quinta-feira, 15 de novembro de 2018

#AFazenda - Luane Dias é a nona eliminada do reality


Hoje (15), a digital influencer Luane Dias perdeu a disputa pela permanência na casa e é a nona peoa eliminada do A Fazenda 10: Mais Conectada. A fluminense, que ganhou projeção nacional em 2011 no programa Esquenta! - apresentado por Regina Casé -, enfrentou a ex-paquita Cátia Paganote e recebeu 28.3% dos votos dos internautas para continuar na disputa pelo prêmio de R$1,5 milhão juntamente com Caíque Aguiar, Evandro Santo, Felipe Sertanejo, João Zoli, Léo Stronda e Rafael Ilha. As informações são do site R7.

Ilha de Ferro: Série protagonizada por Cauã Reymond é renovada por mais duas temporadas


Adoro Cinema - Ilha de Ferro está chegando agora ao Globoplay, mas já tem futuro garantido! A série protagonizada por Cauã Reymond foi renovada para a segunda e terceira temporadas. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa realizada no Rio de Janeiro, na última terça-feira (13/11).
Criada por Adriana Lunardi e Max Mallmann, a trama acompanha a difícil jornada dos trabalhadores da plataforma petrolífera PLT-137, que passam metade de cada mês no mar. A figura central é Dante (Reymond), indignado por ver a novata Júlia (Maria Casadevall) assumir o cargo de gerente. Já na vida pessoal, ele passa por um grande confronto com a esposa Leona (Sophie Charlotte) e o irmão Bruno (Klebber Toledo).
Com direção de Afonso Poyart (2 Coelhos), o drama ainda traz Osmar Prado, Cássia Kis, Taumaturgo Ferreira e Milhem Cortaz. Ilha de Ferro chega ao catálogo do Globoplay hoje, quarta-feira (14/11). O primeiro episódio ainda será exibido pela Rede Globo, na próxima segunda, 19 de novembro, em sessão especial da Tela Quente.

Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso não se “desgrudam” mesmo fora da novela e atriz conta tudo


TV Foco - Em alta na Globo, Marina Ruy Barbosa retornou à telinha no horário nobre. A atriz é protagonista de O Sétimo Guardião, novela que estreou nesta última segunda-feira (12) na faixa das 21h da emissora. Para completar, ela está em cartaz nos cinema com o filme Todas as Canções de Amor.
Tanto no longa, quanto em O Sétimo Guardião, a ruiva tem contado com uma parceria importante: o par romântico, Bruno Gagliasso. “O mais bacana é que a gente pode mostrar que dá para fazer trabalhos diferentes – completamente diferentes! – mesmo fazendo par com a mesma pessoa. Isso é muito nítido nestes trabalhos”, comemora Marina Ruy Barbosa em entrevista à revista Quem.
“A atriz celebra a possibilidade de viver situações bem diferentes nos dois trabalhos. “São personagens bem distintos – tanto individualmente, quanto como casal. O filme é muito naturalista, que a gente faz com verdade, com o coração, com a alma. Já O Sétimo Guardião é uma novela recheada de mistérios, estranhezas”, revela.
Apesar do avanço no teatro, Marina garante que quer ser uma atriz televisiva. “Amo fazer televisão e vou continuar fazendo, mas me apaixonei muito pelo cinema e quero fazer mais. Fazer televisão é muito difícil e, às vezes, as pessoas tem certo pré-conceitos. O cinema te dá a oportunidade de fazer com mais calma, com um olhar diferenciado e é uma outra fechada”, finaliza.

Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso são um casal em “Todas as Canções de Amor”
Saiba qual é um dos maiores segredos e atrativos da nova novela da Globo, O Sétimo Guardião
O Sétimo Guardião estreou nesta segunda-feira, 12 de novembro, na tela da Globo! A nova trama das nove tem um atrativo que deixará o telespectador encantado, ele tem um nome fictício de León, um gato misterioso. A novela mostra a cidade fictícia de Serro Azul, um lugar tipo de interior que poderia estar em qualquer local da América Latina, inclusive Serro Azul é vizinha as cidadezinhas de Tubiacanga de Fera Ferida (1994) e Greenville de A Indomada (1997). Lá, existe uma irmandade secreta que protege um dos maiores tesouros da humanidade na pacata cidade: a fonte da juventude, que promete movimentar o folhetim.
E o personagem que liga esses guardiões é justamente León. Em matéria para o Fantástico, os atores Bruno Gagliasso e Marina Ruy Barbosa, intérpretes de Gabriel e Luz, concederam uma entrevista para falar de seu novo trabalho. “Ela é uma novela misteriosa e a graça é essa”, definiu Bruno logo de cara. “Todo mundo de Serro Azul tem uma certa estranheza, tem um certo mistério que envolve toda essa cidade. Serro Azul é um lugar que não pega telefone, só no ‘orelhódromo'”, revelou Marina. Tanto Gabriel quanto Luz tem uma ligação forte com León, para Bruno o gato é o verdadeiro protagonista de O Sétimo Guardião. A Globo adestrou quatro gatos da raça Bombay para gravar a trama, eles chegaram filhotinhos e atualmente tem um ano.
O elenco de O Sétimo Guardião já recebeu quarenta e dois capítulos da novela, mas até agora Eduardo Moscovis ainda não apareceu. Isso significa que o ator, que interpretará o gato Léon, um dos personagens mais importantes da novela, demorará mais de dois meses para aparecer na trama, como informou a jornalista Carla Bittencourt.
O ator, além das chamadas da novela, até agora não começou os trabalhos. Nas primeiras semanas da trama, uma cena deixará o público intrigado. É que por uma fração de segundo, será mostrada a cena que ele não é mais o gato que desce os degraus de uma escada, e sim um homem de costas. No final do segundo mês de trama, León, em forma humana, aparecerá novamente, mas sempre sem mostrar o rosto, só de costas e encapuzado.
Gato León de O Sétimo Guardião (Foto: Reprodução/TV Foco)
Na história, León era o guardião-mor da fonte secreta que existe na cidade e, depois de descumprir uma das regras impostas ao ocupante do cargo, recebeu o castigo de viver em forma de animal. Por causa da função, ele não poderia se envolver com ninguém. Entretanto, é justamente isso que acontece.
Antes de concretizar a fuga planejada com Neide (Viviane Araújo), Leon será transformado em gato. Enquanto isso, Neide abandonará a filha do casal, que julga ter nascido morta. Sóstenes (Marcos Caruso), sabendo do poder da fonte, mergulhará a criança na água, a trazendo de volta à vida. Anos depois, Luz não saberá as suas origens, se verá sempre na companhia de León.

Maisa Silva é detonada por seguidor, dá resposta atravessada e vira assunto na web


TV Foco - Que Maisa Silva não tem medo de falar o que pensa já não é mais novidade. Recentemente, a contratada do SBT rebateu um seguidor que fez um comentário maldoso a seu respeito nas redes sociais.
No Twitter, o internauta acusou Maisa de ser sem graça em resposta a uma notícia de que a atriz havia ministrado uma palestra motivacional para 8.000 pessoas em São Paulo.
“Cresceu e ficou sem graça… Verdade seja dita”, disparou o usuário da rede social. “Mas eu não sou comediante, você confundiu as profissões”, limitou-se a dizer a contratada da emissora de Silvio Santos.
Foi a primeira palestra da atriz de 16 anos. Na geladeira do SBT, emissora da qual é contratada desde pequena, Maísa Silva tem investido em novas frentes de mídia, como seu canal no YouTube e seus perfis nas redes sociais. A atriz teen ainda cursa Publicidade e Propaganda.

Veja o vídeo:

Joaquim Lopes volta a apresentar o 'Vídeo Show': 'Estava morrendo de saudades'


Gshow - Joaquim Lopes está de volta ao Vídeo Show! Depois de 10 meses longe do programa, o ator retorna ao comando da atração ao lado de Sophia Abrahão na próxima segunda-feira, 19/11, ao vivo.
"Estou muito feliz de estar voltando pro Vídeo Show. Estava morrendo de saudades, a verdade é essa."


Joaquim Lopes, antes de ser escalado para novela, e Sophia Abrahão nos bastidores do Vídeo Show
Joaquim apresentou o vespertino de 2016 a 2018 e dividiu o comando do programa com Otaviano Costa e Sophia. Agora, ele retorna após sua participação na novela Orgulho e Paixão, em que viveu Olegário.

