terça-feira, 20 de agosto de 2019

Há 19 anos, passageiros de um ônibus da extinta linha 174 eram feitos de reféns no Rio

Assalto na Ponte Rio-Niterói foi inspirado no Caso 174
Um assalto ocorrido na Ponte Rio-Niterói nesta terça-feira (20), entre 5h25 e 9h00, fez lembrar de um outro caso que mobilizou todo o país no começo da década passada - mais precisamente em 12 de junho de 2000 - e serviu de inspiração para o sequestrador, identificado como Willian Augusto da Silva, prender outros 39 passageiros dentro de um ônibus. O intuito dele, segundo reféns, era "fazer história", mas se deu mal e acabou morto por um atirador de elite.

Refém sendo libertada do assalto ao ônibus 174, ocorrido no ano 2000
Sequestrador Willian Augusto da Silva no chão após levar bala
Há 19 anos, um ônibus da empresa Amigos Unidos que fazia a linha 174 (Central-Gávea), mudada no ano seguinte para 158, foi parado por policiais após estes serem alertados de que havia um homem armado dentro do coletivo. Tratava-se de Sandro Barbosa do Nascimento, de 21 anos, sobrevivente da Chacina da Candelária que rendeu e prendeu onze passageiros no veículo por mais de quatro horas.
O caso terminou com várias negociações feitas em vão e a morte de uma refém, a cearense Geisa Firmo Gonçalves, que tinha 20 anos e estava grávida de dois meses. A vida da moça foi interrompida pelo erro de um policial, que partiu da frente do veículo pra cima de Sandro e errou os disparos. Já o sequestrador teve sua morte anunciada a caminho da delegacia.


Sandro Barbosa do Nascimento com a refém Janaína Neves
Policiais à esquerda e quatro de onze reféns após o fim do assalto (a do meio, Janaína Neves)
Quando o sequestro de hoje foi anunciado, todos os passageiros esconderam seus pertences; porém, o elemento, que portava uma arma de brinquedo, fez questão de esclarecer que não se tratava de um assalto. De acordo com relatos de reféns, Willian fez menção ao filme que retratou e dramatizou o assalto mais conhecido do país, 'Última Parada 174', e disse ainda que queria parar o Rio de Janeiro inteiro com sua ação.
Ao longo do sequestro, seis reféns foram libertados. O meliante, que estava completamente perturbado e sob uso de energéticos, chegou a ser levado ao hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos e veio à óbito.

Bolsonaro diz que 'não tem que ter pena' de sequestrador e defende uso de atirador de elite em Niterói

Jornal do Brasil - O presidente Jair Bolsonaro defendeu a atuação de um atirador de elite contra o homem armado que manteve passageiros de um ônibus reféns por quase quatro horas na ponte Rio-Niterói, na manhã desta terça-feira (20), e afirmou que "não tem que ter pena". O suspeito foi morto pela polícia pouco depois.
"Estou sabendo [do caso]. No meu entender [a solução seria], snipper", disse. "Eu defendo que o cidadão de bem não morra nas mãos dessas pessoas", acrescentou.
A entrevista foi concedida antes da execução do sequestrador por um atirador de elite. Bolsonaro disse que a solução para o episódio seria o uso de um "snipper" para que o "cidadão de bem não morra nas mãos dessas pessoas".
Depois da ação policial no Rio de Janeiro, o porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, confirmou o óbito e disse que a arma usada pelo sequestrador era de brinquedo. 
O criminoso, ainda não identificado, foi atingido no momento em que deixava o veículo. Nenhum dos reféns foi baleado. A polícia disse não saber, até a conclusão desta reportagem, as motivações que levaram o suspeito a sequestrar o ônibus.
Na entrevista, Bolsonaro lembrou do caso do sequestro do ônibus 174, em 2000, quando a professora Geísa Firmo Gonçalves foi assassinada pelo sequestrador Sandro Barbosa do Nascimento. 
"Não foi usado snipper e morreu uma professora inocente. Depois, esse vagabundo morreu no camburão", disse. "Não tem de ter pena."
O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), afirmou que vai promover os atiradores e elogiou o trabalho da polícia.

Morre paciente com câncer terminal de colo de útero que se casou em hospital em Maceió


G1 - Morreu nesta terça-feira (20) a paciente diagnosticada com câncer de colo de útero em estado avançado e que se casou dentro de um hospital em Maceió no último sábado (17).
A informação do óbito foi confirmada ao G1 na noite de desta terça pela assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Maceió, onde Michele Ferreira Costa, 27, estava internada.
Segundo o hospital, ela morreu às 16h05 em decorrência da doença.
No dia do casamento, o repórter Abdias Martins, da TV Gazeta, acompanhou a noiva, desde a preparação até a hora do sim (assista ao vídeo ao final do texto).
Durante a maquiagem, Michelle recebeu a visita do noivo, Edson Afonso, e dos três filhos.
Pronta e de vestido, a noiva foi levada de maca pelos corredores do hospital até o local da festa. Ela foi recepcionada pelos convidados em um espaço montado basicamente com doações. O momento foi marcado por forte emoção.
Naquela dia, Edson contou sobre a ansiedade em que estava de vê-la pronta para o casamento. “Com certeza não vão deixar eu ver ela quando colocar o vestido, porque não pode. Mas eu vou ficar muito ansioso, ela está linda. Já é linda. Vai ficar mais linda ainda”, disse Edson antes do casamento no sábado.

Bom Sucesso: Diogo celebra desgraça de Alberto, mas se dá mal


Metrópoles - Em breve, na novela Bom Sucesso, Diogo (Armando Babaioff) vai ter muito o que comemorar. Ávido por ver a editora Prado Monteiro entrar numa crise irreversível para que seja vendida e possa
embolsar parte da grana, o mau-caráter verá isso mais perto de acontecer quando Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães) decidir incendiar os milhares de exemplares de sua biografia, o que levará Alberto (Antonio Fagundes) a ser internado por conta do prejuízo. Feliz, o vilão vai celebrar com sua amante, Gisele (Sheron Menezzes), mas acabará tendo seu caso extraconjugal descoberto.
Desesperada com a possibilidade de ser processada pelas pessoas citadas em sua biografia, Silvana acaba se rendendo à pressão de Diogo e de outras pessoas e, temerosa de ser processada na Justiça e perder uma fortuna, toma uma decisão inesperada: queima todos os exemplares do livro que conta sua história. Afinal, o contrato prevê isso.
O prejuízo é tão grande para a editora Prado Monteiro, que Alberto começa a passar mal e precisa ser internado às pressas. Eufórico, Diogo resolve comemorar a iminente falência da empresa e a possível morte de seu sogro. Assim, se encontra com Gisele, sua amante e cúmplice.
O que o mau-caráter não poderia esperar, é que William (Diego Montez) estava por perto e observa Diogo e Gisele juntos. Chocado com a cena, o rapaz finalmente descobre a identidade do amante da secretária de Nana (Fabíula Nascimento) e fica com os facínoras em suas mãos.
As cenas nas quais Diogo e Gisele celebram a desgraça de Alberto estão previstas para serem exibidas no sábado, dia 31/08/2019.

