quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Alexandre Pato assume namoro com filha de Silvio Santos


Zero Hora - O jogador de futebol Alexandre Pato e a filha de Silvio Santos Rebeca Abravanel estão em um relacionamento sério, de acordo com reportagem do UOL Esporte. Segundo pessoas próximas ao casal, eles teriam assumido o relacionamento no final deste ano, em Trancoso, distrito de Porto Seguro, na Bahia. Lá, os dois comemoraram o Natal ao lado da família de Pato e devem permanecer no local para celebrar o Réveillon.
Irmão do atleta, Alexsandro Rodrigues da Silva, o “Massinha”, compartilhou uma foto com os dois na última terça-feira (25): "Hoje treinamento foi funcional com Pato e a Rebeca Abravanel trabalhando fortalecimento, coordenação, ABS, agilidade. Focando na pré temporada!".


No início de dezembro, a apresentadora já havia sido flagrada ao lado do jogador em um shopping paulistano e no Parque do Povo, na zona sul da cidade. Recentemente, Rebeca terminou um relacionamento com o cineasta pernambucano Marcelo Brennand e Pato rompeu com a modelo Danielle Knudson.

Cláudia Abreu fala mal de João de Deus ao relembrar seu encontro com o "religioso"


As inúmeras acusações de assédio e abuso sexual contra o charlatão João de Deus repercutiram no país inteiro, inclusive entre os famosos como Aguinaldo Silva, Xuxa Meneghel, Bárbara Paz, Lívia Andrade e Alessandra Maestrini. Nesta quarta-feira (26), Cláudia Abreu escreveu em seu perfil do Instagram que ela e sua filha, Maria Maud, também podiam ser vítimas do elemento caso a atriz não fosse famosa. Essa ida das duas até a pequena cidade de Abadiânia, interior de Goiás, ocorreu há quatro anos. "Demorei um tempo pra digerir a decepção que tive com João de Deus. Fui à Abadiânia duas vezes, fui bem recebida por ele, por sua família e sua equipe. Nunca fui totalmente crédula, mas como presenciei cirurgias feitas diante de todos, com cortes feitos na hora e sem dor, foi difícil não acreditar em algum poder mediúnico".

João de Deus no xilindró
Além de revelar a 'obrigação' sua e de outros famosos de segurar os objetos usados nas cirurgias de cura, Cláudia ainda se diz chocada com as atrocidades cometidas por João às escondidas, coagindo e abusando de mulheres com frequência. "Refletindo sobre esse meu desconforto, pensei nas inúmeras mulheres fragilizadas que foram convidadas a ir pra uma sala fechada e também foram obrigadas a fazer algo que não queriam".
João de Deus, cujo nome verdadeiro é João Teixeira de Faria, se encontra preso em um presídio de Aparecida de Goiânia desde o último dia 14 após acusações vindas de 330 mulheres, entre elas, Dalva Teixeira - uma de suas filhas -, e dez mulheres anônimas entrevistadas pelo programa Conversa com Bial, da Rede Globo, exibido sete dias antes. Nesse tempo, o acusado, de 76 anos, se escafedeu e possivelmente até tentou fugir, pois fez um saque de R$ 35 milhões de suas contas bancárias.

CAMPANHA:
[foto: Buzz Feed]

Netflix já fatura mais que o SBT no Brasil e deve superar assinantes da NET


Olhar Digital - Ninguém discute que a Netflix mudou os hábitos de consumo de vídeo do brasileiro. A facilidade de assinatura, conteúdo farto e simplicidade de uso, aliada a uma ampliação do acesso à internet no país fez com que o serviço caísse no gosto do usuário. Mas exatamente qual é o tamanho do impacto da empresa no Brasil? A resposta é que a empresa já começa a se equiparar a canais de TV aberta no Brasil.
Uma investigação da coluna do jornalista Ricardo Feltrin revelou alguns números interessantes da Netflix no Brasil. A empresa não revela oficialmente sua base de assinantes no país; o único país que tem números específicos revelados é os Estados Unidos. No entanto, por meio de intermediários, a reportagem concluiu que a empresa tem cerca de 8 milhões de assinantes por aqui.
É um número considerável, que representa 6% da base total de assinantes no planeta, composta por 130 milhões de assinaturas. Apenas por questão de comparação, os Estados Unidos são responsáveis por cerca de 57 milhões de assinaturas deste total, mais de 7 vezes o número revelado para o Brasil.
Esses 8 milhões de assinantes acabam contribuindo com cerca de R$ 1,4 bilhão por ano com o faturamento da empresa, segundo a estimativa da reportagem. Talvez não pareça muito, mas já é consideravelmente mais do que fatura uma emissora como o SBT em um ano; a quantia é 50% a mais do que o faturamento da emissora de Silvio Santos.
Outra informação importante vinda desses 8 milhões de assinantes é que a Netflix caminha para se tornar maior do que as empresas de TV por assinatura. Hoje, apenas a NET, com 8,7 milhões de assinantes, tem mais usuários do que a Netflix; todas as outras empresas já foram deixadas para trás com folga.
A tendência é que a ultrapassagem aconteça em breve. A tendência de queda no número de assinaturas de TV paga tem sido observada a alguns anos, muito graças à popularidade da Netflix e a ascensão de outros serviços de streaming, que se tornaram mais e mais acessíveis com o passar dos anos, com apps pré-instalados em smart TVs, por exemplo.