Joaquim Lopes como Olegário em 'Orgulho e Paixão'

Letícia Spiller revela como ficou mais nova para O Sétimo Guardião


TV Foco - A personagem Marilda, interpretada pela atriz Letícia Spiller, entrará pela primeira vez na fonte da juventude no capítulo desta quinta-feira (15) em O Sétimo Guardião. Na ocasião, ela aparecerá rejuvenescida e assustará o marido, que dispara: “Parece que está cinco anos mais moça!…”.
“São seus olhos, querido. Não esqueça que sou mãe de dois filhos adultos”, desconversa ela, que tem mais de 45 anos na história, mas é mãe de dois homens adultos, interpretados por Caio Blat e José Loreto. Sobre esse assunto, ela contou que se diverte com a história fora da realidade.
“Eu me divirto, pra mim são filhos, irmãos, amigos… Ela e a Valentina [Lilia Cabral] têm mais ou menos a mesma idade, uns dois anos de diferença, mas como me banho na fonte, sou mais nova dez anos”, explica a atriz, que revelou ainda o que a faz se manter mais nova na vida real.
“A gente reza e agradece para que Deus nos mantenha por um bom tempo. Mas o segredo é manter uma vida saudável, mas não radical. Procuro ter uma alimentação saudável, beber água, fazer exercícios, yoga…”, brinca. E não para por aí: “Mergulho na cachoeira, pelada, mas não faço isso todo dia. Se eu fizesse isso todo dia, ninguém me segurava. Adoro a natureza”.


Sobre a distância da realidade, Letícia comemora: “Ela é totalmente diferente de mim e isso torna mais prazeroso. Quanto mais distante, mais prazer a gente tem, porque você não está vivendo alguém parecido com você. Acho mais legal a gente criar e usar a nossa criatividade. Eu prefiro fazer uma novela que tenha esse realismo fantástico do que da realidade”.
“Ela [Marilda] tem uma energia exacerbada e está sempre um tom a mais, na roupa, nas cores, no modo de falar […] Eu vejo ela engraçada e possuída por uma fome de viver, por essa água que traz para ela uma energia, uma ansiedade. Ela é uma primeira dama insatisfeita com esse lugar em que ela vive”, explica.
E para compor o papel, ela conta ainda que busca inspirações em personagens mais antigos: “Eu busco inspiração em personagens como a Babalu [em Quatro por Quatro, 1994], é uma mistura… Por ser engraçada e cômica, há muitos elementos que me inspira”. No entanto, a atriz pondera ao afirmar que toma cuidado para não repetir os personagens.
“Os personagens estão bem diferentes e tomo muito cuidado para não me repetir nas composições”, explica.
Letícia Spiller em O Sétimo Guardião
Na novela, sua personagem tem um sotaque peculiar, e para isso, as inspirações vêm do Paraná e do interior de São Paulo: “Eu me inspiro nos amigos paranaenses e do interior de São Paulo, onde todo mundo fala “porrta”. A gente convive muito e tem muita gíria do interior, que dá para trazer”.
Ela vai ser desmascarada pela irmã dela após uma sucessão de acontecimentos, quando o Leo acaba, sem querer, filmando Marilda. E ela acaba sendo chantageada pela irmã. Não sei como ela vai sustentar essa juventude toda por tanto tempo, ou se irá conseguir recuperar a água. Será uma surpresa para mim.

