quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Ex de Anitta rebate comparações com novo affair da cantora


Diário da Amazônia - Pelo visto nem todo mundo aprovou o romance de Anitta com Ronan Carvalho. O empresário postou uma foto com a funkeira em seu perfil do Instagram, na noite da terça-feira (15), e causou o maior alvoroço na internet. Alguns seguidores, no entanto, foram até o perfil do ex-marido da cantora, Thiago Magalhães, e fizeram comparações entre eles.
“Prefiro o ex do que o atual”, disseram algumas pessoas. Thiago, então, tratou de dar um basta nos comentários. “Gente, vamos parar com isso. Nós dois estamos bem resolvidos. É natural que a vida siga para cada um. Vocês precisam parar de fazer comparações e viver a vida dos outros. A vida passa tão rápido, é um desperdício perder tempo vivendo a de outra pessoa”, desabafou.
O post do ex de Anitta logo foi elogiado e aplaudido por seus seguidores, mas ele acabou apagando o comentário de seu perfil.

Escravas sexuais de R. Kelly estariam morando em estúdio do cantor; polícia encontra provas


Portal Rap Mais - R. Kelly passou mais de duas décadas construindo seu legado, mas grande parte de seu império está desmoronando diante de nossos olhos. Hoje cedo, a polícia revistou o estúdio de Chicago do cantor junto com o Departamento de Construção e Zoneamento do Condado de Cook, devido a especulações de que Kellz ‘usasse o local como residência. O armazém onde seu estúdio é destinado para fins industriais, de modo que o Departamento de Polícia de Chicago e o Departamento de B & B fizeram uma visita após especulações de que as pessoas possam estar morando lá (ou seja, as alegadas escravas sexuais). Depois de passar uma hora no estúdio, a polícia e os oficiais encontraram evidências que poderiam provar essa teoria.
De acordo com um relatório da TMZ , um porta-voz da cidade de Chicago confirmou que a busca por policiais e autoridades municipais no estúdio de gravação de R. Kelly foi um sucesso. Durante a busca, as autoridades encontraram violações do código de construção que incluíam evidências de que o estúdio também estava sendo usado para fins residenciais. Além disso, eles também descobriram que houve trabalho feito dentro do estúdio sem quaisquer autorizações ou autorizações adequadas. Agora, a cidade de Chicago irá apresentar uma queixa contra Kellz para uma audiência futura no tribunal.
Embora muitos especulem que a investigação em seu estúdio foi lançada devido a alegações feitas em Surviving R. Kelly , esse não foi o caso. O cantor está enfrentando despejo depois de supostamente dever US $ 166 mil em aluguel atrasado.

Internada, Beth Carvalho se anima com roda de samba no hospital; assista


TNH1 - Internada desde o dia 8 de janeiro no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, a cantora Beth Carvalho, de 72 anos, recebeu uns amigos para uma roda de samba no quarto do hospital. No vídeo publicado no Instagram, a sambista aparece deitada e se anima com a música. Ela chega a cantar, levantar as mãos e sorrir (assista abaixo).


Segundo informou a filha da artista na rede social na noite da última terça-feira, Beth teve as visitas reduzidas no quarto e precisa de repouso absoluto. Ela está com a saúde fragilizada e há quatro meses vem passando por exames de rotinas, indo e vindo ao hospital.
"Venho esclarecer aos que verdadeiramente amam minha mãe, que foram sempre muitos os sambas, festas, carinho, homenagens, jogatinas, e até feijoada de aniversário surpresa para ela em tempos de internação. Não se preocupem, o que mais ouvimos nesses anos todos foram pedidos para diminuirmos a quantidade de gente e volume da música nos quartos. Se agora estamos reduzindo essas visitas é porque o repouso é seu melhor benefício neste momento. Espero que compreendam. Muito obrigada a todos que torcem, oram, emanam o que for bom pra ela! amor amor axé!", postou Luana Carvalho no Instagram.