Fátima Bernardes quebra o protocolo e ironiza Jair Bolsonaro na Globo: “Ninguém merece”


* Texto: TV Foco
Fátima Bernardes está cada vez mais engajada com assuntos como política e protagonismo feminino no Encontro, da Globo, e nesta semana, ela surpreendeu ao quebrar o protocolo da emissora e se posicionar contra as ideias do presidente eleito Jair Bolsonaro.
Na ocasião, o assunto era em torno do fato da primeira-ministra da Nova Zelândia ter levado a filha à Assembleia Geral da ONU, pois estava sendo amamentada. Seis meses após a licença-maternidade, a ministra já havia voltado a trabalhar e acabou levando a criança.
Ao opinar sobre o assunto, Fátima não ficou em cima do muro e disparou: “Maravilhoso, adorei. Mostra que ela pode sim ser mãe, ter filhos e continuar trabalhando, produzindo igualmente, sem problemas. Ninguém merece salário menor, menos oportunidades, só por ser mãe”.
Imediatamente, o assunto ganhou as redes sociais e ela foi ovacionada, já que o comentário foi tido como uma indireta para Jair Bolsonaro. “Adorei a alfineta ao vivo que a Fátima deu no Bolsonaro”, disparou um. “Que tapa na cara que a Fátima deu no bolsonaro”, outro.

Alzheimer: morte de neurónios pode ajudar a rejuvenescer o cérebro


TSF Rádio Notícias (Portugal) - Há uma nova linha de investigação na luta contra a doença de Alzheimer. Ao contrário do que se pensava, a morte dos neurónios do cérebro pode ser positiva ao servir como mecanismo protetor do funcionamento das células.
É o que mostra uma investigação em curso no Centro Champalimaud.
Ouvido pela TSF, Eduardo Moreno, um dos investigadores, fala numa espécie de limpeza que permite ao cérebro funcionar melhor.
"Descobrimos que grande parte dessa morte neural é positiva. Elimina os neurónios mais danificados e como os neurónios funcionam e circuito, em equipa, o resto do cérebro funciona melhor", explica o investigador.
Os cientistas começaram por estudar este mecanismo em moscas da fruta geneticamente modificadas para terem sintomas de Alzheimer. Atualmente, conta Eduardo Moreno, a investigação já avançou para cérebros humanos.
"Agora estamos a estudar cérebros de doentes de Alzheimer e cérebros humanos normais para verificarmos se o processo também acontece. Também procuramos perceber se nas pessoas com predisposição para esta doença há dificuldades em eliminar os neurónios danificados", explica.
Esta investigação sugere que a morte dos neurónios danificados acaba por favorecer o trabalho em equipa dos neurónios mais aptos e o resultado é um melhor funcionamento do cérebro. Um caminho que pode levar a novos medicamentos úteis, sobretudo, para que está na fases iniciais da doença de Alzheimer.
A confirmarem-se estes resultados em seres humanos fica aberto o caminho para novas terapias que poderão, pelo menos, melhorar a vida dos doentes de Alzheimer.

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro diz ao MPRJ que vai passar por 'cirurgia urgente'

Jornal do Brasil - Em nota divulgada nesta quinta-feira, 27, o Ministério Público do Rio informou que o ex-policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), vai passar por "cirurgia urgente". Segundo a Promotoria, Fabrício Queiroz, investigado por movimentações atípicas em sua conta, apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), apresentou "atestados que comprovam grave enfermidade".
"Os advogados informaram ainda que Queiroz estará à disposição para prestar depoimento tão logo tenha autorização médica", afirmou a Promotoria.
"Outras diligências já anunciadas estão previstas para ocorrer, entre as quais a possível oitiva do deputado estadual Flávio Bolsonaro, sugerida para o dia 10 de janeiro. No mais o caso permanece sob total sigilo."