Desempenho dos primeiros capítulos de “O Sétimo Guardião” repete antecessoras


RD1 - Começou bem a nova novela das 21h, “O Sétimo Guardião”. A trama de Aguinaldo Silva se manteve acima dos 30 pontos de audiência nos dois primeiros capítulos, exibidos na segunda-feira (12) e na terça-feira (13). Os índices oscilaram para baixo, como ocorreu em seis dos últimos dez folhetins exibidos na faixa; dois mantiveram os números e outros dois elevaram a média da estreia para o segundo capítulo.
Na segunda, “Sétimo Guardião” conquistou 33,3 pontos, com 35,3 de pico, 47% de participação no número de televisores ligados (share); na mesma faixa (21h25 às 22h52), o SBT ocupou a vice-liderança com 11,3 de média, seguido pela Record (8,6) e pela RedeTV! (1,4). Já na terça, a novela atingiu 31,3 pontos, com 34,2 de pico e 44% de share; das 21h22 às 22h21, SBT anotou 12,2 de média, com Record (8,9) e Cultura (1,0) na sequência.
Das últimas dez tramas do horário, “Em Família” (2014), “Babilônia” (2015) e “A Força do Querer” (2017) também estrearam com 33 pontos. A primeira caiu para 29 no segundo capítulo, a segunda para 30 e a terceira manteve os 33.
Já “Amor à Vida” (2013), “Velho Chico” (2016), “O Outro Lado do Paraíso” (2017) e “Segundo Sol” (2018) bateram índices superiores no primeiro capítulo, todas com 35 pontos. No dia seguinte, “Amor à Vida” subiu para 36, “Velho Chico” caiu para 34, “O Outro Lado do Paraíso” foi para 33 e “Segundo Sol”, antecessora “imediata” da nova novela, repetiu os 35.
Folhetim anterior de Aguinaldo Silva, “Império” (2014) estreou com 32 pontos, indo a 35 no segundo capítulo. “A Regra do Jogo” (2015) e “A Lei do Amor” (2016) foram lançadas com 31 pontos; caíram para 30 e 29, respectivamente, no dia seguinte.

Filha de Silvio Santos faz novo desabafo e dispara: “Orgulho de tudo que ele fez”


TV Foco - As filhas de Silvio Santos em peso decidiram se manifestar sobre a polêmica envolvendo a cantora Claudia Leitte. Tudo começou quando a diretora do SBT, Daniela Beyruti, publicou uma foto com um desabafo sobre a situação.
Isso foi o suficiente para que Patricia Abravanel se manifestasse pela primeira vez, juntamente com Silvia Abravanel, nos comentários da publicação. Em seguida, Daniela seguiu postando fotos da família e fez um novo comentário.
“Orgulho de quem ele é e de tudo que ele fez. Dos valores que ele tem”, disparou ela, ignorando completamente as declarações polêmicas feitas sobre a honra da cantora em rede nacional.
No primeiro comentário, ela havia disparado: “Será que um homem íntegro, trabalhador, super pai, avô, bisavô, bom marido, colega de trabalho, comunicador de décadas e pessoa que sempre semeou o bem, assediaria mesmo uma mulher na frente de sua esposa e filhas ou estaria fazendo seu trabalho de apresentador brincando no palco com uma outra artista?”.

Daniela Beiruty
Já Patricia revelou que tem chorado com essa situação: “Tanta maldade que só choro quando penso nisso. Muito triste mesmo. Quanta injustiça com a vida, com a história e com o caráter do meu pai! Meu Deus onde vamos chegar. Estou muito triste mesmo”.


Silvia, por sua vez, optou por mandar uma indireta para Claudia Leitte: “Quem o realmente conhece sabe do que falo! Excelente esposo, pai, avô, bisavô, MELHOR SER HUMANO!! Então para falar da honra dele, antes de mais, olhem a honra de vocês. Está mais do que na hora de não darmos mais moral pra essa moça ou essa história! JÁ BASTA!”.


Enquanto isso, vários famosos decidiram sair em defesa do apresentador, inclusive artistas da Globo e da Record. Saiba quem foram eles clicando aqui!

Carolina Dieckmann aproveita o sol no Rio para se bronzear


Vogue - O que você está fazendo neste feriado, na quinta-feira (15.11)? Carolina Dieckmann está aproveitando que o sol saiu no Rio de Janeiro para renovar o seu bronzeado, como mostrou em seu Instagram Stories.
De biquíni dourado, a atriz posou enquanto tomava sol e exibiu o corpão irretocável que, aos 40 anos, deixa muita gente babando. Para a selfie, ela posou de língua para fora e escreveu: "bota a cara no sol, mana".


#Curiosidade - Quem é Ana Carolina da Costa Lino?