Gilette é ameaçada de boicote após criticar 'masculinidade tóxica' em comercial

Vídeo tem mais de 83 mil visualizações 8,5 mil curtidas no Youtube
Globo - Uma nova propaganda da Gilette virou alvo de publicações de direita e "ativistas pró-direitos dos homens" nos Estados Unidos por apoiar o movimento “Me Too” e criar uma discussão sobre o conceito de "masculinidade tóxica". No anúncio, em vez de afirmar “o melhor que um homem pode conseguir” — slogan de 30 anos da marca —, uma voz pergunta: “Esse é o melhor que um homem pode conseguir?”
Lançado no último domingo, o vídeo tem mais de 83 mil visualizações e 8,5 mil curtidas no Youtube. Nos comentários, muitos usuários chegam a dizer que nunca mais vão comprar uma lâmina da Gillette.

O filme publicitário, com duração de dois minutos, traz clipes de reportagens sobre o "Me Too", assim como imagens mostrando situações de sexismo em produções cinematográficas, em salas de reuniões e a violência entre meninos. Também chama a atenção de homens quando dizem coisas sexualmente inapropriadas na rua.
— Acreditamos no melhor dos homens: dizer a coisa certa, agir da maneira certa. Alguns já fazem, em grande ou pequeno escopo. Mas outros, não. Os garotos que assistem a isso hoje serão os homens de amanhã — diz o narrador do comercial.

Em certo momento, uma outra voz no vídeo pergunta:
— Bullying, o movimento "Me Too" contra assédio sexual e a masculinidade tóxica... Isso é o melhor que um homem pode conseguir?

Críticas sobre 'falsas suposições'
O filme tem gerado amplo debate e várias críticas. Entre as objeções, estão o fato de que o vídeo implicaria que a maioria dos homens é composta de assediadores sexuais ou violentos. Outros discordaram do anúncio por ter sido dirigido por uma mulher.
A revista de extrema direita “The New American” atacou a mensagem do filme publicitário, dizendo que ele “reflete várias falsas suposições”. A publicação acrescenta, ainda, que “os homens são o sexo mais selvagem, responsáveis por sua periculosidade — mas também por seu dinamismo”.
Outro crítico foi o teórico da conspiração e a figura de extrema direita Paul Joseph Watson. Ele chegou a acusar a Gillette de insinuar seus clientes como "pretensos abusadores sexuais".

Empresa defende 'nova masculinidade'
A Gilette informou que o anúncio é parte de uma iniciativa mais ampla da marca de promover “versões positivas, atingíveis, inclusives e saudáveis do que significa ser um homem.”
— De hoje em diante, nós nos comprometemos a desafiar ativamente os estereótipos e as expectativas do que significa ser um homem em todos os lugares em que você vê a Gilette — disse a empresa, em um comunicado em seu site.

A marca se comprometeu, ainda, a doar US$ 1 milhão por ano, durante um triênio, para organizações sem fins lucrativos com programas projetados para “inspirar, educar e ajudar” homens de todas as idades a alcançar o seu melhor, tornando-se “modelo para a próxima geração”.

José Mayer não é mais contratado da Rede Globo

José Mayer em cena de A Lei do Amor, sua última novela na casa
Puro Entretenimento - O ator José Mayer não pisará na Rede Globo tão cedo. A emissora carioca, que está enfrentando uma crise de audiência desde o segundo semestre do ano passado, anunciou a saída do artista de seu cast após 35 anos de trabalho. Ele estreou na TV em 'Guerra dos Sexos', e à partir daí, acumulou em seu vasto currículo sucessos como 'A Gata Comeu' (1985), 'Tieta' (1989), 'Meu Bem, Meu Mal' (1990), 'História de Amor' (1995), 'A Indomada' (1997), 'Mulheres Apaixonadas' (2003), 'Páginas da Vida' (2006), 'A Favorita' (2008) e 'Império' (2014). Também atuou nas minisséries 'O Pagador de Promessas' (1988), 'Agosto' (1993) e 'Presença de Anita' (2001).