Filha afirma que Flordelis sabia de plano para matar pastor Anderson


Extra - Uma das filhas adotivas da pastora e deputada federal Flordelis dos Santos de Souza confirmou, em depoimento à Polícia Civil em 24 de junho, que pediu a um dos irmãos, Lucas Cézar dos Santos, para matar o seu pai, o pastor Anderson do Carmo. Marzy Texeira da Silva também relatou que a mãe sabia de seu plano. Ela deu as declarações aos policiais no mesmo dia em que Lucas falou, em depoimento, que recebeu pedidos de Marzy para assassinar Anderson três meses antes da morte do pastor.
Ainda seu depoimento, Marzy afirmou que, em conversa pelo WhatsApp, ofereceu a Lucas R$ 10 mil para matar o pastor. Ela contou que a quantia seria paga com dinheiro que furtaria da própria vítima. Marzy alega que Lucas aceitou o combinado e afirmou que pretendia assassinar Anderson dentro da casa da família, em Pendotiba, Niterói, onde ele acabou sendo executado.
A filha adotiva de Flordelis afirma que discordou da ideia e pediu que o pastor fosse morto no caminho da igreja para casa, simulando um assalto. Marzy disse que no mesmo dia, viu que Anderson estava muito agitado, e disse ao irmão que por isso só conseguiria R$ 5 mil, mas que também pegaria três relógios da vítima. Marzy afirmou ainda que Lucas aceitou a sua proposta mas que horas depois de ambos terem conversado, ela se arrependeu e ligou para o irmão e pediu que ele não desse prosseguimento ao plano. Em seu depoimento, Lucas negou ter aceitado a proposta de Marzy para matar o pastor.
Marzy também disse, no depoimento, que contou à mãe sobre o seu plano para matar Anderson. Segundo ela, Flordelis disse apenas que não tinha dinheiro e alertou a filha para que não fizesse nada de que se arrependesse depois.
Ainda de acordo com Marzy, o próprio pastor descobriu que estavam planejando sua morte e chamou um por um na família, inclusive ela própria. Nessa ocasião, Anderson disse que colocaria grampos em todos os telefones da casa, por isso Marzy decidiu comprar um chip para falar com a mãe. Ainda de acordo com o depoimento, Flordelis também usava um outro chip que tinha para falar com a filha. Marzy também alegou à polícia que Flordelis pediu à filha para apagar todas as conversas no WhatsApp nas quais foram feitos comentários sobre a morte do pastor.
Em seu depoimento, Marzy afirma ter planejado a morte de Anderson, pois estava com raiva do pai adotivo. Ela admite ter furtado R$ 5 mil na casa, de um dos irmãos, e afirma ter sofrido retaliações de Anderson. Além disso, alega ter ficado sabendo pela própria Flordelis de que o pastor havia tentado abusar sexualmente de uma das netas.
Marzy nunca foi formalmente adotada por Anderson e Flordelis, pois já era maior de idade quando passou a morar na residência do casal.
Lucas e o irmão, Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico apenas de Flordelis, já são réus pela morte do pastor Anderson. Eles foram denunciados por homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima). De acordo com as investigações, Flávio atirou contra Anderson e Lucas ajudou o irmão a comprar a arma do crime. A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo desmembrou o inquérito e continua investigando a participação de outras pessoas da família na morte, entre elas Flordelis.
Procurada, a assessoria de imprensa de Flordelis afirmou que não se pronunciará sobre o depoimento por orientação do advogado da pastora.

Senado resiste a nome de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA


Metrópoles - Levantamento feito pela reportagem explica a cautela com que o presidente Jair Bolsonaro tem tratado a indicação do filho Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil em Washington (EUA). Hoje, ele não teria o mínimo de 41 votos no plenário do Senado para ser aprovado para o comando da representação diplomática mais importante do país no exterior.
Dos 81 senadores, 30 responderam que pretendem votar contra o nome do “filho 03” do presidente, ante 15 que disseram ser a favor. Outros 28 não quiseram responder e sete se colocaram como indecisos. Sem votos certos, Bolsonaro afirmou, na semana passada, que só irá oficializar a escolha quando Eduardo “sentir” que tem o apoio majoritário dos senadores.
Pelas regras em vigor, primeiro Eduardo terá de ser sabatinado na Comissão de Relações Exteriores da Casa. Depois, seu nome precisa passar por duas votações secretas, uma no colegiado e outra no plenário do Senado. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) – que tem trabalhado pela aprovação do deputado – não vota.
Maior bancada do Senado, com 13 parlamentares, o MDB engrossa a rejeição à indicação de Eduardo. Seis senadores disseram ser contrários à iniciativa do presidente. Entre os críticos da medida, estão caciques do partido como Renan Calheiros (AL) e Jarbas Vasconcelos (PE). “Sou contra o nepotismo. Sempre fui contra esse tipo de prática na minha vida inteira. Não vou mudar agora”, disse Vasconcelos. A rejeição dos emedebistas é igual, em número de votos, à do PT. Toda a bancada petista diz que votará contra a indicação.
Para tentar quebrar resistências, Eduardo – que é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara – iniciou um périplo pelos gabinetes atrás de apoio dos senadores. O deputado afirmou estar “esperançoso”, enquanto Bolsonaro tem dado declarações frequentes em defesa do filho. “Pretendo beneficiar filho meu, sim. Se eu puder dar um filé-mignon para o meu filho, eu dou”, disse ele, no mês passado, em transmissão em rede social.
A sugestão para o périplo partiu do próprio presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS). “Falei para ele [Eduardo Bolsonaro] ir a todos os gabinetes, até os da oposição, e ele falou que iria.” Mesmo na comissão, o placar ainda está apertado. Dos 18 integrantes, seis já declararam que votarão contra a indicação, e somente três a favor.
Apontado como possível relator da matéria no colegiado, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) afirmou ser favorável à indicação de Eduardo. “O próprio presidente [Donald] Trump o chamou de brilhante”, disse. No começo deste mês, os Estados Unidos formalizaram o aval para a indicação de Eduardo como embaixador em Washington. “Mesmo com uma certa resistência, vejo o clima como favorável para a aprovação [do nome de Eduardo].”

Parecer
Os parlamentares de oposição ganharam um trunfo para barrar a indicação. A consultoria legislativa do Senado elaborou parecer afirmando que a escolha do deputado, se formalizada pelo pai, configuraria nepotismo – favorecimento indevido de parentes por agente público. Com base no documento, solicitado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), senadores articulam a apresentação de um parecer alternativo ao que deve ser apresentado por Chico Rodrigues.
Em outra frente, o líder da minoria no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), fala em recorrer à Justiça e ao Supremo Tribunal Federal. “O [Jair] Bolsonaro não pode administrar o país como o quintal da casa dele”, afirmou o senador.
Último embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral afirmou que, em razão da negociação de novas alianças entre os países, o novo embaixador terá papel importante. “Haverá uma agenda muito grande de trabalho”, disse ele, que não quis comentar a indicação de Eduardo.

Dira Paes é processada por seu condomínio por danos no prédio, diz colunista

iBahia - A atriz Dira Paes está sendo processada por seu condomínio, no alto Leblon, após ser notificada e não cumprir com as providências sugeridas pelos condôminos para resolver problemas ocasionados pela obra em sua cobertura.