A estátua da foto acima representa a estudante carioca Ana Carolina da Costa Lino, de 18 anos, morta na manhã do dia 15 de abril de 1998. Na noite do dia anterior, ela estava acompanhada de sua prima, Ana Paula Lobato, voltando de Petrópolis, cidade localizada na região serrana do Rio de Janeiro, quando foi interceptada por um carro com seis bandidos dentro em Laranjeiras, na zona sul da capital do estado.
Ana Paula contou à polícia que quatro deles saíram do carro e ordenaram que elas saíssem também, mas Carolina, sem entender direito, pisou na embreagem e o veículo deu um tranco. Foi aí que os bandidos dispararam vários tiros de fuzil, atingindo Carolina no tórax, braço esquerdo e pernas.
Dos seis elementos, um morreu no mesmo local do crime. 'Daniel César dos Santos', conhecido como Neguinho Dan, estava cumprindo regime semi-aberto quando foi tentar assaltar uma mulher que tinha acabado de sair de uma agência bancária e reagiu ao assalto. Um homem que via a cena imobilizou o ladrão, tomou o revólver e desferiu dois tiros na cabeça.
Ana Carolina, que completaria 19 anos no dia 26 do mesmo mês, era a terceira filha do casal Franklin, um joalheiro, e Rosemary Lino, uma dona de casa. O caso de seu assassinato ganhou imensa projeção nacional, tanto é que, além da construção da estátua (três anos depois), cerca de 500 pessoas fizeram uma manifestação no bairro pedindo mais segurança ao governo.
Grupo de manifestantes no bairro Laranjeiras pedindo segurança ao governo
[foto: Folha de São Paulo/23.04.1998]
Foto: Inventário dos Monumentos
"A vida é estranha, muda a cada momento. Se eu te perguntar o que é a vida, me responderás que são os momentos pelos quais passamos, certo? Errado, a vida depende de nossos sentimentos. Só estamos vivendo quando somos felizes. Que me desculpem as lágrimas, mas, quando estamos tristes, estamos morrendo. Agora, pensando nos meus momentos, sinto que às vezes vivi e muitas vezes morri. Mais importante que a vida, é existir nesse mundo. Não basta estar aqui, tem que se viver". - Ana Carolina

Depois de 36 anos, jornalista André Luiz Azevedo pede demissão da Globo


O Dia - Após 36 anos na Globo, o jornalista André Luiz Azevedo pediu demissão. Sua saída foi lamentada pelo diretor geral de jornalismo, Ali Kamel, em um comunicado: "Ao André Luiz, o meu muito obrigado pessoal. Nossas conversas sempre foram proveitosas - com certeza, para mim. E, em meu nome, o agradecimento da TV Globo".

Em interrogatório, Lula diz que não pagou por reformas porque não era dono do sítio em Atibaia


G1 - Em interrogatório na sede da Justiça Federal em Curitiba nesta quarta-feira (14), o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva disse que não pagou por reformas no sítio de Atibaia porque não era dono da propriedade. Lula afirmou ainda que havia pensado em comprá-lo --mas que o dono do local não quis vendê-lo.
O ex-presidente prestou depoimento na ação do sítio de Atibaia, processo no qual é acusado de lavagem de dinheiro e de receber propina por meio da reforma e decoração da propriedade. Ele já cumpre pena porque foi condenado em segunda instância no caso do triplex do Guarujá.
Ao aceitar a denúncia no ano passado, o juiz Sérgio Moro se comportava como dono do sítio, embora a propriedade não estivesse no nome dele. Entre as provas apontadas pelo juiz estão objetos pessoais do ex-presidente e de dona Marisa Letícia encontrados pela Polícia Federal durante as buscas no imóvel.
Ele foi interrogado das 15h às 17h50 pela juíza federal substituta Gabriela Hardt. Lula é réu na ação penal.
O ex-presidente deixou o local cerca de dez minutos após o fim da audiência e foi levado para a Superintendência da Polícia Federal (PF).
Esta foi a primeira vez que Lula deixou a Superintendência desde que foi detido. Em nota, a defesa de Lula diz que o ex-presidente rebateu "ponto a ponto as infundadas acusações do Ministério Público" (veja nota completa mais abaixo).
Com a conclusão dos interrogatórios dos réus nesta quarta, as defesas podem pedir diligências complementares. Após isso, o processo vai para a fase de alegações finais do MPF e das defesas – o prazo será determinado pela juíza. Por fim, é dada a sentença, para a qual não há prazo.