Fabrício Queiroz faltou a dois depoimentos marcados pela Promotoria. O ex-PM deixou de ir às oitivas do dia 21 de dezembro e também a do dia 19.
Nesta quarta-feira, 26, em entrevista exclusiva ao SBT, Fabrício Queiroz atribuiu o dinheiro a supostos negócios com venda de carros e disse que não é "laranja". Queiroz, contudo, não explicou os depósitos feitos em sua conta por funcionários do gabinete e familiares empregados por Flávio e o presidente eleito.
"(Eu ganhava) cerca de R$ 10 mil por mês (como assessor)", disse Queiroz. "Ainda tinha da minha ex-função, cerca de R$ 10 mil a R$ 11 mil. (Por mês), em torno de R$ 23 mil. Sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro", disse Queiroz. "Compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro, sempre fui assim. Gosto muito de comprar carro em seguradora, na minha época lá atrás, eu comprava um carrinho, mandava arrumar, vendia."
Perguntado sobre os depósitos feitos em favor da futura primeira-dama Michelle Bolsonaro, Queiroz disse que "nosso presidente já esclareceu. Tinha um empréstimo de R$ 40 mil. Foram 10 cheques de R$ 4 mil. Nunca depositei R$ 24 mil."
Ele disse que falará apenas ao Ministério Público sobre depósitos feitos em sua conta por familiares e outros funcionários dos gabinetes de Flávio e de seu pai. "Esse mérito do dinheiro, eu quero explicar ao MP. São pessoas da minha família. Eu gero o dinheiro da minha família. Minhas filhas trabalham comigo desde os 15 anos. Quando tinha vaga(nos gabinetes), eu pedia para empregá-las. Minha filha que sempre cuidou da mídia do deputado dará esclarecimento."
Queiroz disse que não é "laranja" de Flávio Bolsonaro e saiu em defesa do senador eleito, com quem diz não ter mais contato. "Não tenho falado com ele. É a coisa mais triste do mundo. Me abati muito. O que ele está passando na rua achando que eu tenho negociata, pelo amor de Deus, isso não existe. No nosso gabinete, não se falava em dinheiro. Toda hora tinha gente pedindo dez reais, mas não se dá dinheiro, não se fala em dinheiro. É covardia atribuir a Flávio o que está acontecendo. Não sou laranja, sou trabalhador."
O ex-assessor diz não estar "fugindo" e diz que chegou a achar que seria preso. "Em momento algum estou fugindo. Quero depor na frente ao promotor. Agradeço ao promotor por não me prender. Falei: vou ser preso. Pedi exoneração para cuidar da minha reforma e do meu problema de saúde. Foi uma surpresa isso. Caiu como uma bomba para mim e minha família."

Entenda o caso Coaf
Queiroz passou a ser o pivô do principal problema político do presidente eleito Jair Bolsonaro quando o Estado revelou, no dia 6 de dezembro, que um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) apontou movimentações atípicas em suas contas.
Segundo o documento, o ex-assessor do senador eleito, Flávio Bolsonaro, movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. Uma das movimentações foi o depósito de um cheque de R$ 24 mil na conta da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro ­- no início de dezembro, Bolsonaro disse que o cheque era o pagamento de um empréstimo. O Estado revelou ainda que funcionários do gabinete de Flávio chegaram a depositar 99% do que receberam no período na conta de Queiroz, e que a maioria das transferências foram feitas no dia ou em datas próximas ao pagamento na Alerj.
Esta é a primeira vez que o ex-assessor fala publicamente sobre o assunto. Por duas vezes, Queiroz alegou problema de saúde para não comparecer ao depoimento que seria prestado ao Ministério Público nos dias 19 e 21 deste mês. No dia 7 de dezembro, Flávio Bolsonaro disse ter conversado com Queiroz, e afirmou que ele teria lhe dado "explicações convincentes" para o episódio, mas não disse quais seriam elas. O MPRJ informou que também pedirá para que Flávio Bolsonaro preste esclarecimentos sobre o caso, no dia 10 de janeiro.
De acordo com Queiroz, ele precisará fazer uma cirurgia por conta de um tumor maligno no intestino. "Tenho uma cirurgia pra fazer no ombro (esquerdo). estava com problema na urina, tosse. E foi constatado um câncer. É um câncer maligno, indicado sem nem pegar a biopsia. Vou ser submetido a outros exames e (o médico) me disse que temos que operar o mais rápido possível. É um tumor grande no intestino. As fezes passam fininho. Não estou fugindo do MP. Quero prestar esclarecimento."