De acordo com a colunista Fábia Oliveira, o condomínio notificou Dira por conta de uma obra que, segundo os vizinhos, estaria sendo feita de forma irregular e por isso resultou em danos aos apartamentos e à área comum do edifício, principalmente por conta de uma grave infiltração ocasionada pelas chuvas.
Ainda segundo Fábia, o processo constam imagens de infiltrações ocasionadas pela proteção "inadequada" do apartamento de Dira (701) contra as chuvas, que causaram danos aos apartamentos 601 e 602, além de algumas partes comuns do condomínio. Em outra foto anexada é possível ver que um 'telhado' foi improvisado usando tábuas de madeira, cobertas por uma grande lona presa debaixo de alguns sacos de entulho para não voar.
Conforme a colunista, a juíza da ação chegou a dar um prazo de cinco dias para que Dira instalasse um novo telhado para proteção da obra, sob pena de multa de R$ 20 mil por cada nova infiltração ou vazamento oriundos da obra. A magistrada também pediu que fosse instalada uma bandeja de proteção (apara-lixo), a fim de evitar que detritos continuassem caindo na área comum do prédio, sob pena de multa diária de R$ 100. O condomínio diz que, após ser notificada, Dira afirmou que as reclamações eram infundadas e insistiu que os problemas nada tinham a ver com a obra.
Dira informou em sua defesa no processo que trocou a empresa de engenharia responsável pela obra, já que a primeira contratada estava causando diversos contratempos na execução. Dira disse, ainda, que após quase dez anos fechado e sem fiscalização, o imóvel apresentou "desgaste natural inevitável que se faz presente em todos os momentos". Na ação, ainda há fotos dos estragos dos apartamentos de baixo: uma verdadeira cachoeira saindo pela luminária do teto. Ainda de acordo com o processo, os danos levaram o condomínio a interditar parte da garagem superior, causando ainda mais transtornos a todos os moradores, com a superlotação da garagem inferior.

Filme sobre Edir Macedo bate recorde de bilheteria com salas vazias


Gazeta do Povo - 'Nada a Perder 2' estreou na quinta-feira, 15, em salas de todo o Brasil. Só na Grande São Paulo são 145 salas, mas menos do que as 167 da primeira parte. 'Nada a Perder' protagonizou o que não deixa de ter sido um escândalo. Converteu-se na maior bilheteria do cinema brasileiro com 12 milhões de ingressos vendidos. De acordo com a Filme B, que monitora o mercado de cinema no Brasil, a continuação segue o mesmo caminho: desde quinta-feira, já arrecadou mais de R$ 15 milhões.
Lotações esgotadas, salas vazias. Na época, a reportagem visitou várias salas e ouviu sempre a mesma história dos espectadores. Raros admitiam haver comprado ingressos. A maioria dizia que os havia recebido nos próprios templos da Igreja Universal. Só que, mesmo com ingressos garantidos, muito menos que os tais 12 milhões fizeram o esforço de ir às salas.
Na quinta-feira à noite, quando o repórter foi ao PlayArte Marabá, no centro de São Paulo, havia pouca gente na sala. No sábado à tarde, quando voltou, havia muito menos — quatro espectadores, incluindo ele. E, desta vez, a lotação não estava teoricamente esgotada. Foram os únicos ingressos vendidos para a sessão.
Alexandre Avancini, que dirige 'Nada a Perder 2' — também dirigiu o 1º e fez a redução de Os Dez Mandamentos de novela para filme — deve ter lido seu Joseph Campbell. A trajetória do herói, o arco dramático. Edir Macedo segue como herói quixotesco, enfrentando moinhos. Igreja (Católica), políticos, magistrados, todos se unem contra ele.
Mas o 'herói', com sua 'crença' inabalável em Deus, a todos enfrenta (e vence). O chute na santa, episódio visceral na cruzada anti-Edir, é extensamente lembrado, mas não mostrado.
A ficção incorpora trechos documentais, do bispo e sua família, de auxiliares. O filme manipula? Com certeza. É chapa-branca. Toda a tentativa de destruir o bispo e sua reputação é obra do Grande Satã, para usar a linguagem do aiatolá Khomeini contra os EUA, no auge da crise com o Irã. O Satã, vários vezes citado, nunca nominalmente, é a emissora concorrente (da Record). 'Nada a Perder 2' não é um filme inocente, sobre um herói glorificado, e maior que a vida. Tudo ali tem um objetivo, o fortalecimento de uma ideia, um conceito.
O primeiro 'Nada a Perder' arrecadou mais de R$ 100 milhões em bilheteria, também com salas vazias.

"Audiência" - Em dia frio, novelas da Globo vão bem de audiência na grande São Paulo; confiram os consolidados de segunda-feira (19)


As três novelas inéditas e a atual temporada de Malhação tiveram excelentes índices na segunda-feira (19). Além de A Dona do Pedaço, que consolidou 44 pontos graças ao tiro que Maria da Paz (Juliana Paes) deu em Régis (Reynaldo Gianecchini) após flagrá-lo com sua filha Josiane (Agatha Moreira), Órfãos da Terra - que passa às 18h - também superou sua máxima ao registrar 26 pontos de média e 29 de pico. Às 19h, Bom Sucesso mostrou a que veio ao consolidar 35 pontos de média, um feito jamais visto desde sete anos atrás, quando foi ao ar o fenômeno de repercussão Cheias de Charme. Por fim, 'Toda Forma de Amar', que já está no quarto mês de exibição, bateu seu quinto recorde: 22 pontos.
Também não ficou de fora a reprise de A Grande Família, que obtém uma média parcial de 14 pontos - excelente para o horário - e consolidou 20 pontos de média. Em seguida, Por Amor, a atual reprise do Vale a Pena Ver de Novo, bateu recorde ao consolidar 22 pontos de média e 24 de pico.

Média dia 19.6
**06h00- Bom Dia São Paulo 9.9
08h00- Bom Dia Brasil 11.1
09h00- Mais Você 9.7
10h30- Encontro com Fátima Bernardes 8.8
12h00- SP TV 13.7
12h50- Globo Esporte 13.7
13h20- Jornal Hoje 14.6
14h05- Sessão da Tarde: As Férias da Minha Vida (2006) 14.2
15h50- A Grande Família (reprise) 19.8
16h50- Vale a Pena Ver de Novo: Por Amor 21.6
18h00- Malhação – Toda Forma de Amar 22.0
18h30- Órfãos da Terra 26.4
19h15- SP TV – 2ª Edição 31.8
19h35- Bom Sucesso 34.5
20h30- Jornal Nacional 38.2
21h20- A Dona do Pedaço 44.3
22h30- Criança Esperança 18.5
00h15- Jornal da Globo 8.4
00h55- Conversa com Bial 5.8
01h40- Mentes Criminosas 4.6
02h25- Corujão: Ouro Negro – A Saga do Petróleo Brasileiro (2009) 3.8
04h a 06h- Hora Um 5.0

"Audiência" - 'A Dona do Pedaço' bate recorde com sequência de Régis levando bala de Maria da Paz