José Mayer como Teobaldo Faruk em A Indomada, uma das atuais reprises do Canal Viva
Mayer seguiu na geladeira da emissora desde o fim de A Lei do Amor, em 31 de março do ano retrasado, graças às acusações do suposto assédio que a figurinista Susllem Tonani teria sofrido por parte dele. Mal ela tinha colocado a boca no trombone e várias mulheres famosas lhe tomaram o partido, como Mariana Xavier, Dira Paes, Sophie Charlotte, Bianca Comparato, Taís Araújo, Camila Pitanga e Letícia Spiller. Todas usaram camisas com a frase "Mexeu com uma, mexeu com todas. Chega de assédio".

Funcionárias da Globo com a camisa 'Mexeu com uma, mexeu com todas. Chega de assédio'
Apenas quatro famosos saíram em defesa de José Mayer, e dois deles se manifestaram publicamente. O autor de novelas Aguinaldo Silva publicou em seu Twitter que não houve crime nenhum, afinal, a Susllem não formalizou nenhuma queixa contra ele. Inclusive, sua pretensão era trazê-lo de volta na pele do mendigo Feliciano, interpretado por Leopoldo Pacheco em 'O Sétimo Guardião', que estreou em novembro.

José Mayer com José Wilker e Susana Vieira nos bastidores de Senhora do Destino
A atriz Betty Faria, que trabalhou com ele em Tieta e A Indomada, achou o caso 'mal contado', além de garantir que ele não é esse monstro que pintaram. Em entrevista ao portal UOL, ela, em outras palavras, acusou a ex-funcionária da Globo de ser uma de suas 'peguetes'.
Outros dois globais que continuaram do lado de Mayer foram Lília Cabral e Paulo Betti, que chegaram a fazer-lhe visitas em casa.

José Mayer e Betty Faria nos bastidores de Tieta
Desde que esse caso veio à tona, as estruturas física e emocional do ator ficaram abaladas. Além da depressão, Mayer enfrentou uma doença rara e autoimune chamada Glanulomatose de Weneger, que causa inflamação dos vasos sanguíneos.

Internautas questionam decreto que flexibiliza posse de arma

Jornal do Brasil - Um dia após o presidente Jair Bolsonaro assinar o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil, o assunto virou trending topic no twitter. Até as 14h30 desta quarta-feira (16), havia 3.928 tuítes.
Com a hashtag #seeleestivessearmado, internautas estão contando brevemente histórias de violência e agressão, e questionam qual teria sido o desfecho se a vítima estivesse armada.
A grande maioria é de pessoas contrárias ao decreto, com episódios de violência doméstica em suas famílias. Estes internautas acreditam que mais armas não garantem a segurança, mas sim podem transformar brigas e confusões em tragédias.

Jair Bolsonaro assina decreto que autoriza posse de armas de fogo


Puro Entretenimento - O presidente Jair Messias Bolsonaro assinou um decreto que facilita a posse de armas de fogo no Brasil para legítima defesa. As condições para se adquirir uma arma de fogo são idade igual ou superior a 25 anos, ter ocupação lícita, residência fixa, ficha limpa, capacitação física e psicológica e morar em estados ou cidades com elevados índices de violência.
Vale lembrar que posse é diferente de porte, que permitira qualquer cidadão perambular aqui e ali armados até os dentes, ainda que não seja militar, carcereiro ou policial. Neste caso, o uso deve ser feito apenas em casa com objetivo de proteger a si e seus familiares, bem como seu patrimônio pessoal.


Para dar esse aval, Bolsonaro se baseou no referendo sobre a proibição do comércio de armas de fogo e munições, ocorrido em 23 de outubro de DOIS MIL E CINCO. Cerca de 95 milhões de brasileiros participaram, sendo a maioria contra o Estatuto do Desarmamento - 64%.
Quem tiver criança, adolescente ou cônjuge/parente/agregado com deficiência mental em casa deve guardar o item em um cofre ou um lugar que esteja só ao seu alcance.