Bolsonaro fará pente-fino nos últimos 60 dias da gestão Temer

Jornal do Brasil - O presidente eleito Jair Bolsonaro vai promover uma revisão geral nos atos praticados pelo atual presidente, Michel Temer, e sua equipe, nos últimos dois meses do mandato. O objetivo é verificar se as medidas tomadas por Temer estão de acordo com compromissos do governo Bolsonaro. A ação consta como uma das prioritárias em um documento divulgado hoje pelo gabinete de transição, assinado pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
"Nos primeiros dez dias, cada ministério deverá elencar as políticas prioritárias dentro de sua área de atuação - incluindo a revisão de atos normativos legais ou infralegais publicados nos últimos 60 dias do mandato anterior, para avaliação de aderência aos compromissos da nova gestão", diz trecho do plano intitulado "Agenda de Governo e Governança Pública", distribuído aos futuros ministros em reunião.


A agenda estabelece uma série de reuniões com ministros e o presidente eleito nos primeiros 100 dias do governo Bolsonaro. Haverá uma reunião semanal do "Conselho de Governo" todas as terças-feiras, às 10h, no Palácio do Planalto. O evento de apresentação do balanço dos atos nos 100 dias de governo foi agendado para 10 de abril de 2019.
O documento também determina que os futuros ministros avaliem todos os contratos de manutenção das respectivas pastas, com vistas à melhoria dos serviços e economia, mas não ordena cortes imediatos.
"Os ministérios possuem centenas de contratos em curso que precisam ser objeto de atenção dos novos titulares. A médio prazo, deve ser desenvolvida estratégia de racionalização dos contratos existentes de modo a melhorar os serviços prestados tanto internamente quanto externamente. No curto prazo, entretanto, o gestor público precisa estar atento aos prazos dos contratos em vigor de modo a evitar a interrupção de serviços e a contratação emergencial, bem como estar atento ao escopo dos contratos anteriormente firmados para, tempestivamente, deliberar sobre a necessidade de ajustes e reestruturações", estabelece plano.
O gabinete de transição também encomendou aos ministros que encaminhem "lista de políticas públicas financiadas por subsídios da União que a pasta entende que necessitam ser avaliadas".
Congresso. Cada ministério também deverá escolher uma política prioritária para ser tratada nos primeiros 100 dias e implementada ou encaminhada ao Legislativo.
Bolsonaro também vai rever a minuta da Mensagem Presidencial de 2019, elaborada pela equipe de Temer, e apresentada na abertura dos trabalhos do Congresso Nacional, o que deverá ocorrer em 4 de fevereiro. O texto precisará ser referendado pelos ministros de Bolsonaro.
"Além disso, o presidente Bolsonaro deve agregar o plano de governo, com foco para as ações em 2019. O trabalho de revisão e elaboração do plano de governo contendo o documento precisa ser concluído até o dia 20 de janeiro de 2019", diz o documento.
O plano para os primeiros 100 dias de gestão também explica uma série de regras sobre nepotismo, contratações e cerimonial aos futuros ministros. O texto pede atenção a medidas provisórias em vigor que podem caducar, emendas parlamentares afeitas a cada pasta, decisões do Tribunal de Contas da União a respeito de procedimentos de cada ministério.
Para reduzir a burocracia no processo administrativo, foi recomendado que os ministros façam um levantamento do número de conselhos e comitês que participam e verifiquem a possibilidade de extinção desses colegiados.