A novela das 21h 'A Dona do Pedaço', de Walcyr Carrasco, está levantando cada vez mais o horário nobre e tirando-o da lama na grande São Paulo! Nesta segunda-feira (19), a Globo transmitiu a sequência de Régis (Reynaldo Gianecchini) levando um tiro de Maria da Paz (Juliana Paes) após ser seduzido pela filha dela, Josiane (Agatha Moreira), e flagrado aos beijos com a vilã!
Esse foi o momento mais esperado pelo público, que, de acordo com dados prévios, deu à ela 45 pontos de pico. Ao longo da exibição do capítulo, a novela teve média de 43 pontos e 58% de share, ou seja, número de televisores sintonizados na Globo. Provavelmente, ela poderá consolidar uma média de 44 pontos.
Josiane (Agatha Moreira) ferrou mais ainda a mãe após a ocorrência
Um índice igual ou superior a esse acima não era visto desde o início do ano passado, quando estava no ar outra novela de Walcyr, O Outro Lado do Paraíso, que conseguiu isso em 11 de janeiro com a exibição da cena do médico Gael (Eriberto Leão) sendo flagrado pela esposa, Suzy (Ellen Rocche), usando uma calçola e deitado com outro homem, o Cido (Rafael Zulu). Inclusive, nesta década, outras três novelas além desta, Avenida Brasil, Império e A Força do Querer, tiveram o prazer de serem fenômenos por verem audiências bem distantes da meta do horário.

domingo, 18 de agosto de 2019

Agatha Moreira, a Josiane de 'A Dona do Pedaço', revela que viver a personagem a faz chorar


CARAS - Fazendo a vilã mais odiada do momento em A Dona do Pedaço, Agatha Moreira contou em uma entrevista para o Fantástico como está sendo viver a personagem.
Durante o bate-papo com Renata Ceribelli, que vai ao ar neste domingo, 18, a atriz foi questionada pela jornalista como se sente.
"Fazer uma vilã deste tamanho, você chega em casa como?", perguntou Renata Ceribelli no teaser divulgado pela Globo.
E logo em seguida Agatha Moreira responde como fica com o papel. "Exausta, às vezes eu choro", revelou.
Assim como ela, Juliana Paes também já chorou por causa de sua personagem, Maria da Paz. Principalmente, ao gravar a cena do flagra da filha com o marido.
"Eu já desconfiava que ela daria um flagra nos dois, mas não imaginava que estaria armada. Que isso ia despertar nela atitudes e sentimentos que ela rechaçou a vida inteira. Dar um tiro! Foi um tiro que acabou com a vida dela, com os sonhos, com os planos dela de menina, de mulher, de ter uma vida feliz com alguém. Fiquei muito impressionada. Foi um choque, eu chorei muito", declarou a protagonista de A Dona do Pedaço.
Você quer ficar por dentro de todas as novidades do universo esportivo e dos seus atletas preferidos? Acesse SportBuzz.uol.com.br e não dê mais nenhuma bola fora com o seu time do coração!

Nego do Borel é parado em blitz e perde carteira de habilitação


Folha Vitória - O cantor Nego do Borel foi parado em uma blitz da Lei Seca na madrugada de sábado (17), no Rio de Janeiro.
Nego do Borel foi multado e terá de pagar R$ 2.934,70 mil, além de ter a carteira de motorista recolhida e a permissão para dirigir suspensa por um ano. O carro do cantor foi liberado, porém entregue para um condutor habilitado.
De acordo com informações da assessoria de imprensa da Operação Lei Seca, o cantor foi abordado e, após ser orientado sobre a legislação vigente, se recusou a fazer o teste do bafômetro. A assessoria também informou que a carteira de Nego do Borel é provisória. O cantor pode recorrer da decisão.

Queridinho de Silvio Santos, dono da Havan vira “funcionário” do SBT


RD1 - Luciano Hang não tem economizado quando o assunto é propagar as lojas Havan na programação da emissora de Silvio Santos. Como fato recente, o empresário virou o patrocinador do programa de Patrícia Abravanel, o “Topa ou Não Topa”, lançado pelo SBT neste sábado (17).
A harmonia entre as partes é tamanha que, recentemente, a filha de Silvio Santos visitou uma das lojas Havan e deu ao famoso um cartão de funcionário da emissora. “Eu gosto tanto do SBT que até ganhei um crachá de cliente fiel e artista“, brincou em um vídeo ao lado da apresentadora.
“Neste sábado começa uma nova parceria de sucesso: o ‘Topa ou Não Topa’, com a Patrícia Abravanel. A Havan patrocina e acredita nos programas do SBT, porque podem ser assistidos por todas as faixas etárias. É o canal da família brasileira“, destacou.
Além do patrocínio para o game show, o milionário anunciou a nova temporada do “Comprar é bom, levar é melhor”, quadro do “Domingo Legal” de Celso Portiolli, com o patrocínio das suas lojas.
Conhecido como o “véio da Havan”, Luciano Hang participou recentemente do programa de Silvio Santos. Na atração, o apresentador questionou sobre o início da loja, que já soma mais de 100 unidades no país, e também sobre sua admiração pelo presidente Jair Bolsonaro.

As celebridades arrependidas pelo apoio a Bolsonaro


- Fonte: Revista Veja -
DESILUSÃO - Danilo Gentili, que fez piada com a indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador em Washington: a exemplo dos cantores Fagner e Lobão, o humorista passou a ser perseguido por apoiadores do governo assim que mudou de posição (Lailson Santos; JF Diorio/Estadão Conteúdo; Gabriel Cabral/Folhapress)
Danilo Gentili costumava inflamar a tropa bolsonarista com suas piadas e pregações marcadas pelo antipetismo e grande afeição às ideias do presidente. Por essa fidelidade, ganhou uma boa recompensa: em 30 de maio, Bolsonaro se tornou o primeiro chefe do Executivo a aceitar ser entrevistado por Gentili em seu programa, The Noite, no SBT. A conversa rolou em clima de camaradagem. Mas o humor bolsonarista mudou depois que Gentili iniciou uma escalada de críticas ao presidente, principalmente em razão da decisão de indicar o filho Eduardo ao posto de embaixador em Wash­ing­ton. Em 17 de julho, seis dias após essa intenção vir a público, o humorista afirmou na TV que achava boa a iniciativa, porque seria um “Bolsonaro a menos para atrapalhar o governo”. E exibiu montagem de Eduardo com um boné em que se lia “make mamata great again”(“tornar a mamata grande de novo”), trocadilho com um slogan de Donald Trump. Eduardo reagiu, eles trocaram farpas pelo Twitter e o exército bolsonarista nas redes sociais se inflamou contra o apresentador.
O episódio acabou por engrossar a lista de celebridades arrependidas do apoio dado ao presidente. Um dos mais barulhentos fãs de Bolsonaro na época das eleições, o roqueiro Lobão pulou fora da tropa em meados de maio — fazendo também um grande barulho em torno disso. “Não tem capacidade intelectual para gerir o Brasil”, declarou em uma entrevista. De uns tempos para cá, passou a chamar o presidente de “Bolsomico” e se dispôs até a trabalhar pelo impeachment. Mais discreto, o cantor Fagner — que diz ter apoiado Bolsonaro porque desejava “mudança” — assumiu publicamente o arrependimento em entrevista ao programa Conversa com Bial, da Globo, em junho. “Parece que ele continua na campanha. Passa uma impressão de amadorismo”, afirmou.
Em meio aos desiludidos famosos, há um contingente de anônimos que também expressam seu descontentamento nas redes sociais e inspiram os memes de perfis no Twitter como Jair Me Arrependi (140 300 seguidores) e Bolsominions Arrependidos (95 600). A desilusão encontra eco em pesquisas — na última, feita em julho pelo Datafolha, 61% responderam que Bolsonaro “fez pelo país menos do que se esperava”. Assim como Gentili, não estão achando mais graça alguma no governo.