#Opinião: A ideia foi boa justamente por não se falar do porte de armas, mas, mesmo assim, não deveria ser aplicada no Brasil, até porque alguns civis não obedece nem regras simples, como 'não dirigir sob efeito de drogas'. Mesmo sabendo que as armas só devem ser utilizadas em seu próprio recinto para deter os invasores, os mesmos irão resolver seus problemas na base da bala se acharem que devam, seja dentro ou fora de casa.
Ciúme, dívida financeira, discordância de opinião ou uso de drogas são alguns motivos que levam o ser humano ao auge da loucura e perigo. Ainda que os infratores sejam presos por justa causa, não há lei alguma que traga de volta a vida perdida por besteira.
De hoje em diante, é só rezar para nada dar errado e nossas vidas permanecerem intactas, pois não vai ser fácil, não. Parabéns, Bolsonaro! E boa sorte à todos!

'Big Brother Brasil 19' estreia com a pior audiência da história

Tiago Leifert apresentou os participantes para o público
CARAS - Na noite desta terça-feira, 15, estreou na TV Globo mais uma temporada do Big Brother Brasil. Apesar de o reality contar com uma legião de fãs que são verdadeiramente apaixonados pelo gênero, os números iniciais desapontaram.
De acordo com dados divulgados pelo site Notícias da TV, a estreia da atração marcou somente 22,5 pontos de audiência na Grande São Paulo. Essa foi a pior marca da história do programa, que foi lançado no ano de 2002.
Até então, o recorde negativo de uma estreia do reality show ocorreu há três anos com o Big Brother Brasil 16, que atingiu 24,4 pontos em seu primeiro episódio.
Mesmo com a baixa audiência, o BBB 19 virou um dos assuntos mais comentados no Twitter e conseguiu bastante repercussão nas redes sociais.
Os fiéis telespectadores do programa já começaram a organizar as suas torcidas e os haters também não pouparam críticas para a nova edição, que segue com Tiago Leifert no comando.

YouTube muda diretrizes e proíbe vídeos com desafios e pegadinhas perigosas


Tecmundo - O YouTube anunciou alterações nas suas diretrizes de uso e agora recomenda que os criadores de conteúdo do site não façam vídeos com desafios, pegadinhas e brincadeiras perigosas, como a popular Bird Box Challenge, em que pessoas dirigem vendadas.
No site de suporte da Google, a equipe do YouTube lançou um comunicado falando sobre as mudanças. "O YouTube é o lar de muitos desafios e brincadeiras virais amados, mas precisamos garantir que o humor não ultrapasse a linha do que também é prejudicial ou perigoso."
Segundo a plataforma de vídeos, a publicação de desafios em que a vida dos participantes está em risco viola as regras conteúdo nocivo ou perigoso. O objetivo do site é evitar a divulgação de produções que envolvam "sério risco de morte" e também pegadinhas que façam a "vítima acreditar que está em perigo" ou gerem "estresse emocional grave".
A atualização nas diretrizes vem logo após a popularização de dois desafios que estão gerando vídeos que potencialmente colocam a vida dos criadores em risco. Após a estreia do filme Bird Box na Netflix, muitos youtubers começaram a fazer vídeos em que dirigem com os olhos vendados. Até Jake Paul, uma das estrelas mais polêmicas do site de vídeos, chegou a participar do desafio.
Outra série de vídeos que cresceu no site da Google é o Tide Pot Challenge, em que youtubers engolem cápsulas de detergente e gravam suas reações. Além do YouTube ter se posicionado, especialistas em saúde dos Estados Unidos e a própria empresa por trás do Tide Pod lançaram comunicados alertando que comer produtos de limpeza é perigoso para a saúde.