Justiça concede habeas corpus, mas João de Deus continuará preso

R7 - A Justiça de Goiás concedeu, nesta quinta-feira (27), um habeas corpus ao médium João Faria de Teixeira, o João de Deus, no caso do porte ilegal de armas. A decisão é do juiz plantonista Wilson Saflate Faiad, que destacou a idade do médium, bem como a "saúde extremamente debilitada".
A informação foi confirmada pelo advogado de defesa de João de Deus, Alberto Toron. Segundo o Jornal Opção, a decisão libera o médium para a prisão domiciliar, com diversas condições como o pagamento de uma fiança no valor de R$ 1 milhão, monitoração eletrônica e o recolhimento do passaporte.
No entanto, João de Deus continuará na cadeia. Isso porque a decisão da Justiça goiana diz respeito exclusivamente à prisão preventiva por conta das armas irregulares, apreendidas em sua casa durante uma busca policial no último dia 19. João de Deus, porém, ainda responde às acusações de abuso sexual contra centenas de mulheres.
Ele continuará preso devido a 15 denúncias de crimes sexuais, todas devidamente formalizadas na Justiça goiana. Os outros casos ainda estão em fase de investigação pelo Ministério Público.
A defesa do médium já entrou com outro pedido de habeas corpus contra essas acusações, mas o pedido foi rejeitado em primeira instância pelo STJ (Supremo Tribunal de Justiça) e agora será analisado pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli.

Leia a nota, na íntegra, da defesa de João de Deus:
"O plantão do Tribunal de Justiça de Goiás deferiu liminar em Habeas Corpus impetrado pela defesa de João de Deus, relativo à prisão decretada em razão das armas apreendidas em sua residência quando da busca e apreensão determinada pelo juiz de Abadiana-GO. O ilustre magistrado plantonista Wilson Saflate Faiad, ao deferir liminar, ressaltou na decisão que o paciente, além de idoso, encontra-se com a saúde extremamente debilitada, conforme documentos comprobatórios anexados à impetração. A defesa de João de Deus continuará firme no propósito de conseguir sua liberdade, para que ele possa se defender e, principalmente, cuidar de sua saúde, que requer cuidados médicos indispensáveis.
Alberto Zacharias Toron, Luísa Moraes Abreu e Alex Neder."

Miúcha perde batalha contra câncer e morre aos 81 anos


A célebre cantora e compositora Miúcha veio à óbito na tarde desta quinta-feira (27) às 17h30 no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, e a causa da morte foi insuficiência respiratória, causada por um câncer descoberto no pulmão. A notícia foi emitida pelo assessor de Chico Buarque, irmão da famosa.
Miúcha, cujo nome verdadeiro era Heloísa Maria Buarque de Holanda, tinha 81 anos e começou a cantar em meados dos anos 1970 e gravou treze discos ao longo de sua carreira, tendo feito parceria com Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Entre as canções mais famosas, estão as que caíram na trilha sonora de algumas novelas da Rede Globo: 'Pela Luz dos Olhos Teus', de Dona Xêpa (1977), também usada como abertura de Mulheres Apaixonadas (2003); 'Sei Lá (A Vida Tem Sempre Razão)', de Viver A Vida (2009); 'Vai Levando', utilizada em Espelho Mágico (1977); e 'Você Vai Ver', tema de Paraíso Tropical (2007).
Miúcha deixou uma filha, Bebel Gilberto - 52 anos -, fruto de seu relacionamento com o também cantor João Gilberto.

Stefhany Absoluta é chamada de pistoleira pelo ex-amor

Stefhany Absoluta e Roberto Cardoso com a filha do ex-casal
Lembra daquela moça que fez um sucessão há nove anos, quando apareceu na mídia com a música "Eu Sou Stefhany?" e dirigindo um Cross Fox? E de seu casamento com um empresário 26 anos mais velho que ela? Pois é, o amor não sobreviveu por mais tempo e o courinho começou a comer! Roberto Cardoso, nome do elemento com quem a criatura - de 27 anos - se casou, acusa Stephany Absoluta - que hoje é pastora - de ter lhe dado o famoso golpe do baú!

Stefhany Absoluta teria roubado tudo do ex-esposo
O casamento acabou no início do mês de novembro com Roberto completamente falido! Além de proibir o ex de ver a filha, de 2 anos, Stephany deixou a casa completamente vazia, levando objetos pessoais e de valor, além do dinheiro guardado em uma conta conjunta da Caixa.
Esse caso não vai parar por aí, não! Em um vídeo enviado há seis dias, Roberto afirmou que vai levá-lo à Justiça para virar o jogo à seu favor.
Durante esses três anos de união, o elemento foi alvo de diversas acusações vindas por parte da família de Stephany em menos de três meses do casamento, entre elas, de proibi-la de manter contato com a família e deixá-la trancada em casa, saindo apenas na companhia de algum amigo seu que servisse de guarda-costas.