisão preventiva decretada e mãe será solta


Notícias Ao Minuto - A juíza Viviane Ramos de Faria, da 1ª Vara Criminal da capital fluminense, decretou nessa sexta-feira (17) a prisão preventiva do médico Denis Cesar Barros Furtado, 45, conhecido como Dr. Bumbum. As informações são da Agência Brasil.
Ele é acusado de homicídio qualificado pela morte da bancária Lilian Calixto, 46, que foi de Goiânia ao Rio de Janeiro fazer um preenchimento de glúteos e acabou morrendo horas depois, no Hospital Barra D’Or, vítima de embolia pulmonar.
Na decisão, a magistrada ressalta a gravidade do caso em que o réu, em sua conduta profissional, não aparentou ter atenção com a saúde de seus clientes.
Viviane afirmou que a prisão preventiva é necessária para evitar que outros crimes sejam cometidos e para garantir a instrução criminal. A juíza destaca a periculosidade do réu e a possibilidade de continuação da prática criminosa e diz que a liberdade dele “perturbaria a ordem e tranquilidade públicas”, sendo, por isso, “imperioso” o decreto prisional.
A juíza revogou a prisão temporária da médica Maria de Fátima, mãe de Denis, que foi cassada pelo Conselho Regional de Medicina, e determinou que ela, a namorada do médico, Renata Cirne, e a assistente dele, Rosilene Pereira, cumpram medidas cautelares como não frequentar a clínica onde foi feita a operação de Lilian, não se ausentar do Rio e comparecer mensalmente à vara criminal.
Viviane acrescenta que as medidas cautelares diversas da prisão são necessárias devido à “gravidade das condutas imputadas às rés”, que ajudaram o médico, dando suporte para a realização de procedimentos estéticos mediante a aplicação de substância química em quantidade acima do recomendado e em local impróprio, colaborando para o resultado fatal e criando risco à vida de indeterminado número de pessoas.
A denúncia contra o médico, sua mãe, a namorada e uma ajudante dele foi apresentada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro no dia 7 deste mês, pelo crime de homicídio doloso. A morte da bancária Lilian Calixto teve grande repercussão nacional.

Marina atingiu Bolsonaro no seu ponto mais fraco


R7 - O debate realizado ontem pela Rede TV!, em parceria com a Istoé, com os candidatos elegíveis à Presidência estava caminhando para um desfecho morno, quase chocho, quando, enfim, o formato de ringue proposto pelos organizadores mostrou a que veio.
O clima de passeio no parque dava o tom, e talvez, por isso, Jair Bolsonaro (PSL) escolheu precisamente a única mulher entre eles para fazer uma pergunta sobre um dos seus temas prediletos: o uso de armas de fogo. Só que Marina Silva (Rede) saiu da sua passividade natural, falando abstratamente de “propostas e propósitos”, para dar uma “enquadrada” no capitão da reserva.
Ela queria mesmo era um duelo, daqueles de fim de tarde.
Com a voz elevada e olhando fixamente para um atordoado Bolsonaro, ela fez o que Henrique Meirelles tentou fazer em uma pergunta anterior, mas não tinha conseguido. Questionou Bolsonaro pela sua fala dúbia em um debate anterior sobre o governo não poder interferir no fato da mulher ganhar menos do que o homem na iniciativa privada, e, por tabela, aplicou um duro golpe no seu ponto mais frágil: a relação turbulenta que tem com o eleitorado feminino.
“Só uma pessoa que não sabe o que significa uma mulher ganhar um salário menor do que um homem e ter as mesmas capacidades, a mesma competência e ser a primeira a ser demitida, a última a ser promovida... Tem de se preocupar sim, porque, quando se é presidente da República, tem de se fazer cumprir o artigo quinto da Constituição Federal, que diz que nenhuma mulher deve ser discriminada. Não pode fazer vista grossa dizendo que não precisa se preocupar. Precisa se preocupar, sim. Um presidente da República está lá para combater a injustiça”, ensinou.
Mas o pior para Bolsonaro ainda estava por vir.
Depois de ser atacada por suas posições sobre aborto e descriminalização da maconha, Marina acusou Bolsonaro de tentar resolver tudo “no grito, na violência”. E disparou à queima-roupa, como aquelas mulheres vingadoras do cinema americano: “Nós somos mães, nós educamos os nossos filhos. A coisa que uma mãe mais quer é um filho sendo educado para ser um cidadão de bem. E você fica ensinando para os nossos jovens que têm de resolver coisas na base do grito. Bolsonaro, você é um deputado, é um pai de família. Você um dia desses pegou a mãozinha de uma criança e ensinou como é que se faz para atirar”.
Pronto.
O estrago estava feito.
Obviamente, é prematuro qualquer diagnóstico a respeito do que isso pode representar na campanha a partir de agora. Marina sobe? Bolsonaro cai? Só o tempo responderá, mas o fato é que foi aberto um flanco considerável na até então inabalável campanha do candidato do PSL, e, justamente, no eleitorado feminino, o maior do País, onde, sabemos, o papel de "mocinho" já não é dele.