Além de deixar claro que pegadinhas perigosas estão proibidas, o YouTube também anunciou outras mudanças em suas diretrizes para "enrigecer" as regras do que é publicado no site. 
Segundo as novas regras, a publicação de vídeos com thumbnails que mostrem conteúdos violentos ou pornográficos pode gerar um strike por violação de regras.
Além disso, as novas diretrizes também trazem mudanças para os links externos. Se uma produção publicada no YouTube tiver como propósito levar o usuário para endereços que incitem violência, discurso de ódio ou pornografia, o dono do canal também será penalizado.
As novas diretrizes da plataforma começam a ser aplicadas em dois meses, tempo que os youtubers têm para se adequar às regras. Caso o produtor de conteúdo tome três advertências por violação dentro de 90 dias, o canal será excluído.

Ator Caio Junqueira sofre acidente grave no Aterro do Flamengo, Rio


G1 - O ator Caio Junqueira se envolveu em um grave acidente na altura do Monumento aos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, na tarde desta quarta-feira (16).
Ele dirigia sozinho em direção ao Centro do Rio, perdeu o controle do carro, que subiu o meio fio, bateu em uma árvore e capotou. Caio ficou preso dentro do veículo, desacordado, e foi levado para o Hospital Miguel Couto, no Leblon.
Por volta das 16h20, a Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela unidade, informou que o paciente seguia em atendimento com o quadro grave. Às 20h, a SMS divulgou que ele foi operado e seguia internado, com quadro estável. Não foram detalhadas as lesões sofridas.
Os primeiros a chegarem ao local foram agentes do Aterro Presente. Segundo a assessoria de imprensa do programa Segurança Presente, Caio sofreu fratura exposta no braço e foi sedado. Familiares contaram ao G1 que o ator foi levado para a sala de trauma e passou por cirurgia ortopédica.
O artista de 42 anos atuou no filme "Tropa de elite", interpretando Neto, o aspirante "06" que tentava entrar no Batalhão de Operações Especiais (Bope). Um de seus últimos trabalhos foi na série "O mecanismo", sobre a Lava Jato.

Com Wagner Moura no filme Tropa de Elite (2007)
O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado às 13h20 para um capotamento na Avenida Infante Dom Henrique. Segundo testemunhas, o carro teria subido o meio-fio e bateu em uma árvore antes de capotar.
As pistas do Aterro chegaram a ser parcialmente fechadas, provocando trânsito na região durante a tarde.

Acidente no Aterro do Flamengo

Cinco vezes que a Globo acertou no horário das nove, em crise desde o ano passado

Logotipo da Rede Globo de 1995
Puro EntretenimentoDepois que O Outro Lado do Paraíso acabou, em 11 de maio do ano passado, o horário das nove voltou a enfrentar a crise que o acompanha desde seis anos atrás, quando Salve Jorge estreou cheia de críticas e afugentando o público. Quando acabou a trama de Walcyr Carrasco, que foi sucesso de público, veio a fraquíssima Segundo Sol, de João Emanuel Carneiro, sendo seguida por O Sétimo Guardião, cujo único capítulo que prestou foi o primeiro.
Sempre se achando o 'bam bam bam' quando o assunto é audiência, desta vez, Aguinaldo Silva teve azar e não conseguiu elevar a média do horário que João derrubou com um enredo escrito às pressas, por sinal. Confusa, arrastadíssima e muito aquém do que foi prometido, a história de Aguinaldo não conquistou o público e acumula apenas 27 pontos de média geral em São Paulo e no PNT (Painel Nacional de Televisão). Se até maio os índices não subirem, este será o segundo fracasso da carreira do autor - o outro foi Suave Veneno, de 1999.
De 2011 até aqui, a Globo já está em sua 15ª produção, mas foram poucas as que marcaram o público e tiveram um enredo que fizesse algum sentido para os telespectadores. Vejam abaixo a lista das cinco melhores produções do horário e seus diferentes motivos:


05. O Outro Lado do Paraíso (2017)
Escrito por Walcyr Carrasco e inspirado livremente na clássica obra literária O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas, 'O Outro Lado do Paraíso' cumpriu direitinho seu dever de casa, que era manter os índices de audiência do horário nobre - recuperados graças à antecessora, o fenômeno 'A Força do Querer', de Glória Perez. Ao longo dos 172 capítulos exibidos, a saga da vingativa Clara (Bianca Bin) obteve 38.4 (38) pontos na grande São Paulo e 37.4 (37) no PNT, sendo considerada um mega-fenômeno, já que a meta para o horário passou a ser de 30 pontos à partir do mês de abril. O mote principal do folhetim era a 'lei do retorno', baseada na ideia de que tudo aquilo que fazemos, seja o bem ou o mal, volta para nós mesmos mais cedo ou mais tarde.

Bianca Bin e Thiago Fragoso nos bastidores de O Outro Lado do Paraíso
Neste caso, o que importou mesmo foi o sucesso de público. Na opinião dos críticos e alguns internautas, a novela deixou muito a desejar em seu texto e na maneira de Walcyr abordar assuntos polêmicos, como o homossexualismo, alcoolismo e a hipnose, que foi usada erroneamente para desvendar um caso obscuro de pedofilia, uma vez que os profissionais responsáveis por atender pessoas que enfrentam graves problemas como este são os psiquiatras e terapeutas.
Apesar da visão do autor sobre estes e outros temas sociais, classificada como rasa e grosseira/caricata (com uma certa razão), as melhores partes de se assistir à trama foram os ganchos e várias reviravoltas que agitaram os capítulos e deixaram o público com muita expectativa de ver a novela no dia seguinte.

A vilã Sophia também rendia bons momentos na trama

04. Império (2014)
Foi a quinta novela brasileira a vencer o Emmy Internacional de melhor do ano, derrotando a hispânica 'Ciega a Citas', a angolana 'Jikulumessu' e a portuguesa 'Mulheres'. Essa novela sucedeu a fracassada e sem enredo Em Família, de Manoel Carlos, e tirou o horário da lama ao elevar três pontos e alcançar a então nova meta, que passou a ser 35 pontos. Ao longo dos 203 capítulos veiculados, a história escrita por Aguinaldo Silva obteve 32.9 (33) pontos em São Paulo e 33.6 (34) no PNT.

Atores principais da novela Império - da esquerda para a direita: Daniel Rocha, Alexandre Nero, Andreia Horta, Lília Cabral e Caio Blat
Império tinha uma trama parecida com Suave Veneno, sendo esta, inclusive, a intenção dele. Ambos os enredos foram inspirados na peça O Rei Lear, de Shakespeare, e este aqui tinha como personagens centrais o Comendador José Alfredo (Alexandre Nero) - dono da rede de jóias que dá título à novela -, a esposa Maria Marta (Lília Cabral), e os três filhos do casal que disputavam o poder da empresa: José Pedro (Caio Blat), Maria Clara (Andreia Horta) e João Lucas (Daniel Rocha).
Muitos personagens, além do Comendador, caíram no gosto popular de alguns e foram criticados por outros, como a 'novinha' Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa) - que protagonizou cenas quentes com o empresário -, a cross-dresser Xana (Aílton Graça), a grande vilã Cora (Marjorie Estiano na primeira fase e Drica Moraes na segunda), o jornalista fofoqueiro Téo Pereira (Paulo Betti) e o pintor esquizofrênico Salvador (Paulo Vilhena).


03. Amor à Vida (2013)
Este folhetim marcou a estréia de Walcyr Carrasco no horário nobre. Vale lembrar que ele já havia escrito os 60 últimos capítulos de Esperança - de Benedito Ruy Barbosa - no extinto horário das oito.
Mesmo não sendo igual ou superior aos 40 pontos de média geral - exigida entre 2007 e 2014 -, pode-se dizer que Amor à Vida foi um sucesso inquestionável de repercussão, e um dos motivos era o grande vilão gay Félix, vivido por Matheus Solano.