O que Lula disse no interrogatório:
Disse que não pagou pelas obras do sítio;
Afirmou duvidar que Marisa tenha pedido reforma;
Não explicou notas fiscais da obra achadas na casa dele;
Disse que pensou em comprar o sítio, mas desistiu porque o dono não quis vender;
Afirmou que queria provar que o sítio não era dele;
Negou ter pedido reforma na cozinha do sítio;

E houve embates com a juíza Gabriela Hardt:
Questionou a juíza: 'sou dono do sítio ou não?', e foi repreendido: 'Está claro que eu não vou ser interrogada?';
Lula chama Moro de amigo de doleiro, e juíza o interrompe;
Juíza repreende Lula sobre 'tumultuar o processo';

Negou ter pago pelas obras do sítio
O ex-presidente Lula foi perguntado pelo Ministério Público Federal sobre obras no sítio de Atibaia. MPF: "O senhor, depois que tomou conhecimento que essas obras foram feitas, pretensamente, para o senhor... O senhor não quis pagar por elas. O senhor confirma?"
Lula responde: "Eu repudio qualquer tentativa de qualquer pessoa dizer que foi feito uma obra pra mim naquele sítio (...) As obras não foram feitas pra mim, portanto, eu não tinha que pagar porque achei que o dono tinha pago".
O MPF então argumenta que o dono do sítio disse, em depoimento nesta semana, que não ia pagar por achar que Lula ia pagar.
"Mas, se ele falou, paciência", respondeu Lula. Em seguida, complementa: "Se ele falou que não pagou achando que a Marisa tenha pago, eu não tenho mais como perguntar".
O ex-presidente complementa: "O que eu acho grave que você deveria perguntar é por que o Leo [Pinheiro, ex-presidente da OAS] não cobrou. Por o Leo não cobrou? O cara que tem que receber é o cara que vai todo santo dia cobrar. O cara que tem que pagar, se puder, nem passa perto".
O procurador do Ministério Público Federal, então, diz: "O senhor Leo Pinheiro não cobrou porque ele disse que fez a obra em benefício do senhor". A juíza Gabriela Hardt diz que o MPF não é obrigado a responder à pergunta de Lula nesta fase do processo.

Afirmou duvidar se Marisa pediu reforma
A juíza perguntou a Lula se ele sabia que as primeiras reformas no sítio foram feitas uma parte por Fernando Bittar e outra, a pedido de Dona Marisa.
"Eu tenho muita dúvida se a Dona Marisa pediu para fazer reforma", diz Lula. "Como ela não está aqui para explicar, eu fico com a minha dúvida, sinceramente..."
A juíza diz, então, que outros depoimentos, como o de Bumlai, relataram que Dona Marisa havia visitado o sítio com o intuito de pedir as obras. "Eu não acredito", diz Lula. "Eu não acredito porque não acredito que Dona Marisa tivesse efetivamente relação para pedir para uma empresa fazer obras. E também porque não era dela.
Ela pergunta se ele acha que os depoimentos são mentirosos. "Eu não estou dizendo que eles estão mentindo. Eu estou dizendo que eu não acredito que a a Dona Marisa fosse pedir", diz Lula.
Lula foi questionado se sabia de um contato de Dona Marisa com a direção da Odebrecht no qual ela teria pedido que a construtora assumisse a reforma. "A Marisa não tinha, no meu conhecimento, nenhuma relação com a Odebrecht".

Ex-presidente não explicou notas fiscais da obra achadas na casa dele
A juíza Gabriela Hardt questiona Lula sobre notas de compra de materiais de construção usados na reforma do sítio de Atibaia --e encontrados no apartamento de Lula em São Bernardo do Campo.
Gabriela: "O senhor sabe dizer por que foram encontradas notas fiscais relativas a essa reforma, inclusive uma nota emitida em nome de um engenheiro da Odebrecht foi encontrada no seu apartamento, durante a busca e apreensão?
Lula: "Bom, primeiro eu não sei se foi encontrado no meu apartamento. Eu to sabendo disso agora. Segundo, quem deve saber de nota que a senhora tá dizendo, é o Roberto Teixeira, que conversou com Alexandrino [Alencar, da Odebrecht].
Gabriela: "Tá, mas tava no seu apartamento. E o sr só tá sabendo agora, a defesa não lhe informou das provas que tem contra o senhor?"
Lula: "Eu nunca soube de nota de obra na minha casa".
A juíza volta a questionar o ex-presidente, que diz não saber por que o documento foi encontrado na casa dele.