Novo O Rei Leão se torna a 10ª maior bilheteria de todos os tempos


Metrópoles - O remake da clássica animação O Rei Leão, dirigido por Jon Favreau, alcançou a marca de US$ 1,351 bilhão nas bilheterias mundiais, chegando ao ranking das dez maiores bilheterias da história do cinema.
O longa ultrapassou Pantera Negra (2018), que somou US$ 1,346 mundialmente e foi indicado ao Oscar de melhor filme.


O Rei Leão havia passado também a nova versão de A Bela e a Fera, tornando-se o remake mais lucrativo da Disney.
Com esse feito, a Disney se tornou o primeiro estúdio a conquistar cinco vezes em um ano a marca de US$ 1 bilhão.
Além de O Rei Leão, o estúdio superou a cifra com Toy Story 4, Alladin, Capitã Marvel e Vingadores: Ultimato, que também atingiu a marca de maior bilheteria de todos os tempos.

Confira o ranking das dez maiores arrecadações da história do cinema
1 – Vingadores: Ultimato (2019), de Joe e Anthony Russo (US$ 2,795 bilhões)
2 – Avatar (2009), de James Cameron (US$ 2,790 bilhões)
3 – Titanic (1997), de James Cameron (US$ 2,187 bilhões)
4 – Star Wars – O Despertar da Força (2015), de J.J. Abrams (US$ 2,066 bilhões)
5 – Vingadores: Guerra Infinita (2018), de Joe e Anthony Russo (US$ 2,048 bilhões)
6 – Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros (2015), de Colin Trevorrow (US$ 1,672 bilhão)
7 – The Avengers: Os Vingadores (2012), de Joss Whedon (US$ 1,519 bilhão)
8 – Velozes e Furiosos 7 (2015), de James Wan (US$ 1,516 bilhão)
9 – Vingadores: Era de Ultron (2015), de Joss Whedon (US$ 1,405 bilhão)
10 – O Rei Leão (2019) – Jon Favreau (US$ 1,351 bilhão)

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Cantor Gospel é baleado na cabeça em Duque de Caxias; ele está em estado grave

Elyon Sosthenes
Extra - Um cantor gospel foi baleado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com a polícia, o crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira na Avenida Coronel Sisson. Ferido, ele foi socorrido e levado para o Hospital estadual Adão Pereira Nunes, no mesmo município. De acordo com a Secretaria de estado de saúde, o quadro dele é considerado grave.
A Polícia Civil investiga o caso como tentativa de latrocínio. A vítima estaria em seu veículo quando foi abordada pelos criminosos. A apuração do crime está sob responsabilidade da 62ª DP (Imbariê). O órgão confirmou as informações por meio de nota.
Internautas lamentaram o episódio através das redes sociais. Na web, um irmão da vítima publicou um vídeo gravado na porta da unidade onde Elyon está internado.
"Peço a oração de vocês neste momento. Estou aqui no hospital. Ele entrará em uma cirurgia muito complicada ", disso, no vídeo o irmão da vítima. "Ele foi vítima de um cruel assalto e foi trazido às pressas para o Hospital de Sacaruruna ."
Na publicação, internautas lamentaram a situação e prestaram solidariedade: " Estamos em oração. Deus está com ele e tudo correrá bem", escreveu uma mulher. "Estou com o coração apertado, meu amigo. Que Papai do Céu olhe por todos vocês nesse momento", postou outra.

Salvador registra as 24 horas mais chuvosas do ano


Correio da Bahia - Nas últimas 24 horas, Salvador registrou 173,2 milímetros de chuva, o que fez com que fosse o período mais chuvoso do ano até agora. O volume de chuva foi tão alto que quase chegou a todo o índice médio previsto para o mês de julho, que é de 175 mm. As chuvas causaram acúmulo acima de 130mm em seis pontos da capital baiana: Alto do Peru (173,2mm), Bom Juá (149,2mm), Nova Brasília (133,2mm), Rio Sena (130,3mm) e Fazenda Coutos (130,0mm).
"A variação de nebulosidade sobre a capital está sendo ocasionada por instabilidade associada à frente fria, vinda da região Sudeste, que resultam em chuvas acompanhadas de rajadas de vento", explica o subcoordenador de Monitoramento e Análise das Ações Climáticas e Sistemas de Alerta da Codesal, o meteorologista Ricardo Rodrigues.
Para terça-feira, a ordem é continuar atento: a previsão é de que o tempo continue parcialmente nublado, podendo chover a qualquer momento.A temperatura irá variar de mínima de 22º até máxima de 28º.
"A frente fria está se afastando de Salvador e se dirigindo para os estados de Sergipe e Alagoas, sendo que a perspectiva é que o tempo comece a melhorar. Ainda assim a chuva permanecerá, mesmo que fraca na capital baiana, de modo que a Codesal estará de alerta às demandas da população por meio do telefone gratuito 199", afirma o diretor geral da Defesa Civil de Salvador, Sosthenes Macêdo.
O diretor geral afirma que apesar dos transtornos causados, não houve registro de casos mais graves referentes a deslizamentos de terra. “Ainda assim é necessária uma atenção maior nas áreas de risco, principalmente aquelas que constam do Sistema de Alerta e Alarme da Codesal, como nas regiões do Bom Jua, Vila Picasso, Mamede. Sempre que algum deslizamento de terra ou rachadura forem percebidas, o morador deve imediatamente contatar a Defesa Civil”.
Até às 17h30 de hoje, a Codesal registrou 234 solicitações. Foram 21 alagamentos de imóveis, 44 ameaças de desabamento, duas ameaças de desabamento de muro, 25 ameaças de deslizamento, 15 árvores ameaçando cair, 14 árvores caídas, quatro avaliações de imóveis alagados, um desabamento de imóvel, quatro desabamentos de muro, 15 desabamentos parciais, 72 deslizamentos de terra, sete infiltrações, cinco orientações técnicas, duas pistas rompidas e três postes ameaçando cair.

"Bolsonaro diz que Funai “cuidava de tudo, menos do índio"


Gazeta do Povo - O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, em suas redes sociais, que a Funai “cuidava de tudo, menos do índio. A declaração vem quase um mês depois da criação da MP 886, que coloca a demarcação de terras indígenas ao ministério da Agricultura. O STF, no entanto, concedeu liminar que deixa a Funai no ministério da Justiça, de Moro. A MP já está em tramitação na Comissão Mista da Câmara. Bolsonaro se manifestou após a divulgação de relatório da Funai denunciando nove aeronaves sucateadas, responsáveis pelo atendimento médico da população indígena.

'Dance Mania': "Make The World Go Round", clássico de Sandy B refeito por Soulshaker


Até hoje, o maior sucesso de Sandra Barber, mais conhecida como Sandy B, é o single "Make The World Go Round", lançado em 1996 e remixado pelo projeto iraniano Deep Dish na mesma época. A canção alcançou a posição #1 na parada dance estadunidense e foi uma das 100 mais tocadas na Inglaterra, na qual entrou nas compilações 'The Annual II', da Ministry Of Sound; e 'The House Collection - Vol. 4', da casa de shows Fantazia.