Falta trabalho para quase 28 milhões de brasileiros, afirma IBGE


SBT - Não está fácil para muita gente. Para se ter uma ideia, mais de três milhões de brasileiros buscam trabalho há mais de dois anos e não conseguem. E não é apenas o número de desempregados no país que preocupa.
Além dos 13 milhões de brasileiros que estão em busca de um trabalho, a quantidade de pessoas que desistiu de procurar emprego aumentou e passa de 4,8 milhões. Existe até um nome para isso: desalento. São 200 mil pessoas a mais do que no primeiro semestre do ano. E pelos dados do IBGE, falta trabalho para quase 28 milhões de brasileiros.

Giovanna Lancellotti usa grampos no ‘Encontro’ e divide opiniões


TV Foco - Quem já aderiu ao corte de cabelo com franja com certeza se identificou com Giovanna Lancellotti. Isso porque a atriz marcou presença no “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo, nesta sexta-feira, 17, usando aqueles grampos simples para segurar os fios curtinhos para trás da testa.
Embora a famosa tenha sido convidada da apresentadora para falar sobre a personagem Rochelle, em “Segundo Sol” – trama das 21h da emissora carioca –, foi o visual despojado da artista que virou assunto nas redes sociais.
O espanto dos internautas deu-se pelo fato de os grampos, normalmente, serem usados para ficar escondidos na cabeça. Contudo, Giovanna deixou os adereços dourados bem amostra, e recebeu o apoio dos fãs. Teve gente, entretanto, que não gostou do estilo da famosa.
Confira algumas reações:

Christina Rocha convida Will Smith para o Casos de Família após ator usar meme do programa na web


TV Foco - Na última semana, o astro Will Smith surpreendeu muitos brasileiros ao utilizar um meme famoso do programa Casos de Família, em uma publicação da sua conta no Instagram, onde possui mais de 20 milhões de seguidores.
O meme em questão é de uma cena do vespertino do SBT em que o jovem Gabriel Lyons aparece dançando uma versão de funk da música Sweet Dreams. No vídeo, Smith também mostra seu talento como dançarino em uma lancha, e intercala com trechos em que Lyons se apresentou no programa.
Empolgado com a repercussão internacional, o programa realizou ontem (15) uma edição especial que voltou a contar com a participação de Lyons. Logo na abertura do vespertino, a apresentadora Christina Rocha celebrou a utilização do meme por Smith, e chegou a fazer um convite para o ator norte-americano. “Will, you are more than welcome to come to our show any time. We love you, Brazil! [Will, você é mais do que bem-vindo para vir ao nosso programa quando quiser. Nós do Brasil te amamos!]”, disse.
Will Smith tem quase 30 anos de carreira na televisão e no cinema, e foi lançado na série Um Maluco no Pedaço (1990-1996), que fez sucesso no Brasil justamente através do SBT. O ator é considerado uma das principais estrelas de Hollywood na atualidade, com participação em dezenas de filmes, incluindo MIB – Homens de Preto, Ali, Eu Sou a Lenda e À Procura da Felicidade, onde chegou a ser indicado ao Oscar.


Uma publicação compartilhada por Will Smith (@willsmith) em

Atriz de 'Vale Tudo' está hospitalizada em estado grave


No ar com a reprise de Vale Tudo, que está sendo exibida no Canal Viva, Beatriz Segall, de 92 anos, que deu vida à vilã Odete Roitman, está internada em estado grave. Por enquanto, o hospital onde a atriz se encontra, o Albert Einstein, em São Paulo, está passando as informações sobre o estado de saúde dela apenas à família.
Mesmo sem saber o que Beatriz tem, já dá pra concluir que ela não está nada bem, já que está consumindo apenas alimentos líquidos, e além disso, passa boa parte do tempo com os olhos fechados.
Beatriz Segall não atua mais desde 2015 após o fim da minissérie Os Experientes. Além disso, não faz mais novela inteira desde 2006, quando estava na Record integrando o elenco de Bicho do Mato. Na Globo, a última novela que a atriz participou até o final foi Anjo Mau, de 1997, tendo ainda em seu currículo outros sucessos como Dancin' Days (1978) - que marcou sua estréia na emissora #1 de audiência do país, Água Viva (1980), Sol de Verão (1982), Louco Amor (1983), Barriga de Aluguel (1990), De Corpo e Alma (1992) e Sonho Meu (1993).
Vale Tudo vai ao ar de segunda a sábado, às 14h30. Não percam!

Jim Carrey conta por que se afastou de Hollywood


Exame – Em tom de desabafo, Jim Carrey justificou o afastamento dele de Hollywood. “Não queria mais ficar no ramo. Não gostava da maneira com que empresas estavam tomando o controle de tudo”, revela. O ator ganhou destaque na imprensa nos últimos tempos por causa do trabalho como cartunista político. No perfil oficial no Twitter, Carrey publica as obras com uma pitada de crítica, inclusive ao presidente Donald Trump.
Na entrevista para a revista Hollywood Reporter, o ator se mostra satisfeito com o novo desafio: “Eu realmente gostei do controle da pintura, de não ter um júri diante de mim dizendo a quem eu devo agradar”. Atualmente, o astro prefere produções mais independentes. Em 31 de agosto (sem data para estreia no Brasil), ele lançará, nos Estados Unidos, a série Kidding, sobre um ex-apresentador de programa infantil que luta para manter a sanidade mental enquanto a família está destruída.