Paolla Oliveira, Antônio Fagundes, Susana Vieira, Matheus Solano e Bárbara Paz nos bastidores de Amor à Vida
O personagem era o principal da família Khoury, composta pelo médico geral César (o pai - Antônio Fagundes), Pilar (a mãe - Susana Vieira) e Paloma (a irmã - Paolla Oliveira). Ambicioso, Félix sempre armava para tirar a irmã da disputa pela herança de César, que era, além da bufunfa, o Hospital San Magno. O sequestro e abandono de sua própria sobrinha - ainda bebê - em um lixão é o ato de crueldade que deu segmento à história, e à partir daí, Paloma lutou para descobrir seu paradeiro.
Entre os destaques, estavam a periguete Valdirene (Tatá Werneck) e sua mãe Márcia (Elizabeth Savalla) - que a incentivava a procurar um homem rico pra se casar -, o aspirante à DJ Carlito (Anderson Di Rizzi), a enfermeira gorda e virgem Perséfone (Fabiana Karla) e a autista Linda (Bruna Linzmeyer).


02. Avenida Brasil (2012)
É o hino da década e também da Globo por ser a mais exportada. Pelo menos 150 nações já acompanharam e aprovaram a saga de Nina (Débora Falabella), abandonada pela madrasta, Carminha (Adriana Esteves), e seu comparsa, Max (Marcello Novaes), na infância. Anos depois, de volta ao Brasil, a mocinha reapareceu na vida da megera - podre de rica graças a outro otário com quem se casou, o jogador Tufão (Murilo Benício) - para se vingar e colocar a rival em seu devido lugar.

Débora Falabella e Adriana Esteves como Nina e Carminha em Avenida Brasil
Avenida Brasil foi um sucesso de público e crítica pelo bom texto e excelente enredo, além de retratar, através do bairro do Divino, a chamada classe C do país, tão pouco falada e destacada nas novelas da Globo. Romantismo, vingança, suspense e futebol foram as fórmulas usadas por João Emanuel Carneiro para segurar o mesmo público que acompanhou a antecedente Fina Estampa, de Aguinaldo Silva.

Família de Tufão em cena de Avenida Brasil
Além de ganhar todos os prêmios do ano de melhor novela aqui no Brasil, foi indicada ao Emmy Internacional na mesma categoria, mas perdeu o troféu para Lado a Lado, transmitida às 18hrs pela mesma emissora entre setembro do mesmo ano e março do ano seguinte.


01. A Força do Querer (2017)
Há seis anos, Glória Perez fazia o horário descer a ladeira do Ibope com a substituta de Avenida Brasil, Salve Jorge, que derrubou cinco pontos tanto em São Paulo quanto no PNT e fechou, respectivamente, com 34.3 (34) e 37.4 (37) pontos. Já em abril do ano retrasado, a coisa foi bem diferente, tanto é que seu folhetim levantou o horário e foi alvo de elogios do público e da crítica especializada.

Juliana Paes como Bibi Perigosa em A Força do Querer
Não é só pela audiência que A Força do Querer deve ser considerada a melhor novela das nove, e sim pela inovação da autora, que deixou de investir na cultura estrangeira para falar da nossa, escolhendo o estado do Pará como referência. Além disso, o público pôde se inteirar do mundo do tráfico, que assombra os moradores de favelas e subúrbios de todo o país, não só o Rio de Janeiro. Vício em jogos de azar, sereísmo e transexualidade foram as tramas paralelas que também chamaram a atenção do público aos poucos, acumulando 35.9 (36) pontos em São Paulo e 35.2 (35) de média nacional.

