quarta-feira, 13 de março de 2019

Netflix confirma data de estreia da segunda parte de O Mundo Sombrio de Sabrina


Metro Jornal - "O Mundo Sombrio de Sabrina", ou, no original, "Chilling Adventures of Sabrina", apresenta sua segunda parte no dia 5 de abril na Netflix.
A primeira parte da história, baseada na HQ de Roberto Aguirre-Sacasa, estreou em outubro de 2018, próximo ao Dia das Bruxas. A protagonista (Kiernan Shipka), ao completar 16 anos, é obrigada a escolher entre sua vida como mortal e seu chamado como bruxa.
Na segunda temporada, a série começa mostrando Sabrina muito mais adaptada à sua rotina na Academia das Artes Ocultas, que lhe prepara para ser uma feiticeira poderosa. A segunda parte também deve desenvolver as histórias de Roz (Jaz Sinclair) e Susie (Lachlan Watson), que também têm heranças sobrenaturais.
Depois de inúmeros contratempos que lhe afastaram de seu namorado, Harvey Kinkle (Ross Lynch), ela parece estar disposta a esquecer a vida comum em Greendale. Mas será que isso vai se manter? O pôster prevê um triângulo amoroso que vai incluir ainda Nicholas Scratch (Gavin Leatherwood), um bruxo da Academia que se aproxima dela.

Kate Middleton repete vestido, mas prova que um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença


Metro Jornal - Mais uma vez Kate Middleton demonstrou que não tem nada demais em repetir o look e ainda por cima deu uma lição de como um pequeno detalhe pode dar uma nova cara para uma peça antiga.
Na noite de ontem ocorreu o evento Portrait Gala de 2019 em Londres para arrecadar fundos para a galeria de arte National Portrait. Para a ocasião, a duquesa de Cambridge escolheu um look que já havia sido usado em 2017 durante os prêmios BAFTA.


Ela também mudou o penteado e decidiu deixar os fios soltos, enquanto em 2017 ela apostou em um coque baixo que destacou ainda mais seus brincos.


Ela também mudou o penteado e decidiu deixar os fios soltos, enquanto em 2017 ela apostou em um coque baixo que destacou ainda mais seus brincos.

Júlia Horta, a Miss Brasil 2019, responde a críticas sobre ter uma "beleza comum"


Zero Hora - Júlia Horta, a Miss Brasil 2019, ainda está se adaptando à rotina de compromissos após a conquista do título do concurso de beleza, realizado na noite do último sábado (8). A mineira, de 24 anos, é jornalista e digital influencer. Em sua conta no Instagram, ela soma mais de 300 mil seguidores. Antes da coroa, eram cerca de 80 mil fãs na rede social.
No Instagram Stories, ela aproveitou para responder algumas das perguntas deixadas pelos seguidores. Júlia postou uma série de vídeos e comentou algumas críticas que recebeu de pessoas que afirmam que ela é uma miss de "beleza comum". 
– Estou super tranquila com isso. Ninguém nunca vai agradar a todos. E eu tenho plena consciência de que não ganhei por ser o rosto mais bonito do concurso ou algo do tipo, mas, sim, porque eu estava preparada.
Sobre as primeiras emoções após a vitória, ela diz que ainda está assimilando a conquista do título. 
– Desde sempre queria ganhar o concurso, mas a gente não espera. Minha ficha ainda não caiu totalmente – afirmou a miss.

É grave o estado de saúde de dois dos sete feridos em Suzano

Jornal do Brasil - É grave o estado de saúde de dois dos sete feridos por atiradores que invadiram, na manhã desta quarta-feira (13), a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo. Os feridos foram encaminhados para hospitais da região.
De acordo com o governo estadual, duas pessoas foram levadas para o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Uma delas, em estado gravíssimo, foi socorrida, mas não resistiu. A outra está em estado grave, mas estável e em avaliação médica. A identidade das vítimas não foi informada.

Ataque em escola de Suzano (SP) deixa mortos e feridos
(Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)
Cinco feridos foram levados para o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) – dois deles, em estado grave, e um não resistiu.
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou que foram enviados dois psiquiatras e um psicólogo foram destacados para prestar atendimento às famílias e aos demais envolvidos na ocorrência. Os psiquiatras e o psicóloga atuarão em conjunto com a equipe do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Suzano.