No Brasil, teve uma certa repercussão e caiu no repertório do álbum 'Techno Pan', da Jovem Pan FM, distribuído pela Paradoxx Music.
O hit noventista ganhou uma versão produzida pelo projeto Soulshaker, composto pelos irmãos Matt e Warren Meyes, e lançada oficialmente na primavera europeia de 2010. De lá pra cá, a dupla foi responsável por outros seis singles.

Crânios de forma insólita de 12.000 anos encontrados na China

Jornal do Brasil - No noroeste da China os arqueólogos encontraram crânios de forma insólita com idade de 5.000 - 12.000 anos. A prática de deformação de crânios é conhecida em várias culturas antigas, como os maias ou os nativos norte-americanos, existindo até hoje entre vários povos que vivem em lugares remotos.
A nova descoberta difere das outras na medida em que os restos mortais cobrem um grande período de tempo: sete mil anos.


Na China, em túmulos neolíticos situados em um lugar de escavações arqueológicas chamado Houtaomuga, os arqueólogos encontraram 25 esqueletos, 11 deles com sinais de premeditada deformação dos crânios.
De acordo com Journal of Physical Anthropology, onde foram publicados os resultados das escavações, entre esses, 11 crânios são alongados, cinco são de pessoas adultas e seis de crianças. Um dos homens viveu há 12.000 anos e os outros no período entre 5.000 e 6.500 anos atrás.
Os pesquisadores notam que a região em causa era o centro da expansão populacional fora do território nordeste da China: para a China Central, a península da Coreia, o arquipélago japonês, para a Sibéria Oriental e até para a América. O achado é importante por abranger um período tão longo: no futuro, ajudará a revelar o segredo do porquê de uma tradição tão estranha ter surgido.

Procedimento duro
As pessoas começavam a realizar a deformação artificial do crânio logo após o nascimento, quando o crânio ainda é maleável e os ossos ainda não "cicatrizaram" totalmente. A cabeça era envolvida e apertada com uma faixa de tecido ou com uma tala de madeira. O procedimento podia se prolongar durante cerca de seis meses.
Existe até a descrição deste processo: "Cada dia a cabeça da criança é besuntada com pasta de nozes. Isso amolece a pele e evita erupções cutâneas. Depois, a cabeça é enfaixada com uma ligadura mole, feita da casca interna da bananeira. Por cima da faixa é colocado uma espécie de cesto de vime e o topo é amarrado com uma corda de fibra."
Assim, o crânio fica chato e alongado. A maioria dos especialistas diz que isto não influenciava as capacidades cognitivas.

Sinal de pertencer à elite
Os autores escrevem que, embora o critério pelo qual algumas pessoas tinham a cabeça deformadas e outras não ainda seja desconhecido, ficou claro que era o alto status social - não só do indivíduo, mas também da família - que desempenhava um papel importante.
É possível que, no decorrer do tempo, pudessem existir muitas razões da deformação dos crânios, seja como sinal de pertencer a um grupo social de elite, como sinal de beleza ou de proximidade ao mundo espiritual.
Em todos os casos, só algumas pessoas eram sujeitas à deformação dos crânios, o que é indicado pelo fato de que apenas metade de todos os restos mortais apresentavam sinais de modificação. Todos eles eram colocados em túmulos verticais do mesmo tipo, o quer dizer que pertenciam à mesma cultura. Ao lado da mulher com uma criança de três anos foram encontrados objetos de luxo.
Dois túmulos eram comuns – em uma, os crânios do adulto e da criança eram alongados, o que permite pensar que isso era uma tradição familiar.

Todo o mundo faz isso
Por exemplo, nas ilhas na região da Austrália, um homem com uma cabeça alongada é considerado mais inteligente, tem o status mais alto e pode comunicar com as forças sobrenaturais.
Como dizem os moradores da ilha de Malakula, eles alongam a cabeça de seus filhos porque essa é uma tradição baseada nas crenças espirituais de seu povo. É óbvio para eles que uma criança com um crânio modificado é mais bonita e inteligente.
Entre os nativos da ilha de Bornéu (Indonésia) acredita-se que uma testa chata é um sinal de beleza. Nesse caso, a modificação começa no primeiro mês de vida da criança e é realizada usando a ferramenta tadal. É colocada uma almofada na testa, que é apertada por meio de fitas à volta da cabeça.
A mesma tradição existia na Europa. Por exemplo, na França, a prática da deformação artificial de crânio (conhecida como deformação de Toulouse) entre os camponeses existiu até o final do século XIX. Em De-Sevre, a cabeça das crianças era embrulhada por dois a quatro meses com uma faixa apertada, sendo depois substituída por uma cesta de vime e reforçada com fios de metal.

Influência de alienígenas?
A ausência de resposta à questão de onde e por que razão surgiu essa prática de deformação do crânio revelou-se bastante conveniente para os defensores da Teoria dos Astronautas antigos.
De acordo com esta teoria, que os cientistas modernos não encaram seriamente, os povos antigos contataram com representantes de civilizações cósmicas, que poderiam ser considerados como espíritos ou deuses. A forma da cabeça dos alienígenas supostamente poderia ter inspirado os governantes dos povos antigos a imitá-la, a fim de obter acesso à sua sabedoria.

Ex-menudo Robby vence câncer, muda nome e surge com visual surpreendente


Isto É - O ex-menudo Robby Rosa, que venceu dois cânceres nos últimos anos, foi uma das atrações do ‘Domingo Show’, da Record. O músico foi entrevistado pelo programa e contou também que retomou a carreira com um novo nome: Draco Rosa.
O ex-menudo decidiu mudar de nome, enterrando o antigo, após “renascer”. “Fiz o enterro buscando renascer. Só agora posso olhar com claridade o que foi o começo. Tive que esperar esse tempo para despertar”, disse Robby.
O músico, que está com 50 anos, ficou 15 afastado dos palcos. Ainda na entrevista, ele contou que, quando voltou ao Brasil, precisava descansar e pensar na vida.
“[Quando] O câncer chegou, eu estava louquíssimo. Não quero mais tomar medicamentos. A fé move montanhas. Aconteceram muitas coisas, precisava parar. Estou emocionado de estar no Brasil”, afirmou.
Robby, que agora usa o nome artístico Draco Rosa, está no Brasil para divulgar seu novo disco ‘Monte Sagrado’. O músico deixou os Menudos em 1087, afirmando que queria compor músicas, mas que não tinha oportunidade no grupo. Na época, ele foi substituído por Ricky Martin.

Mauro Naves deixa TV Globo após 31 anos


Isto É - Mauro Naves não faz mais parte do time de repórteres da TV Globo. O jornalista, que trabalhou na emissora por 31 anos, deixa a casa como consequência dos fatos relacionados à acusação de estupro que envolveu Neymar. A informação foi publicada pelo colunista Flávio Ricco e confirmada pela Globo.
“O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração”, diz o comunicado oficial da emissora.
Em contato feito por Ricco, Mauro Naves informou que está finalizando outros assuntos referentes a sua saída da Globo e que dará mais informações “depois que tudo estiver concluído”.
A situação de Naves na Globo passou a ficar delicada após surgir a informação que o jornalista havia passado o contato do pai de Neymar para um dos advogados de Najila Trindade, modelo que acusa o jogador de estupro. Por interferência no caso, a Globo optou por afastá-lo, com a decisão sendo anunciada ao vivo no Jornal Nacional, principal telejornal da emissora.