A personagem de Juliana Paes foi livremente inspirada na vida de Fabiana Escobar, ex-esposa do traficante Saulo de Sá Silva
Apesar da atuação fraca de Fiuk e de alguns personagens que perderam suas funções ao longo da trama e mesmo assim continuaram aparecendo, a novela continua sendo a melhor das nove por não focar apenas nos assuntos repetitivos ou considerados clichês, como vingançagolpe do baútriângulos amorosos e disputa pelo poder absoluto - temas principais de outras novelas além das que estão citadas acima, como 'Tieta' (1989), 'Meu Bem, Meu Mal' (1990), 'Pedra Sobre Pedra' (1992), 'Suave Veneno' (1999), 'Belíssima' (2005), 'Duas Caras' (2007) e 'Insensato Coração' (2011).

Atores principais no lançamento da novela - da esquerda para a direita: Fiuk, Ísis Valverde, Paolla Oliveira, Juliana Paes e Marco Pigossi

Edyr de Castro, atriz e ex-membro da 'Frenéticas', veio à óbito aos 72 anos

Edyr de Castro contracenando com Vivianne Pasmanter na novela das oito 'Por Amor'
[foto: capítulo exibido em 29 de abril de 1998]
Puro Entretenimento - Nesta terça-feira (15), o Brasil perdeu uma das grandes estrelas do cenário artístico nacional. Morreu aos 72 anos a cantora e atriz Edyr de Castro, conhecida por ser uma das integrantes do grupo feminino 'As Frenéticas'. Desde o início desta década, Edyr, cuja causa foi falência múltipla de órgãos devido a problemas renais, morava no Retiro dos Artistas e lutava contra o mal de Alzheimer, que a deixou com dificuldades na fala e nos movimentos.

Edyr Macedo nos anos 70
Sua estréia como artista foi no grupo citado acima, juntando-se a Dhu Moraes, Leiloca Neves, Regina Chaves, Sandra Pêra e Lidoka Martuscelli (in memorian). Todas fizeram enorme sucesso com músicas inesquecíveis, entre elas, 'Perigosa''A Felicidade Bate A Sua Porta''Dancin Days''O Preto Que Satisfaz' e 'Perigosas Peruas'.

Edyr em 2010 com outras cinco integrantes do grupo As Frenéticas
Bem sucedida no ramo musical, Edyr parece que preferiu não estender muito o seu currículo na televisão. Sua estréia foi em 1985 como a secretária Nininha, que trabalhava para o protagonista Roque Santeiro - vivido por José Wilker da novela homônima de 1985. Teve ainda a vigarista Doroteia, que fez uma rápida participação em 'Cambalacho' no ano seguinte, a ex-babá Zulmira da minissérie 'Anos Rebeldes' (1992), e a doméstica Elvira da icônica novela das oito 'Por Amor' (1997).
De acordo com o que foi informado por Leiloca e um dos filhos de Edyr, Joy, o velório e cremação ocorreu nesta quarta-feira (16), no Cemitério Memorial do Carmo, às 10 e 13 horas, respectivamente.

Tom Cruise anuncia mais duas edições de 'Missão Impossível'


UAI - Aos 56 anos de idade, Tom Cruise revela que lançará mais duas edições do filme "Missão Impossível". Os longas devem estrear nos verões de 2021 e 2022. No ano passado, o sexto filme registrou uma das melhores bilheterias para um lançamento da franquia.
Na primeira semana, a produção faturou US$ 153,5 milhões em todo o mundo. Na ocasião, Tom Cruise já havia deixado pistas de que daria sequência em Missão Impossível. "Eu tenho muitas ideias sobre a próxima fase, sobre os próximos dois ou três... de onde quero ir", disse o ator.
Cruise anunciou, nesta segunda-feira, 14, as datas das sétima e oitava edições. Em uma publicação "explosiva" no perfil oficial dele no Twitter, o ator fez a declaração para quase sete milhões de seguidoresna rede social.
O diretor do filme, Christopher McQuarrie, respondeu ao tuíte de Tom Cruise. "Missões: Aceito", escreveu com a hashtag #MissionImpossible.