Quis comprar o sítio
No interrogatório, Lula disse, ao falar sobre o sítio de Atibaia: "Eu na verdade pensei em comprar o sitio para agradar a Marisa em 2016. Eu tive pensando porque se eu quisesse comprar o sitio eu tinha dinheiro para comprar o sitio. Acontece que o Jacó Bittar não pensava em vender o sítio, o Jacob Bittar tinha aquilo como patrimônio".
Questionado pelo Ministério Público Federal sobre uma minuta de escritura de 2012, não concretizada, no qual Lula e Marisa apareciam como potenciais compradores do sítio, o ex-presidente respondeu: "Se foi feita uma minuta, obviamente que, como eu era amigo deles, eles poderiam ter oferecido pra mim, se eu quisesse comprar o sítio eu poderia ter comprado o sítio".
O ex-presidente afirmou que começou a frequentar o sítio em alguns momentos em janeiro de 2011, logo depois de deixar a Presidência da República.

'Sítio não é meu'
O ex-presidente fala ainda: "Eu nunca conversei com ninguém sobre as obras do sítio de Atibaia porque eu queria provar que o sítio não era meu. E hoje aqui nessa tribuna vocês me deram o testemunho: o sítio não é do 'Seu' Lula. Eu pensei que eu vim aqui prestar depoimento porque o sítio era meu. O sítio não é meu."

Negou ter pedido reforma na cozinha do sítio
Lula foi questionado pelo MPF: "O senhor Leo Pinheiro [ex-presidente da OAS] disse que o senhor o chamou lá no Instituto Lula uma certa ocasião e pediu a reforma na cozinha do sítio de Atibaia". O ex-presidente respondeu: "Não é verdade. não é verdade". Segundo o MPF, a reforma da cozinha do sítio de Atibaia custou R$ 170 mil.

'Sou dono do sítio ou não?', e reprimenda da juíza
No início do interrogatório, Lula e a juíza discutem. "Doutora, eu só queria perguntar para o meu esclarecimento. Eu sou o dono do sítio ou não? Porque eu estou disposto a responder toda e qualquer pergunta. Eu sou dono do sítio ou não?", pergunta o ex-presidente. “Isso o senhor que tem que responder e eu não estou sendo interrogada nesse momento”, disse a juíza. Lula interrompeu dizendo que tem que responder é quem o acusou. Gabriela Hardt então chamou a atenção de Lula: “Senhor ex-presidente, esse é um interrogatório --e se o senhor começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema”.

Ao criticar juiz Sérgio Moro, ouviu de juíza: 'é melhor o senhor parar com isso'
No depoimento, Lula criticou algumas vezes o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro. Numa delas, insinuou que Moro era amigo do doleiro Alberto Yousseff, um dos primeiros delatores da Lava Jato e que já tinha sido julgado pelo juiz no caso Banestado. Nesse momento, foi repreendido pela juíza.
"Doutor, ele não vai fazer acusações a meu colega aqui", disse a juíza ao advogado de Lula.
"Não estou acusando, estou constatando um fato, doutora", disse Lula.
"Não é um fato porque o Moro não é amigo do Yousseff e nunca foi", respondeu a juíza.
"Mas manteve ele sob vigilância por oito anos", afirmou Lula.
"Ele não ficou sob vigilância oito anos e é melhor o senhor parar com isso", disse Gabriela.

Juíza repreende Lula novamente, sobre tumultuar o processo
Em outro momento de tensão no depoimento, Lula falou sobre a apresentação da denúncia pelo Ministério Público Federal. "Tudo começou com o Power Point. Se o Power Point tivesse sido desmentido no ato que ele foi feito, vou dizer uma coisa pra você, procurador, que eu não podia dizer: eu, quando vi o Power Point, eu falei pro PT, se fosse presidente do PT, pediria pra que todos os filiados no PT no Brasil inteiro, prefeito, deputado, abrisse processo contra o Ministério Publico pra ele provar o Power Point".
A juíza, então, repreendeu o ex-presidente. "O senhor está intimidando a acusação assim, senhor presidente. Por favor, vamos mudar o tom que o senhor está intimidando, o senhor está instigando. E o senhor está intimidando a acusação. Eu não vou permitir", disse.
"Eu não estou intimidando. Eu só estou contando um fato verídico", respondeu Lula. "O senhor está estimulando os filiados ao partido a tumultuarem o processo e os trabalhos", respondeu a juíza, que disse que se isso acontecer, ele será responsável. "Lamentavelmente, não fizeram", disse Lula. O advogado do ex-presidente interferiu e a juíza alertou a defesa: "Ele está instigando os filiados ao partido a tumultuarem, a intimidarem o Ministério Público, doutor. Eu não vou permitir isso".