Ítala Nandi posa nua aos 78 anos e diz: 'Eu era o único símbolo sexual que não transava'

Ítala Nandi Foto: Ana Branco / Agência O Globo
O Globo - Nascida em Caxias do Sul numa família sem relação alguma com a arte, Ítala Nandi tem uma teoria: foi entregue a Dionísio, Deus do vinho e do teatro, quando veio ao mundo. É que depois de horas de um trabalho de parto que não evoluía, sua mãe deu à luz assim que virou uma taça da bebida. Neste momento, Ítala teria se tornado "uma bacante".
Nem o pai, um vitivinicultor italiano que comandou o exército de Mussolini, foi capaz de frear a filha, transgressora por natureza. Aos 27 anos, protagonizou a primeira cena de nu frontal feminino do teatro brasileiro (em 1969, na peça "Na selva das cidades", do Teatro Oficina), razão pela qual ele exigiu que a atriz tirasse o sobrenome da família.
Criadora de grandes protagonistas femininas do Oficina, Ítala travou, na vida real, uma luta pela libertação sexual da mulher, ao lado da amiga Leila Diniz. Falava tanto o que dava na telha que uma entrevista sua, publicada na revista "Realidade" e intitulada "esta mulher é livre", foi censurada pela ditadura.
- Nela, eu perguntava por que o homem que transava com muitas mulheres era garanhão, e a mulher que fazia o mesmo, piranha - lembra Ítala que, depois disso, foi proibida de dar entrevistas por um ano.
Mas, na intimidade, ninguém imaginava que ela pouco ligava para sexo.
- Renato Borghi ( ator ), meu grande amigo, dizia que eu era o único símbolo sexual que não transava - diverte-se. - Só tive orgasmo quando passei a fumar maconha.
Aos 60 anos de carreira e inacreditáveis 78 da idade, a atriz continua a mesma mulher livre de sempre. Ao ser perguntada se abaixaria as alças do vestido para deixar os ombros nus na foto, tira toda a roupa e posa com os seios de fora.
No entanto, é rigidez que empregará na governadora linha dura da série "Baile de máscaras", da TV Cultura, a partir do fim do mês que vem. Dia 31, Ítala lança "Milagres", livro em que conta histórias fictícias dos bastidores de trabalhos como a novela "Que rei sou eu?" e o filme "Amor e traição". Em outubro, estreia o longa "Domingo", pelo qual ganhou prêmio de melhor atriz no Festival do Rio 2018, e ano que vem, encena a peça "A caçada". Enquanto isso, comanda uma escola de formação de atores ao lado do único filho, o ator e diretor Juliano Nandi, pai de sua neta, Sofia, de 8 anos.
Nesta entrevista, ele passa a carreira a limpo e lembra seu passado de guerrilheira em Cuba.
- Seria uma Mata Hari.

'Fame's Memory': A vida e obra do consagrado cantor João Gilberto

- Informações: E Biografia; Letras; Revista Época; Itaú Cultural e EGO.
- Fotos: Templo Cultural Delfos; Caderno de Cinema; Veja; Discogs; EGO; Último Segundo e G1.


O cantor e compositor João Gilberto, também conhecido como o 'pai da bossa nova' - gênero musical criado por ele -, morreu neste sábado (06) aos 88 anos em sua casa no Rio de Janeiro. Sabe-se apenas que ele tinha problemas de saúde desde alguns anos antes, mas não a causa da morte.
Nascido no interior da Bahia - mais precisamente em Juazeiro - no dia 10 de junho de 1931, João era oriundo de uma família de músicos e começou sua carreira em meados da década de 40, quando tornou-se membro da banda Enamorados do Ritmo e na Rádio Sociedade da Bahia - quando já residia em Salvador - como crooner.
João Gilberto na década de 1950
Em 1952, João se lançou oficialmente como cantor ao gravar os singles 'Quando Ela Sai' e 'Meia Luz' num compacto simples, distribuído pela gravadora Copacabana. Mas foi seis anos depois que ele despontou, pois apresentou em seu primeiro LP, "Chega de Saudade", um novo tipo de samba: a bossa nova, uma mistura de samba com jazz. Este e o segundo LP, "O Amor, o Sorriso e a Flor", são alguns dos que possuíram faixas extremamente curtas, mas que foram capazes de consagrá-lo como um dos maiores artistas da época.
Capa do disco Chega de Saudade (1958)
Os destaques dos dois álbuns citados são a faixa-título e Desafinado, ambos presentes no primeiro; e Samba de Uma Nota Só e Corcovado, do segundo, que também teve as memoráveis Doralice e O Pato. Duas delas, Doralice e Corcovado, foram regravadas três anos depois em parceria com o saxofonista Stan Getz e a então esposa Astrud Gilberto para o álbum Getz/Gilberto.


João Gilberto e a cantora Astrud, com quem foi casado por cinco anos
João Gilberto, em 1960, com seu filho mais velho João Marcelo
Entre os anos de 1961 e 1973, João lançou três álbuns auto-intitulados, que tiveram os sucessos Samba da Minha Terra, composto por Dorival Caymmi; Insensatez, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes; O Barquinho, cuja autoria é de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli; Falsa Baiana, de Geraldo Pereira; e Izaura, escrita por Herivelto Martins e Roberto Robert. Também foram colocadas nas lojas diversas unidades do LP Amoroso, que apresentou aos fãs S Wonderful, Wave e Besame Mucho. O último álbum lançado por João Gilberto veio no começo da década de 2000. Intitulado 'Voz e Violão', era um trabalho quase inédito, pois tinha apenas os antigos sucessos que o consagrou; porém, em diferentes versões.

João Gilberto na década de 1970
Capa de um dos álbuns autointitulados de João Gilberto (1961)
Capa do álbum Getz/Gilberto (1964)
Álbum João Gilberto en México (1970)
Em seus 88 anos de vivência, João foi pai três vezes. Seu primeiro filho, nascido em 1960, chama-se João Marcelo e é fruto de seu casamento com Astrud, com quem ficou do lado pelos quatro anos seguintes. Um ano depois da separação, muito alegrinho, o cantor casa-se novamente com a também cantora Miúcha, com quem teve Bebel Gilberto, que veio a seguir a mesma carreira artística. Já foi namorado de uma terceira cantora, a Nana Caymmi, e, tempos depois - mais precisamente no ano de 2004 -, tornou-se pai de Luíza, hoje com apenas 15 anos. A menina é fruto de seu relacionamento com a empresária Cláudia Faissol, filha do dentista Olympio Faissol, o mais conhecido e bem sucedido do Rio.