Dupla comete atentado em colégio de SP e vitimiza fatalmente oito pessoas


Alunos e funcionários da Escola Estadual Professor Raul Brasil, localizada em Susano, interior de São Paulo, passaram por momentos tenebrosos na manhã desta quarta-feira (13). Dois elementos tocaram terror lá dentro ao dispararem uma série de tiros, que mataram oito pessoas e feriram outras quinze que se encontram internadas.
O ataque, provavelmente inspirado no atentado de Columbine, ocorrido em 20 de abril de 1999, foi planejado por Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, que foram ambos ex-alunos da instituição.
As imagens das câmeras de segurança mostram o momento em que um dos comparsas, depois que pisa na escola, desfere vários tiros contra um grupo de pessoas que se encontravam ali. O outro comparsa aparece e aplica nas vítimas mortais várias machadadas.

Atiradores da escola de Suzano
Na verdade, a primeira vítima da dupla foi Jorge Antônio de Moraes, o tio de Guilherme, que morreu minutos depois, já num hospital da região, e era dono de uma loja de automóveis, a Localiza Hertz, da qual havia sido alugado o carro usado para chegar ao local do crime, um Onix da Chevrolet.
Momento em que um dos atiradores ataca alunos e funcionários da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano-SP
As outras vítimas foram os estudantes Caio Oliveira (de 15 anos), Claiton Antônio Ribeiro (17), Kaio Lucas da Costa Limeira (15) e Samuel Melquíades Silva Oliveira (16), que morreram no local. Teve ainda a coordenadora pedagógica Marilena Ferreira Vieira Umezo (59), segunda pessoa a ser assassinada; Eliana Regina de Oliveira Xavier (38), a agente de organização escolar, e Douglas Murilo Celestino (16), que morreu a caminho do hospital.

Kaio Lucas da Costa Limeira, Douglas Celestino, Samuel Melquíades Silva Oliveira e Claiton Antônio Ribeiro
Marilena Ferreira Vieira Umezo, Caio Oliveira e Eliana Regina de Oliveira Xavier
O desfecho desse crime terminou com Guilherme efetuando um tiro em seu comparsa e depois em si mesmo assim que se viu cercado pela polícia. Os dois usaram vários instrumentos letais para cometer tamanha crueldade. Foram encontrados com eles um revólver de calibre 38, uma besta - nome que se dá à arma que dispara flechas - e coquetéis molotov, usados para explosões. As informações são do Jornal Nacional.

Menores de 6 anos sem vacinas obrigatórias em dia não poderão ir à escola em Itália


Expresso.PT - Em Itália, as crianças até aos seis anos ficarão proibidas de frequentar qualquer creche, jardim de infância ou escola se não tiverem em dia o plano de vacinação obrigatório. A decisão põe fim a vários meses de debate e foi resumida à BBC pela própria ministra da Saúde, Giulia Grillo: “Sem vacinas, não há escola”.
No caso das crianças mais velhas - e porque a lei não permite que lhes seja vedado o acesso aos estabelecimentos de ensino - poderão matricular-se, mas os pais que não tenham vacinado os filhos terão de pagar uma multa de 500 euros.
Num país onde menos del 80% das crianças estão vacinados completamente (as autoridades referem que a taxa é de 95% no caso das crianças nascidas em 2015), o Governo italiano tinha concedido até ao dia 10 de março para a atualização dos boletins de vacinas, prazo que foi dilatado um dia, pelo facto de a data anterior coincidir com um domingo. Agora não há mais desculpas, afirmou também a ministra, porque “toda a gente teve tempo para se vacinar”.
Embora polémica, a lei é uma resposta ao surto de sarampo que assolou a Itália. Perante as novas regras, uma das principais queixas prende-se agora com a alegada disparidade de critérios com que o processo está a ser conduzido no país, já que são as autoridades regionais as responsáveis por as fazer cumprir e nem em todas as zonas os cidadãos estão a avisados sobre as consequências de não vacinarem os filhos.