Apoiadores saudaram Lula na chegada à Superindência da PF — Foto: Andrei Cunico/RPC
Defesa de Lula
O advogado Cristiano Zanin Martins, responsável pela defesa do ex-presidente, disse, por meio de nota oficial, que Lula “rebateu ponto a ponto as infundadas acusações do Ministério Público”.
Disse ainda que durante o governo de Lula, não chegou a ele nenhum ato de corrupção na Petrobras. A defesa ressaltou que, apesar de o MPF afirmar que contratos da Petrobras geraram propina ao ex-presidente --e por isso a ação estar em Curitiba--, os procuradores não questionaram o ex-presidente sobre isso.
Segundo Zanin, isso “confirma que a referência a tais contratos da Petrobras na denúncia foi um reprovável pretexto criado pela Lava Jato para submeter Lula a processos arbitrários perante a Justiça Federal de Curitiba”.
Conforme a defesa de Lula, o ex-presidente reafirmou no interrogatório que o sítio “não têm qualquer vínculo com a Petrobras e que pertence de fato e de direito à família Bittar, conforme farta documentação constante no processo”. Lula, afirmou o advogado, reforçou indignação por estar preso “sem ter cometido qualquer crime e por estar sofrendo uma perseguição judicial por motivação política”.
Também em nota, o PT disse que, "no depoimento desta quarta-feira, 14, o presidente Lula mostrou mais uma vez que são falsas as acusações dos procuradores da Lava Jato. Lula é um preso político, condenado injustamente para que não fosse eleito presidente da República como desejava a maioria da população".
"A perseguição a Lula ficou escancarada quando seu algoz, Sergio Moro, decidiu participar do governo que ajudou a eleger por ter condenado um inocente. É inadmissível, no estado de direito, que Moro continue controlando o processo por meio de uma juíza substituta, quando já deveria ter se exonerado, abrindo oportunidade para um juízo imparcial."

Audiência
A audiência começou às 14h com o depoimento do pecuarista José Carlos Bumlai, também réu no processo. Bumlai, que responde pelo crime de lavagem de dinheiro, foi interrogado por uma hora.
A juíza Gabriela Hardt, substituta na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, assumiu temporariamente a os processos da Lava Jato, antes conduzidos pelos juiz Sérgio Moro.
Moro está de mudança para Brasília a partir de janeiro para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública.
A seleção do novo juiz é de responsabilidade do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu no processo que investiga uma reforma no sítio em Atibaia
Conforme o Ministério Público Federal (MPF), o ex-presidente recebeu propina do Grupo Schain, de José Carlos Bumlai, OAS a Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que frequentava com a família. Outras 12 pessoas são rés neste processo.
Os valores foram repassados ao ex-presidente em reformas realizadas no sítio, de acordo com os procuradores do MPF. Segundo a denúncia, as melhorias no imóvel totalizaram R$ 1,02 milhão. Ex-executivos da Odebrecht afirmaram que o departamento de propina da empresa bancou parte das obras.
Segundo a força-tarefa da Lava Jato, Bumlai teria ajudado no repasse de propina no valor de R$ 150 mil ao ex-presidente.
Lula nega as acusações e afirma não ser o dono do imóvel, que está no nome de sócios de um dos filhos do ex-presidente.
O empresário Fernando Bittar, um dos donos do sítio, responde por lavagem de dinheiro. Interrogado pela Justiça, na segunda-feira (12), Bittar disse que achava que Lula faria o pagamento das obras na propriedade.
O pecuarista José Carlos Bumlai e Lula prestam os últimos depoimentos da ação, que depois vai para a fase final.

Ex-presidente Lula deixou a sede da Justiça Federal por volta das 18h desta quarta (14) — Foto: Giuliano Gomes/PR Press