João Gilberto entre Miúcha (in memorian) e a filha do ex-casal, Bebel Gilberto, na década de 2010

Ninguém jamais contestou o talento de João Gilberto, que também era aclamado internacionalmente e fez shows em países como Estados Unidos, México, Canadá e Japão. Já o seu jeito de ser... era simplesmente complexado, pois tinha várias manias e colecionava polêmicas e desfeitas com outras pessoas, não importa se estava dentro ou fora de seus shows. Ele não suportava ouvir qualquer pagante conversando, reclamava constantemente de detalhes do palco e já abandonou show por conta destes e outros problemas.
João Gilberto mostra língua para público após reclamar de som no Credicard Hall, em São Paulo (1999)
Um de seus maiores desvarios ocorreu quando ainda era casado com Miúcha e passou um tempo na terra do Tio Sam. Ele dizia que não sabia nada da língua inglesa, precisando sempre da ajuda da companheira para falar com o pessoal de lá, até um certo dia em que ela, em outras palavras, se negou a ser sua escrava outra vez. Pra quem não falava inglês, certamente ele estava indo muito bem enquanto era flagrado pela cantora numa conversa com um estadunidense!
João Gilberto com a ex-esposa, Miúcha, e a filha Bebel Gilberto em 1966
Durante a gravação de Samba de Uma Nota Só, João empombou com o saxononista Stan por cometer erros nos bastidores e pediu para que Tom Jobim lhe chamasse de burro! Para evitar aborrecimentos maiores, o também consagrado fez uma bela tradução da fala de João, dizendo-lhe que o mesmo sentia prazer em tocar com ele, que não acreditou numa só palavra de Tom.
Stan Getz foi chamado de "burro" ao errar melodia de canção
Nunca abria a porta pra qualquer visita. Elba Ramalho, outra cantora, foi levar-lhe um baralho diferente que ele havia pedido por telefone, mas o objeto foi recebido por debaixo da porta da casa dele. Nem mesmo os funcionários do restaurante Degrau, localizado no bairro Leblon, viram João Gilberto de perto, apesar dele pedir comida lá várias vezes.
Janela do apartamento de João Gilberto em 2011
João Gilberto, ao todo, lançou 12 álbuns de estúdio, 9 ao vivo, 7 singles e 3 EP's, além de ter feito participação especial em 10 álbuns de outros artistas como Rita Lee e Maria Bethânia. Foi homenageado por diversas gravadoras que compilaram seus maiores sucessos, entre elas, a Universal Music, que lançou o álbum 'Millennium' em 1999; e a Goldies, que distribuiu nas lojas as unidades de 'The King Of Bossa Nova'; além de ter participado de 12 especiais na TV. O último deles teve participação de Caetano Veloso e foi gravado na Argentina há vinte anos.
O corpo do cantor foi velado hoje no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e a cerimônia fúnebre foi aberta ao público das 9h às 14h. À partir daí, o corpo foi encaminhado para a cidade de Niterói à fim de ser enterrado - às 16h - num jazigo da família.

Corpo do cantor João Gilberto no Theatro Municipal do Rio (ao lado, de blazer azul marinho, está a moçambicana Maria do Céu Harris, que esteve ao lado dele nos últimos anos)

Bolsonaro segue com pior avaliação entre presidentes em 1º mandato, diz Datafolha

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro tem a pior avaliação de um presidente em primeiro mandato após seis meses de governo, com 33% de opinião positiva e os mesmos 33% de avaliação negativa, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira.
Segundo o levantamento, divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro se mantém como o presidente em primeiro mandato com a pior avaliação a essa altura do mandato desde Fernando Collor de Mello em 1990. Collor tinha uma aprovação de 34%, mas rejeição de 20%.
A avaliação de Bolsonaro se manteve praticamente inalterada em relação a levantamento de abril, o mais recente do Datafolha. Na pesquisa passada, o presidente tinha 32% de avaliação ótimo/bom e 30% de ruim/péssimo.

Presidente Jair Bolsonaro na final da Copa América no Maracanã
(Foto: REUTERS/Henry Romero)
A pesquisa de julho foi feita nos dias 4 e 5, com 2.860 pessoas, em 130 cidades, e tem margem de erro de 2 pontos percentuais.
A pesquisa apontou ainda uma queda na fatia de entrevistados que preveem uma gestão ótima ou boa de 59% em abril para 51% agora, enquanto a opinião de que será regular subiu de 16% para 21% e o pessimismo ficou estável dentro da margem de erro, de 23% para 24%.
Para 61%, Bolsonaro fez menos do que o esperado, enquanto 22% consideram o desempenho dentro do previsto e 12% avaliam que o presidente superou a expectativa -- em linha com os resultados da pesquisa de abril.
(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

EUA vence Holanda e se torna primeira seleção tetracampeã mundial do futebol feminino

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após vencer a Holanda por 2 a 0 na final da Copa da França, neste domingo (7), os Estados Unidos -que também venceram a última edição do torneio- se tornaram a primeira equipe tetracampeã mundial do futebol feminino.
Com o título, as americanas, que já eram as maiores vencedoras da competição, aumentam ainda mais a distância em relação às seleções de outros países -a única outra a levar mais de uma vez o título mundial foi a Alemanha, vencedora em 2003 e 2007.
Mesmo com a derrota, a Holanda garante um feito impressionante, tendo chegado à final nesta que é apenas a segunda Copa Mundial disputada pela seleção do país.
Durante o primeiro tempo, as holandesas até conseguiram segurar o forte ataque americano -foi a única vez na competição deste ano que os EUA não marcaram gol durante os primeiros 12 minutos de jogo.
O placar chegou ao intervalo empatado em 0 a 0 em grande parte graças ao ótimo desempenho da goleira Van Veenendaal. Na segunda metade da primeira etapa, ela fez defesas essenciais para manter a igualdade no placar: foram chutes a queima-roupa, cabeceadas e um golpe potente de fora da área desferido pela craque Morgan.
A goleira, porém, não conseguiu impedir o gol de pênalti convertido pela atacante Rapinoe, marcado pelo VAR depois que a zagueira Van Der Gragt atingiu Morgan com o pé dentro da área holandesa, logo aos 12 minutos do segundo tempo.
Em desvantagem no placar, as holandesas se viram obrigadas a partir para cima do time dos EUA, deixando maiores espaços na defesa. Foi assim que, aos 23 minutos, Lavelle carregou a bola pelo meio de campo, escapou das defensoras holandesas e balançou novamente as redes, com um chute no canto esquerdo da goleira.
Até o final da partida, a goleira Veenendaal continuou sendo figura essencial para impedir que as holandesas sofressem uma goleada, fazendo defesas difíceis sempre que a defesa da equipe falhava.
Depois do apito final, as jogadoras americanas formaram uma roda no meio do campo e se abraçaram, comemorando o segundo título consecutivo da competição.

Morre aos 88 anos o cantor João Gilberto, o pai da 'bossa nova'


O célebre cantor João Gilberto veio à óbito neste sábado (06), aos 88 anos, de causa ainda não divulgada. A informação foi dada por um dos três filhos do cantor, João Marcelo, em seu perfil do Facebook, onde aproveitou para agradecer à então namorada do artista, Maria do Céu Harris (55) por ter ficado ao seu lado nos últimos anos - marcados por brigas judiciais dele com outra filha, a cantora Bebel Gilberto, de 53 anos. Ele também era pai de Luíza, de apenas 15.
Outra coisa que se sabe sobre o cantor é que ele já vinha enfrentando problemas de saúde havia muitos anos e estava em casa na hora da morte. O velório do corpo do cantor ocorreu nesta segunda-feira, das 9h às 14h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.