‘Tá no Ar’ brinca com ‘tremelique’ de Fernando Rocha, que foi desligado de programa da Globo


Estadão - Cinco meses separam o encontro de Fernando Rocha e Sérgio Mallandro da piada que foi feita na edição do programa Tá no Ar desta terça-feira, 12, na TV Globo.
Na sátira apresentada, Marcelo Adnet interpreta o apresentador do fictício ‘Bem Star’.
Ao lado do ator Thiago Lacerda, o humorista diz: “Você sabe que essa história do exame de urina do Thiago (Lacerda) está me lembrando uma história bacana, que é o reencontro da urina com a ureia dentro do pote. Sabe como que termina esse encontro? O ‘tremelique’ da urina. Vamos chamar o comercial”.

O humorista Marcelo Adnet e o ator Thiago Lacerda, em edição do programa 'Tá no Ar', da TV Globo.
Na vida real, Fernando Rocha e Sérgio Mallandro se encontraram em outubro do ano passado e protagonizaram a tal cena do ‘tremelique’. “O encontro do século: a clara, a gema, o ‘gluglu’ e o ‘tremelique’. Quem vencerá?”, brincou Mallandro na rede social.

TNT se desculpa por dublagem que mencionava Bolsonaro em seriado


Isto É - A TNT Brasil se desculpou na última terça-feira (12) após uma dublagem traduzida de forma equivocada em um diálogo da série “Brooklyn Nine-Nine”, no qual um dos personagens cita o presidente Jair Bolsonaro. As informações são do site TheWrap.
Uma conta no Twitter feita pelos fãs da série no Brasil divulgou o trecho. “O quê? Isso é real? Estamos tentando entender o que aconteceu”, disse o criador da série, Dan Goor.
Na cena dublada, o personagem Boyle (papel de Joe Lo Truglio) fala que “é bom ‘Jair’ se acostumando”, que ele é um dos “minions” e que faz parte do “bonde minion”. A versão original traz a palavra “tramp” (vabagundo, em tradução livre), que também pode ser entendida como uma referência ao presidente norte-americano Donald Trump.

No episódio 5x04 de Brooklyn 99 que foi ao ar na @TNTbr foram utilizadas adaptações na dublagem com cunho político atual brasileiro, o episódio e as cenas em si não tem relação nenhuma com política! No vídeo comparamos a versão original com a dublada
1.332 pessoas estão falando sobre isso
Pedimos desculpas pela dublagem realizada no episódio 5x04 de Brooklyn 99, em que as falas do personagem Boyle tomaram uma direção diferentes da versão original. A TNT solicitou a correção e estamos revisando todos materiais.
Além disso, estamos comprometidos em reforçar o controle de qualidade das dublagens dos conteúdos exibidos em nosso canal e empenhados em entregar os futuros episódios com a tradução mais próxima da versão original.

Modelo revela receber ameaças de morte por sua aparência

iBahia - A modelo grega Sophia Hadjipanteli, de 22 anos, revelou que sofre ameaças de morte por ter "monocelha" (sobrancelhas grossas e unidas). Sophia participou do programa Good Morning Britain, de Londres, nesta terça-feira (12), e contou sobre sua relação com as redes sociais e as críticas. 
No programa, a modelo afirmou que várias ameaças chegam em sua conta no Instagram, que tem 296 mil seguidores. "Eu recebo várias ameaças de morte, mas tento não ler muitas delas. Muitas pessoas me dizendo que eu comprei minhas sobrancelhas, então obviamente não tenho paciência para ver todos os comentários. É uma pena quando você quer ler os que trazem elogios e tem que lidar com isso".


Ela também desabafou sobre como se sente com os comentários negativos: “Quando você pensa que, em algum lugar, alguém diz que seu rosto é impossível de ser encarado, que deixa alguém furioso com isso ao ponto de me ameaçar, é repugnante”. 
Na vida pessoal, a modelo conta com o apoio do namorado, Zac Apostolou, um fotógrafo de Londres. "Ele tinha uma monocelha quando era pequeno. Sempre que eu estou tingindo as minhas, para deixá-las ainda mais escuras, ele fica de perto para acompanhar o que eu estou fazendo".


Sophia Hadjipanteli aproveitou a participação no Good Morning Britain e mandou um recado para as pessoas que criticam sua aparência. "Para todos que mandam ameaças de morte por conta de uma monocelha, vocês precisam repensar suas vidas. A humanidade está realmente triste", aconselhou a modelo.
Em sua conta no Instagram, Sophia defende a quebra dos padrões de beleza e a valorização das belezas individuais.

Paula será intimada a depor após sair do 'BBB 19'

iBahia - Paula, participante do "Big Brother Brasil", será intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) após deixar o reality. Ela é acusada de racismo e intolerância religiosa por causa de suas declarações no programa. Segundo a polícia, as "investigações estão em andamento".


A participante, durante uma conversa com Diego e Hariany, falou que tinha medo de Rodrigo porque ele falava de Oxum. Ela também é alvo de acusações de preconceito racial. Numa conversa na qual contou a história de uma amiga esfaqueada, disse: "E aí eu pensei que ia chegar um faveladão lá, mas, quando eu vi, o cara era branquinho, morou não sei quanto tempo na Austrália ou no Canadá, não sei".
Em entrevista recente ao site, Mônica Von Sperling, irmã de Paula, a defendeu: - É impossível ela ser racista porque somos de uma família de ascendência africana. Ela, inclusive, teve dois namorados negros. Sobre a questão religiosa, apesar de sermos católicos, já frequentamos centros espíritas e igrejas evangélicas. Isso não existe.

Léo Dias detona Bruna Marquezine: “Tem que repensar a carreira”


Jetss.com - Não é de hoje que Léo Dias pega no pé de Bruna Marquezine. Na tarde desta última terça-feira (12), ele criou uma polêmica ao criticar a atriz durante a exibição do programa Fofocalizando, do SBT.
Ao vivo, o jornalista fez uma observação sobre a carreira da atriz, que não deixou os internautas muito contentes!
Leo Dias deu a atender que Bruna estava sendo lembrada por seu antigo relacionamento com Neymar Jr., e não por sua carreira de atriz. “A gente torce para que 2019 seja um ano de trabalho para Bruna Marquezine, porque é importante trabalhar, é importante ter grandes papéis na vida! Quando o grande papel da vida da pessoa foi na infância, tem que repensar a carreira. Eu lembro da Salete, adorava. O ator tem que ter muito cuidado, quando o nome dele ganha grandes proporções em relação a vida pessoal, quando vai interpretar o papel, as pessoas não conseguem relacionar com o personagem e pensam só na vida pessoal!”, disse.
“Recentemente, ela é conhecida como a ex do Neymar, isso é um fato!”, disse Gabriel Cartolano, completando a declaração do jornalista.
Muitos internautas não curtiram o que o apresentador falou da atriz global e trataram de detonar o rapaz. “E você, Léo Dias, tem que parar de recalque com a Marquezine só porque ela não te dá entrevista nem pagando!”, comentou um tuiteiro. “Internet dispara contra Léo Dias: tem que repensar em ser jornalista”, disse outro usuário.

Marjorie Estiano vai protagonizar trama das 21h de Lícia Manzo


Observatório da Televisão - Responsável por viver a médica Carolina em Sob Pressão, série da TV Globo que estreia a terceira temporada ainda este ano, Marjorie Estiano passou a atrair o interesse dos autores da emissora e começou a ser disputada.
Segundo o jornal Extra, a famosa havia sido escalada para Amor de Mãe, novela das 21h de Manuela Dias que estreia no segundo semestre, mas deixou a produção para ser a protagonista de Em Seu Lugar, folhetim de Lícia Manzo que será lançado em 2020.
Vale lembrar que a última novela de Marjorie foi Império (2014). Durante o período longe da teledramaturgia, a artista atuou em séries, como Ligações Perigosas (2016), Justiça (2016) e Entre Irmãs (2017), filmes que depois se tornou minissérie.

Mídia é alvo de Bolsonaro no Twitter a cada 3 dias

Jornal do Brasil - Em pouco mais de dois meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro usou sua conta no Twitter para publicar ou compartilhar mensagens nas quais critica, questiona ou ironiza o trabalho da imprensa brasileira. Foram 29 publicações desde a posse até estas segunda-feira, 11, uma média de uma vez a cada quase três dias na rede social que o presidente tem utilizado como principal meio de comunicação com a população.
Quase metade das críticas e acusações contra a imprensa que aparecem na conta de Bolsonaro é feita por meio de retuíte de aliados e familiares, como dos filhos Carlos e Eduardo e as páginas que costumam reunir simpatizantes do presidente.
Foi o caso do site Terça Livre, que no domingo, 10 publicou texto que falsamente atribui à repórter do jornal O Estado de S. Paulo Constança Rezende a declaração "a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo", ao tratar da cobertura jornalística das movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador e filho mais velho do presidente.
Na noite de domingo, o próprio Bolsonaro escreveu no Twitter: "Constança Rezende, do 'O Estado de SP' diz querer arruinar a vida de Flávio Bolsonaro e buscar o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. Ela é filha de Chico Otavio, profissional do 'O Globo'. Querem derrubar o Governo, com chantagens, desinformações e vazamentos".
A gravação do diálogo, porém, mostra que Constança em nenhum momento fala em "intenção" de arruinar o governo ou o presidente. A conversa, em inglês, tem frases truncadas e com pausas. Só trechos selecionados foram divulgados.
O texto publicado no Terça Livre tem como origem uma postagem no site francês Mediapart, que ontem disse que as informações que serviram de base para o tuíte de Jair Bolsonaro "são falsas". O texto original é assinado por Jawad Rhalib, que se apresenta como "autor, cineasta, documentarista e jornalista profissional".
A publicação no site brasileiro é assinada por Fernanda Salles Andrade, que ocupa cargo no gabinete do deputado estadual Bruno Engler (PSL), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Entidades
O caso envolvendo a repórter do Estado ganhou repercussão internacional e enfática reação de entidades que representam empresas de comunicação, jornalistas profissionais e a liberdade de expressão.
Nesta segunda, a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) emitiram nota conjunta em que lamentam o ataque do presidente ao Estado e à repórter Constança Rezende.
As entidades afirmaram que os ataques à repórter têm o objetivo de desqualificar o trabalho jornalístico. "Abert, Aner e ANJ assinalam que a tentativa de produzir na imprensa a imagem de inimiga ignora o papel do jornalismo independente de acompanhar e fiscalizar os atos das autoridades públicas", diz a nota.
Para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o episódio mostra por parte do presidente o "descompromisso com a veracidade dos fatos" e se caracteriza como "o uso de sua posição de poder para tentar intimidar veículos de mídia e jornalistas".
Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Maria José Braga afirmou que o ataque é um atentado à liberdade de imprensa. "O presidente e seus seguidores tentam intimidar os profissionais jornalistas por meio de agressões verbais e ameaças", declarou.
Procurados nesta segunda-feira, integrantes do governo Bolsonaro não quiseram comentar o caso.
Ao eleger a imprensa e veículos de comunicação como alvo, o presidente costuma fazer comentários em tom irônico e acusações de fake news. Em quatro postagens, consideradas em levantamento anterior do Estado, Bolsonaro também divulgou entrevistas que concedeu à TV Record e a um canal italiano, e um discurso seu em que fala sobre liberdade de imprensa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Emanuelle Araújo, de 'Cordel Encantado', voltará às novelas em Órfãos da Terra


A cantora, compositora e atriz Emanuelle Araújo voltará às novelas após dois anos, quando chegou ao fim o fracasso das nove A Lei do Amor, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Podendo ser vista em Cordel Encantado, que está em cartaz no Vale A Pena Ver de Novo desde janeiro, Emanuelle foi escalada para 'Órfãos da Terra', que substituirá Espelho da Vida no próximo dia 02 e falará sobre refugiados sírios. Inclusive, a nova produção é escrita pelas mesmas autoras de Cordel Encantado, Duca Rachid e Thelma Guedes, também autoras de outros dois sucessos: O Profeta (2006) e Cama de Gato (2009).

Emanuelle Araújo e Felipe Camargo em cena de Cordel Encantado
Emanuelle, que protagoniza a série Samantha! na Netflix, dará vida à personagem Zuleika, que ainda vive sob o mesmo teto que os pais. Na nova trama, Zuleika troca confidências apenas com sua filha Cibele (Guilhermina Libânio), que a incentiva a terminar o casamento cheio de infidelidade e partir pra outra. No decorrer dos capítulos, Emanuelle formará par romântico com Danton Mello, intérprete do delegado Almeidinha.